Ministério Mães Unidas em Oração Internacional - Brasil

Ministério Mães Unidas em Oração Internacional - Brasil
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração Internacional - Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em mais 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

segunda-feira, 31 de agosto de 2020

DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS ESCOLAS - 2020


“Derrama o teu coração como água diante do Senhor; levanta a Ele as tuas mãos, pela a vida de teus filhos”(Lamentações 2.19)

Antes de qualquer coisa, queremos agradecer a Deus por sua vida e pelo trabalho que vem executando. Deus tem sido maravilhoso para conosco! Tem sido bênçãos incontáveis e que não temos como expressar nossa gratidão a Ele!

Queremos informar que o TERCEIRO DOMINGO DE SETEMBRO, dia  20 de setembro de 2020, está chegando, desde já vamos nos mobilizar para separarmos um tempo em nossas igrejas, em todo o mundo, para orar pelas escolas de nossos filhos. Celebraremos o DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS ESCOLAS (Educação Infantil/maternal até a Universidade/Pós-doutorado) DE NOSSOS FILHOS!

A cada ano, no TERCEIRO DOMINGO DE SETEMBRO, os pastores, educadores, professores, administradores, funcionários, e alunos prestam um culto de adoração ao nosso Deus.

Conversemos com os nossos pastores, líderes, sobre esse culto ou momento especial de oração pelas nossas Escolas. As Escolas de nossos filhos!

Imaginemos o impacto que este momento de oração terá sobre a vida de nossos filhos, professores, funcionários e diretores!

Vejamos alguns depoimentos do ano passado:

Belo Horizonte – MG
"Foi uma manhã maravilhosa e especial. Tivemos a presença de funcionários, professores, estudantes e de várias escolas que estavam próximas a nossa igreja. Foi encorajador saber que o nosso pastor é um guerreiro de oração. Criamos mais dois Grupos de Mães em Contato. Cremos que, através desse evento, muitos corações foram tocados e encorajados a orar por seus filhos!"
Francisca Torres Menezes.

Dourados, MS
"O pastor ficou muito feliz e cedeu ao nosso Grupo de Mães Unidas em Oração Internacional, um momento especial para orarmos pelo Dia Mundial de Oração pelas Escolas de Nossos Filhos. Convidamos todos os professores, diretores e funcionários de escolas presentes, que viessem à frente para orar. Foi um momento de muita emoção! Devido a isso, 7 professoras que não faziam parte do Ministério, fizeram suas Fichas de Matrícula e Compromisso!”
Celina lima Moraes

Rio de Janeiro, RJ
“O que dizer de uma iniciativa tão impactante? Nossa igreja viveu um momento de profunda comunhão e gratidão. Ano que vem, estaremos dando total ênfase ao Dia Mundial de Oração pelas Escolas de Nossos Filhos. Parabéns pela iniciativa!
Fernanda Monteiro Soares

Recife, PE
"O nosso pastor ficou muito feliz e disse que podemos contar com ele para o próximo ano.”
Maria Tereza Martins

João Pessoa, PB
"Foi realmente maravilhoso. Aqueceu meu coração! A congregação foi muito receptiva. Obrigado, 
Mães Unidas em Oração Internacional. Uma iniciativa gloriosa!”
Valéria Marques Sobrinho

Porto Alegre, RS
"Foi um momento para conscientizar nossa igreja. Alguns dos professores e funcionários, não conheciam a Jesus Cristo e, devido ao momento de oração, tiveram a oportunidade de saber que estamos orando por eles. Obrigada por essa iniciativa!”
Judite Nascimento Torres da Costa

Altamira, PA
"Foi maravilhosa experiência. Meu pastor, no momento especial de oração, pediu que toda igreja se ajoelhasse e orasse por nossos filhos, escolas, professores, diretores e funcionários. Estou ansiosa pelo o próximo ano. Sou muito feliz por fazer parte de um Ministério tão importante como 
Mães Unidas em Oração Internacional!.Obrigada!”
Fátima Queiroz Souza

Manaus, AM
"Acho que estamos no começo de algo novo na vida de oração da nossa igreja."
Cristiane Siqueira Lima

Florianópolis, SC
“Obrigada por este privilégio de podemos mostrar, publicamente, o compromisso que temos de orar pelas escolas de nossos filhos e que há poder na oração!”
Gabriela Marins Goulart

Além do Brasil e Estados Unidos, vários outros países participaram, tais como: Uganda, China, Grécia, Ruanda, Noruega, Canadá, Grã-Bretanha, Camarões, Suécia, Irlanda, Inglaterra, Suíça, Paquistão, Filipinas, Cingapura, Quênia, Holanda, Itália e Costa Rica.

Vejamos alguns depoimentos de outros países:

Estados Unidos
"Que grande privilégio e responsabilidade temos, como Igreja, de orar por homens e mulheres piedosos. É fundamental que os apoiemos em oração, São professores, diretores e funcionários que, diariamente, interagem com nossos filhos. Orar por nossas Escolas, neste domingo é uma oportunidade incrível."

Paquistão
"As mães nunca tinham orado assim por seus filhos. Precisamos de oração para o futuro de nossas crianças, especialmente no Paquistão."

Suíça
"Foi um curto período de tempo de oração mas, muito poderoso. Nós também cantamos uma música especialmente para abençoar as escolas. Obrigado, Jesus, por este momento tão maravilhoso!"

Contamos com cada Mãe em Contato. Será um domingo tremendamente abençoado. Através da nossa FÉ, CORAGEM, PERSEVERANÇA e RESILIENCIA, faremos grandes coisas para o Reino de Deus. São fronteiras que estão sendo alargadas e precisamos fincar as estacas. Cada vez mais sua participação é imprescindível!

No dizer no Dr. Phillip Harris: "A FÉ vê o invisível. A FÉ crê no incrível. A FÉ recebe o impossível!"

Que Deus nos dê sabedoria para ensinar aos nossos filhos a buscar, a crer e a confiar em Deus e em sua palavra sob qualquer condição ou circunstância.

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

ENTREVISTA ESPECIAL COM JANE ESTHER, COORDENADORA NO BRASIL DO MINISTÉRIO MOMS IN PRAYER INTERNATIONAL / MÃES UNIDAS EM ORAÇÃO INTERNACIONAL

Coordenando o Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração Internacional - Brasil, há 11 anos, Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa nos dá um panorama da expansão do trabalho que atualmente está em mais 150 países e no Brasil está em todos os 26 Estados e no Distrito Federal.

1. Fale um pouco a respeito de Mães Unidas em Oração Internacional?
Fern Nichols
Em 1984, em Bristish Columbia, Canadá, Fern Nichols, com os filhos entrando na adolescência, sentiu a necessidade de orar por eles. Pediu a Deus que lhe enviasse uma companheira de oração que tivesse a mesma preocupação em relação aos filhos. Deus lhe deu Linda Driedeger e na semana seguinte, aconteceu a primeira reunião de oração. Assim surgiu Moms In Touch Internacional, hoje Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração Internacional, um Ministério que tem influenciado mulheres do mundo todo.


Élica Braga Almeida






No Brasil, o Ministério, chegou em 1994, na cidade de Sorocaba, SP e Rio de Janeiro, RJ através de Elica Braga Almeida que traduziu nosso Livreto, e também teve a colaboração do Pr. Ebenezer Carlos dos Santos, que na época 

pastoreava a Igreja Batista Memorial na Tijuca, Rio de Janeiro, RJ e do Pr. Isidoro Lessa de Paula, que era Ministro de Música Sacra da Primeira Igreja Batista de Niterói, RJ, casado com a americana Barbara Jones de Paula.


Heloiza Helena Ribeiro de Amorim Pimentel
Alguns grupos foram surgindo, aleatoriamente. O primeiro grupo a se reunir em um colégio foi no Rio de Janeiro, no Colégio Batista Shepard, Tijuca, Rio de Janeiro, RJ. 

Tempos depois, em 2003 a Prof.a Heloiza Helena Ribeiro de Amorim Pimentel foi visitar sua filha Laura Ogi que mora na Suíça. Lá conheceu o Ministério Mães Unidas em Oração ficando impressionada. Foi contagiante! Sem saber que já existiam alguns grupos, ela trouxe o ministério de Oração para o Rio de Janeiro, RJ. Seu esposo Pr. Belardim de Amorim Pimentel era o Secretário Executivo da Convenção Batista Carioca e ela, liderava a União Feminina Missionária da mesma Convenção.  

Heloisa Helena começou o trabalho e os grupos foram sendo formados, assumindo a coordenação do Ministério no Rio de Janeiro, RJ. 

Em 2009, no dia 5 de fevereiro a Prof.a Heloiza Helena, por motivos de saúde na família transferiu a liderança para Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa.

2. Por que você decidiu se dedicar a um ministério que trabalha especificamente com mulheres que são mães e cristãs? Qual é a sua história dentro do ministério?

Quero deixar aqui registrada que toda a minha trajetória de vida tem a influência de meus pais: Pr. Ismael Gomes de Souza e minha mãe Diaconisa Dulce Monteiro de Souza. Ambos servos de Deus que dedicaram suas vidas ao Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, lutando, sofrendo e alcançando vitórias inenarráveis.

Voltando um pouco ao passado: Quando eu estava na adolescência, meu pai, Pr. Ismael Gomes de Souza
 sofreu um atentado no púlpito da Igreja Batista em Barão de Aquino, localidade da minha infância e adolescência entre as cidades de Nova Friburgo e Sumidouro, interior do Estado do Rio de Janeiro.. Foram instantes terríveis. Em um dos momentos, daquele dia fatídico quando meu pai saiu cambaleando de dentro da igreja e caiu na entrada da casa nos fundos da igreja (casa que ficávamos nos finais de semana), aguardando por socorro... Vi minha mãe, indo, rapidamente para o quarto. Fui atrás dela e, ouvi ela balbuciar: “Meus Deus, me dê forças neste momento de tanta dor, desespero. Me oriente. Me sustente. Me ajude a enfrentar tudo o que vem pela frente”. Ela só disse isso e voltou para perto de meu pai... Bem, isto é uma longa narrativa.

Foi a atitude de minha mãe que me tocou profundamente. Vi nela total amor, dedicação, submissão, confiança e entrega a Jesus Cristo, em uma das épocas mais difíceis para nossa família! Nunca me esqueci daquele momento. Vi a ação de Deus em nossas vidas...

(Um parêntese: O homem que atirou em meu pai, estava drogado. Não sabe porque atirou nele. Foi condenado e, depois de 8 anos morreu na cadeia com câncer generalizado. Papai sofreu o atentado aos 50 anos de idade e, apesar de tantas lutas, viveu mais 37 anos e faleceu no dia 24 de janeiro de 2013, aos 87 anos.)

Não sabia que mais tarde Deus iria usar aquele momento para eu entender o amor d’Ele e do que Ele é capaz de fazer quando uma mãe ora!

Voltando a pergunta: Quando morei no EUA, na igreja que frequentava, em Avon Park,Flórida, na igreja tinha Moms In Touch International. Após voltar, conheci pessoalmente o Reverendo Izaias de Souza Maciel, através de meu esposo, Pr. Joaquim de Paula Rosa. Comecei a participar das Reuniões da OMEBE – Ordem dos Ministros Evangélicos no Brasil e Exterior. Foi feita uma reunião com algumas mulheres para revitalização do DEFE – Departamento Feminino da OMEBE. A Profa. Heloiza Helena apresentou o Ministério para todos nós. O Reverendo ficou impressionado com a missão, visão e propósitos do Ministério e deu total apoio a Profa. Heloiza Helena, que assumiu a Coordenação do DEFE. Foi então que conheci toda a abrangência do Ministério.

Em 5 de fevereiro de 2009, eu e meu esposo, Pr. Joaquim de Paula Rosa fomos convidados pela irmã Heloisa Helena para irmos em sua casa. Na ocasião seu esposo, o nosso querido Pr. Belardim Pimentel estava conosco. Depois de conversarmos, a irmã Heloiza nos convidou para irmos a uma sala reservada e lá nos disse que não tinha mais como continuar a frente do Ministério e que Deus a havia "mandado" transferir a liderança do Ministério, para mim. Foi exatamente este verbo que ela usou. Na época chamava Mães em Contato, hoje Mães Unidas em Oração.

Na hora eu disse NÃO, pois me sentia e ainda me sinto sem condições de fazê-lo. Argumentei com ela: “A irmã conhece tantas mulheres, tantas esposas de pastores que poderiam realizar esta missão? “- Ela apenas me disse: Deus me "mandou" entregá-lo a irmã!

Meu esposo, Pr. Joaquim de Paula Rosa, abriu na hora a Bíblia e começou a ler Josué 1:1-
9. Na hora que ele leu o versículo 9: ”Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares."

Naquele momento senti um grande temor, e tremor... Um arrepio que desceu pelo meu corpo, meu coração disparou, senti um frio nas mãos, sabia que Deus estava comigo, que não deveria temer. Ele falou ao meu coração. Ele me revestiu de um amor sem limites pelas mães do Brasil e do mundo. Sabia que estava diante de uma grande missão, grande responsabilidade, e que eu não poderia olhar para as circunstâncias. Naquela saleta, lá em Campo Grande, Rio de Janeiro,RJ no cair da tarde daquele dia aceitei a tarefa da grande comissão! Heloiza Helena, eu e meu esposo, oramos! 


No dia 4 de março daquele mesmo ano assumi o compromisso do Ministério em uma reunião na OMEBE – Ordem dos Ministros Evangélicos no Brasil e no Exterior. Recebemos a visita da representante de Moms In Touch Internacional, hoje Moms In Prayer International, Maria Tereza Canha. 

Durante 4 anos fui sendo observada pela sede mundial na Calfórnia, USA e, no dia 9 de maio de 2013, veio ao Brasil a Vice-Presidente de Moms In Prayer International, Marlae Gritter e a Diretora dos Ministérios de Campo Sally Burke.. Após intenso treinamento, guindou ao cargo de “Country Coordinator” - (Coordenadora de País). Hoje Sally Burke é nossa Presidente Mundial.

Todo este caminho foi direcionado por Deus. O espaço é pequeno para narrar tantas bênçãos!

Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa

2 - O ministério reúne mães que se dedicam em oração por seus filhos e escolas (sendo mães biológicas ou não), entendendo que a maternidade pode se dar de forma espiritual, para formar uma nova geração comprometida com Deus?

Com certeza. A mãe espiritual é referência de carinho para seus filhos. A maternidade espiritual é fecundada aos pés da cruz e me ensina que a vida é obra da gratuidade de Deus.

Também faz parte da vocação de ser mãe espiritual a sabedoria, a renúncia e a coragem de dar de graça o que de graça recebemos. Os filhos são de Deus primeiramente, portanto, cuidar e sofrer com eles significa amar até o fim. Filho é filho!

A herança de uma mãe espiritual é uma guerra travada com o inimigo, porque é um ato de amor na formação do caráter, gerado em cada um dos filhos adotado. Não é tarefa fácil, é com oração, lágrimas, súplicas e muita dedicação. Mas vale a pena, porque o resultado é: salvação, libertação, alegria e paz.

3 - Você se considera uma mãe de oração e uma mãe discipuladora?
Sim! Deus tem colocado diante de mim uma responsabilidade de orar pelos nossos filhos e escolas do Brasil e ao mesmo tempo dar suporte espiritual as mães.  Tive o privilégio de engravidar e sentir o meu bebê dentro de mim, mas ... (uma longa experiência de muita dor...) Tenho meus filhos espirituais.

Quando Deus pinça, chama, toca uma mãe, sabemos que ali está uma mãe em oração. Ela já é um diamante que será burilada, trabalhada, lapidada, treinada e se transformará em um brilhante iluminando por onde quer que vá outras mães, para novamente transformá-las em novos diamantes e, assim sucessivamente. É assim que treinamos nossas mães em nossas reuniões.

A mãe passa a ter a FÉ que o Dr. Philip Harris definiu bem e que o Pr. Joaquim de Paula Rosa traduziu para o português: A FÉ que vê o invisível. A FÉ crê no incrível. A FÉ que recebe o impossível. Aleluia!

4 - Sempre em contato com muitas mães, quais são as maiores necessidades e os maiores desafios que percebe nelas hoje?

Muitas mães que estão passando por sérios problemas com seus filhos e precisam de apoio. São filhos envolvidos com: roubo, trafico de drogas, vícios diversos, gravidez indesejada, pedofilia... A maioria dos e-mails, mensagens pelo whatsApp, messenger,  que recebemos é de mães que estão pedindo ajuda para seus filhos que estão mergulhados nas drogas. A maioria começou a usar drogas através dos colegas e, em sua maioria, nas escolas, Universidades e, em alguns casos no trabalho.....

O Ministério Internacional Mães Unidas em Oração é:

1. PREVENTIVO  oramos pelos filhos, netos e bisnetos que estão tendo uma vida normal, abençoada. Oramos para que Deus os "blinde" e os guarde do mal;

2. CURATIVO – oramos pelos filhos, netos e bisnetos que estão com qualquer tipo de problemas e que estejam trazendo preocupação para os pais e responsáveis. Oramos para que Deus os cure e guarde e, finalmente;

3. CIRÚRGICO - oramos pelos filhos, netos e bisnetos cujas vidas já PAREÇEM "caso perdido". Pode parecer para nós. Mas, para Deus, não! Para Deus tudo é possível se houver "Mães Unidas em Oração" em favor desses "Pródigos". Eles vão voltar, com certeza. Cremos no Poder da Oração.

Como disse nossa Fundadora e Presidente, Fern Nichols: " Não pense que a oração é uma tarefa simples. É um grande trabalho. No entanto, as respostas de Deus, muitas vezes, nos surpreendem. Isso é que torna a oração tão emocionante." Quando as mães se unem em oração, o poder de Deus opera de tal forma que o impossível acontece. 
"Mãe cristã comprometida com Deus só deixa de orar pelo filho quando ela morre!" e "Nada, absolutamente nada resiste a ação de Deus na vida de nossos filhos quando levantamos e clamamos pela vida de cada um!" (Jane Esther de Paula Rosa)

5 - Ser mãe é uma vocação?

A maternidade é o maior dom que o Pai Eterno conferiu à da mulher. Aquela que assume essa responsabilidade é digna de mérito Divino e de reverência humana. Ela é a fonte de onde emana o existir humano. E é este dom que confere o valor incondicional da vida humana! É a sublime celebração da transmissão da vida! Somente pela fé seremos capazes de compreender tamanho mistério. A condição existencial do “ser mãe” está imersa no Mistério Divino.

A palavra 'mãe' traz significados intensos ao nosso imaginário: as lembranças boas, as dificuldades, as brigas em família, o apoio, o abraço ou o desejo pelo carinho que nunca aconteceu. Todos esses pensamentos nos levam a perceber a vocação de uma mãe: amor incondicional e presente.

Mas podemos observar que a vocação de ser mãe é muito mais do que gerar biologicamente uma pessoa, é cuidar amorosamente de alguém que tomou para si como filho. Mais do que o fruto do seu ventre, ser mãe é tomar para si a responsabilidade pela vida, pela educação, pela criação de alguém.

A mãe dos nossos tempos enfrenta todas as adversidades e desafios que a sociedade lhe impõe, mas seu amor é fiel e ela é zelosa na missão que escolheu e com a qual foi presenteada.

É por isso que, hoje, a lembrança vai para a mulher que é mãe nas mais diversas situações: 

  • aquela que gerou o filho em seu ventre, biológica;
  • aquela que é mãe adotante, do coração – que optou pela adoção como gesto de doação e entrega;
  • aquela que é mãe espiritual, que mesmo não tendo filhos biológicos e adotivos, cuida dos filhos espirituais como se fossem, de fato, seus filhos.
Ser mãe é sim, uma vocação!

6 - Qual é a dinâmica do Ministério no Brasil? 
A participação no Ministério Internacional, tanto no Brasil, quanto em mais de 150 países é a mesma.
Tão logo a mãe sinta o toque do Espírito Santo para ser uma Mãe Unida em Oração Internacional, ela entra em contato com o Ministério ou faz a inscrição online e recebe todas as informações para iniciar seu PGO - Pequeno Grupo de Oração.

Nossa divisa está em Lamentações 2:19: "Derrama o teu coração como água diante do senhor; levanta a Ele as tuas mãos, pela vida de teus filhos.” (Lamentações 2.19)

nossa visão é cobrir todas as escolas do Brasil e do mundo por uma rede de proteção espiritual através das orações de suas mães, sendo um apoio positivo e forte incentivo para que os filhos, suas escolas e seus colegas sejam guiados por altos valores bíblicos, morais e éticos.

Temos como missão encorajar duas ou mais mães biológicas, adotantes, ou espirituais, comprometidas a se reunirem, regularmente, uma vez por semana e orar durante 1 hora, em favor de seus filhos, suas escolas, seus colegas, seus professores, funcionários, diretores e todas as demais pessoas que tenham alguma influência sobre eles, tanto nas escolas quanto na sociedade em geral.

Temos os seguintes propósitos:

  • Orar para que os filhos recebam a Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas e que permaneçam firmes na fé.

  • Perseverar em oração em favor dos filhos, seus colegas, professores, diretores e funcionários para que se convertam a Jesus Cristo como Salvador e permaneçam firmes na fé.

  • Orar para que as escolas, diretores, professores e funcionários, onde nossos filhos estudam possam ser guiados por altos valores morais e bíblicos.

  • Encorajar e apoiar as mães que carregam fardos pesados pelos filhos e familiares pródigos.

  • Exercer uma influência positiva e oferecer apoio espiritual às escolas.
7 - Como funcionam as reuniões, quando e onde são realizadas, e os treinamentos, etc?
As reuniões são de PGOs – Pequenos Grupos de Oração. Para formar os grupos, a mãe ora à Deus para que Ele envie outra mãe que esteja disposta a orar toda semana. Numa atitude de fé, a mãe deve convidar outras mães para orarem, juntas, uma vez por semana em favor dos filhos e de suas escolas. Os grupos são pequenos. Em média de 4 mães. Se passar de 4 o grupo deve bipartir.

Caso a mãe apresente algum obstáculo, para participar NÃO INSISTIMOS! A adesão ao Ministério é voluntária e de coração. Não é por “indicação” ou por “imposição”. 
A mãe que é tocada pelo Espírito Santo para participar do Ministério Mães unidas em Oração não apresenta nenhuma desculpa, apenas pede as informações necessárias e faz sua inscrição! Ela está assumindo perante Deus o compromisso de orar por pelos filhos cujos nomes ela colocou em sua Ficha e pela Escola adotada em oração. Por isso que nem toda mãe faz parte do Ministério. Os nomes vão para a Rede Mundial de Oração.

Cada mãe assume o compromisso perante Deus de separar de 3 a 7 minutos para orar diariamente no “A Sós Com Deus” e também de orar 1 (uma) vez por semana, durante 1 (uma) hora, juntamente com mais duas ou três companheiras em favor de filhos, netos e bisnetos, de todas as idades. Temos o nosso Calendário Nacional de Oração.

Cada grupo define o melhor dia e da melhor hora semanal do encontro para orar pelos filhos e escolas. A oração pode ser feita no templo da Igreja, nos lares, na Escola, no trabalho, enfim, será de acordo com a necessidade de cada grupo.

Todas as mães oram pelas escolas deles (desde o Maternal até a Universidade), pelos colegas de turma e de escola, pelos diretores e reitores, pelos professores, pelos funcionários das escolas e pelas demais pessoas com as quais nossos filhos, netos e bisnetos convivem no dia-a-dia usando a Bíblia para guiá-las nessa tarefa, através dos “Os Quatro Passos Para Oração: Adoração e Louvor; Confissão de pecados; Ação de Graças e Intercessão”.

Lembrando-se sempre: o que for dito no Grupo de Mães Unidas em Oração Internacional fica no Grupo. É sigilo absoluto. É compromisso com Deus!

Mães Unidas em Oração Internacional, não é um movimento, projeto ou reunião de mulheres.
Não faz parte de nenhuma instituição, organização, igreja ou denominação.
É evangélico, inter e supra denominacional.
Não está vinculado a nenhum grupo político de qualquer natureza.
É um Ministério Internacional de Oração! Uma missão! Um sacerdócio! Um compromisso com Deus da mãe de orar pelo seu filho biológico, adotante ou espiritual). Se o filho não estiver mais estudando, continua sendo filho.


Com relação aos Treinamentos de Líderes de Grupos, é só a líder entrar em contato conosco pelo e-mail: contato@maesunidasemoraçoo.org e receberá todas as informações sobre as normas e procedimentos para realizá-lo.

8 - Quais são as datas especiais do Ministério?

JANEIRO
. Segunda quarta-feira – World Day of Prayer and Fasting - Dia Mundial de Jejum e Oração - Pelos filhos, Escolas e pelo Ministério no mundo.

MARÇO
. Dia 15 - Dia da Escola – Jornada Nacional de Oração Pelas Escolas.

ABRIL
. Segundo sábado - Faith walk - Caminhada de Fé - 5 km. Promover a visão de Moms In Prayer International/ Mães Unidas em Oração com o propósito de ver todas as crianças e escolas no mundo cobertas de oração através das mães.

MAIO
Mês de Celebração do Aniversário do Ministério no Brasil!
. Do dia 1 a 31 de maio - Levanta e Clama!
. Segundo domingo - Celebração do Dia das Mães
. Último sábado do mês - Culto de gratidão pelo aniversário de Mães Unidas em Oração no Brasil - Chás, Cultos de Celebração, Conferências, Congressos, etc...


AGOSTO
. Dia 11 - Dia do Estudante – Dia Nacional de Oração Pelos Estudantes

SETEMBRO
. Terceiro domingo - World Day of Prayer for Schools - Dia Mundial de Oração Pelas Escolas (Escola Bíblica Dominical, Educação Infantil, até a universidade)

OUTUBRO
. Dia 5 - World Teacher Day - Dia Mundial do Professor - Dia Mundial de Oração Pelos Professores.
. Dia 12 - Dia da Criança - Dia Nacional de Oração Pelas Crianças.
. Dia 15 - Dia do Professor

NOVEMBRO
. Dia 12 - Dia do Diretor de Escola - Dia de Oração Pelos Diretores de Escolas.


DEZEMBRO
Operation Christmas Child - Operação Natal das Crianças - Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, em parceria com a Fundação Billy Graham.
. Dia 1 até o dia 12 de dezembro: angarias aos presentes
. Dia 13 até o dia 20 de dezembro: entregar os presentes.

Durante todo o ano pelo Brasil, em datas distintas, realizamos pelo Ministério: Chás Evangelísticos, Congressos, Conferências, Treinamentos, confraternização, visitas as escolas...

9 - Últimas informações do ministério e agradecimento?
Deus não chamou uma organização, uma instituição, uma igreja ou uma denominação. Não!  
Deus tocou no coração de uma MÃE: Fern Nichols

Fern Nichols é autora de 10 Livros. Quadro deles traduzidos para o Português, sendo que um está esgotado.
  • O Livro: Todo Filho Precisa de Uma Mãe Que Ora, escrito por Fern Nichols, fundadora de Moms In Touch, atualmente Moms In Prayer / Mães Unidas em Oração no Brasil, é um best seller. No momento, encontra-se disponível em vários sites, com preços variados. Comprar a reimpressão de 2015 com logomarca do Ministério Mães Unidas em Oração.
  • O Livreto: Mães Unidas em Oração, com as orientações para realização das reuniões em Grupos, seguindo, biblicamente, Os Quatro Passos Para Oração está traduzido em 55 idiomas, inclusive para o Braille. Este livreto é para todas as mães que já estão cadastradas no Ministério. Em breve sairá uma nova edição revista e atualizada.


  • O mais recente Livro de Fern Nichols, "Orações poderosas para mães", foi lançado pela Editora Thomas Nelson e no momento, encontra-se esgotado.


Após 35 anos, o Livro: “Todo Filhos Precisa de Uma Mãe que ora”, escrito por Fern Nichols é um Best Seller e está traduzido em vários idiomas. Nele Fern mostra como envolver e apoiar as mães biológicas, adotantes e espirituais, a orarem pelos filhos e escolas, através das orações persistentes e eficazes. Estimula, em cada mãe, o anseio por uma maior intimidade com Deus, superando a paralisia espiritual, eliminando o medo e transformando a perspectiva futura, cheia do significado de uma vida de oração pautada pela “fé, coragem, perseverança e resiliência”. Assim, estarão preparadas para as batalhas espirituais que terão que travar para que seus filhos sejam guiados por altos valores bíblicos, morais e éticos. Comece agora. Seu filho agradece.

O Livreto: “Mães Unidas em Oração”,  está traduzido em mais de 60 idiomas, inclusive para o Braille. O livreto descreve como o Ministério começou; a declaração de visão; missão; propósito; diretriz; o que significa Mães Unidas em Oração; dicas sobre como iniciar seu próprio grupo (com apenas duas ou mais mães!); os Quatro Passos Para a Oração; sugestões para o momento de oração; como orar por uma pessoa não convertida; declaração de fé, e muito mais.

O desejo de cada mãe comprometida com Deus é de estar envolvida na vida dos filhos através da oração, pedindo ao Senhor para protegê-los de danos, para ajudá-los a saber a diferença entre certo e errado, e para orientá-los na tomada de boas decisões.

No início, no ano de 2009, algumas pessoas foram imprescindíveis para mim, meu pai, Pr. Ismael Gomes de Souza; Rev. Izaias de Souza Maciel (OMEBE - Ordem dos Ministros Evangélicos no Brasil e no Exterior); Lucia Margarida Pereira de Brito (Secretária Executiva da União Feminina Missionária Batista do Brasil); Elza Santana do Vale (Redatora da Revista Visão Missionária); Pr. Flavio Vieira Lima e Helga Kepler Fanini (Programa REENCONTRO), Stefany Hellen (Designer Gráfico); Orli Bernardes (Jornal Nosso Tempo). Também não posso me esquecer das irmãs que me sustentaram em oração: Ester Heva, Sara Couto, Norma Couto e Dulce Monteiro de Souza, minha mãe. Também sou grata ao meu esposo, Pr. Joaquim de Paula Rosa, pelo apoio incondicional!

Hoje, não teria como enumerar todas as pessoas que Deus colocou no meu caminho, durante estes 10 anos para que o Ministério chegasse até aqui. 


Deus levantou mães diamantes, que se tornaram brilhantes no Ministério no Brasil. Coordenadoras Regionais, Estaduais, Municipais, Coordenadoras de Área, Coordenadoras nas Igrejas e Líderes, todas com seus PGOs- Pequenos Grupos de Oração. Mães que não medem esforços para cumprir o ide de Jesus, anunciando a todas as mães que tudo é possível ao que crê e que a causa de nenhuma de nós está perdida, pois Deus detém o controle de tudo. Aleluias!

Sou grata ao meu Deus pelo grande privilégio de servi-lo em Moms In Prayer International/Mães Unidas em Oração no Brasil, pois 
"em nada tenho a minha vida preciosa para mim mesma, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus."(Atos 20:24)


Agradeço a Assessoria de Imprensa do Ministério pela entrevista




INFORMAÇÕES E CORRESPONDÊNCIAS:

MÃES UNIDAS EM ORAÇÃO INTERNACIONAL 
Avenida Marechal Floriano, 143 – 4º andar – Centro
20080-005 - Rio de Janeiro, RJ
Telefones: (21) 3242-1778 / 99212-0548

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

Site Internacional: momsinprayer.org
contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

domingo, 30 de agosto de 2020

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE SETEMBRO DE 2020

É maravilhoso fazer parte de Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil e conhecer o extraordinário Programa de Oração Mundial em PGOs - Pequenos Grupos de Oração, que Deus deu a uma mãe: Fern Nichols, em 1984, no Canadá, e que já está em mais de 150 países... 

Um Ministério que durante anos tem sido referência na vida de milhões de mães ao redor do mundo!

Louvamos a Deus por mais um mês de oração pela vida de nossos filhos e escolas...

Agradecemos a vocês Mães Unidas em Oração que enviam seus pedidos e, através deles podemos elaborar o Calendário Nacional de Oração que tem norteado cada mãe no seu momento "A Sós com Deus"!


No Momento "A SÓS COM DEUS", a Mãe Unida em Oração escolhe a hora mais apropriada, diariamente, e ora de 3 a 7 minutos por um dos filhos (biológico, adotivo ou espiritual), pela escola e pelo pedido do dia que está no Calendário Nacional de Oração, enviado para todas as Mães que pertencem ao Ministério, em PDF. O Calendário não substitui o encontro semanal de 1 hora dos PGOs - Grupos de Mães Unidas em Oração Internacional.

Se a mãe pertence ao Ministério Internacional e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).

Somos apenas servas!

Se você sentiu o toque do Espírito Santo para participar, o primeiro passo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil é fazer sua inscrição como Mãe (biológica, adotante ou espiritual) colocando seu(s) filho(s) e a escola adotada em oração na Rede Mundial de Oração.

É só fazer a inscrição para receber todas as informações necessárias através do link:
http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Tão logo encontre outra mãe que também tenha sido tocada pelo Espírito Santo comece seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Foi assim que começou com Fern Nichols em 1984, no Canadá. Ela levou seu filho para escola e viu que ele estava mudando de comportamento. Começou a orar e pediu a Deus outra mãe que estivesse passando pela mesma situação. Assim começou Moms In Prayer International e, hoje, estamos em mais de 150 países! Mistério Insondável de Deus! 

Lembre-se que Mães Unidas em Oração é um Ministério de mãe com mãe..

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora!
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

EU NÃO CONSEGUIA SEPARAR UM FILHO DO OUTRO



24 DE DEZEMBRO - UM DIA INESQUECÍVEL!

“Nenhum olho viu, nem ouvido ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam.” (1 Coríntios 2:9)

No ano de 2012, eu fui convidada pela irmã Jane Esther para participar de Mães Unidas em Oração, na época, Mães em Contato. Eu não sabia como orar... Eu me sentia desconfortável para falar sobre minhas lutas e principalmente orar em voz alta. Mesmo sendo cristã, e meu esposo, líder na igreja e empresário, eu tinha muitas dificuldades com praticamente tudo...

Mas, Mães Unidas em Oração mudou minha relação com o nosso Deus e Salvador. Comecei a aprender que o Senhor nos instruiu a "orar sem cessar", e que o Espírito Santo sabe de todas as coisas e vai interceder por nós... Que refrigério!

Deus despertou em mim a vontade de participar ao lado de outras mães...

Eu rapidamente aprendi que o meu Deus estava me pedindo para "dar meus filhos para Ele..” Não apenas em determinadas circunstâncias, mas em todas as circunstâncias.

Inicialmente, pensei que eu poderia orar pelos meus 5 filhos de uma só vez, mas fui orientada a orar por um filho de cada vez...

Eu não conseguia separar um filho do outro. Era um pacote só. Eu dizia: - Senhor abençoe meus filhos...

Foi um aprendizado.... Foi uma ótima maneira de pedir a Deus para moldar a minha vida e depois moldar a vida de cada um de meus filhos: Joaquim, Ana Vitória, Ana Julia, Ana Laura e Ana Beatriz...(vida pessoas, social, espiritual, psicológica, etc.. de cada um deles...

A irmã Jane Esther falava que cada filho é único e tem suas características específicas.

Ela disse para eu separar um caderno de oração e anotar as variáveis da vida de cada um dos meus filhos, que ela iria passar para mim...Assim fiz::

1. Necessidades: precisam ser satisfeitas a tempo e a hora senão viram problemas..
2. Problemas: são coisas não resolvidas que pesam em nossas costas. Quanto antes resolvermos melhor para nós...
3. Ameaças: são coisas que estão no futuro vindo em nossa direção. Precisamos agir ante que elas nos atinjam..
4. Oportunidades: também estão no futuro vindo em nossa direção. Precisamos nos preparar agora para que quando elas cheguem nos a aproveitemos...

Comecei a separar cada filho e ver o que cada um necessitava na oração... Que descoberta... Incrível... Comecei a pontuar cada um....

Meu Deus, pude ver, claramente as necessidades de cada filho.

1. Joaquim (21 anos, meu filho mais velho, meu primogênito...)
Pedi a Deus que desse a Ele uma namorada cristã. A menina que ele namorava, estava tirando ele da igreja... Ele já não tinha mais o desejo de antes de estar na igreja, participar dos jovens...

2. Ana Vitória (18 anos).... Meu Deus, que luta.. Extremamente rebelde... Ana se envolveu com colegas na escola e estava usando drogas... Descobrimos por acaso....
Eu pensava: como pode uma menina ter tudo e se envolver com drogas... Não compreendia aquilo...

3., Ana Julia ( 16 anos). Uma filha crente... Temente a Deus ... Tinha acabado de terminar o ensino médio e pedia a Deus para orietá-la no caminho a seguir... Que Universidade deveria ingressar

4. Ana Laura (13 anos) . Filha muito zelosa com as coisas do Senhor Jesus... Eu clamava a Deus pela vida dela, e pelo seu futuro...

5. Ana Beatriz (11 anos). Entrando no Ensino Fundamental. Muito estudiosa... Responsável! Clamava a Deus pelo seu futuro

Para mim foi incrivelmente libertador, e como eu orava com minhas mães no grupo... Eu continuava a crescer em intimidade, em um relacionamento com nosso Deus, que é verdadeiro e fiel. As Suas promessas: “Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais. (Jeremias 29:11), são insondáveis...

Não só eu podia ver Deus trabalhando, mas eu também senti a Sua paz e graça na minha vida diária...

Nestes seis anos olho para trás e vejo em todos os louvores e as ações de graças minhas orações respondidas... Deus fiel.

É evidente nas "pequenas" solicitações como dar-me um coração terno, pacífico, perdoador, manso, para lidar com cada um deles...

E é evidente nos "grandes" pedidos sobre a escola, professores colegas dos meus filhos...Enfim, tudo que envolvia o mundo deles, mas não mais de uma forma "simbiótica", como disse a irmã Jane Esther.. Quantas vitórias! Muitas bênçãos!.

Através de Mães Unidas em Oração, o meu relacionamento com o Senhor ficou profundo e eu tomava seus atributos como bases diárias, no meu momento "A Sós com Ele". Ele se tornou um Deus que tomou residência em meu coração.

Mães Unidas em Oração me ensinou a manter minha vida centrada no Senhor (através da continua adoração/louvor, confissão, ação de graças e intercessão) e saber que minhas orações são feitas de acordo "com a Sua vontade".

Minha experiência com Mães Unidas em Oração alterou a minha vida espiritual...

Corajosamente, e fielmente coloquei meus filhos, um de cada vez, Joaquim, Ana Vitória, Ana Julia, Ana Laura e Ana Beatriz, aos pés do Senhor .

Deus respondeu...
Minhas respostas a alguns dos pedidos feitos há 6 anos:

1. Joaquim ( 21 anos, meu filho mais velho, meu primogênito...)
Pedi a Deus que desse a Ele uma namorada cristã. A menina que ele namorava, estava tirando ele da igreja... Ele já não tinha mais o desejo de antes de estar na igreja, participar dos jovens...
Resposta: Foi o primeiro que eu coloquei no Grupo de Oração.... Durante 2 anos e dois meses eu clamava a deus por ele. Hoje ele é casado com uma moça cristã (Nathalia) que conheceu na Faculdade. Tenho uma netinha de 6 meses. Aleluia! Meu filho se formou em Engenheiro de Telecomunicações! JESUS CRISTO CURA! LIBERTA!

2. Ana Vitória (18 anos).... Meu Deus, que luta.. Extremamente rebelde... Ana se envolveu com colegas na escola e estava usando drogas... Descobrimos por acaso....
Orando sem parar, para ela deixar o vício das drogas...
Eu pensava: como pode uma menina ter tudo e se envolver com drogas... Não compreendia aquilo...
Resposta: Depois de clamar a Deus e de fazer tudo que podíamos, inclusive interná-la...
Bem, agora, no dia 24 de dezembro, após uma longa jornada, minha filha, deu seu primeiro testemunho, na igreja, sobre sua libertação das drogas... JESUS CRISTO CURA! LIBERTA!

3. Ana Julia ( 16 anos). Uma filha crente... Temente a Deus ... Tinha acabado de terminar o ensino médio e pedia a Deus para orientá-la no caminho a seguir... Que Universidade deveria ingressar..
Resposta: Concluiu a Universidade. É a mais nova e única Veterinária da família.

4. Ana Laura (13 anos). Filha muito zelosa com as coisas do Senhor Jesus... Eu clamava a Deus pela vida dela, e pelo seu futuro.
Resposta: Terminou o Ensino Médio e passou no Enem. Está cursando na Universidade Odontologia!

5. Ana Beatriz (11 anos). Entrando no Ensino Fundamental. Muito estudiosa... Responsável! Clamava a Deus pelo seu futuro. Cursando o Ensino Técnico...

Agora, sou Líder de Grupos e posso orientá-las para uma crescente intimidade com o Senhor ao longo de suas vidas através da oração.

Que darei eu ao Senhor por todos os benefícios!
Obrigada irmã Jane Esther! Obrigada Mães Unidas em Oração do Brasil!

Tânia Cristina da C. Torres 
(Líder de Grupos de Mães Unidas em Oração Internacional em São Paulo, SP)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 
(WhastApp: 21 92120548) 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

quinta-feira, 27 de agosto de 2020

FILHOS FELIZES




Todos os pais sabem o que querem para os filhos. Ou pelo menos assumem que sabem e acreditam que estão educando e, preparando para o futuro de forma eles cresçam saudáveis, felizes e bem sucedidos Mas já pensou verdadeiramente nesta questão? 

Não assuma que sabe a resposta. Faça um exercício simples, passe um dia pensando na seguinte pergunta: O que é que eu realmente quero para os meus filhos?
Há dias que queremos apenas que arrumem os quartos, façam os trabalhos de casa, e que durmam uma boa noite de sono. Em outros, delineamos planos bem definidos e começamos a construir o que consideramos ser os primeiros alicerces dos seus castelos. 
Mas a verdade é que a resposta é simples, e unânime: 

O que todos queremos é que os nossos filhos sejam felizes, agora e sempre. Todos tentamos criar crianças mais felizes. 

A felicidade é o bem mais procurado do mundo, e não se alcança nem se compra. A felicidade cria-se.
Aqui estão 9 dicas que, aplicadas com paciência e flexibilidade, vão ajudá-lo a traçar o caminho para a felicidade do seu filho: 

1. Seja “O” exemplo a seguir

A melhor maneira de ensinar o caminho da felicidade ao seu filho, é mostrar-lhe que é uma pessoa feliz. 

Ele vai-se tornar na pessoa que vê: as crianças aprendem por observação e imitação, e não fazem aquilo que lhes dizemos, mas sim aquilo que fazemos. Daí a expressão “Pais felizes, crianças felizes”. 


2. Ofereça-lhe tempo

Para os nossos filhos o sinônimo de felicidade somos nós, os pais. Ofereça-lhe o seu tempo e brinque com ele. Passarem tempo de qualidade juntos vai ajudá-lo a desenvolver auto-estima e a confiança. Vão criar laços que se tornarão nas memórias mais ricas do seu filho, e também nas suas. 

Os adolescentes, por outro lado, querem coisas: dê-lhes tempo na mesma. Eles não sabem, mas é o que precisam. 


3. Ensine-o a ser grato 

Dizer obrigado, é mais do que ser bem-educado. É ser grato pelo que temos. Podemos ajudá-los a ver o copo meio cheio em vez de meio vazio. Ensine-os a serem felizes com o que têm, em vez de ficarem tristes com o que não têm. 

4. Deixe-o desenvolver os seus talentos sozinho

As pessoas felizes dominam uma habilidade. Ao dar as primeiras pedaladas na bicicleta, o seu filho aprende a cair e levantar-se tantas vezes que chega a ficar frustrado, isso vai ensinar-lhe a ser persistente e a ter força de vontade. Quando finalmente conseguir andar de bicicleta, vai sentir o sabor da vitória, fruto dos seus próprios esforços. 

Ninguém é feliz todos os minutos da sua vida. As crianças precisam de aprender a tolerar a angústia e a infelicidade. O nosso papel é ensiná-los a caminhar, e não carrega-los ao colo o resto da vida. 


5. Deixe-o fazer escolhas 

As crianças têm muito pouco controle sobre suas vidas. Nós decidimos tudo para o seu dia a dia, muitas vezes sem questionar quais seriam as suas escolhas. O poder de escolha ensina-os a tomar decisões. Deixe-o escolher a roupa, ou o menu de jantar uma noite por semana. Dê-lhe a oportunidade de tomar pequenas decisões. A sensação de controle vai fazê-lo feliz. 
6. Diga “não” 

O mundo vai fechar muitas portas na cara do seu filho. Mais do que possa imaginar. Se quer que ele seja feliz, habitue-o a ouvir “não” quando está em casa rodeado de pessoas que o amam.
E o resto do mundo agradece por não ter de lidar com a birra “disseram-me não pela primeira vez” do seu filho. 

7. Deixe-o exprimir emoções 

É importante permitir que o seu filho seja infeliz de vez em quando. As crianças precisam saber que não há problema em estar triste, e que às vezes, faz parte da vida. Ajude-o a exteriorizar e reconhecer os seus sentimentos. Eles precisam de sentir o nosso apoio nessas alturas. Abrace-o, ele vai sentir que o compreende. 


8. Ame o seu filho incondicionalmente 

As crianças fazem asneiras. O seu filho está aos saltos, no sofá e já o mandou parar várias vezes. Ele continua, até que o pai ou a mãe se zangam à séria e gritam o ultimato “É a última vez que aviso…” Ele pára de saltar e começa a chorar. As crianças aprendem através da experimentação/erro, e eles precisam de correr riscos. Mostre-lhe que há consequências, mas que os pais o amam na mesma. 

Tornam-se crianças mais seguras e confiantes e aprendem que as pessoas erram, mas há sempre uma oportunidade para corrigir os erros. Porque “errar é humano”. 

Quando as crianças sabem que os pais estão SEMPRE ao seu lado, para o melhor e para o pior, tornam-se crianças mais felizes. 


9. Cuide da vida espiritual do seu filho desde o ventre. 

Ore  por ele. Ensine seu Filho sobre Deus, sobre Jesus, sobre o Espírito Santo, lhe apresente a bíblia, leia com ele fale de amor de Deus por ele, por nós ensine-os a obedecer os mandamentos de Deus, ensine-o a ter fé, compaixão, misericórdia e os apresente a oração, explique a eles que quando tudo estiver difícil ele tem um pai amoroso em quem ele pode confiar. O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o tornará feliz e seguro.


                                                                                  Mães Unidas em Oração, filhos protegidos
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje?

 contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548 

(Coeditora do Blog: Cláudia Regina Farias)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx". 
                                                                      

TESTEMUNHO DE SIRLEI MENDONÇA CAMPOS SOBRE O LIVRO "TODO FILHO PRECISA DE UMA MÃE QUE ORA

Ler o livro: “Todo Filho Precisa de uma Mãe que Ora” será muito edificante para a vida de uma mãe que quer aperfeiçoar a sua vida de oração e adoração.

Eu não tinha muita noção da importância deste livro até que o li. Pude descobrir quanta riqueza há em seu conteúdo!

Fern Nichols, a autora e fundadora do ministério "Moms in Prayer International", escreveu o livro para servir como ferramenta de desenvolvimento do Ministério em todo o mundo. Quando foi escrito, referia-se ao antigo nome do ministério: “Moms in Touch International”. Ele faz referências de como tudo começou no coração da autora e como tem alcançado, durante toda uma geração, vidas de tantas mães que aprenderam a orar unidas com outras mães, "unanimemente", no mesmo propósito!

A autora consegue passar a visão do Ministério de forma bem clara, objetiva e profunda, com o toque especial do Espirito Santo em toda sua trajetória confirmando, da parte de Deus, o desejo de ver mães em todo o mundo aprendendo a derramarem-se diante de Deus pela vida de seus filhos e dos filhos de outras mães e suas escolas.

É um livro apaixonante! Podemos perceber o profundo amor que Fern Nichols tem pela vida de oração e como se dedicou, e ainda tem se dedicado, a experimentar cada vez mais, uma profunda intimidade com Deus.

Não há dúvidas que houve um chamado de Deus e uma profunda convicção em seu coração para iniciar o "Ministério Moms in Prayer International", que hoje está em mais de 150 países!

Quando ela começou a se reunir com outras mães, sentiu que precisava organizar um roteiro de oração. Ela criou os "Quatro Passos Para Oração" que até hoje, ainda é o roteiro seguro, pois está respaldado em versos bíblicos, e que norteia a reunião de PGO - Pequenos Grupos de Oração com as Mães Unidas de Oração.

O livro relata inúmeras e ricas experiências de mães, mostrando como verdadeiramente o poder de Deus opera, através da oração de uma mãe que ora com fé e, também, quando se une a outras mães com mesmo propósito.

Uma mãe que orava com seu grupo em casa, despertou no, seu esposo, o desejo de orar como aquelas mães que oravam, semanalmente, durante uma hora. Aquela mulher ensinou ao marido e este passou a experimentar uma nova dinâmica e crescimento na sua vida de oração! Esta sugestão me levou a orar também de forma diferente com meu esposo, o que tem sido especial e enriquecedor para nós!

Este livro é uma preciosidade! Fern Nichols foi muito usada por Deus para tocar o coração de qualquer mãe que viajar por suas páginas. Podemos sentir claramente o fluir do Espirito Santo através do seu amor e de suas experiências vividas ao experimentar o poder de Deus de forma pessoal e na vida de tantas outras mães.

Ela nos convence da pura verdade de que, “todo filho precisa de uma mãe que ora” e que não devemos desistir, nem desanimar nunca, de orar com fé pois, mesmo quando acharmos que não sabemos como orar, devemos ser sinceras com Deus, como os discípulos de Jesus foram, ao pediram que lhes ensinasse a orar!

A autora encerra seu livro dizendo que: “...ainda está aprendendo a orar”. Que tenhamos essa mesma humildade, sempre!

Somos, todas, eternas aprendizes! Vamos continuar nossa caminhada, cuidando de nossos queridos com todo amor mas, principalmente, pedindo ao Pai que nos ensine como orar por nossos filhos que precisam, as vezes, muito mais de nosso apoio espiritual do que material.

Nosso dever é buscar, em primeiro lugar, o Reino de Deus e a sua justiça. As demais coisas, nos serão acrescentadas! (Mateus 6:33)

Dica pra você!

O livro: “Todo Filho Precisa de uma Mãe que Ora” – Fern Nichols / Editora Hagnos, pode ser adquirido pela internet. No momento, encontra-se disponível em vários sites.  Imperdível! Aproveitem.

Sirlei Mendonça Campos
(Líder de Grupos do Ministério Mães Unidas em Oração Internacional - Tupi Paulista, SP)



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

terça-feira, 25 de agosto de 2020

NOSSOS FILHOS SÃO FLECHAS


Vossos filhos não são vossos filhos.
São os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma.
Vêm através de vós, mas não de vós.
E embora vivam convosco, não vos pertencem.
Podeis outorgar-lhes vosso amor, mas não vossos pensamentos,
Porque eles têm seus próprios pensamentos.
Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas;
Pois suas almas moram na mansão do amanhã,
Que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.
Podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não procureis fazê-los como vós,
Porque a vida não anda para trás e não se demora com os dias passados.
Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vivas.
O arqueiro mira o alvo na senda do infinito e vos estica com toda a sua força
Para que suas flechas se projetem, rápidas e para longe.
Que vosso encurvamento na mão do arqueiro seja vossa alegria:
Pois assim como ele ama a flecha que voa,
Ama também o arco que permanece estável.

Khalil Gibran

Deus é o arqueiro nós somos os arcos e os nosso filhos são as flechas .

Oremos para que nossos filhos estejam sempre, com flechas que são, na Aljava do Senhor para serem usados e atinjam o alvo proposto por Deus para a suas vidas! 

                                                                                  Mães Unidas em Oração, filhos protegidos
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje?

 contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548 

(Coeditora do Blog: Cláudia Regina Farias)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx". 
                                                                      

AS MORDIDAS DOS FILHOS


Os pais perceberão as inúmeras demandas de seus filhos, desde cedo, já nas primeiras interações. Juntamente com essa percepção constatarão que, apesar de se dedicarem em amor ao papel parental, nem sempre os filhos retribuirão ao seu empenho com beijos, mas o farão também com certa dose de mordidas. Os pais, em sua dedicação amorosa para um bom desenvolvimento de seus filhos, comumente suportam as mordidas dos filhos, até mesmo aceitando-as como parte da trajetória parental. Essas mordidas que se manifestam já nos primeiros dias de vida. Conforme explica o Dr. Carlos Hernandez (psiquiatra e professor), apenas um ser suporta a mordida no bico do seio e, apesar da dor lancinante, aguenta firme e continua nutrindo: a mãe. Ela amamenta seu filho com afeto, e ele, em meio à voraz sucção, inconscientemente a morde sem dó. Para o Dr. Carlos Tadeu Grzybowski (psicólogo e professor), as mordidas no bico do seio materno podem representar uma metáfora para outras mordidas, que se estendem para as fases ulteriores do desenvolvimento.

Partindo da percepção dos dois professores, o presente texto peregrinará pelas fases do desenvolvimento humano, numa ponderação sobre as possíveis mordidas dos filhos aos seus pais, na medida em que crescem.  

As mordidas das sucções

Na dependência neonatal, as inábeis sucções se mostram em vorazes mordidas pela necessidade de sobrevivência. O filho aos poucos vai percebendo e aprendendo que a mãe aguenta as suas mordidas, e ela as suporta pelo amor incondicional que tem por ele. Mesmo em dor ela o amamenta e o nutre até que sacie sua fome, seja de alimento ou de afeto. O pai também será incluído como alvo de suas mordidas, na medida em que, gradativamente, os filhos não mais as direcionam somente ao bico do seio materno. Ou seja, na caminhada de seu desenvolvimento, eles direcionarão suas mordidas para ambos, pai e mãe.

As mordidas das limitações

No narcisismo infantil, as birras e voluntariedades são as mordidas dos filhos que comunicam as insuficiências e limitações dos pais. “Me dá, me dá, me dá ...” é a demanda constante para os pais que são vistos como heróis, e como tais são percebidos como aqueles que tudo superam, enfrentam, resolvem e suprem. Como insaciáveis sanguessugas de seus heróis, filhos podem exigir sempre por mais atenção, colo, afeto, leite, comida, brinquedo, tempo, e o que mais estiver na ordem das necessidades e dos desejos. As mordidas geram as dores do cansaço, mas resilientes os pais as suportam, não desistem, mas amam acolhendo, aceitando e cuidando. Os pais assim o fazem por um amor incondicional por seus filhos.

As mordidas das desqualificações

No desencanto adolescente, as mordidas aos pais se mostram vorazes em contestações. Agora, com o pensamento abstrato cada vez mais evoluído, adquire novas capacidades de avaliação das relações e do mundo. Diante da percepção do mundo como injusto surgem angústias, dentre elas especialmente a angústia pela desilusão de que os pais não os protegerão das injustiças e penúrias para sempre. Os pais passam a ser vistos como incapazes, incautos, incultos e impotentes, e recebem as mordidas das desqualificações. Mesmo assim, apesar da dor, os pais aguentam as mordidas e continuam amando incondicionalmente, também em meio às turbulentas definições da identidade do período adolescente de seus filhos.

As mordidas das culpabilizações

Na independência adulta, as mordidas são como ácido corrosivo gotejado por culpabilizações. As escolhas erradas são transferidas aos pais. Sim, somente as erradas, porque as escolhas bem sucedidas são proclamadas como conquistas pessoais ou pela interferência de outras pessoas, que não os pais. Essa transferência de culpa, pelos desacertos, é a maior das mordidas, quase insuportável para muitos pais. Uma mordida que abocanha não mais o bico do seio na amamentação, mas que corrói as entranhas da alma dos pais na meia idade, como também em sua velhice. E os filhos que erraram o passo sabem, mesmo que inconscientemente, que os pais aguentam a dor das culpabilizações por seus erros. Até mesmo sabem que os pais ao serem apontados como culpados refletirão sobre suas culpas e falhas parentais. A transferência da culpa pode, ilusoriamente, aliviar os filhos mordedores de suas responsabilidades no processo de crescimento. No entanto, os pais, mesmo que suportem as mordidas e sigam amando incondicionalmente, em seu íntimo sentirão a dor, e muita dor.

OS FILHOS SOMENTE ENTENDERÃO A AMPLITUDE DA DOR INFRINGIDA AOS SEUS PAIS, POR SUAS MORDIDAS, AO SE TORNAREM PAIS E ALVOS DAS MORDIDAS DE SEUS PRÓPRIOS FILHOS.

Os filhos, ao se tornarem pais, também descobrirão em sua trajetória parental, o quanto são capazes de aguentar por amor, e há de se ter esperança de que consigam reconhecer o quão vorazes mordedores foram, ou ainda são em sua condição de filhos. Ao ressignificarem as limitações, as desqualificações e as culpabilizações direcionadas aos pais, poderão abrir as janelas da alma para enxergar o quanto foram amados incondicionalmente. Dessa forma, apesar das imperfeições dos pais, em suas faltas e falhas, será possível retribuir em amor, gratidão e honra, àqueles chamados de pai e mãe, e assim, quem sabe, aliviá-los das dores de novas mordidas.

As Escrituras Sagradas destacam a honra como uma postura requerida dos filhos em relação aos seus pais. “Honra teu pai e tua mãe” - este é o primeiro mandamento com promessa – “para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra" (Efésios 6.2-3 - NVI). A honra requerida nesse texto, diz respeito a todos, pois todos são filhos de alguém que os amou, cuidou, proveu e educou para a vida. No entanto, será somente na fase adulta dos filhos que a honra se apresentará em seu sentido mais pleno. Nessa fase, já se descobriu que os pais não são os deuses da fase neonatal, nem os heróis da infância, nem os anti-heróis da adolescência. A grande descoberta dos filhos em relação aos seus pais na fase adulta é que são apenas humanos imperfeitos. Na aquisição dessa nova ótica será possível perdoar, amar e respeitar os seus pais. Os filhos adultos, ao terem o insight de que seus pais são humanos imperfeitos, percebem que eles, em suas limitações, deram de si o que podiam. Alguns pais foram sábios e outros, infelizmente, extremamente insanos.

A percepção dos pais como humanos imperfeitos abre uma nova possibilidade de fazer as pazes com as suas misérias, deficiências, penúrias e insanidades. Dessa forma, será possível evoluir e sair dos estágios das mordidas da dependência neonatal, das mordidas das limitações do narcisismo infantil, das mordidas das desqualificações do desencanto adolescente e das mordidas das culpabilizações de uma adultez deficitariamente assumida. Infelizmente, alguns filhos, mesmo em idade adulta, podem ficar reféns de uma dessas fases e seguirem como vorazes mordedores de seus pais, o que poderá conduzi-los a experiências de adoecimento emocional e relacional.

Os filhos que conseguirem evoluir ao ponto de perceberem os seus pais como humanos imperfeitos, trocarão suas mordidas por mais beijos. Esses que figurativamente podem se mostrar por meio de expressões de gratidão, amor e respeito. Assim sendo, será possível honrar com o real sentido que impregna a palavra honra. O valor de nobreza contido na honra infere que é uma das posturas mais elevadas que se pode assumir como conduta, e uma nobre maneira de se expressar para alguém que consideramos importante.

Portanto, honrar os pais envolve adotar um princípio de conduta pessoal de dignidade, numa postura que doa respeito, amor, perdão, consideração e reconhecimento pela posição importante que eles ocupam. Ao final, a condição de honrar aos pais, revela mais do filho que honra do que dos pais que a recebem. A questão não é o quanto de honra os pais merecem, mas o quanto os filhos superaram das intervenções de seus pais, tenham sido sábias ou insanas. Dessa forma, os filhos ao se espelharem na humanidade imperfeita de seus pais, seguirão mais equipados para a superação de suas penúrias e se constituirão melhores pais ao receberem as mordidas de seus próprios filhos.

Por Clarice Ebert, Psicóloga, Terapeuta Familiar, Mestre em Teologia, Professora, Palestrante, Escritora.  Membro e docente de EIRENE do Brasil e do CPPC. Fonte: Guiame.com.br

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora!
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Coeditora do Blog: Sirlei Mendonça Campos)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".