Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em quase 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

sábado, 26 de março de 2016

OS PRIMEIROS ANOS DE NOSSOS FILHOS SÃO O ALICERCE PARA UMA AUTO-ESTIMA POSITIVA

A auto-estima é um ingrediente importante para uma vida feliz e bem-sucedida. A pessoa pode ser abençoada com inteligência e talento, mas se carece de auto-estima, este pode ser um obstáculo em ter sucesso num emprego, num relacionamento e praticamente em todas as áreas da vida.

Os primeiros anos de nossos filhos são o alicerce para uma auto-estima positiva.

Como mães, não podemos controlar tudo que nosso filho vê, ouve ou pensa, e que contribuirá para sua auto-imagem. Porém há muito que podemos fazer.

Deus nos deu um presente especial – um novo ser humano com uma "folha em branco". Durante os primeiros anos, aquilo que passa pela cabeça dele o deixa muito impressionado. Temos uma oportunidade de estabelecer uma "conta bancária de auto-estima" na qual nosso filho armazena muitas coisas positivas sobre si mesma. Nos anos e décadas que virão, esta "conta bancária" compensará as experiências negativas, que são inevitáveis.

Como estamos fazendo os depósitos na conta de nosso filho? Como podemos contribuir para a auto-estima de nosso filho?


Aqui estão algumas sugestões:

1. Demonstre amor e afeição. Tudo que fazemos com nossos filhos, desde a mais tenra infância, deve ser com afeição e amor. Um bebê tratado com carinho terá um sentimento subconsciente de que é valioso e importante o suficiente para ser amado.


2. Elogie seu filho. Faça elogios ao seu filho sempre que possível, toda vez que ele fizer algo bem feito. Diga: "Estou orgulhoso de você. Você é muito especial. Gostei da sua 
maneira de fazer isto."

3. Torne seus elogios críveis. É importante, no entanto, que ele acredite nos elogios. Frases exageradas como: " Você é o melhor do mundo. Você é a pessoa melhor que já
existiu" podem na verdade ser contra-produtivos. A criança desenvolverá um ego inflado, e isso pode afetar seu relacionamento com os amigos, o que a longo prazo terá um efeito negativo sobre sua auto-estima.

4. Estabeleça metas para seu filho. A meta deve ser algo passível de atingir – vestir-se sozinho, conseguir uma determinada nota na próxima prova escolar. Estabeleça metas que sejam apropriadas para a idade e capacidade de seu filho (estabelecer um objetivo inatingível terá um efeito negativo). À medida que seu filho se aproxima da meta, estimule-o e elogie cada sucesso ao longo do caminho. Quando seu filho atingir a meta, cumprimente-o e reforce sua auto-imagem como realizadora.

5. Critique a ação, não a pessoa. Quando seu filho fizer algo negativo, diga: "Você é uma criança especial e muito boa, não deveria estar fazendo isso".

Não diga: "Você é mau". Olha só o que você fez? Não serve para nada... etc...

6. Confirme os sentimentos do seu filho. Quando seu filho recebe um golpe na sua auto-estima, é importante validar seus sentimentos.

Por exemplo, se seu filho se ofendeu com um comentário maldoso de um amigo ou professor, diga a ele: "Sim, você ficou ofendida por aquilo que a pessoa disse" ou "Você se ofendeu com o fato de que a outra pessoa não gosta de você".

Somente depois que seu filho sentir que seus sentimentos foram validados, ele se abrirá, permitindo que você lhe aumente a auto-estima, apontando pessoas que gostam dele, e as coisas positivas que outros disseram a respeito dela.

Deixe seu filho desabafar.... Não o rotúle... nem o repreenda. Aprenda a escutá-lo!

7. Tenha orgulho do seu filho. De maneira regular, você deve lembrar-se de dizer ao seu filho como você se sente feliz e orgulhoso por ser mãe dele.

8. Fale positivamente sobre seu filho na presença de pessoas importantes na vida dele, como avós, professores, amigos, etc.

9. Nunca compare seu filho com outras crianças, dizendo: "Por que você não é como Carlinhos?" Quando esse tipo de comparação for feita por outras pessoas, diga ao seu filho que ele é especial e único à sua maneira.

10. Assegure que outras pessoas que lidam com seu filho conheçam seus pontos positivos. No início do ano escolar, fale com os professores de seu filho e diga-lhes quais são seus pontos fortes, assim a professora terá uma atitude positiva neste aspecto e continuará a reforçar aqueles pontos fortes.

11. Diga ao seu filho, sempre, que o ama incondicionalmente. Quando eles falham, ou fazem algo errado, lembre-se de dizer: "Você é especial para mim, e sempre o amarei, não importa o que aconteça!"

12. Cuide de sua própria auto-estima. Você precisa enxergar-se sob uma luz positiva. Mães que não têm auto-estima terão dificuldades em criar um filho com uma elevada auto-estima. Uma mãe positiva é aquela que sabe que não é perfeita, mas se valoriza, e está sempre tentando crescer e melhorar.

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?


Nenhum comentário:

Postar um comentário