Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em quase 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

sábado, 26 de fevereiro de 2011

MÃES EM CONTATO MUDOU A MINHA VIDA!


Prezada irmã Jane Esther agradeço a Deus pela sua vida, pela sua ajuda e também por “Mães em Contato” ter mudado o foco da minha vida com relação à oração! Eu não ligava muito para orar. Não entendia o que era “Crer no Poder da Oração” e muito menos que a “Nossa arma é a oração”!

Conheci o trabalho de “Mães em Contato”, pela internet, através do site: www.momsintouch.org e, através dele, cheguei à irmã. Que alegria, que felicidade poder compartilhar esse meu testemunho, para outras mães depois de ter recebido todo auxílio do meu Deus e a sua destra de companhia.

Meu filho de 15 anos foi criado na igreja, participando da EBD, de EBF, cantava no grupo de louvor, enfim, era um filho que toda mãe gostaria de ter. No mês de maio do ano passado, comecei a observar que ele, estava muito agressivo em casa. Fui até a escola onde ele estudava para dar uma incerta, e quando cheguei lá, encontrei-o com mais dois meninos usando drogas injetáveis. Eu quase morri! Não podia acreditar no que estava vento, mas, estava vendo! Senti uma forte dor no meu coração, a respiração faltou... Eu, uma professora de nível superior, esclarecida, que achava que sabia de tudo, vendo meu filho numa situação daquela... Fiquei perplexa! Atordoada! Meu mundo ruiu!   Desabei!   Ele não me viu, pois saí imediatamente. Após me refazer, procurei a direção da escola e conversei com diretora. Disse o que estava acontecendo. Ela ficou de tomar providências!

Conforme sua orientação, irmã Jane Esther, comecei minha jornada. Voltei à escola onde meu filho estudava, juntamente com meu grupo e, conversamos com a diretora sobre o nosso Ministério de oração e como funcionava.

Ela, não era evangélica, mas nos atendeu com muita atenção. Aceitou que orássemos pela escola e nos cedeu o nome de todos os professores, número de alunos, quais eram os maiores problemas que escola enfrentava, enfim, abriu a porta para nosso grupo.

Toda terça-feira, eu e mais 3 (três) mães, nos reuníamos em minha casa, às 14h para orar. Seguíamos os princípios do Ministério de “Mães em Contato” dando total ênfase aos 4 passos para oração. (Adoração, Confissão, Ação de Graças e Intercessão). Comecei a compreender o que era entregar meu filho nas mãos de Deus e deixá-LO cuidar dele. Foram meses e meses, orando por ele, seus dois “amigos”, sua escola, seus professores, a direção e todas as demais pessoas que estavam perto dele. Ele é o meu único filho.

Minhas companheiras de oração, também estavam passando por lutas, com seus problemas, mas, com os corações enternecidos pela minha luta. Elas também adotaram as escolas de seus filhos e tudo mais... Sabíamos que não era por força, nem por violência, mas “pelo espírito de Deus”. Eu sabia que Deus iria operar um milagre!

Meu filho, muitos domingos, só ia à igreja à noite, e, na maioria das vezes, contra a vontade e revoltado. No mês de dezembro, ele fora reprovado na escola. Não quis participar de nada na igreja. Começou a achar os colegas da igreja, “caretas”, atrasados, ridículo.

Meu esposo, muito angustiado, procurava agir sob a orientação de Deus. Ele dava o suporte necessário para o filho, mesmo sabendo do envolvimento dele com as drogas. Quando ele estava “bem”, dizíamos que o amávamos muito, mas que ele estava indo por um caminho sem volta. Ele atendia, mas quando a necessidade de usar drogas se tornava insuportável ele transmudava. Não ouvia ninguém. Não aceitava ir para nenhuma Clinica de Recuperação de Dependentes Químicos. Saía de casa e não sabíamos onde, estava, o que estava fazendo, enfim, um desespero... Duas vezes o colocamos numa Clínica Terapêutica, mas, assim que retornava e encontrava os velhos “amigos”, começava o desespero.

Eu sentia que Deus ia fazer uma obra, pois ele estava procurando uma maneira de se libertar, mas não tinha forças, o vício o dominava. A palavra de Deus diz que quando conhecemos a verdade, Ela nos liberta! A verdade é Jesus! E Jesus liberta! MEU FILHO SERIA LIBERTO DAS DROGAS POR JESUS ATRAVÉS DO PODER DA ORAÇÃO!

Muitas vezes eu falava com meu filho para que convidasse seus amigos para irem à igreja com ele, mas, nada acontecia. Eu não perdia a esperança! No mês de agosto desse ano de 2009, na hora que eu e meu esposo estávamos saindo para a igreja, meu filho disse que iria conosco, como, às vezes, fazia. Quando chegamos à porta da igreja, ele, os dois “colegas" (Arthur, apelidado de mamão e Carlos, apelidado de cacau) e mais outro garoto, (Fábio) entraram e foram para a galeria. Minhas companheiras de oração começaram a orar. Naquela hora, Deus falou a meu coração que um milagre iria acontece. Durante o culto pude observar que eles estavam atentos a tudo que acontecia. Foi uma noite especial. Tudo que aconteceu foi diferente, maravilhoso! Na hora do apelo meu filho e seus dois colegas (Arthur e Carlos) foram a frente e ACEITAM  JESUS CRISTO!

Quando abri meus olhos, vi meu esposo chorando... Olhei para frente,e vi meu filho! Mais do que depressa eu e minhas irmãs “Mães em Contato”, e outras “Mães em Contato” fomos até a frente, juntamente com os jovens da igreja, e os abraçamos. Vimos mover de Deus, sobre vida deles. Hoje são jovens transformados e servindo a Jesus. Obrigada “Mães em Contato”, obrigada minha coordenadora irmã Jane Esther!

EU CREIO NO PODER DA ORAÇÃO!
A NOSSA ARMA É A ORAÇÃO!
TODO FILHO PRECISA DE UMA MÃE QUE ORA!”


 (Testemunho da “Mãe em Contato” Cláudia Fiqueira Martins, 42 anos – Rio de Janeiro, RJ – BRASIL).

“A fé vê o invisível, crê no incrível e recebe o impossível”. 
(Dr. Philip Harris)




Nenhum comentário:

Postar um comentário