Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em mais 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

sábado, 31 de agosto de 2019

NÃO SABEMOS A HORA EM QUE O INIMIGO VAI AGIR...



"Irmã Jane Esther,

Tenho o privilégio de participar deste Ministério que tem sido uma bênção inaudita em minha vida...

Procurarei ser breve, visto que meu testemunho é muito longo.

Meus filhos foram criados na igreja. Tenho cinco filhos: três meninos (10, 15 e 17 anos) e duas meninas (7 e 13 anos). Uma escadinha. Todos são responsáveis. Consagrados na igreja, participam das atividades normais da igreja para suas idades. Procuro passar para eles os valores espirituais e também os valores morais tão deixados de lado em nossa sociedade.

No final do ano passado, passamos por um trauma muito grande. Meu filho de 15 anos foi encontrado desmaiado, dentro do banheiro da escola onde ele estudava. Uma escola acima de qualquer problema. Todos os meus filhos estudam nela.

Recebemos um telefonema dizendo que ele tinha sido levado para o hospital. Ficamos desesperados, pois, nunca tivemos nenhum tipo de problema com eles na escola e também nenhum problema de saúde, a não ser, os normais: catapora, garganta inflamada, etc...

Bem, eu e meu esposo fomos correndo para o hospital e, quando lá chegamos formos informados que nosso filho estava no CTI e que era para aguardar o médico, pois ele viria nos atender e falar o que estava acontecendo...

Nossa aflição foi terrível. Meus demais filhos estavam em casa, junto com minha mãe. Durante o momento que esperava, liguei para algumas Mães Unidas em Oração e pedi que orassem pelo meu filho. Disse que ainda não sabia o que estava acontecendo, mais que eu cria no poder da Oração e que tudo iria ficar bem... Elas começaram a orar...

Ficamos aguardando, 42 minutos. Meu Deus... Que desespero! Irmã Jane Esther, por mais que eu clamasse a Deus, sentia minhas pernas tremerem e meu coração disparar...

Quando o médico veio nos atender, já estávamos esgotados de tanta aflição, mas confiantes de Deus estava no CTI, com meu filho.

O médico disse que nosso filho estava com problemas respiratórios, e o coração muito acelerado, mas que estaria esperando o exame de sangue para ter um diagnóstico preciso.

Um pouco mais de tempo e veio o resultado do exame de sangue onde ficou constatado que o nosso filho tinha sofrido uma overdose. Eu disse para o médico que era impossível, pois, meu filho nunca havia usado nenhum tipo de droga...

Bem, ficamos no hospital até tarde. Dois colegas dele de outra série da escola estavam conosco e disseram que não sabiam o que tinha acontecido, pois na hora estavam em aula...

O médico nos aconselhou a irmos para casa visto que nada mais poderíamos fazer a não ser aguardar as próximas horas. Nosso filho não usava drogas. O que tinha acontecido?

No dia seguinte fomos cedo para o hospital. O quadro do meu filho não tinha nenhum sinal de melhora. Ele continuava em coma... Continuávamos clamando a Deus. Minhas irmãs Mães Unidas em Oração estavam todas em oração. Algumas pessoas de minha Igreja Congregacional em São Paulo estavam orando...

Durante o coma de meu filho procuramos saber o que aconteceu e fomos informados que meu filho estava junto como alguns “colegas” tomando refrigerante e conversando na hora do intervalo... Por alguns minutos deixou o copo com o refrigerante na mesa do refeitório da escola e foi buscar um salgadinho. Ele voltou e continuou comendo o salgado e na hora que tomou o restante do refrigerante, começou a passar mal e com ânsia de vômito. Segundo os colegas ele foi para o banheiro, onde passou muito mal e vindo a desmaiar...

Bem, só saberíamos com certeza o que teria acontecido no momento em que ele acordasse...

Prezada irmã, foram seis longos dias, onde meu filho ficou no CTI. Graças a Deus ele voltou.

Ficou muito assustado com tudo. Foi então que a narrativa acima estava confirmada. Ele disse apenas que dois dos rapazes não era do grupo dele de colegas...

Os dois foram denunciados... Eles disseram para a polícia que apenas queriam fazer uma brincadeira com o “certinho” da turma.

Com são menores de idade, foram encaminhados para uma repartição de menores...

Bem, meu filho está bem. Não teve nenhuma sequela. Apenas ficou um pouco lerdo e triste, quando teve alta do hospital.

Todos os meus filhos ficaram com muito medo e também os demais colegas da escola.

Muito obrigada Mães Unidas em Oração. Vocês são extraordinárias...

Temos a FÉ que vê o invisível. A FÉ Crê no incrível e a FÉ recebe o impossível... Deus é fiel!

Espero que este testemunho sirva de alerta para as demais mães, pois os dias são maus. Precisamos pedir a proteção para os nossos filhos, pois não sabemos a hora em que o inimigo vai agir...

Myrthes Albuquerque da Costa Franco – São Paulo, SP
(Não foram citados os nomes dos filhos a pedido da Mãe)




Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 992120548 

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE SETEMBRO DE 2019

É maravilhoso fazer parte de Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil e conhecer o extraordinário Programa de Oração Mundial em PGOs - Pequenos Grupos de Oração, que Deus deu a uma mãe: Fern Nichols, em 1984, no Canadá, e que já está em mais de 150 países... 

Um Ministério que durante anos tem sido referência na vida de milhões de mães ao redor do mundo!

Louvamos a Deus por mais um mês de oração pela vida de nossos filhos e escolas...

Agradecemos a vocês Mães Unidas em Oração que enviam seus pedidos e, através deles podemos elaborar o Calendário Nacional de Oração que tem norteado cada mãe no seu momento "A Sós com Deus"!
No Momento "A SÓS COM DEUS", a Mãe Unida em Oração escolhe a hora mais apropriada, diariamente, e ora de 3 a 7 minutos por um dos filhos (biológico, adotivo ou espiritual), pela escola e pelo pedido do dia que está no Calendário Nacional de Oração, enviado para todas as Mães que pertencem ao Ministério, em PDF. O Calendário não substitui o encontro semanal de 1 hora dos PGOs - Grupos de Mães Unidas em Oração.

Se a mãe pertence ao Ministério Internacional e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).

Somos apenas servas!

Lembre-se que Mães Unidas em Oração é um Ministério de mãe com mãe..


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

NEM TUDO QUE RELUZ É OURO



“Prezada irmã Jane Esther,

Antes de escrever este testemunho, fiquei pensando se realmente deveria fazê-lo, mas, uma noite, depois de ficar sem dormir, pensando em minha família e em tudo que aconteceu, Deus falou ao meu coração, e, então resolvi escrever para a irmã, abrindo o meu coração e autorizando esta publicação, sendo que não gostaria que o que está grifado em vermelho, fosse publicado. Conto com a sua compreensão.


Uma das maiores alegrias que recebi do Senhor Jesus Cristo, foi o privilégio de conhecer através da Revista Visão Missionária (recebi de presente de minha tia que pertence a igreja Batista) o Ministério de Oração de Mães Unidas em Oração. Foi através do testemunho daquela mãe, cujo filho estava envolvido com drogas e que foi alcançado por Jesus, que meu coração transbordou. Na mesma semana entrei em contato com a irmã, para receber as informações necessárias, pois não conseguia mais, somente orar pelos meus filhos.... Eu queria mais... Para mim não tinha bênção maior do que colocar meus filhos no altar, junto com minhas companheiras de oração, uma vez por semana e sermos testemunhas da atuação de Deus na vida deles... Quantas bênçãos. Irmã Jane Esther... Coordeno 3 Grupos de Mães Unidas em Oração. Estou escrevendo e chorando de tanta alegria. Essa emoção não tem preço.

Somos uma família muita ativa na igreja, meus filhos (4 filhos: 2 meninos (9 e 12 anos); 2 meninas (13 e 16 anos) estão bem adaptados, ativos em suas respectivas faixas etárias. Meu marido, um servo de Deus profundamente comprometido com Deus, a família e o ministério.

Nos últimos 3 anos, por ocasião das férias das crianças e do verão, sempre recebemos o convite de uma família da nossa igreja, para passarmos um final de semana em sua casa de praia, o que com prazer aceitamos. É uma família muito querida é integrada na igreja. Nossos filhos são muito amigos e, freqüentemente, estamos juntos.

No 4º ano, como de praxe, fomos. Estávamos felizes com a possibilidade de descansarmos um pouco, visto que, o ano fora muito desgastante.

Pedi a minhas companheiras de Grupo de Mães Unidas em Oração que, durante a semana, orassem por meus filhos nessa viagem e, também, pela estadia na casa de praia. Mesmo indo todos os anos, sempre ficava preocupada com a piscina, com o mar, etc....

Minha filha mais velha relutou muito para ir, mas, no fim, acabou cedendo. Saímos na sexta-feira, sabendo que ficaríamos uma semana. Desde que chegamos, senti minha filha muito grudada conosco, arredia, fechada, mas...

Ela sempre entrava no mar com os irmãos. Quando íamos para piscina ficava perto de mim.

Sabe, irmã Jane Esther, minha filha é uma menina muito bonita. Chama muito a atenção. Temos muito amor por ela, pois além de ser muito meiga, delicada, estudiosa, centrada, é temente a Deus e comprometida com a obra do Senhor. Os dias passaram rápidos e muito gostosos.

No sábado, pela manhã, bem cedo, fui ao banheiro e a porta estava trancada. A luz estava acessa. Esperei um pouco e voltei para o quatro. Passada uma meia hora, voltei e novamente a porta estava trancada e a luz acessa. Perguntei baixinho se tinha alguém passando mal e, ouvi a voz de minha filha. Ela estava chorando... Pedi que abrisse a porta e depois de muito relutar, ela abriu.... Estava trêmula e pálida... Eu a levei para o quarto... Foi então que me deparei com uma situação extremamente revoltante. Minha filha me fez prometer que o que ela iria me falar, eu não poderia dizer para meu esposo, até voltar para casa. Eu prometi!

Foi então que ela começou a relatar algo que eu não queria saber, nem ouvir...Ela me disse que a pessoa que nos fez o convite para irmos a casa de praia, vinha cercando ela na igreja algumas vezes e jogando indiretas, mas como ela não queria causar problemas e sabia da amizade do pai com ele, preferiu ficar calada.Por isso que ela relutou em vir para passar a semana.

Mas que, na noite anterior, o homem entrou no quarto dela, onde dormia as meninas, colocou a mão em sua boca para ela não gritar e tentou ... mas, ela deu uma joelhada, deu vários pontapés nele e saiu correndo para o banheiro onde permaneceu até de manhã. Ela disse que ele nunca tinha feito aquilo antes. Ela estava apavorada...

Naquele mesmo dia, conversei com meu esposo, sobre a possibilidade de voltarmos após o almoço. Ele não criou obstáculos e voltamos.

Naquela mesma semana conversei com meu esposo sobre o que tinha acontecido. Ele ficou tremendamente abatido e triste, por desconhecer o caráter de alguém que convivia com ele há tanto tempo.

Resolvermos ir ao Pastor para nos aconselhar e pedir orientação sobre como agir. Ele disse que não compartilhássemos isso com ninguém. Era para orarmos e entregarmos tudo nas mãos de Deus.

Durante todas as reuniões semanais de nosso Grupo de Mães Unidas em Oração, eu sempre colocava, em silêncio, minha filha no altar para que Deus resolvesse aquela situação da melhor maneira possível para que não houvesse um escândalo, pois seria terrível para todos e para o evangelho.

A família dele não sabe de nada até hoje, nem nossos filhos. Depois de vinte sete dias, Ele sofreu um acidente de carro e veio a falecer. A igreja sofreu muito, afinal é compreensível, pois não sabia de nada. Esse assunto foi enterrado com ele.

Minha filha está bem. O trauma passou. Ela continua integrada na igreja.

Prezada irmã Jane Esther, o motivo desse testemunho é para alertar nossas irmãs para que tenham cuidado com seus filhos. O inimigo pode estar dormindo dentro da nossa casa.”

Mãe Unida em Oração – Curitiba, PR
(Este testemunho foi publicado com autorização expressa da mãe. Os nomes são omitidos para preservar o sigilo dos filhos)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 

Todo filho precisa de uma mãe que ora. 

Você já orou pelo seu filho hoje? 





contato@maesunidasemoracao.org 

WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M., S. de Paula Rosa)



IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

domingo, 25 de agosto de 2019

UM JUGO DESIGUAL


"Sou mãe de 2 filhas casadas felizes e abençoadas, mas nem sempre foi assim...

Suzana, minha filha mais velha se envolveu em um relacionamento com um rapaz de uma família que não temia a Deus (Jugo desigual)..


Essa pessoa a fazia sofrer muito, e com ela toda a família é claro, mas ela não ouvia ninguém. Seu coração estava preso a ele, ele se aproveitava desse amor e a enganava com outras..

Fazia pouco caso dela, desmanchava e voltava quando queria. Pintava o sete com ela.

Minha filha já não tinha mas alegria estava sempre angustiada, afastando-se da família, dos que amavam, na Igreja..

Ela era professora de Departamento infantil e por causa da influencia dele, já não se empenhava como antes. Não ia mais com a mesma frequência para não contraria-lo..


Os que os conhecia tentava abrir-lhe os olhos, mas não adiantava, ela estava presa a ele. Amor, paixão teimosia... Não sei o que a prendia àquele relacionamento que durou 6 anos...

Falar em casamento nem pensar, (o que eu achava ótimo). Não queria que minha filha casasse com aquele rapaz que só iria fazê-la sofrer...

Um belo dia resolveram ficar noivos, o que durou pouco pois com alguns meses de noivado ele desmanchou...

Ela sofreu muito... Pensei que minha filha iria morrer de tanta tristeza...

Voltando o relacionamento uns meses depois nada mudou, as brigas, traições tudo a mesma coisa. Eu ,estava perdendo minha filha para aquele homem que não a amava, pelo contrario, queria destruí-la.

Foi então que resolvi dar um basta, sabia que so falar não adiantaria, mas sim, intensificar minhas orações....

Pedia a todos que orassem por ela...

Neste tempo comecei a me reuni sempre que possível com uma Mãe Unida em Oração (Leandra) da minha igreja e a pedir que me ajudasse em oração para que Deus entrasse com providências neste relacionamento..

Deus agiu poderosamente nas nossas vidas, e abriu os olhos da minha filha mostrando a ela que aquele rapaz não fazia parte dos planos de Deus para ela...

Deus colocou um homem de Deus, seminarista (Renato) na vida da minha filha...

Eles se casaram e são muito felizes..

São bênçãos na Igreja é nas nossas vidas.

Quero dizer para você que é mãe que não desista do seu filho seja qual for a situação...

Não tente resolver com suas forças...

Por muito tempo achei que eu conseguiria...

Entendi que Deus queria que eu entregasse essa causa para que Ele cuidasse. Ele é fiel!"

(Suzethi Eduardo de Azeredo Lopes - Coordenadora de Mães Unidas em oração em Niterói, RJ)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 

Todo filho precisa de uma mãe que ora. 

Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

sábado, 24 de agosto de 2019

QUERO SER MÉDICO COMO DR. LUCAS!


Prezada irmã Jane Esther,

Moro em São Paulo. Conheci o Ministério Mães Unidas em Oração através de uma irmã da Igreja Batista da Liberdade, SP há 7 anos. Sou professora do Ensino Médio e meu esposo é Escrivão. Tenho 4 filhos. Meus filhos desde pequenos eram alunos da EBD. Meu filho caçula Matheus, na época com 9 anos sempre dizia que quando crescesse queria ser um médico, pois aprendera na EBD que Lucas, um dos Discípulos de Jesus Cristo, era o Médico Amado. Ele foi crescendo, concluiu o Ensino Fundamental e depois, com 16 anos, o Ensino Médio. Sempre dizia que gostaria de fazer medicina para ajudar ao próximo. Com 17 anos prestou vestibular para duas Universidades Particulares e passou, mas não tínhamos a menor condições de pagar. Eu e meu esposo conversamos com ele e dissemos que Deus iria abençoá-lo e que ele iria conseguir passar para uma Universidade Estadual. Durante aquele ano ele estudou sem parar.

No ano seguinte, ele tentou o vestibular para medicina da Universidade do Estado, mas não passou. Ficou triste e disse que só faria vestibular para medicina, pois ele queria ser como seu referencial, Dr. Lucas, o Médico Amado.

No ano seguinte, ele tentou, novamente, mas não conseguiu. Estava ficando desanimado, mas dissemos que no próximo ano ele iria passar. Foi aí que ele disse que prestaria vestibular para uma Universidade Federal. Durante todos estes anos, em nossas reuniões de Mães Unidas em Oração orávamos para que Deus fizesse o melhor na vida dele e que abrisse a porta certa para ele cursar medicina, visto que ele tinha convicção de que era esta a profissão que Deus colocara no coração dele, desde 9 anos.

Meu filho só ia para igreja e ficava estudando e revendo toda a matéria. Na noite anterior ao vestibular eu entreguei meu filho nas mãos do Senhor e uma forma profunda e clamei a Ele pela vida de meu filho. Que Deus desse a ele, agora com 20 anos a possibilidade de passa, pois ele estava preparado, humanamente para fazer o vestibular. Senti um profundo refrigério em minh’alma. Sabia que meu filho iria passar. No dia seguinte, um domingo pela manhã, meu filho foi para a Universidade Federal de São Paulo para fazer o vestibular e nós fomos para a igreja. Nossos corações estavam ligados ao dele, através dos Espírito Santo de Deus.Mas com total tranquilidade.O Culto terminou e voltamos para casa. Logo depois meu filho chegou e disse, que a prova estava muito difícil e que iria esperar o resultado. Meu filho foi aprovado! Aleluia! Aleluia! Fizemos um culto de gratidão à Deus pela maravilhosa bênção alcançada. Hoje está cursando o terceiro período de Medicina.

Obrigada Senhor, pelo Ministério Mães Unidas em Oração!


Berta Bueno Magalhães
(Mãe Unida em Oração – São Paulo, SP)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 


Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx"Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

EU SEI EM QUEM TENHO CRIDO!


"Amada Jane Esther...

Tenho quatro filhos: Guilherme,12 anos; Arthur 15; Rodrigo 17 e Matheus 19. Meu filho Rodrigo era um menino dócil, educado, assíduo nos trabalhos da igreja. Fazia parte da equipe de esportes, de louvor. Enfim, um filho que toda mãe gostaria de ter.

Meu esposo foi promovido na empresa e precisamos mudar de cidade. Tivemos que mudar nossas vidas...

Meu filho Rodrigo, com 17 anos sentiu muito a mudança, principalmente no que se refere a igreja e os colegas. Ele fui cursar o último ano do Ensino Médio em um colégio, totalmente diferente do anterior. Lá, ele fez amizades com colegas errados e começou a mudança drástica em sua... Foi a destruição de meu filho.

Em pouco tempo começou a usar drogas. Primeiro, veio a maconha e depois se tornou usuário de cocaína e depois o crack. Era uma luta. Largou escola, igreja... Tinha vezes que ficava a semana toda sumido... Um calvário!



Internamos ele algumas vezes, fizemos de tudo para ele se recuperar, mas não adiantava...

Um dia, ouvi uma irmã falar com fé sobre o Poder da Oração. Do Deus que liberta, que cura, que transforma. Era o Programa REENCONTRO. Quem falava era a irmã Jane Esther.

Fiz minha inscrição online e recebi todas as informações. Pedi a Deus outra mãe e comecei meu grupo de oração, cuja finalidade principal era meu filho...

Durante 1 ano e 15 dias, clamei a Deus pelas vida de meu filho, para que ele fosse resgatado.. Eu também orava pelos outros três filhos, mas o meu filho Rodrigo precisava urgentemente de libertação.

Mesmo passando por um dos piores momentos da minha vida, não deixava que nada interferisse no meu momento de oração a Sós com Deus, todos os dias e também no encontro com as demais mães do meu Pequeno Grupo de Oração que foi crescendo e acabamos tendo que dividir em dois... Com o tempo fui vendo que outras mães também precisavam de libertação de seus filhos.

Eu clamava Senhor que libertasse meu filho... Chorava diante do Senhor. Seguia os Quatro Passos Para Oração, diariamente. Eu sabia que meu filho sairia das drogas.

Um dia meu filho, muito magro, abatido, olhar perdido, chegou para mim e disse: "Mãe, não quero mais esta vida. Por favor, me ajude...."

Foi a primeira vez que ele pediu ajuda de maneira sincera. Ele tomou a decisão de deixar aquela vida e Deus entrou com providências...

Meu filho foi liberto! Meu filho voltou para nós! Sim, meu filho está livre das garras da destruição! Amém!

Mãe, nem pense em abandonar seu filho! Ele precisa de você!"

Teresa C. M. Sant'Ana

Mãe Unida em Oração, São Paulo, SP
(Testemunho usado com permissão da mãe)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprrayer.org
contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html
Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”

terça-feira, 20 de agosto de 2019

"LORD DOG" LIVROU MINHA FILHA DE SER VIOLENTADA!



“Participo do Ministério Mães Unidas em Oração, há 5 anos. Tenho meu Grupo de Oração em minha casa. Encontramos-nos todas as terças-feiras, às 15h. Tem sido uma bênção maravilha!

Escrevo estas linhas para compartilhar o livramento que Deus deu a minha filha, em 2014. Não citarei o nome dos meus filhos por precaução, somente as idades. Minha filha tem 16 anos. Tenho um filho de 20, outro de 18 e o caçula com 12 anos...

Sempre acompanho o Calendário Nacional de Oração. Em um dos post estava pedindo que orássemos por nossos filhos do caminho da casa para a escola e da escola para casa. Sempre orava, mas não imaginava que iria acontecer com meus filhos...

No inicio do ano letivo, estava preparando o almoço quando senti um grande aperto no meu coração. Meus filhos e meu esposo não estavam em casa. Veio-me, imediatamente na mente minha filha! Parei de fazer o almoço e fui para o quarto orar pela minha filha. O local que ela estudava era longe de casa. Meu filho caçula estudava na escola na esquina de nossa casa. Meu filho de 18 está no primeiro ano da universidade e meu filho de 20 já está trabalhando e cursando também a universidade!

Minha filha estava voltando da escola para casa quando foi parada por dois meninos, querendo que ela entregasse o celular.

Sempre orientei meus filhos para que não viesse ouvindo música no fone do celular para não chamar atenção. Ela costumava ficar com o fone no ouvido ouvindo música.

De repente, dois pivetes se aproximaram dela para roubar o celular. Na hora que estavam assaltando, uma viatura com dois policiais chegou e os garotos fugiram...

Bem... Na hora que minha filha estava narrando o acontecido, pensei: “-Graças a Deus minha filha foi salva.” Ledo engano.

Pois bem, os dois policiais mandaram que ela entrasse no carro a fim de levá-la para casa. Ela entrou...

Bem, eles foram até certo ponto, pararam a viatura e a tiraram do carro dizendo que fariam o restante a pé. Minha filha ficou apavorada, pois já estavam perto de casa.

No caminho, existe uma trilha e eles a levaram pela trilha e entraram no mato... Ela começou a gritar. Um dos policiais tapou-lhe a boca ...

Um de nossos vizinhos e mais 3 jovens estavam passando perto, na trilha.

Eles não ouviram nada, mas o cachorro chamado “Lord Dog”, que estava com o senhor, ouviu o grito, saiu latindo e entrou na trilha, no mato...

“Lord Dog” conhecia minha filha... Ele conheceu a voz de minha filha... Ele ouviu o grito dela...

Todos começaram a correr atrás do cachorro, pois não sabiam o que estava acontecendo.

O cachorro avançou em cima de um dos policiais... Minha filha já estava com a blusa rasgada de tanto lutar com os policiais.

Poucos segundos depois, o senhor que era nosso vizinho e os três jovens chegaram...

Após a gritaria e o tumulto, chegou outra viatura querendo saber o que estava acontecendo...

Os dois policiais que estavam com minha filha disseram aos que chegaram que o cachorro queria morder a menina e que eles estavam tentando defendê-la...

Conversa vai, conversa vem, os dois policiais que chegaram depois, perguntaram a minha filha se ela queria prestar alguma queixa na delegacia.

Ela disse que não. Queria ir para casa! Ela disse que não precisava mais de ajuda. Foi embora, acompanhada do vizinho, dos 3 três jovens de “Lord Dog”.

Os policiais que tentaram violentá-la saíram rindo...

Depois que isso aconteceu, minha filha ficou traumatizada...

Não entrando em pormenores, mudamos de cidade e transferimos nossos filhos para outras escolas.

Aprendemos uma grande lição!

Ficou plenamente comprovado que nós mães precisamos orar pelo percurso de nossos filhos entre a casa e a escola e entre a escola e a casa.

O perigo está em todo lugar...

A.B.T.Costa
(Mãe Unida em Oração – São Gonçalo, RJ)
(Testemunho publicado com permissão da mãe)


Este testemunho se percebe como Deus usa os meios mais variados para responder nossas orações...


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprrayer.org
contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

SOBREVIVEMOS A UM TSUNAMI



“Prezada irmã Jane Esther,

Estou enviando este e-mail para agradecer, em primeiro lugar, a Deus, por tudo que Ele me fez viver nestes últimos 90 dias. A irmã que foi a peça chave na transformação ocorrida em minha vida e, também, de minha família. A irmã não faz idéia do que vou narrar agora. Faço-o, na certeza e esperança de que será bênção na vida de muitas outras Mães. Eu creio no Poder da Oração!

Meu esposo é funcionário Público Federal e eu sou professora do ensino médio. Temos quatro filhos: duas meninas, uma com 24 anos, casada, mãe de uma filha de dois anos. Na época em que tudo aconteceu, estava grávida de um mês; a outra, com 20 anos, dois meninos de 22 e 18 anos, respectivamente. Residimos em Brasília há 22 anos e pertencemos a Igreja Batista daqui. Sempre tivemos como prioridade, criar nossos filhos nos caminhos do Senhor, dando todo apoio possível! Meus filhos são integrados na igreja. Cada um participa de uma atividade diferente. Todos são ativos na obra do Senhor.

Conheci o “Ministério de Mães Unidas em Oração” há três anos, através de minha irmã que pertence a Igreja Cristã Nova Vida, no Rio de Janeiro. Logo, procurei me informar a respeito do Ministério e hoje, lidero dois grupos. Deus tem feito maravilhas em nossas vidas!

Mesmo exercendo o magistério e com o tempo bem apertado, nunca dispensei nossa hora semanal de oração de “Mães Unidas em Oração”. Meus filhos estão na “Rede Mundial de Oração” e, semana após semana, são motivos de intercessão, juntamente com os filhos das demais companheiras de oração. Meus filhos sempre foram estudiosos, educados, obedientes, enfim, um presente de Deus. Nada é mais importante do que colocarmos a vidas de nossos filhos no altar do Senhor

Minha irmã Jane Esther, a narrativa é extensa. Tentarei ser o mais precisa possível.

“No mês de janeiro de 2010, minha família passou por momentos muito tristes, momento de muita turbulência.

Era sábado. Meu filho de 21 anos saiu com o irmão mais novo para comemorar. Ele havia passado no vestibular de medicina. Além deles, três outros colegas da igreja foram juntos a um local onde, volta e meia, iam.

Estávamos em casa e já passava da meia-noite. E eles não chegavam. Começamos a ficar preocupados. Meu esposo não sabia que atitude tomar. Quando o relógio marcou uma hora e vinte minutos da madrugada, recebemos um telefonema de uma das mães de um dos colegas de nossos filhos. Ela faz parte do nosso “Grupo de Mães Unidas em Oração”. Estava no hospital e nos disse, rapidamente, o que ocorrera. Saímos em disparada e, quando lá chegamos, soubemos do que realmente tinha acontecido. Na volta para casa, depois da comemoração, um carro, em alta velocidade, cujo motorista estava bêbado, bateu em cheio no carro onde meus filhos estavam. Os colegas e meu filho caçula sofreram algumas fraturas e escoriações. Um quebrou o braço. Outro quebrou a perna. Meu caçula quebrou o nariz. O caso mais grave foi o do meu filho de 21 anos. Ele sofreu muitos ferimentos. Tinha ficado preso nas ferragens e teve traumatismo em várias partes do corpo.

Ali começou a nossa luta. Nosso filho já estava no centro cirúrgico. Meu esposo foi tomar algumas providências necessárias. Enquanto isso eu e minha amiga fomos para a capela do hospital e começamos a clamar a Deus pela vida de meu filho! Como clamamos...

Depois de 23 dias em coma, ele voltou à vida. Ficamos sabendo que ele estava com as pernas paralisadas, mas, não tínhamos coragem de contar para ele. Nesse período, minhas companheiras de oração de “Mães Unidas em Oração” não cessavam de orar por ele, juntamente com centenas de outras pessoas que o amavam.

Após o impacto, ele foi transferido para o quarto e, ali, soube que estava com as pernas paralisadas devido ao traumatismo em sua coluna. Ficou no hospital ainda por mais 32 dias.

No início, ele não aceitava, de forma alguma, ficar, pelo resto da vida, em uma cadeira de rodas. O tempo foi passando. Ele recebeu alta. Foi para casa. Tentamos dar todo o apoio possível. O médico disse que, talvez ele voltasse a andar. Mas, só o tempo diria. Ele ficou indo no Hospital de Reabilitação Sarah Kubitschek aqui em Brasília, para fazer todos os tipos de tratamento possível. Ele queria nadar...

Nesse ínterim, minha filha que estava grávida, começou a ter problemas com pressão alta. Ela fazia acompanhamento constante com a ginecologista, pois precisava de cuidados.

No início do mês de junho, dia 14, recebi um telefonema de minha irmã do Rio de Janeiro, dizendo que minha mãe tinha sofrido um infarto e estava no hospital, muito mal. Deixei meu esposo e meus outros filhos e fui ao Rio visitá-la e dar apoio a meus irmãos e meu pai. Somos cinco irmãos. Durante o tempo que fiquei com minha mãe, clamava a Deus por minha família pedindo que Ele me concedesse a graça de vê-los bem. Minha mãe foi melhorando e seu quadro estabilizou. Ficou no hospital por mais alguns dias.

Enquanto isso, meu esposo levava meu filho para fazer tratamento. Algumas irmãs Mães Unidas em Oração davam suporte à minha filha grávida, agora com seis meses.

Meu filho estava muito deprimido. Devido ao acidente, teve que trancar a Faculdade e isso o deixou muito deprimido. Tentei voltar para Brasília no dia 21 de junho, mas só achei passagem para o dia 22.

No Rio de Janeiro, minha irmã me convidou para ir à Igreja Cristã Nova Vida, na Zona Oeste, para participar de um Culto para mulheres. Eu fui. Foi um culto maravilhoso. Minha alma estava angustiada. Eu estava profundamente triste. Era como se um tsunami tivesse passando sobre minha família.

Estava acompanhando o trabalho da irmã através da Visão Missionária e desejava muito conhecê-la. Deus reservou aquela oportunidade. Uma segunda-feira, 21 de junho de 2010! A irmã disse, na ocasião, que Jesus queria que confiássemos n’Ele. Que fizéssemos prova d’Ele.

Que através da fé, coragem e perseverança, alcançaríamos a vitória. Foi uma mensagem rica, edificante. A irmã pediu para que, quem quisesse colocar seus fardos sobre a cruz, fosse à frente.

A igreja estava repleta. Creio que tinha cerca de 250 mulheres. Muitas foram à frente chorando, inclusive eu. A irmã pediu que todas as mulheres que estavam sentadas, viessem à frente e, abraçasse cada uma, a pessoa mais próxima. Então, a irmã desceu do púlpito, e começou a tocar em cada uma. De repente, a irmã estava perto de mim. Eu estava chorando. Lembro-me, como se fosse hoje, das suas palavras: “não precisa chorar. Creia somente! A irmã vai alcançar a vitória! Tenha fé, coragem e perseverança. Não esmoreça! Nosso Deus é o Deus das coisas impossíveis! Ele é tremendo!” A irmã falava com autoridade e seu rosto brilhava! Suas palavras entraram em meu coração como uma flecha. Eu tinha certeza que Deus iria operar um milagre! Ao sair de perto de mim, a irmã voltou para o púlpito, e começou a cantar: “Vou levar meus problemas pra Deus. Entregar meus problemas pra Deus. Abençoar minha família, minha casa, meus irmãos, pois, eu creio no poder da oração...”

Naquela noite não dormi, tal foi a emoção de participar daquele culto. Deus falou ao meu coração de uma maneira singular! Eu deveria confiar. Deveria crer que Ele iria fazer uma grande obra!

No dia seguinte, 22 de junho, embarquei para Brasília totalmente focada na certeza de que meus filhos seriam vitoriosos! Quando cheguei, minha filha foi hospitalizada com ameaço de eclampse. Ficou 11 dias no hospital e, ao ter alta foi para minha casa, com seu esposo e minha netinha de dois anos. Continuávamos, eu e minhas companheiras de oração, clamando ao Senhor, na certeza da vitória!

Meu filho continuava fazendo todo o tratamento. Ele tinha esperança de andar. Agora, eu tinha certeza que ele voltaria a andar.

No dia 21 de agosto, minha filha não tinha mais condições de prosseguir na gravidez. Seu estado se agravou e, tanto ela quando o bebê, poderiam não resistir. Teve que submeter-se a uma cesariana. Quanta dor! Quanta angústia! Quanto sofrimento! Continuávamos clamando ao Senhor! Nasceu minha segunda neta, perfeita, sadia. Minha filha passou pelo vale da sombra da morte, mas, graças a Deus, recebeu a vitória, permanecendo com da vida. Treze dias depois, estava entrando em nossa casa, com sua filhinha no colo. Prezada irmã Jane Esther, não tenho como, nesse e-mail, descrever nossa alegria. É inenarrável!

No dia 23 de setembro, meu filho voltou a dar os primeiros passos, usando as muletas, saindo da cadeira de rodas. Sua coluna já estava sendo restabelecida. Segundo os médicos, ele voltará a andar... Glória a Deus! Ano que vem ele deverá voltar à faculdade e terminar seu Curso de Fisioterapia!

Ah! Irmã Jane Esther, muitas vezes pensamos que tudo esta bem com a gente. Que esta tudo sob controle e que nada vai acontecer. E, de repente, tudo se transforma! Muito obrigada pelo dia 21 de junho de 2010! Jamais me esquecerei de suas palavras: “Fé, Coragem, Perseverança!”

Que Deus abençoe a irmã!”

Jeanette Mara Campos de Moraes – Brasília, DF
(Este testemunho foi publicado com autorização expressa da mãe. Os nomes são omitidos para preservar o sigilo dos filhos.)



🍃🌺ღ╯ღ🍃🌺🍃🌺ღ╯ღ🍃🌺ღ╯ღ🍃🌺 ღ🍃🌺ღ╯ღ🍃🌺ღ╯



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 

Você já orou pelo seu filho hoje? 

www.momsinprayer.org 
www.maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

sábado, 17 de agosto de 2019

VENCENDO O MEDO!


Querida irmã Jane Esther,

Sei que Deus tem usado a sua vida para abençoar milhares de mães no Brasil, e eu sou uma delas. Por isso, meu testemunho e de minha vida.

Quando telefonei em meu desespero pedindo socorro, a irmã me respondeu: “No dia em que eu clamei, atendeste-me; alentaste-me, fortalecendo a minha alma.” (Salmo 138:3) 


Glórias ao nome do Senhor Jesus Cristo! Deus falou ao meu coração e transformou a minha vida.

Tenho percebido que quando falo de como o Ministério foi criado e o “porque”, muitas amigas minhas ficam emocionadas e pedem para participar.

Eu costumava ser dominada pelo medo e ansiedade, regularmente. Ás vezes, as coisas mais bobas faziam com que o meu coração disparasse, minha pressão aumentasse e minhas mãos tremessem, tais como: vendo minha filha andando em sua bicicleta... medo dela cair. Meu marido ficava atrasado, eu imaginava muitas coisas. O carro dava defeito em locais perigosos, eu ficava aflita. O telefone tocava fora de hora, achava que era alguém com uma notícia ruim, enfim... Eu ficava paralisada com certas situações em minha vida que eram normais de acontecer.

Quando comecei a participar de Mães Unidas em Oração, comecei a entender que nossas vidas estão nas mãos de Deus e igualmente nossos filhos, esposo, família, negócios, enfim, TUDO, está no controle de Deus.

Eu sempre fui uma pessoa muito tímida e não conseguia mudar. Então, um dia, eu realmente levei a Palavra de Deus a sério e pedi ajuda para os meus medo. O versículo que a irmã pediu para eu ler foi profundo. "Não andeis ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus." (Filipenses 4:6)

Eu decidi obedecer a Deus e entregar as minhas preocupações em oração. Cada vez que eu me pego preocupada, eu clamo ao Senhor. Se a preocupação voltar, oro novamente. E mais uma vez. E mais uma vez.

Olha só o que aconteceu ao longo do tempo? Ele me "fez ousada e valente." Sim, Ele o fez! Oh, quantas vezes nós não conseguimos nos ajudar simplesmente porque não o chamamos para ajudar!

Eu sou muito grata a Deus pela orientação que temos recebido do Ministério e a experiência que temos a cada semana quando juntas como Mães Unidas em Oração clamamos a Ele em oração citando os nomes de nossos filhos e escolas em nossos grupos.

Eu sou tão grata que Ele que tem derramado sobre a minha vida todos os dias, bênçãos inauditas. Hoje eu vejo que temos que ter, como a irmã mesma diz: Fé, Coragem e Perseverança na oração. Temos que orar.

Somos amadas pelo Pai!

Muito obrigada!

Janice Ferreira Martins
(Líder de Grupo de Mães Unidas em Oração em Florianópolis, SC - Testemunho publicado com a autorização da mãe)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 
WhastApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

NUNCA É TARDE PARA DEUS!

“Irmã Jane Esther,

Lidero dois Grupos de Mães Unidas em Oração, em minha residência. Um há 10 anos e outro há 4 anos. Em uma de nossas primeiras reuniões, antes de começar, uma das mães chegou mais cedo, e trouxe outra mãe pela primeira vez. A mãe visitante começou a conversar e abrir seu coração... Uma mulher bonita, bem vestida, simpática, elegante, Comunicativa...

Seu esposo era alto executivo da Petrobrás e, viajava muito. Mas dava todo apoio financeiro a ela e aos filhos para que nada faltasse. Quando era possível iam sempre a igreja, pois tinham muitos compromissos sociais, Seus filhos eram prioridades para eles: Maria Clara de 6 anos, Daniel de 8 anos e Maria Alice de 10 anos.

Na época, ela foi bem enfática no que tange a liberdade de escolhas. Ela dizia que os filhos tinham que ser independentes e aprender a se defender e fazer suas escolhas. Ela participou conosco, algumas vezes, e sempre com o mesmo discurso. Após algumas semanas, não me recordo bem, ela parou de ir. Disse que estava com muitas atividades e que não sobrava tempo para orar pelos filhos e que iria se mudar para outro estado devido o trabalho do marido. 


Passado alguns anos. Seus filhos  cresceram, viajaram muito, conheceram muitas pessoas.... Acompanhávamos a vida dela de longe e sempre pedíamos a Deus que a ajudasse em sua vida, dando discernimento na criação dos filhos, pois aquela forma de pensar, sem dar limites para eles, não seria bom e poderia trazer consequências drásticas. Educação não se compra, não se barganha com presentes.... Ela não estava buscando na Palavra de Deus subsídios para ensiná-los...

Bem, hoje passo a escrever estas linhas com autorização da mãe e com muita alegria em meu coração. Depois de passarmos três anos orando e vimos o agir de Deus na vida de cada um dos filhos dela e sabendo que este testemunho será muito importante para que as mães fiquem atentas para com os filhos e que confie no poder da oração e que persevere!

Deus muda o quadro... Deus muda tudo... Nunca é tarde para o agir de Deus!

Bem... Durante uma de nossas reuniões, como disse, cerca de 3 anos atrás, ela veio. Na hora, ficamos surpresas com a presença dela. Ela chegou totalmente diferente da primeira vez. Era outra mulher. Sofrida. Destruída. Amargurada. Com muita dor no coração. Naquele dia, nossa reunião foi diferente. Foi um momento de dar total apoio a ela.

Ela disse que na época, que esteve conosco nenhuma de nós concordava com a maneira dela pensar, mas que iríamos respeitá-la. Que ela buscasse a presença de Deus, pois, o mundo é cruel e nossos filhos não tem condições de tomarem decisões sozinhos e que precisam de total apoio e limites! 
Ela disse que ela achou tudo aquilo uma balela... Que nós estávamos equivocadas. Que éramos muito duras e exigentes com os nossos filhos...

Bem, para resumir, ela nos disse que, cerca de 2 ano eles voltaram para São Paulo e para a igreja, mas que os três filhos saíram da igreja. A filha mais nova, com 13 anos já era mãe de um bebê de 4 meses. O filho do meio se envolveu com colegas na escola e começou a fumar maconha e depois se ornou usuário de crack. Vivia saindo e entrando em Clínicas de recuperação. Um sofrimento. A filha mais velha era a única que estava tentando levar a vida, mas com muita dificuldade, pois se sentia perdida e sem referências. A situação estava insustentável.

Naquele momento, choramos com ela e dissemos que Deus iria restaurar aquela situação, dentro do que fosse possível. Que críamos no poder e no amor de Deus. Sabíamos Ele era um Deus de misericórdia. .. Que ela precisava apenas entregar cada filho no altar e confiar no que Deus iria fazer.

Foram 2 anos orando para que o quadro mudasse. Ela não faltou mais a nenhuma reunião. Ela clamara e chorava perante o Senhor...

Bem, a filha mais nova, Maria Clara, agora com 16 anos, casou e foi morar com o pai da criança, um rapaz de 24 anos, chamado Nicholas. Ele já está trabalhando na empresa do pai e assumiu totalmente Maria Clara e o filho, agora com quase três anos. Ambos estão na igreja e criando o filho nos caminhos do Senhor.

O filho do meio que era dependente químico, foi liberto das drogas, e hoje, caminhando para 19 anos, foi morar com a tia no Canadá. Está trabalhando e entrou para a Universidade de TI (Tecnologia da Informação). Está liberto, pois a palavra de Deus diz que a verdade liberta! Aleluia! Não tem mais nada com drogas.

A filha mais velha está fazendo a Universidade na área biomédica, e é líder dos jovens na igreja. Está feliz. Menina muito especial!

Mesmo com tantas lutas, a vitória foi alcançada. As marcas ficaram para sempre, mas Deus operou um milagre."

Tânia Luiza Gomes Magalhães
Líder de Grupo de Mães Unidas em Oração – São Paulo, SP
(Testemunho publicado com permissão. O nome da mãe foi omitido a pedido)




Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.

Todo filho precisa de uma mãe que ora.

Você já orou pelo seu filho hoje?



www.momsinprayer.org

www.maesunidasemoracao.org

contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

terça-feira, 13 de agosto de 2019

EU NÃO EXISTO PARA VOCÊ!


Sou diretora da área clínica de um hospital. Minha vida sempre foi muito intensa. Meu tempo é escasso.

Tenho uma empregada que mora comigo desde que minha filha mais velha nasceu. Ela é imprescindível na minha vida. Faz parte da mesma igreja que eu. Ela tem seu grupo de Mães Unidas em Oração. Muitas vezes me convidou para participar, mas eu dizia que não tinha tempo...

Meu esposo é engenheiro de uma grande empresa e viaja muito. Raramente está em casa. Quando é possível, frequento a igreja.

Certo dia, cheguei em casa para jantar. Estava com meu filho menor aguardando para jantarmos, mas minha filha não aparecia. Fui ao quarto dela e quando cheguei presenciei uma cena que jamais irei me esquecer. Minha filha que estava prestes a completar 15 anos. Estava desmaiada. Seus pulsos cortados e esvaindo em sangue. Entrei em desespero. Comecei a gritar. Meu filho mais novo, e minha empregada, vieram imediatamente. Que agonia!

Estava em pânico. Maria dos Anjos, minha empregada, telefonou imediatamente para o hospital onde eu trabalhava e pediu socorro. Logo eles enviaram uma ambulância. Minha filha estava correndo risco de morrer. Quanto desespero... Quanta angústia...

Bem... Depois que passou todo risco e minha filha acordou, perguntei a ela por que ela fez aquilo. Ela me disse: “- Você não dá a mínima para mim! Eu não quero seus presentes! Eu quero você! Eu não existo para você! Ela falava isso e chorava, desesperadamente...

Naquele momento, fiquei perplexa. Muitas coisas aconteceram para minha filha chegar aquele estado. O que eu estava fazendo com minha família? Eu estava dando prioridades as coisas matérias e deixando meus filhos de lado. Quantas perguntas eu me fiz. Quanto remorso! Quanto sentimento de culpa!

Saí do quarto dela e fui para minha sala, e ali, sentada em minha cadeira, com a cabeça na mesa, chorando, pedi a Deus que me perdoasse e me ajudasse a resgatar o amor dela por mim...

Foram dias e dias de muito sofrimento de muita angustia. Eu mudei minha vida. Priorizei meus filhos.

Vi o quanto Maria dos Anjos orava por ela e como seu grupo telefonava para saber como ela estava. Meus filhos eram filho espirituais de Maria dos Anjos....

Naquele momento Deus tocou em meu coração e eu senti o desejo de participar do Grupo de Mães Unidas em Oração e de colocar toda vida de meus filhos, principalmente de minha filha no altar do Senhor. Queria que ela me perdoasse. Eu precisava de ajuda...

Depois de 1 ano e 6 meses orando, Deus restaurou e resgatou o amor de minha filha por mim.

Deus seja louvado!

(Maria Helena B. F. – Mãe Unida e Oração, São Paulo, SP)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora
Você já orou pelo seu filho hoje?


www.momsinprrayer.org

contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548


(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

domingo, 11 de agosto de 2019

NÃO VOU MAIS USAR DROGAS... NÃO QUERO MORRER!


“Em 2002 o meu filho mais velho se envolveu com as drogas através dos colegas, da escola. Foram longos 6 anos e meio chorando e intercedendo. Deus me deu a a vitoria, pois, ele voltou para igreja e hoje é levita ...

Em 2009 meu filho caçula saiu da presença do Senhor e também se envolve com as drogas. Mesma coisa... Através dos colegas na escola!

Para mim foi muito difícil, pois já havia passado por essa situação e dessa vez foi um desespero total. Pensei que ele poderia ter aprendido com a experiência do irmão mais velho, mas não foi isso que aconteceu...

Até o final de 2014 não tinha forças e nem ânimo para batalhar... Várias vezes quis expulsá-lo de casa, pois não aguentava mais essa situação, porém Deus ministrava em meu coração para não tomar tal atitude..
.
Fui a um encontro de mulheres que estavam orando, mas quando pedi para que elas me ajudassem em oração foi uma decepção... Não era o que eu procurava...

No inicio de 2015, ao entrar em uma livraria vi um livro chamado: Todo Filho Precisa de Uma Mãe que Ora! Comecei a ler... Não parava de ler... Em menos de uma semana tinha “devorado” o Livro...

Como o livro me deu ânimo para interceder! Que bênção! Quantas experiências maravilhosas!

Procurei conhecer o Ministério que no Livro estava escrito Moms In Touch International. Comecei a pesquisar na internet e ao entrar no site da Editora Hagnos, que imprimiu o Livro vi o nome do Ministério Moms In Prayer International e, dali encontrei o site do Brasil e recebi todas as informações.

Com algumas mães da minha igreja, ainda no mês de janeiro começamos a orar e formei o meu primeiro grupo de Mães Unidas em Oração...

Bem... Vou ser bem resumida...Houve um acampamento de carnaval e uma das mães sugeriu que eu pudesse levar meu filho... Foi difícil, pois ele não queria aceitar... Entreguei nas mãos de Deus... Fiz a inscrição dele e pedi que as Mães Unidas em Oração, orassem comigo... Entreguei a Deus a situação sabendo que Deus iria fazer o melhor!

Meu filho começou a me chantagear... Chorei demais, mas não aceitei as chantagens dele, apenas confiei em Deus.

No dia do acampamento fomos ‘’eu’’ e ‘’ele’’, e lá no acampamento para honra e gloria de Deus, de uma maneira miraculosa, meu filho foi tocado pelo Espírito Santo de Deus e liberto das drogas. Ele disse: "Não vou mais usar drogas...Não quero morrer!" Foi uma transformação total... Algo indescritível! Miraculoso. Agora meu filho esta indo para casa do Senhor. Sei que satanás não esta feliz. Mas peço sempre aos anjos do Senhor que acamparem ao redor dele...

Deus é maravilhoso!

Contei minha historia, pois sei que serve como animo para muitas mães que estão passando pela mesma dificuldade...”

EU CREIO NO PODER DA ORAÇÃO FEITA EM NOME DE JESUS!



Ângela Thomaz da Costa

(Líder de grupo de Mães Unida em Oração, São Paulo, SP)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprrayer.org
contato@maesunidasemoracao.org

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

sábado, 10 de agosto de 2019

LEVANTA E TOMA POSSE DA CURA

Em 98 entreguei minha vida para Jesus. Ali eu começava uma nova caminhada. Não foi fácil, pois a porta do mundo é larga. 

Decidi que só iria namorar quando fosse para casar, estava com 20 anos. Em 2000 conheci meu marido, e em 2002 casamos. No início passamos por várias lutas, até quase nos separamos, mas Deus não permitiu, pois sabia que eu iria precisar dele ao meu lado.

O tempo foi passando, e já estávamos cansados de ser só nós dois,então desejamos ter um filho. Eu estava já com 32 anos. Em 2010, no início do ano, fui à ginecologista fazer um check-up completo. Fiz vários exames.

No dia em que fui buscar os resultados dos exames fui encaminhada para uma psicóloga que iria me entregar tudo. Para mim estava tudo bem. Tudo normal. Ela começou a fazer várias perguntas, e foi me sondando... Num determinado momento ela me disse que eu tinha o vírus do HIV. Na hora não acreditei, ri até, imagina “eu”? Na hora o orgulho apareceu e o egoísmo também.

Bem, a realidade era aquela. Os exames estavam dizendo isso. Ela me convenceu e, então eu pensei: “- Foi o meu marido. Pronto, vou morrer logo!” Queria sumir do mundo naquela hora. Passei um ano de angustia e ao mesmo tempo me enfurecia com o inimigo e guerreava contra ele. Foi uma batalha!

Bem, meu marido fez os exames necessários. Em 8 anos de casamento ele não contraiu o vírus de mim. Esse foi um milagre. Decidi me levantar e não me entregar, busquei mais e mais Deus, quando achei que estava tudo bem tive que começar a tomar o coquetel em 2011.

Desmoronei, novamente; já me via em cima de uma cama seca e morrendo. Mas Deus me deu uma palavra em João 11:4 “Esta enfermidade não é para a morte e sim vida, para que Deus me use”. Tomei posse!

Fui fazendo o tratamento por obediência. Eu fazia meus exames de 4 em 4 meses...

Em 2012, no mês de janeiro fui a um retiro espiritual determinada a vir de lá curada, pois eu clamei a Deus para que Ele me curasse!

No mês de maio de 2012, fui fazer meus exames, como sempre, de 4 em 4 meses e, quando a médica abriu disse que o resultado havia dado NEGATIVO para HIV. Glorifiquei a Deus ali mesmo e, vi que Ele é fiel! Ele tinha me curado em janeiro no retiro. Meu Deus atendeu minha súplica, o meu clamor e curou!!!

No Dia das Mães, Deus usou minha irmã para profetizar que Ele estava me dando um presente no meu ventre. Neste culto dei o meu testemunho da cura do vírus HIV... Meses depois recebi outra confirmação de um pastor de fora, ele via um bebê nos nossos braços... Tomamos posse da bênção!

Deus usou este método, esta maneira para fazermos vários concertos em nossas vidas e quando estávamos prontos, no mês de setembro Ele me deu a palavra em Isaías 7 – A vinda do Emanuel. Foi tremendo, comemoramos muito.

Para cumprir a palavra de Deus, eu engravidei, e meu filho veio com este nome, Emanuel! Fiz todo o acompanhamento do pré-natal e os médicos ficaram admirados com meus exames, pois nem anemia me deu, estava 100%. Foi uma gravidez muito tranquila, nem enjoo eu tive. Quando as coisas são de Deus é completo! Quando Deus faz é completo!

Até hoje não precisamos comprar uma peça de roupa para o Emanuel, ganhamos tudo. Quando ele nasceu fizeram os exames nele também, pois os médicos não acreditavam na minha cura, e todos os três exames que ele teve que fazer deu negativo também! Tudo para a glória de Deus!

Aprendi que devemos ser determinadas. Quando Deus fala: “- Levanta-te e anda”, não duvide! Levanta e toma posse da cura, pois o que Ele fala, Ele cumpre!

Deus ia só me mandando adorá-lo, e continuo fazendo isto até hoje e para sempre! 

Amém!


Meu filho Emanuel é uma bênção. Ele já prega e fala de Jesus para todos com muita ousadia!

Tenho muita alegria de ser Mãe Unidas em Oração. Eu creio no Poder da Oração!




Cassiane Hillesheim Fontoura

Mãe Unida em Oração em Barra Velha, SC 

(Testemunho publicado com permissão da mãe)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 992120548 

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)


IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html
Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.