Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em quase 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

quarta-feira, 5 de março de 2014

TESTEMUNHO DE ANA CLAUDIA FONSECA CINTRA DE MATTOS - DEUS ESTÁ NO CONTROLE...



"Rio de Janeiro 07 de dezembro de 2013.

Querida irmã Jane Esther e amadas irmãs do Ministério Mães Unidas em Oração.

Hoje posso escrever o testemunho de vitória concedida a minha filha, da parte do Senhor Jesus Cristo.

Minha filha Rebeca, 27 anos vinha sentindo fortes dores abdominais durante alguns meses. Após consultas médicas e realizar exames de imagem, nada de sério havia sido diagnosticado. Porém no dia 28 de outubro, ela teve que se ausentar do trabalho, devido as fortes dores.

Ao ir vê-la em sua casa a encontrei literalmente rolando de dor acompanhada por meu genro este muito aflito, sem saber o que fazer. Tentamos ligar para SAMU, solicitando uma ambulância, o que foi inútil.

Resolvemos então leva-la a Unidade de Pronto Atendimento em Padre Miguel. Ao chegarmos as 18h00 horas, ela foi atendida por uma médica, as 18:30. A referida profissional de saúde prescreveu diferentes medicamentos venosos, portrêsvezes sem que nenhum deles surtisse o efeito esperado.A dor continuava e minha filha se contorcendo não suportava mais. Foi quando o primeiro milagre aconteceu; outro médico, que estava de serviço naquela noite se dirigiu a nós e perguntou: - Qual médico está atendendo? Voltando-se para Rebeca. Ele ele mesmo disse: - Insistam dizendo, que não está passando a dor, e que eles tem que fazer algo!”. Nesse momento pedi a minha filha e meu genro, para entrar no consultório daquele médico e eles assim fizeram, mesmo não sendo este, um procedimento correto da Unidade. 

Só aí então ela foi devidamente examinada e o exame de rx do abdômen foi solicitado e prescrito um novo medicamento há essa hora, já haviam sido quatro tipos diferentes de medicamentos intravenosos e já eram meia noite e meia. 

A dor insistia resistindo a todos os remédios, então o médico decidiu internar Rebeca na sala amarela da UPA. Aproximadamente uma hora da manhã eles foram de ambulância para o Hospital Albert Schweitzer, afim de realizarem uma tomografia do abdômen. 

Nesse momento a Rebeca só havia se sentido aliviada das dores após a ministração de morfina. Eu havia ido para casa para descansar um pouco, e quando liguei, para meu genro ele me informou que o exame, apontava um tumor. 

No dia seguinte na saída de minha filha da UPA tentei vários caminhos entre órgãos públicos para internar minha filha para uma cirurgia para retirar aquele tumor, mas todas as tentativas foram frustradas. Percebendo que não conseguiríamos sucesso pela rede pública, pedimos orientação a médicos conhecidos e uma médica ginecologista nos disse que deveríamos fazer uma ressonância magnética do abdômen. Fomos ao SASE - Serviço de Assistência Social Evangélico, em Caxias e fizemos o exame onde foi constatado um tumor de 7cm localizado no ovário esquerdo. 

Nesse momento nosso coração estava muito apertado, pois sabemos o que pode se tratar nestes casos. Além disso, ainda não sabíamos onde e como seria a cirurgia. Recebemos duas possibilidades de internação em hospital público, porém nossos corações não se abriam para estas possibilidades. Pensávamos quem é o médico, que irá operar nossa filha?! Deixa-la nas mãos de um médico desconhecido, não nos confortava o coração. 

Deus através do Espírito Santo nos trazia a memória todo o tempo o nome de uma médica ginecologista cirurgiã que havia trabalhado conosco no SASE de Realengo no ano de 2011. Dra. Rosangela M. Wanderley, então procuramos saber o endereço de seu consultório e no dia 29 de outubro estávamos no consultório em Brás de Pina sendo consultada pela Dra Rosângela, que indicou repouso absoluto e uso de antibiótico e Tilex para controlar a dor. Fazemos questão de mencionar o nome destes medicamentos, para que as amadas irmãs saibam como se tratou de situação tão séria e a maneira tremenda, que o nosso Senhor interviu no processo através das vossas orações. 

No momento da consulta ao falar sobre a cirurgia a Dra. nos informou que só realizava a operação pelo sistema particular e que custaria R$ 7.000,00 (Sete mil reais). Naquele momento fique apreensiva, pois não tínhamos aquela quantia então o pensamento que me ocorreu foi vendermos um carro nosso para levantarmos aquela quantia o mais rápido possível, pois a operação estava marcada para dia 06 de novembro. Ao sairmos do consultório meu genro Paulo Marcos me falou: - Fica tranquila tia, que eu tenho esse dinheiro, confesso que foi grande a minha surpresa, pois somos assalariados e eu não podia imaginar que ele tivesse esse valor. Foi então quando ele me disse que nem minha filha sabia da existência deste dinheiro, pois ele estava juntando, para fazer uma surpresa para ela. O dinheiro, exatamente os R$ 7.000 nem um centavo a mais, era para o casamento deles. 

Vou aproveitar este momento de testemunho e abrir um parêntese para reafirmar o que a Palavra de Deus nos diz em Romanos 8:28 que: “Todas as coisas” incluem as menores e as maiores, as agradáveis e as desagradáveis. Na verdade, “todas as coisas” são os meios indiretos que Deus utiliza para atuar em nossa vida sem que estas constituam um fim em si mesmas. Esse versículo nos ajuda a ver – além das circunstâncias – a mão de nosso Deus que as dirige. Sempre é uma mão de amor, mesmo quando usa meios que nos causam dor. “Para talhar e fazer brilhar certas pedras preciosas é necessário golpeá-las inúmeras vezes.

Minha filha Rebeca, engravidou aos 15 anos do meu primeiro neto, Marcos Paulo, hoje com 11 anos. Quando este fato ocorreu foi outro momento muito difícil para mim. Logo após, eles formam morar juntos e há cinco anos nasceu minha netinha Mariana.






Bem, Rebeca disse ao seu pastor, que ele poderia batizá-la em águas, pois em breve ela estaria legalmente casada, mas os anos foram passando e ela não cumpriu o voto que fez ao seu pastor e automaticamente a Deus. Lembremos o que a Bíblia também diz a cerca disso em Eclesiastes 5:4 "Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos. Cumpre o voto que fazes."

Bem, voltando ao testemunho... Lembra do que eu disse que valor guardado, pois bem, este valor tinha por objetivo fazer uma festa de casamento, mas o voto não precisava dessa quantia toda. Um casamento no cartório custa bem menos.

Continuando então, a cirurgia foi marcada para o dia 06 de novembro e, para Glória de Deus tudo transcorreu normalmente, com exceção das palavras da Dra. Rosângela que se dirigindo a mim, meu genro e meu esposo disse: “As notícias não são muito boas. O tumor estava muito agarrado ao ovário esquerdo e ao útero portanto foi realizada uma histerectomia parcial". Aproveitou para dizer que teríamos que esperar o diagnóstico fechado. Disse para irmos ao INCA. 

No dia 08 Rebeca já estava em casa. O curativo tinha que ser feito todos os dias, o que ia bem até que em uma consulta a médica disse que tínhamos que mudar o procedimento, pois havia se formado ceroma e que este teria que ser tirado espremendo a cada curativo. Rebeca sofreu significativamente durante esse processo. 

Durante os 28 dias em que aguardamos o resultado da biópsia, pensamentos como o fato de mais de 4 pessoas da família por parte de pai haviam morrido de câncer e dois deles neste ano. Sobrevinham-nos perguntas e temor de minha filha estar acometida desta tão terrível doença. Confesso, que de todas as provações que já passei nestes 50 anos de vida esta foi a pior. 

No dia 04 de dezembro estávamos no INSS para perícia e Rebeca resolveu ligar para o consultório médico em busca do resultado da biópsia. Durante esses quase 30 dias, milhares de Mães Unidas em Oração, muitos servos e igrejas inteiras estavam intercedendo por Rebeca Fonseca Barros da Silva e o Senhor, que tudo pode agiu de forma tremenda e assim como nos prometeu por seu profeta ele cumpriu mais uma vez em nossas vidas. 

“Quando passares pelas águas, estarei contigo, e, quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.” (Isaías 43.2). 

Sim. O resultado da biópsia deu NEGATIVO PARA CÂNCER. Fato que surpreendeu nossa querida Dra. Rosângela, que na última consulta havia mencionado ser Rebeca tão jovem e nós dissemos; não se preocupe doutora Deus está no controle e hoje dissemos a ela, lhe trouxemos um presente: Um exemplar da Palavra de Deus, ela se emocionou e ficou muito agradecida e sensibilizada.

Quando nos falou do resultado nos deu parabéns e disse que estava muito contente e que queria nos abraçar, então dissemos que estaríamos na próxima terça-feira em seu consultório para pegarmos o resultado por escrito e abraça-la e dizer-lhe que só o SENHOR JEOVÁ É DEUS!

E assim será se Deus nos permitir.
Da esquerda para direita: Rebeca, Ana Claudia, minha mãe Loid e minha filha caçula, Hadassa.


Como disse esta foi uma grande prova, porém uma GRANDE VITÓRIA!

Em fim termino meu testemunho agradecendo a essas mulheres valorosas, que oram intercedendo por diversos filhos, que não conhecem e por mães como eu, que sofrem por verem seus filhos em situações adversas. Como palavra encorajadora digo a todas; 

VALE A PENA SERVIR E INTERCEDER AO NOSSO SENHOR! Não desistam, não parem, não desanimem. MUITO OBRIGADA E A DEUS TODA GLÓRIA. 

A paz do Senhor e um beijo querida irmã Jane Esther". 

Ana Claudia Fonseca Cintra de Mattos
(Pastora Auxiliar na Igreja Sem Fronteiras em Itaguaí - RJ e Líder de Mães Unidas em Oração)

Nenhum comentário:

Postar um comentário