Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em mais 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE SETEMBRO DE 2018

É maravilhoso fazer parte de Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil e conhecer o extraordinário Programa de Oração Mundial em PGOs - Pequenos Grupos de Oração, que Deus deu a uma mãe: Fern Nichols, em 1984, no Canadá, e que já está em mais de 150 países... 

Um Ministério que durante anos tem sido referência na vida de milhões de mães ao redor do mundo!

Louvamos a Deus por mais um mês de oração pela vida de nossos filhos e escolas...

Agradecemos a vocês Mães Unidas em Oração que enviam seus pedidos e, através deles podemos elaborar o Calendário Nacional de Oração que tem norteado cada mãe no seu momento "A Sós com Deus"!
No Momento "A SÓS COM DEUS", a Mãe Unida em Oração escolhe a hora mais apropriada, diariamente, e ora de 3 a 7 minutos por um dos filhos (biológico, adotivo ou espiritual), pela escola e pelo pedido do dia que está no Calendário Nacional de Oração, enviado para todas as Mães que pertencem ao Ministério, em PDF. O Calendário não substitui o encontro semanal dos Grupos de Mães Unidas em Oração.

Se a irmã pertence ao Ministério Internacional e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).

Somos apenas servas!

Se você sentiu o toque do Espírito Santo para participar, o primeiro passo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil é fazer sua inscrição como Mãe (biológica, adotante ou espiritual) colocando seu(s) filho(s) e a escola adotada em oração na Rede Mundial de Oração.

É só fazer a inscrição para receber todas as informações necessárias através do link:
http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Tão logo encontre outra mãe que também tenha sido tocada pelo Espírito Santo comece seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Foi assim que começou com Fern Nichols em 1984, no Canadá. Ela levou seu filho para escola e viu que ele estava mudando de comportamento. Começou a orar e pediu a Deus outra mãe que estivesse passando pela mesma situação. Assim começou Moms In Prayer International e, hoje, estamos em 153 países! Mistério Insondável de Deus! 

Lembre-se que Mães Unidas em Oração é um Ministério de mãe com mãe..


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
contato@maesunidasemoracao.org
www.facebook.com/maesunidasemoracaobrasil
www.instagram.com/maesunidasemoracaobrasil
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

OLHOS DESVENDADOS. VIDA MUDADA!


"Mães...

Fui criada na Igreja Presbiteriana em Aracaju, SE. Participava das atividades da igreja e ajudava no que fosse necessário, mas nunca fui uma pessoa comprometida com Jesus Cristo.

Quando conheci meu esposo, um jovem temente a Deus, eu estava com 19 anos. Logo depois nos casamos. Eu vivia para os estudos e trabalho. Fiz engenharia agronômica durante seis anos, pós-graduação, mestrado e, por fim, fiz o doutorado. Temos uma filha de 15 anos e um filho de 12 anos.

Até o dia do incidente narrado mais abaixo, eu dava aulas e gostava de estar na universidade o tempo todo. Quando chegava em casa passava a maior parte no computador, preparando meus trabalhos e atividades docentes. Meu esposo, fiel companheiro, sempre me alertava a respeito do meu descaso com meus filhos e com a Igreja. Estava colocando a minha carreira em primeiro lugar. Meus filhos foram sendo criados dentro de um padrão de classe média alta. Tinham tudo que queriam. Por não ter tempo, tudo o que eles pediam eu dava.

Um dia, minha filha chegou de um encontro jovem da Igreja. Eu percebi que ela estava muito abatida, pálida. Cheguei perto dela e perguntei se ela estava sentindo alguma coisa. Ela disse que era para eu não me preocupar, que estava bem. Disse que eu nunca me preocupei com ela e que, agora, não deveria ser diferente.

Sabe, irmã Jane Esther, eu não parava para conversar com meus filhos. Esta tarefa, quase sempre, era de meu esposo ou da empregada. Meu relacionamento com eles era importante, mas o trabalho era prioritário e consumia muito meu tempo. Naquele dia, foi diferente. Meu coração apertou.

Na hora do jantar, minha filha não desceu. Fui ao seu quarto e ela estava desmaiada. Imediatamente, meu esposo e eu fomos para o hospital. Lá foram feitos alguns exames e foi diagnosticado um coágulo em seu cérebro, devido a algum trauma que ela havia sofrido. Minha rotina mudou. Numa fração se segundo, a vida de minha filha estava por um fio. Ela entrou em coma. Os médicos estavam fazendo de tudo para salvá-la, fazendo o que podia para não deixar nenhuma sequela. Minha vida mudou completamente!

Em minha igreja tinha um grupo de oração de “Mães Unidas em Oração” que fora implantado pelas irmãs da igreja Metodista. Muitas vezes fui convida a participar, mas não queria assumir responsabilidades. Olha irmã Jane, procurei a Líder do Grupo, que já sabia o que estava acontecendo com minha filha e começamos uma batalha de oração pela vida dela. Durante o tempo que ficou hospitalizada, busquei o Autor da Minha Fé - Jesus Cristo – Aquele, com Quem eu não estava comprometida. Ele me sustentou, me deu paz e, depois de algumas semanas, minha filha foi operada. Hoje Ela está bem e não teve nenhuma sequela.

Participo do Ministério de Mães Unidas em Oração há dois anos. Hoje eu posso dizer que eu “Creio no Poder da Oração!”

Hoje, não abro mão de Jesus Cristo, da minha família e da minha igreja. Elas são as minhas prioridades. Tudo mais vem depois.


Maria Eduarda Gomes Albuquerque - Aracaju, SE

(Este testemunho foi publicado com autorização expressa da mãe.
Os nomes são omitidos para preservar o sigilo dos filhos.)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 

Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 


IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

MINHA VIDA MUDOU!



“Jane Esther...

Agradeço a Deus pela sua vida, pela sua ajuda e também por “Mães Unidas em Oração” ter mudado o foco da minha vida com relação à oração! Eu não ligava muito para orar. Não entendia o que era “Crer no Poder da Oração” e muito menos que a “Nossa arma é a oração”!

Conheci o trabalho de “Mães Unidas em Oração”, pela internet, através do site: www.momsintouch.org e, através dele, cheguei à irmã. Que alegria, que felicidade poder compartilhar esse meu testemunho, para outras mães depois de ter recebido todo auxílio do meu Deus e a sua destra de companhia.

Meu filho de 15 anos foi criado na igreja, participando da EBD, de EBF, cantava no grupo de louvor, enfim, era um filho que toda mãe gostaria de ter. No mês de maio do ano passado, comecei a observar que ele, estava muito agressivo em casa. Fui até a escola onde ele estudava para dar uma incerta, e quando cheguei lá, encontrei-o com mais dois meninos usando drogas injetáveis. Eu quase morri! Não podia acreditar no que estava vento, mas, estava vendo! Senti uma forte dor no meu coração, a respiração faltou... Eu, uma professora de nível superior, esclarecida, que achava que sabia de tudo, vendo meu filho numa situação daquela... Fiquei perplexa! Atordoada! Meu mundo ruiu! Desabei! Ele não me viu, pois saí imediatamente. Após me refazer, procurei a direção da escola e conversei com diretora. Disse o que estava acontecendo. Ela ficou de tomar providências!

Conforme sua orientação, irmã Jane Esther, comecei minha jornada. Voltei à escola onde meu filho estudava, juntamente com meu grupo e, conversamos com a diretora sobre o nosso Ministério de oração e como funcionava.

Ela, não era evangélica, mas nos atendeu com muita atenção. Aceitou que orássemos pela escola e nos cedeu o nome de todos os professores, número de alunos, quais eram os maiores problemas que escola enfrentava, enfim, abriu a porta para nosso grupo.

Toda terça-feira, eu e mais 3 (três) mães, nos reuníamos em minha casa, às 14h para orar. Seguíamos os princípios do Ministério de “Mães Unidas em Oração” dando total ênfase aos 4 passos para oração, (Adoração/Louvor, Confissão, Ação de Graças e Intercessão). Comecei a compreender o que era entregar meu filho nas mãos de Deus e deixá-LO cuidar dele. Foram meses e meses, orando por ele, seus dois “amigos”, sua escola, seus professores, a direção e todas as demais pessoas que estavam perto dele. Ele é o meu único filho.

Minhas companheiras de oração, também estavam passando por lutas, com seus problemas, mas, com os corações enternecidos pela minha luta. Elas também adotaram as escolas de seus filhos e tudo mais... Sabíamos que não era por força, nem por violência, mas “pelo espírito de Deus”. Eu sabia que Deus iria operar um milagre!

Meu filho, muitos domingos, só ia à igreja à noite, e, na maioria das vezes, contra a vontade e revoltado. No mês de dezembro, ele fora reprovado na escola. Não quis participar de nada na igreja. Começou a achar os colegas da igreja, “caretas”, atrasados, ridículo.

Meu esposo, muito angustiado, procurava agir sob a orientação de Deus. Ele dava o suporte necessário para o filho, mesmo sabendo do envolvimento dele com as drogas. Quando ele estava “bem”, dizíamos que o amávamos muito, mas que ele estava indo por um caminho sem volta. Ele atendia, mas quando a necessidade de usar drogas se tornava insuportável ele transmudava. Não ouvia ninguém. Não aceitava ir para nenhuma Clinica de Recuperação de Dependentes Químicos. Saía de casa e não sabíamos onde, estava, o que estava fazendo, enfim, um desespero... Duas vezes o colocamos numa Clínica Terapêutica, mas, assim que retornava e encontrava os velhos “amigos”, começava o desespero.

Eu sentia que Deus ia fazer uma obra, pois ele estava procurando uma maneira de se libertar, mas não tinha forças, o vício o dominava. A palavra de Deus diz que quando conhecemos a verdade, Ela nos liberta! A verdade é Jesus! E Jesus liberta! MEU FILHO SERIA LIBERTO DAS DROGAS POR JESUS ATRAVÉS DO PODER DA ORAÇÃO!

Muitas vezes eu falava com meu filho para que convidasse seus amigos para irem à igreja com ele, mas, nada acontecia. Eu não perdia a esperança! No mês de agosto desse ano de 2009, na hora que eu e meu esposo estávamos saindo para a igreja, meu filho disse que iria conosco, como, às vezes, fazia. Quando chegamos à porta da igreja, ele, os dois “colegas" (Arthur, apelidado de mamão e Carlos, apelidado de cacau) e mais outro garoto, (Fábio) entraram e foram para a galeria. Minhas companheiras de oração começaram a orar. Naquela hora, Deus falou a meu coração que um milagre iria acontece. Durante o culto pude observar que eles estavam atentos a tudo que acontecia. Foi uma noite especial. Tudo que aconteceu foi diferente, maravilhoso! Na hora do apelo meu filho e seus dois colegas (Arthur e Carlos) foram à frente e ACEITAM JESUS CRISTO!

Quando abri meus olhos, vi meu esposo chorando... Olhei para frente, e vi meu filho! Mais do que depressa eu e minhas irmãs “Mães Unidas em Oração”, e outras “Mães Unidas em Oração” fomos até a frente, juntamente com os jovens da igreja, e os abraçamos. Vimos mover de Deus, sobre vida deles. Hoje são jovens transformados e servindo a Jesus. Obrigada “Mães Unidas em Oração”, obrigada minha coordenadora irmã Jane Esther!

EU CREIO NO PODER DA ORAÇÃO!
A NOSSA ARMA É A ORAÇÃO!
TODO FILHO PRECISA DE UMA MÃE QUE ORA!”



Cláudia Figueira Martins
( Mãe Unida em Oração - Rio de Janeiro, RJ)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

EU ERA FELIZ E NÃO SABIA...



"Meu testemunho..

O que passo a relatar agora é o agir de Deus em minha vida e na vida de meu esposo. Fomos criados na igreja e, com 19 anos me casei. Fomos morar em São Paulo. Meu esposo, após cursar a faculdade de medicina, sentiu o chamado para o ministério da palavra. Fez o seminário e foi consagrado pastor. Sabia da responsabilidade que tinha como esposa. Temos cinco filhos: Ana Clara, Ana Maria, André, Ana Júlia e Ana Sofia.

Durante uma visita a meus pais, no Rio de Janeiro, no ano de 2004, participei de um encontro, na Igreja Batista do Méier, Rio de Janeiro, RJ onde a irmã Heloiza Pimentel falou sobre o Ministério de Mães Unidas em Oração. Foi um dia maravilhoso. Meus filhos eram pequenos. Comecei o Ministério com mais algumas mães, em minha igreja. Eu não fazia nem idéia do que eu e minha família enfrentaríamos nos anos seguintes. Meus filhos sempre participaram das atividades da igreja, EBD, Equipe de louvor, Coro infantil, juvenil, esportes, EBFs, etc...

Passados mais alguns anos, começamos a perceber que nossa filha Ana Maria, com 16 anos estava mudando muito rápido de comportamento. Estava terminando o ensino médio. Tinha duas colegas que estavam levando nossa filha para o abismo. Começou a namorar um rapaz e nos tratava de maneira agressiva. Estávamos aflitos. Não queria mais ir à igreja, nem participar de nada. Não obedecia mais. Certo dia, meu esposo foi conversar com ela e foi então que tudo aconteceu. Ele tentou ajudá-la. Queria saber como agir, visto que, não sabíamos mais o que fazer. Ela disse que iria cuidar da vida dela e que não precisava mais de babás. Meu esposo ficou profundamente triste e disse que já que ela pensava assim, que ela fosse cuidar da própria vida, pois enquanto vivesse debaixo do mesmo teto que ele deveria obedecê-lo. Foi um horror. Ela enfrentou o pai e disse que não via a hora de ir embora. Ele disse que ela ficasse a vontade para seguir o caminho dela. Ela arrumou uma mochila e disse que ia embora com uma das colegas que também não suportava mais os pais. Meu esposo não se opôs. Meus outros filhos estavam todos tristes com o comportamento da irmã. Não tomaram partido. Ela partiu. Não deu mais notícias.

Procuramos saber com os pais de uma das colegas que também foi embora e eles também não tinham notícias. Apenas sabíamos que ela tinha ido para Belo Horizonte morar em um albergue e que estava trabalhando em uma fábrica. Em todas as reuniões de nosso Grupo de Mães Unidas em Oração, orávamos por ela. Muitas noites ficamos sem dormir, pois não tínhamos notícias. Não sabíamos nada do que estava acontecendo com ela. Meu esposo sofria calado. Meus filhos estavam tristes.

Bem, continuamos nossa jornada na igreja e clamando a Deus pela vida de Ana Maria no Grupo de Oração de Mães Unidas em Oração. Ela nunca telefonou. Não dava notícias. Um dia, depois de quatro meses, o telefone tocou e era ela. Foi uma emoção sem fim. Ela perguntou se estava tudo bem. Perguntou pelo pai, pelos irmãos, pela igreja... Eu disse que estava tudo bem. Ela disse que tinha telefonado para saber notícias e que estava tudo bem com ela. Estava trabalhando e estava muito feliz. Perguntei onde estava morando, para ela pelo menos me dar um telefone de contato e ela disse para eu não me preocupar... Em seguida desligou o telefone. A dor foi terrível. Nunca imaginei passar por uma situação dessas. Minha família, igreja, amigos... Todos estavam solidários...

Passados mais três meses, já perto dela completar 17 anos, ela telefonou e perguntou se poderia voltar para casa. Eu disse que iria falar com o pai dela sobre o assunto. Foi então que ela começou a chorar no telefone e disse que todos a abandonaram. Que estava sozinha. Não tinha para onde ir. Estava passando fome e que estava entrando no oitavo mês de gravidez. Quase enfartei. Não acreditava no que estava ouvindo. Pedi a ela que aguardasse um pouco e que me retornasse a ligação em duas horas. Clamei ao Senhor Jesus! Foi neste momento que telefonei para a irmã pedindo uma orientação. A irmã, usada por Deus disse que era para eu ajudá-la. Estender a mão, afinal era nosso primeiro neto e ele não tinha culpa de nada. Eu estava preocupada com meu esposo que estava na igreja. Qual seria a reação dele. A irmã me disse que Deus estava preparando tudo. Que era para eu telefonar para ele e pedir que viesse para casa, pois surgiu algo de extrema importância... Assim eu fiz... Quando meu esposo chegou compartilhei com ele o ocorrido e ele chorou amargamente. Foi de partir o coração. Pouco tempo depois o telefone toucou, meu esposo atendeu, eles conversam e ela pediu perdão e voltou...

Demos todo apoio! Muitas lutas tivemos! Ela teve pré-eclampse. Quase morreu no parto. Teve hemorragia.

Hoje estamos com nossa netinha, Ana Beatriz. Ela mudou de vida. Esta estudando, trabalhando e cuidando da filha. Voltou para os caminhos do Senhor e disse que era feliz e não sabia.”

Ana Cristina de Souza Pacheco Tavares
(Mãe Unida em Oração - São Paulo, SP)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 


contato@maesunidasemoracao.org 


(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

DAS TREVAS PARA LUZ



"Irmã Jane Esther...
Este testemunho, que ora passo a escrever aconteceu em uma das escolas que leciono.

Sou professora de Ensino Religioso do Estado do Rio de Janeiro. Dou aula em duas escolas em um dos maiores Complexos de favelas, aqui no Rio de Janeiro.

Estive numa reunião do DERE - Departamento de Ensino Religioso, realizado na OMEBE – Ordem dos Ministros Evangélicos no Brasil e no Exterior, quando ouvi a irmã falar sobre o Ministério de Mães Unidas em Oração, cuja base são as escolas de nossos filhos.

Bem, durante alguns meses, fiquei relutando para participar, e sentia o Espírito Santo me incomodando, e, depois de sete meses, tomei a iniciativa de enviar um e-mail para o Ministério pedindo maiores orientações de como fazer parte. Recebi todas as informações. Logo, fiz minha inscrição. Hoje tenho dois grupos de oração de Mães Unidas em Oração funcionando em minha casa.

Coloquei meus alunos das turmas onde leciono, na Rede Mundial de Oração. Pois a base são as escolas, pois é lá que tudo acontece!

Pude ver as fotos das Mães Unidas em Oração de Mirandópolis, SP e fiquei encantada...

Hoje sei o porquê do Ministério. Entendo o que é ser uma Mãe Unida em Oração. Entendo perfeitamente a preocupação e a missão de Fern Nichols com relação a seus filhos e os filhos de todas as demais Mães do Mundo (biológicas, adotantes ou as mães que tem seus filhos espirituais). As mães que pertencem a este Ministério extraordinário, são mães escolhidas por Deus, mães especiais, mães que amam seus filhos. Mães de Oração.

Durante minhas reuniões no grupo de oração de Mães Unidas em Oração pedia as minhas companheiras que orassem por mim e pelas minhas classes, escola, professores, diretora, funcionários.

Irmã Jane Esther, sou casada e tenho três filhas que são bênçãos na minha vida e na vida de meu esposo. São filhas que todas as mães gostariam de ter. Uma, tem 17 anos, outra 15 anos e a caçula com 9 anos. São meninas crentes, estudiosas, responsáveis com o trabalho de nossa Igreja, enfim, excelentes meninas. Devido a paz que vivo em meu lar, estava sendo uma prova muito difícil conviver com aquela classe em especial. A turma era maravilhosa, os alunos eram queridos. Uma classe de 34 alunos.

Dentre eles tinha um aluno que estava testando a minha paciência. Era filho de um dos líderes do tráfico de drogas no complexo. Ele debochava da direção, dos outros professores, de mim, xingava as demais crianças, intimidava algumas meninas, enfim, com 13 anos estava se achando. Todas as aulas, no momento em que eu entrava em classe e me deparava com aquele adolescente, as coisas ficavam complicadas. Durante quatro aulas, fui levando, tentando passar para eles valores morais e espirituais. Pedia a Deus que me ungisse para eu não cometer nenhuma atitude que depois pudesse me arrepender... Em nenhuma aula tinha tranquilidade. Estava muito difícil.

Teve um dia que ele me disse que não estava ali para ouvir aquelas besteiras, que o que ele gostava mesmo era de estar com os colegas, fumar baseado, e ficar com as “minas” (meninas).

Bem, um dos meninos menores e mais duas meninas, começaram a brigar com ele dizendo que se ele não quisesse assistir a aula que saísse. Ele deu um tapa no rosto de uma das adolescentes. Ele disse que estava ali era para zoar mesmo e que queria ver quem iria tirá-lo da sala. Bem, naquele momento, pedi que se retirasse da sala, e ele me disse que não sairia. Disse que eu não sabia com quem eu estava me metendo.

Bem, eu pedi licença por um momento a turma e fui até a direção, chamei um professor, que também já conhecia o adolescente, pegou pelo braço e juntos o levamos até a direção e explicamos o que tinha acontecido e o deixamos lá.

A diretora da escola já fazia parte do Grupo de Oração de Mães Unidas em Oração e já sabia de tudo que estava acontecendo. Aquela escola era adotada por nós e já está na Rede Mundial de Oração!

Na semana seguinte, após o início da aula, o pai daquele menino chegou com mais dois capangas, armados para nos intimidar. Ele veio até a frente e sentou em uma carteira que estava vazia, perto do filho, que não parava de debochar. Os dois capangas ficaram nos fundos da classe.

Naquele momento, irmã Jane Esther, eu clamei ao Senhor Jesus que colocasse em minha boca as palavras certas. Minhas pernas ficaram duras, mas, minha boca, não. O pai daquele adolescente disse que queria saber o que eu estava ensinando para o filho dele. Durante os minutos seguintes, falei sobre respeito e amor ao próximo, sobre valores morais e espirituais. Que eles tinham um futuro de vitórias. Que eles tinham muitas oportunidades pela frente, que deveria lutar por elas. Conquistar um espaço na sociedade de forma digna. Terminar o colégio. Não me recordo de tudo que falei, apenas sei que Deus me usou durante todo o período de aula. A turma ficou em total silencio.

Assim que terminei o período de aula, ele se levantou e me perguntou: - É isso que a senhora ensina para o meu filho?

- Sim, disse eu. É isso que eu, como professora de Ensino Religiosa passo para os meus alunos. Seu filho tem desrespeitado todas as aulas.

No mesmo momento, aquele homem pegou o filho pelos cabelos e disse: - Se eu souber que você está criando qualquer problema com esta professora ou outra pessoa desta escola, você vai se ver comigo, entendeu? Entendeu?

O menino sacudiu a cabeça que sim! O pai continuou: “- Eu nunca tive ninguém para me ajudar e passar para mim tudo isso que a sua professora está passando para você. Por isso me tornei um traficante, mas não quero que você entre pelo mesmo caminho.

O homem me agradeceu, pediu licença e saiu com os dois capangas. Aquele menino ficou com a cabeça baixa.

Durante todo o ano fui trabalhando na vida dele e pedindo ao nosso grupo que orasse por ele. Mostrava que se ele continuasse naquela vida acabaria morto, etc..

Bem, ele parou de fumar baseado e tomou noção dos verdadeiros valores que norteiam nossa vida.

Um mês antes de terminar o ano letivo, o pai dele foi morto por outro traficante. Uma tristeza...

Ele, meu aluno, foi resgatado do mundo do crime para Jesus Cristo, é aluno da EBD, aprendeu a tocar bateria para participar da equipe de louvor, participa da Equipe “Adolescentes para Cristo”, enfim, saiu "Das Trevas para Luz".

Como a irmã sempre fala: A FÉ vê o invisível. A FÉ crê no incrível. A FÉ recebe o impossível!

A Deus Toda Honra e Toda Glória!

Ana Maria C. F. 
(Mãe Unida em Oração - Rio de Janeiro, RJ) 
(Este testemunho foi publicado com autorização. Os nomes são omitidos para preservar o sigilo dos filhos.)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

www.momsinprayer.org 
www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org 
www.facebook.com/maesunidasemoracaobrasil 
www.instagram.com/maesunidasemoracaobrasil 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html
Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

sábado, 25 de agosto de 2018

UM JUGO DESIGUAL


"Sou mãe de 2 filhas casadas felizes e abençoadas, mas nem sempre foi assim...

Suzana, minha filha mais velha se envolveu em um relacionamento com um rapaz de uma família que não temia a Deus (Jugo desigual)..


Essa pessoa a fazia sofrer muito, e com ela toda a família é claro, mas ela não ouvia ninguém. Seu coração estava preso a ele, ele se aproveitava desse amor e a enganava com outras..

Fazia pouco caso dela, desmanchava e voltava quando queria. Pintava o sete com ela.

Minha filha já não tinha mas alegria estava sempre angustiada, afastando-se da família, dos que amavam, na Igreja..

Ela era professora de Departamento infantil e por causa da influencia dele, já não se empenhava como antes. Não ia mais com a mesma frequência para não contraria-lo..


Os que os conhecia tentava abrir-lhe os olhos, mas não adiantava, ela estava presa a ele. Amor, paixão teimosia... Não sei o que a prendia àquele relacionamento que durou 6 anos...

Falar em casamento nem pensar, (o que eu achava ótimo). Não queria que minha filha casasse com aquele rapaz que só iria fazê-la sofrer...

Um belo dia resolveram ficar noivos, o que durou pouco pois com alguns meses de noivado ele desmanchou...

Ela sofreu muito... Pensei que minha filha iria morrer de tanta tristeza...

Voltando o relacionamento uns meses depois nada mudou, as brigas, traições tudo a mesma coisa. Eu ,estava perdendo minha filha para aquele homem que não a amava, pelo contrario, queria destruí-la.

Foi então que resolvi dar um basta, sabia que so falar não adiantaria, mas sim, intensificar minhas orações....

Pedia a todos que orassem por ela...

Neste tempo comecei a me reuni sempre que possível com uma Mãe Unida em Oração (Leandra) da minha igreja e a pedir que me ajudasse em oração para que Deus entrasse com providências neste relacionamento..

Deus agiu poderosamente nas nossas vidas, e abriu os olhos da minha filha mostrando a ela que aquele rapaz não fazia parte dos planos de Deus para ela...

Deus colocou um homem de Deus, seminarista (Renato) na vida da minha filha...

Eles se casaram e são muito felizes..

São bênçãos na Igreja é nas nossas vidas.

Quero dizer para você que é mãe que não desista do seu filho seja qual for a situação...

Não tente resolver com suas forças...

Por muito tempo achei que eu conseguiria...

Entendi que Deus queria que eu entregasse essa causa para que Ele cuidasse. Ele é fiel!"

(Suzethi Eduardo de Azeredo Lopes - Coordenadora de Mães Unidas em oração em Niterói, RJ)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

QUANDO UMA MÃE PERDE UM FILHO...


Irmã Jane Esther..

Quando li a postagem na página do Ministério Mães Unidas em Oração, no Instagram, com esta mensagem: “Quando uma mãe perde um filho, todas as mães do mundo perdem um pouco também”, nunca poderia imaginar que seria para mim...

Acompanhava tudo, pois gostava o Ministério pela responsabilidade e compromisso com a oração, mas não me decidia a orar e colocar meus filhos na Rede de oração até que...

"... Meu filho de 19 anos, fazendo o quarto período da Universidade de matemática disse que iria encontrar com os amigos para irem a uma festa. Estava um dia nublado e, disse para ele: "- Meu filho, não vá, fica em casa, pois o tempo está ameaçando chuvas fortes e, não há necessidade de você sair.... Como sempre falei com muito amor.
Na mesma hora ele disse: "- Fica fria mãe, não vai acontecer nada, eu sou craque no volante da moto. Você vê perigo em tudo....
Foi a última vez que ouvi a voz do meu filho...
Poucas horas depois, ele estava morto!..."

Hoje, estou no Ministério, ajudo com a minha oferta de amor e meus outros dois filhos estão na Rede de Oração.
Sei que foi uma fatalidade e, que muitas mães já passaram por isso. Agora, entendo o que é sofrer a dor da perda de um filho...

(Sandra Regina M. Soares - Mãe Unida em Oração - São Paulo, SP)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 
(WhastApp: 21 92120548) 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

EU NÃO CONSEGUIA SEPARAR UM FILHO DO OUTRO



24 DE DEZEMBRO - UM DIA INESQUECÍVEL!

“Nenhum olho viu, nem ouvido ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam.” (1 Coríntios 2:9)

No ano de 2009, eu fui convidada pela irmã Jane Esther para participar de Mães Unidas em Oração, na época, Mães em Contato. Eu não sabia como orar... Eu me sentia desconfortável para falar sobre minhas lutas e principalmente orar em voz alta. Mesmo sendo cristã, e meu esposo, líder na igreja e empresário, eu tinha muitas dificuldades com praticamente tudo...

Mas, Mães Unidas em Oração mudou minha relação com o nosso Deus e Salvador. Comecei a aprender que o Senhor nos instruiu a "orar sem cessar", e que o Espírito Santo sabe de todas as coisas e vai interceder por nós... Que refrigério!

Deus despertou em mim a vontade de participar ao lado de outras mães...

Eu rapidamente aprendi que o meu Deus estava me pedindo para "dar meus filhos para Ele..” Não apenas em determinadas circunstâncias, mas em todas as circunstâncias.

Inicialmente, pensei que eu poderia orar pelos meus 5 filhos de uma só vez, mas fui orientada a orar por um filho de cada vez...

Eu não conseguia separar um filho do outro. Era um pacote só. Eu dizia: - Senhor abençoe meus filhos...

Foi um aprendizado.... Foi uma ótima maneira de pedir a Deus para moldar a minha vida e depois moldar a vida de cada um de meus filhos: Joaquim, Ana Vitória, Ana Julia, Ana Laura e Ana Beatriz...(vida pessoas, social, espiritual, psicológica, etc.. de cada um deles...

A irmã Jane Esther falava que cada filho é único e tem suas características específicas.

Ela disse para eu separar um caderno de oração e anotar as varíaveis da vida de cada um dos meus filhos, que ela iria passar para mim...Assim fiz::

1. Necessidades: precisam ser satisfeitas a tempo e a hora senão viram problemas..
2. Problemas: são coisas não resolvidas que pesam em nossas costas. Quanto antes resolvermos melhor para nós...
3. Ameaças: são coisas que estão no futuro vindo em nossa direção. Precisamos agir ante que elas nos atinjam..
4. Oportunidades: também estão no futuro vindo em nossa direção. Precisamos nos preparar agora para que quando elas cheguem nos a aproveitemos...

Comecei a separar cada filho e ver o que cada um necessitava na oração... Que descoberta... Incrível... Comecei a pontuar cada um....

Meu Deus, pude ver, claramente as necessidades de cada filho.

1. Joaquim (21 anos, meu filho mais velho, meu primogênito...)
Pedi a Deus que desse a Ele uma namorada cristã. A menina que ele namorava, estava tirando ele da igreja... Ele já não tinha mais o desejo de antes de estar na igreja, participar dos jovens...

2. Ana Vitória (18 anos).... Meu Deus, que luta.. Extremamente rebelde... Ana se envolveu com colegas na escola e estava usando drogas... Descobrimos por acaso....
Eu pensava: como pode uma menina ter tudo e se envolver com drogas... Não compreendia aquilo...

3., Ana Julia ( 16 anos). Uma filha crente... Temente a Deus ... Tinha acabado de terminar o ensino médio e pedia a Deus para orietá-la no caminho a seguir... Que Universidade deveria ingressar

4. Ana Laura (13 anos) . Filha muito zelosa com as coisas do Senhor Jesus... Eu clamava a Deus pela vida dela, e pelo seu futuro...

5. Ana Beatriz (11 anos). Entrando no Ensino Fundamental. Muito estudiosa... Responsável! Clamava a Deus pelo seu futuro

Para mim foi incrivelmente libertador, e como eu orava com minhas mães no grupo... Eu continuava a crescer em intimidade, em um relacionamento com nosso Deus, que é verdadeiro e fiel. As Suas promessas: “Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais. (Jeremias 29:11), são insondáveis...

Não só eu podia ver Deus trabalhando, mas eu também senti a Sua paz e graça na minha vida diária...

Nestes seis anos olho para trás e vejo em todos os louvores e as ações de graças minhas orações respondidas... Deus fiel.

É evidente nas "pequenas" solicitações como dar-me um coração terno, pacífico, perdoador, manso, para lidar com cada um deles...

E é evidente nos "grandes" pedidos sobre a escola, professores colegas dos meus filhos...Enfim, tudo que envolvia o mundo deles, mas não mais de uma forma "simbiótica", como disse a irmã Jane Esther.. Quantas vitórias! Muitas bênçãos!.

Através de Mães Unidas em Oração, o meu relacionamento com o Senhor ficou profundo e eu tomava seus atributos como bases diárias, no meu momento "A Sós com Ele". Ele se tornou um Deus que tomou residência em meu coração.

Mães Unidas em Oração me ensinou a manter minha vida centrada no Senhor (através da continua adoração/louvor, confissão, ação de graças e intercessão) e saber que minhas orações são feitas de acordo "com a Sua vontade".

Minha experiência com Mães Unidas em Oração alterou a minha vida espiritual...

Corajosamente, e fielmente coloquei meus filhos, um de cada vez, Joaquim, Ana Vitória, Ana Julia, Ana Laura e Ana Beatriz, aos pés do Senhor .

Deus respondeu...
Minhas respostas a alguns dos pedidos feitos há 6 anos:

1. Joaquim ( 21 anos, meu filho mais velho, meu primogênito...)
Pedi a Deus que desse a Ele uma namorada cristã. A menina que ele namorava, estava tirando ele da igreja... Ele já não tinha mais o desejo de antes de estar na igreja, participar dos jovens...
Resposta: Foi o primeiro que eu coloquei no Grupo de Oração.... Durante 2 anos e dois meses eu clamava a deus por ele. Hoje ele é casado com uma moça cristã (Nathalia) que conheceu na Faculdade. Tenho uma netinha de 6 meses. Aleluia! Meu filho se formou em Engenheiro de Telecomunicações! JESUS CRISTO CURA! LIBERTA!

2. Ana Vitória (18 anos).... Meu Deus, que luta.. Extremamente rebelde... Ana se envolveu com colegas na escola e estava usando drogas... Descobri mos por acaso....
Orando sem parar, para ela deixar o vício das drogas...
Eu pensava: como pode uma menina ter tudo e se envolver com drogas... Não compreendia aquilo...
Resposta: Depois de clamar a Deus e de fazer tudo que podíamos, inclusive interná-la...
Bem, agora, no dia 24 de dezembro, após uma longa jornada, minha filha, deu seu primeiro testemunho, na igreja, sobre sua libertação das drogas... JESUS CRISTO CURA! LIBERTA!

3., Ana Julia ( 16 anos). Uma filha crente... Temente a Deus ... Tinha acabado de terminar o ensino médio e pedia a Deus para orientá-la no caminho a seguir... Que Universidade deveria ingressar..
Resposta: Acabada de concluir a Universidade. É a mais nova e única Veterinária da família.

4. Ana Laura (13 anos) . Filha muito zelosa com as coisas do Senhor Jesus... Eu clamava a Deus pela vida dela, e pelo seu futuro.
Resposta: Terminou o Ensino Médio e passou no Enem. Cursará na Universidade Odontologia!

5. Ana Beatriz (11 anos). Entrando no Ensino Fundamental. Muito estudiosa... Responsável! Clamava a Deus pelo seu futuro. Cursando o Ensino Técnico...

Agora, sou Líder de Grupos e posso orientá-las para uma crescente intimidade com o Senhor ao longo de suas vidas através da oração.

Que darei eu ao Senhor por todos os benefícios!
Obrigada irmã Jane Esther! Obrigada Mães Unidas em Oração do Brasil! Feliz 2016!

(Tânia Cristina da C. Torres - Líder de Grupos em São Paulo, SP)



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 
(WhastApp: 21 92120548) 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”. 

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

QUERO SER MÉDICO COMO DR. LUCAS!


Prezada irmã Jane Esther,

Moro em São Paulo. Conheci o Ministério Mães Unidas em Oração através de uma irmã da Igreja Batista da Liberdade, SP há 7 anos. Sou professora do Ensino Médio e meu esposo é Escrivão. Tenho 4 filhos. Meus filhos desde pequenos eram alunos da EBD. Meu filho caçula Matheus, na época com 9 anos sempre dizia que quando crescesse queria ser um médico, pois aprendera na EBD que Lucas, um dos Discípulos de Jesus Cristo, era o Médico Amado. Ele foi crescendo, concluiu o Ensino Fundamental e depois, com 16 anos, o Ensino Médio. Sempre dizia que gostaria de fazer medicina para ajudar ao próximo. Com 17 anos prestou vestibular para duas Universidades Particulares e passou, mas não tínhamos a menor condições de pagar. Eu e meu esposo conversamos com ele e dissemos que Deus iria abençoá-lo e que ele iria conseguir passar para uma Universidade Estadual. Durante aquele ano ele estudou sem parar.

No ano seguinte, ele tentou o vestibular para medicina da Universidade do Estado, mas não passou. Ficou triste e disse que só faria vestibular para medicina, pois ele queria ser como seu referencial, Dr. Lucas, o Médico Amado.

No ano seguinte, ele tentou, novamente, mas não conseguiu. Estava ficando desanimado, mas dissemos que no próximo ano ele iria passar. Foi aí que ele disse que prestaria vestibular para uma Universidade Federal. Durante todos estes anos, em nossas reuniões de Mães Unidas em Oração orávamos para que Deus fizesse o melhor na vida dele e que abrisse a porta certa para ele cursar medicina, visto que ele tinha convicção de que era esta a profissão que Deus colocara no coração dele, desde 9 anos.

Meu filho só ia para igreja e ficava estudando e revendo toda a matéria. Na noite anterior ao vestibular eu entreguei meu filho nas mãos do Senhor e uma forma profunda e clamei a Ele pela vida de meu filho. Que Deus desse a ele, agora com 20 anos a possibilidade de passa, pois ele estava preparado, humanamente para fazer o vestibular. Senti um profundo refrigério em minh’alma. Sabia que meu filho iria passar. No dia seguinte, um domingo pela manhã, meu filho foi para a Universidade Federal de São Paulo para fazer o vestibular e nós fomos para a igreja. Nossos corações estavam ligados ao dele, através dos Espírito Santo de Deus.Mas com total tranquilidade.O Culto terminou e voltamos para casa. Logo depois meu filho chegou e disse, que a prova estava muito difícil e que iria esperar o resultado. Meu filho foi aprovado! Aleluia! Aleluia! Fizemos um culto de gratidão à Deus pela maravilhosa bênção alcançada. Hoje está cursando o terceiro período de Medicina.

Obrigada Senhor, pelo Ministério Mães Unidas em Oração!


Berta Bueno Magalhães
(Mãe Unida em Oração – São Paulo, SP)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 


Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx"Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

ORAÇÃO POR MINHA FILHA....

"Portanto, sejam imitadores de Deus, como filhos amados, e vivam em amor, como também Cristo nos amou e se entregou por nós como oferta e sacrifício de aroma agradável a Deus. Entre vocês não deve haver nem sequer menção de imoralidade sexual nem de qualquer espécie de impureza nem de cobiça; pois estas coisas não são próprias para os santos. Não haja obscenidade nem conversas tolas nem gracejos imorais, que são inconvenientes, mas, ao invés disso, ação de graças". (Ef 5:1-4)

"Querido Senhor, que santificas, peço que minha filha seja imitadora de ti. Que nenhuma obscenidade, nenhuma conversa tola ou brincadeira grosseira saia de sua boca e que, em lugar disso ela agradeça. Protege sua mente contra a linguagem ímpia, cheia de blasfêmias e imprecações que ela ouve na escola, no trabalho, na televisão e em outras mídias. Que ela não participe das brincadeiras sujas, dos insultos sexuais ou das intrigas torpes que feririam os sentimentos ou prejudicariam a reputação de outras pessoas. Ajuda-a a compreender que uma linguagem chula, insultuosa, nunca é aceitável. Que ela possa desejar que as palavras de sua boca e as meditações de seu coração sejam aceitáveis para ti. Em lugar de praguejar, que as bênçãos de agradecimento saiam por sua boca. Em nome de Jesus, amém".

(Fern Nichols - Orações Poderosas para mães)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 
(WhastApp: 21 92120548) 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

EU PENSEI QUE ESTAVA TUDO SOB CONTROLE!

“Querida irmã Jane Esther...
Conheci o Ministério de Mães Unidas em Oração através de minha cunhada que mora em São Paulo. Comecei um grupo em minha casa, com mais duas mães. O trabalho foi crescendo. Hoje, lidero três grupos. Participar e liderar o Ministério de Mães Unidas em Oração foi e tem sido uma das maiores bênçãos recebidas do Senhor Jesus! Através dele alcancei forças para passar pelo que eu nunca poderia imaginar que viesse a passar. Minhas companheiras de oração foram incansáveis, dando-me todo o suporte necessário!

Minha família sempre foi integrada na Igreja. Tenho três filhos. Um com 14, uma com 19 e outra com 22 anos, que são motivos de oração constantes. A cada semana, em nossa reunião de “Mães Unidas em Oração”, seus nomes são colocados, um de cada vez, bem como suas escolas. Meus filhos são bênçãos de Deus para mim!

Tudo começou quando minha filha do meio terminou o ensino médio. Começou fazer o Curso preparatório para o Vestibular. Iria prestar exame para a Faculdade de Direito. Era muito estudiosa. Fez as provas e passou. Nós ficamos muito felizes, pois achávamos muito difícil ela conseguir. Nossa filha estava com 17 anos, iria completar 18 anos em junho. Veio a matrícula na Universidade. Logo, conheceu seus colegas, e começou a entrar num universo totalmente desconhecido. Participou do trote, uma preocupação para nós! Começou os estudos. Logo apareceram as amizades. Passou a colocar a Igreja em segundo plano: faltava o ensaio na equipe de louvor; não ia mais a Escola Bíblica, pois estava sempre muito cansada, etc.

Eu e meu esposo começamos a sentir que alguma coisa não estava indo tão bem assim como pensávamos. Nossa filha estava mudando rápido demais. Estávamos em casa no domingo, na parte da tarde, e ela nos disse que sua turma iria fazer um “lual” na sexta-feira seguinte e que ela gostaria muito de participar, citando o nome de dois colegas, que também iriam. Disse que depois iria para a casa de uma das colegas. Nós dissemos que pensaríamos no assunto, pois achávamos perigoso! Ela saiu rindo de nós!

Naquela semana coloquei o nome de minha filha no altar do meu grupo de “Mães Unidas em Oração”. Expliquei a situação para as irmãs! Meu coração estava aflito. Minha alma estava angustiada. Chegou sexta-feira e, logo cedo, ela perguntou se estava tudo certo. Nós dissemos que sim e aconselhamos que tomasse muito cuidado. Que não deixasse o copo com resto de refrigerante e saísse de perto, e depois tomasse, que não aceitasse balas, que não ficasse longe de suas colegas, enfim, muitas recomendações. Ela riu novamente e saiu. Ficamos muito preocupados!

No sábado, ela não ligou, nem apareceu. Ligamos para sua colega, que nos informou que saíra antes de tudo terminar, pois estava muito cansada. Disse que deixara nossa filha bem. Começamos a ligar para algumas pessoas que conhecíamos e... Nada! Que aflição! Telefonei para minhas irmãs do Grupo de oração de Mães Unidas em Oração e pedi que orassem. Meu esposo ligou para o pastor e contou o que ocorrera. Começamos a ficar desesperados.

Quando foi 2h da madrugada de domingo, soubemos que nossa filha estava no hospital. Fomos para lá. Ela estava no CTI, correndo risco de morte. Segundo o médico, ela chegou ao hospital, desacordada, trazida por dois jovens que não quiseram se identificar. Minha filha tinha sofrido uma overdose. Ela misturou álcool com droga e, por isso entrou em coma.

Começamos a clamar a Deus pela vida dela. Não estávamos preparados para perdê-la. Nosso grupo de “Mães Unidas em Oração”, nossa igreja e pessoas amigas, todos, pedíamos a Deus pela vida dela. Durante 14 dias, ela permaneceu no CTI. Passados estes dias cruciantes, seus sinais vitais foram melhorando, até que voltou do coma!

Durante sua recuperação, ela nos disse que no “lual”, lhe ofereceram um refrigerante e, depois, um coquetel de frutas. Ela nos disse também que deu uma saída e, que quando voltou, tomou o restante do coquetel. O que aconteceu em seguida, não soube mais.

Minha filha ficou traumatizada. Trancamos a matricula dela. Seu estado não permitia que estudasse, pois ficou muito debilitada! Ela pediu perdão, pois não nos ouviu. Algumas semanas depois, chegou o dia de seu aniversário de 18 anos. Enfim, ela estava novamente conosco, agora, totalmente mudada! Um semestre depois ela retornou aos estudos na Faculdade e, estará concluindo o Curso de Direito.

Prezada irmã Jane Esther, muitas vezes pensamos que nossos filhos, por estarem dentro da igreja, sendo criados no evangelho, estão preparados para enfrentar o mundo. Puro engano!” O MUNDO É CRUEL!

Muito obrigada pela atenção, pelo carinho, por ouvir o meu relato e por orar também por mim! Que Deus a recompense!

Tânia F. M. Lopes

(Líder de Mãe Unida em Oração - Belo Horizonte, MG)

(Este testemunho foi publicado com autorização expressa da mãe. Os nomes são omitidos para preservar o sigilo dos filhos.)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 

Todo filho precisa de uma mãe que ora. 

Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 
(WhastApp: 21 92120548) 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

LEVANTA E TOMA POSSE DA CURA

Em 98 entreguei minha vida para Jesus. Ali eu começava uma nova caminhada. Não foi fácil, pois a porta do mundo é larga. 

Decidi que só iria namorar quando fosse para casar, estava com 20 anos. Em 2000 conheci meu marido, e em 2002 casamos. No início passamos por várias lutas, até quase nos separamos, mas Deus não permitiu, pois sabia que eu iria precisar dele ao meu lado.

O tempo foi passando, e já estávamos cansados de ser só nós dois,então desejamos ter um filho. Eu estava já com 32 anos. Em 2010, no início do ano, fui à ginecologista fazer um check-up completo. Fiz vários exames.

No dia em que fui buscar os resultados dos exames fui encaminhada para uma psicóloga que iria me entregar tudo. Para mim estava tudo bem. Tudo normal. Ela começou a fazer várias perguntas, e foi me sondando... Num determinado momento ela me disse que eu tinha o vírus do HIV. Na hora não acreditei, ri até, imagina “eu”? Na hora o orgulho apareceu e o egoísmo também.

Bem, a realidade era aquela. Os exames estavam dizendo isso. Ela me convenceu e, então eu pensei: “- Foi o meu marido. Pronto, vou morrer logo!” Queria sumir do mundo naquela hora. Passei um ano de angustia e ao mesmo tempo me enfurecia com o inimigo e guerreava contra ele. Foi uma batalha!

Bem, meu marido fez os exames necessários. Em 8 anos de casamento ele não contraiu o vírus de mim. Esse foi um milagre. Decidi me levantar e não me entregar, busquei mais e mais Deus, quando achei que estava tudo bem tive que começar a tomar o coquetel em 2011.

Desmoronei, novamente; já me via em cima de uma cama seca e morrendo. Mas Deus me deu uma palavra em João 11:4 “Esta enfermidade não é para a morte e sim vida, para que Deus me use”. Tomei posse!

Fui fazendo o tratamento por obediência. Eu fazia meus exames de 4 em 4 meses...

Em 2012, no mês de janeiro fui a um retiro espiritual determinada a vir de lá curada, pois eu clamei a Deus para que Ele me curasse!

No mês de maio de 2012, fui fazer meus exames, como sempre, de 4 em 4 meses e, quando a médica abriu disse que o resultado havia dado NEGATIVO para HIV. Glorifiquei a Deus ali mesmo e, vi que Ele é fiel! Ele tinha me curado em janeiro no retiro. Meu Deus atendeu minha súplica, o meu clamor e curou!!!

No Dia das Mães, Deus usou minha irmã para profetizar que Ele estava me dando um presente no meu ventre. Neste culto dei o meu testemunho da cura do vírus HIV... Meses depois recebi outra confirmação de um pastor de fora, ele via um bebê nos nossos braços... Tomamos posse da bênção!

Deus usou este método, esta maneira para fazermos vários concertos em nossas vidas e quando estávamos prontos, no mês de setembro Ele me deu a palavra em Isaías 7 – A vinda do Emanuel. Foi tremendo, comemoramos muito.

Para cumprir a palavra de Deus, eu engravidei, e meu filho veio com este nome, Emanuel! Fiz todo o acompanhamento do pré-natal e os médicos ficaram admirados com meus exames, pois nem anemia me deu, estava 100%. Foi uma gravidez muito tranquila, nem enjoo eu tive. Quando as coisas são de Deus é completo! Quando Deus faz é completo!

Até hoje não precisamos comprar uma peça de roupa para o Emanuel, ganhamos tudo. Quando ele nasceu fizeram os exames nele também, pois os médicos não acreditavam na minha cura, e todos os três exames que ele teve que fazer deu negativo também! Tudo para a glória de Deus!

Aprendi que devemos ser determinadas. Quando Deus fala: “- Levanta-te e anda”, não duvide! Levanta e toma posse da cura, pois o que Ele fala, Ele cumpre!

Deus ia só me mandando adorá-lo, e continuo fazendo isto até hoje e para sempre! 

Amém!


Meu filho Emanuel é uma bênção. Ele já prega e fala de Jesus para todos com muita ousadia!

Tenho muita alegria de ser Mãe Unidas em Oração. Eu creio no Poder da Oração!



Cassiane Hillesheim Fontoura
Mãe Unida em Oração em Barra Velha, SC 
(Testemunho publicado com permissão da mãe)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 
(WhastApp: 21 92120548) 

(Editora do Blog: Sandra Braconnot) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 
Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

sábado, 11 de agosto de 2018

11 DE AGOSTO - DIA DO ESTUDANTE

Gostaríamos de deixar aqui os parabéns a todos os estudantes do nosso Brasil.

Esta data faz parte da agenda de oração de Mães Unidas em Oração!

Cada PGO - Pequeno Grupo de Oração de Mães Unidas em Oração, em sua reunião semanal, bem como cada Mãe Unida em Oração, no seu momento "A Sós com Deus", dedicará de 3 a 7 minutos para orar pelos estudantes do nosso Brasil!

O PODER DA ORAÇÃO EM CONJUNTO


O que faz o ministério Mães Unidas em Oração ser tão efetivo? Em parte, pela dinâmica singular da oração em conjunto.  
Em Mateus 18.19,20 vemos um fundamento básico para a eficiência da oração em conjunto: “Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isto lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí, estou eu no meio deles”. 

Que promessa!


O Dia do Estudante é uma data especial, pois é uma homenagem à todas as pessoas que valorizam o conhecimento e o crescimento pessoal. É comemorado em 11 de agosto porque esta é a data em que foram criados os dois primeiros cursos de nível superior no país: ciências jurídicas e ciências sociais. Isto ocorreu no ano de 1827, por decreto de D. Pedro I. Antes disso, quem quisesse cursar o ensino superior, teria que ir até a Europa, pois era só do outro lado do oceano que existiam universidades.Dessa forma, somente pessoas de famílias ricas poderiam concluir seus estudos, fato que acentuava ainda mais as diferenças sociais no Brasil. 

A data comemorativa foi instituída por ocasião da comemoração do centenário de criação dos cursos.

Vale lembrar que ao longo dos anos este dia também marcou eventos importantes, como a criação da União Nacional de Estudantes –UNE, em 1937, que é a entidade representativa dos estudantes em nosso país.



Estudar é exercitar a memória para adquirir conhecimentos, aprender. Mas, para que isso aconteça, o estudante deve frequentar uma escola e participar das atividades propostas, fazer as tarefas de sala, bem como as passadas para serem feitas em casa, além de estudar, em casa, os conteúdos que foram passados em sala de aula.

Com o passar dos anos, passa a entender as matérias através da reflexão e da análise das mesmas.

Os estudantes devem ser responsáveis com seus estudos, pois o sucesso profissional virá através de muita dedicação. Além disso, merecem todo respeito e consideração de seus familiares, pois é o seu trabalho.

Cada vez mais é fundamental dar valor aos estudos e buscar novos caminhos. Só assim é possível ter qualidade de vida.

O estudo trás não somente benefícios financeiros, mas também realização pessoal e possibilidades de atuar de forma mais efetiva na sociedade. Por isso, atualmente, as pessoas se preocupam com uma formação sólida e, muitos, independente da idade, retomam os estudos com objetivo de exercer plenamente seu potencial.

Além da formação em cursos regulares, muitas pessoas buscam ampliar seus conhecimentos por conta própria, tornando-se autodidatas, seguindo seus interesses e métodos próprios. Sem dúvida, essa é uma maneira interessante e eficiente de construir o conhecimento.

Para o Ministério Mães Unidas em Oração é uma data que nos faz pensar na importância de orarmos pelos nosso filhos nas diversas instituições de ensino, seja de que nível for. Parabéns a todos as mães que lutam incansavelmente pelo desenvolvimento da vida estudantil de seus filhos!



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
contato@maesunidasemoracao.org
www.facebook.com/maesunidasemoracaobrasil
www.instagram.com/maesunidasemoracaobrasil

(Editora do Blog: Sandra Braconnot)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

terça-feira, 7 de agosto de 2018

SEIS ORAÇÕES VITAIS PELOS FILHOS


Atualmente tudo o que temos que fazer para ficar preocupadas ou com medo por nossos filhos é acordar todas as manhãs! Existe medo e dúvida em torno de nós e de como vivemos.

Qualquer uma pode olhar para a condição da sociedade ou no comportamento de seus filhos e ter medo. Mas Deus nos chama para ser sal e luz na terra (Mateus 5:13-14). Nós não temos o espírito de temor (2 Timóteo 1:7).

Então, como podemos manter nossos filhos protegidos todos os dias quando as coisas não parecem tão boas? Ao dizer o que Deus diz; ao falar a Sua Palavra com fé sobre eles. Se formos por aquilo que vemos, é fácil ter medo. Mas a fé crê em algo que não pode se ver!

Em Romanos 4:17, a Bíblia diz que Deus chama as coisas que não são como se já fossem. Eu acredito que você e eu podemos fazer isso também, há poder em nossas palavras!

Aqui estão seis orações vitais que vão ajudar o agir de Deus na vida de nossos filhos:

1) Deus tem um plano perfeito para o meu filho (Jeremias 29:11; Romanos 11:29)

“Pai, obrigado pelo maravilhoso plano divinamente ordenado que o Senhor têm para a vida do meu filho. Eu proclamo que eles andarão nele hoje. Declaro que eles vão cumprir o plano de Deus e eles terão um futuro brilhante!"

2) O Espírito Santo ajuda os meus filhos (1 João 4:4; 14:16 )


“Quanto mais o Senhor estiver presente na vida dos meus filhos hoje, mais irá ajuda-los, orienta-los, incentiva-los, protege-los e capacita-los. O Senhor é maior do que qualquer plano ou a força do inimigo e faz com que os meus filhos possam superar todas as situações da vida". 

3) Eu me recuso a ter medo (2 Timóteo 1:7, Marcos 5:36) 

“Pai, eu me recuso a ter medo de meus filhos caírem nas garras do inimigo, eu vou cercá-los com fé e com o amor de Deus, eu profetizo que serão bem sucedidos, felizes, protegidos e saudáveis. Sempre que eu pensar em meus filhos e em seu futuro, eu terei uma mente sã. Imaginarei todos rodeados com poder, benção e proteção de Deus".

4) A nossa família anda no amor (1 Coríntios 13:4-8; Efésios 5:1-2)

“Meu relacionamento com meus filhos é abençoado; andamos em amor uns com os outros e desfrutamos da união uns com os outros como Deus planejou. O amor é livre para reinar em nossa casa. Nós não permitimos contenda ou divisão, mas declaramos que a nossa casa está repleta de paz e harmonia. Dá-nos sabedoria, Pai, para abençoar e ajudar uns aos outros".

5) A paz reina no coração e na mente dos meus filhos (Isaias 54:4;. Colossenses 3:15)

“Meus filhos são ensinados no Senhor, para que eles tenham a paz de Deus sobre eles em todos os sentidos da palavra integridade. Que o Senhor passe a os orientar no caminho reto para nunca sairem do Seu propósito. Meus filhos trarão paz em nossa família e não discórdia e contendas".

6) Meus filhos são diligentes (Provérbios 10:4; 2 Pedro 3:14)


“Meus filhos não são preguiçosos, mas trabalhadores que perseveram, mesmo quando a situação é difícil, eles são constantes, sérios e enérgicos. Devido a isso, eles não vão ser pobres de espirito e de corpo, mas ricos, de acordo com a Palavra de Deus".

Como Mães Unidas em Oração, não temos que ter medo, e, sim, ! Nós podemos viver acima das provações deste mundo, quando nós mantermos nossos olhos no Senhor. Ao fazer estas orações para os nossos filhos, fiquemos à espera para ver os resultados sobrenaturais que vão vir sobre eles!


Adaptado: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
contato@maesunidasemoracao.org
www.facebook.com/maesunidasemoracaobrasil
www.instagram.com/maesunidasemoracaobrasil

(Editora do Blog: Sandra Braconnot)


IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.