Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em mais 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE OUTUBRO DE 2015

A SÓS COM DEUS
No Momento "A SÓS COM DEUS", a Mãe Unida em Oração escolhe a hora mais apropriada, diariamente, e ora de 3 a 7 minutos por um dos filhos (biológico, adotivo ou espiritual), pela escola e pelo pedido do dia que está no Calendário Nacional de Oração, enviado por e-mail para todas as Mães que pertencem ao Ministério em PDF.






























Se a irmã pertence ao Ministério e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org

O Calendário não substitui o encontro semanal dos Grupos de Mães Unidas em Oração.

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).

Somos apenas servas!

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org 


O PROBLEMA DOS CELULARES NA VIDA DOS FILHOS

Segurança para as mães e um problema para as escolas, os celulares estão cada vez mais invadindo os ambientes educacionais. Os pais querem saber onde os filhos estão, e as escolas tentam manter a disciplina. Segundo a educadora e escritora do Rio de Janeiro, Tânia Zagury, autora do livro Educar sem culpa, muitas instituições estão cedendo aos apelos dos adultos e permitindo a entrada dos filhos com celular. “Mas, na sala de aula, eles têm de estar desligados”, afirma.

Em geral, segundo Tânia, quanto maior o poder econômico dos estudantes, mais pressão os colégios sofrem. As instituições mais tradicionais ainda proíbem o aparelho e tentam mostrar os prejuízos que o celular pode causar ao aprendizado das crianças.

Segundo a educadora, o celular dispersa e, por isso, pode dificultar o aprendizado. “Imagine se, na sala de aula, a cada 10 minutos tocasse o telefone de um aluno porque sua mãe está preocupada com ele. Como fica a classe inteira?”, indaga. Há impacto também no desempenho do professor, cuja explicação é interrompida toda vez que ele ouve um barulho de celular.

Além disso, Tânia admite que os estudos a respeito dos possíveis males que as ondas dos telefones podem ocasionar à saúde ainda não são conclusivos, mas considera que esse é um motivo a mais para retardar o uso de celulares. “Já que ninguém sabe ao certo os resultados, por que não postergar o uso desse aparelho na vida do seu filho? Afinal, até dez anos atrás nós convivíamos perfeitamente bem sem essa tecnologia”, pondera a educadora.


(Portal Vital/Tania Zagury)

Este tem sido um sério problema nas escolas contemporâneas e por isso precisamos orar para que os professores e diretores das escolas tenham sabedoria em tomar as medidas necessárias dialogando com pais e alunos!

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

Faça parte do Ministério e coloque seu filho 
na Rede Mundial de Oração. 
Visite nosso site e faça sua inscrição online.
contato@maesunidasemoracao.org

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

EDUCANDO FILHOS SOZINHOS...

Deus tem um lugar especial em seu coração para as mães e seus filhos. Ao longo de todas as escrituras, ordena que sejam defendidas e devidamente cuidadas (Is. 1:17; 1Tim 5:16).

A presença de apenas um dos pais no lar pode ser decorrente de vários fatores como como a viuvez, divórcio ou separação prolongada (como nos casos em que o pai passa longos períodos fora de casa em viagens de negócios ou cumprindo serviço militar). Não obstante o motivo da ausência de um dos pais, os filhos costumam imitar o comportamento e defender aquele com quem convivem, seja o pai ou a mãe. Ao confiar no Senhor e obedecer à Palavra de Deus, esse pai ou essa mãe estará dando aos seus filhos um exemplo a ser seguido e criando vínculos familiares fortes (1Tim 5:4).

Deus sabe da responsabilidade tremenda que recai sobre pais e mães sozinhos, sobretudo no que diz respeito ao relacionamento entre pais e filhos, e Deus é plenamente capaz de suprir todas as necessidades dos filhos e do pai ou da mãe responsável por eles – empregando até mesmo meios miraculosos.

Algumas práticas podem ser de grande ajuda no relacionamento entre pais e filhos e para aqueles que estão educando seus filhos sozinhos.
Relacionamento cristão entre pais e filhos:

– Reserve tempo para ler a Palavra todos os dias a fim de receber a orientação divina de que precisam tanto, especialmente durante períodos de maior tensão (Sl 119:11);

– Reservar tempo para o culto familiar, lazer e comunicação (Sl 78:5-6);

– Frequentar a igreja com regularidade e participar ativamente das programações a fim de receber cuidado espiritual e emocional tanto para si mesmos quanto para os filhos por meio da comunhão com outros cristãos.

Veja também outras referências bíblicas sobre o relacionamento entre pais e filhos :

Filhos  (2Sm 21; Sl 128; Pv 22; Lc15);

Maternidade  (1Sm 1; Is 49; Ez 16);

Paternidade  (Pv 10).


(Paula Caruza)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

ORANDO PELOS NOSSOS FILHOS

"Derrama o teu coração como água perante o Senhor; levanta a ele as tuas mãos; pela vida de teus filhinhos". (Lamentações 2:19)

Já ouvi por várias vezes pais afirmarem que não sabem o que fazer para ajudar seus filhos. Alguns afirmam na caminhada da vida que já desistiram. É verdade que a situação de muitos é complicada. A resposta não é tentar resolver tudo por nós mesmos, mas sim chegarmos diante de Deus.
"Cheguemo-nos pois, com confiança diante do trono da graça para recebamos misericórdia e achemos graça, a fim de sermos socorridos no momento oportuno". Heb. 4:16.

Stormie Omartian escritora do livro: "O Poder dos Pais que Oram", relata o testemunho de uma adolescente de 13 anos:
"Minha mãe tem sido uma mãe maravilhosa. Tem me encorajado e procurado me ajudar em tudo. Sou muito grata por suas orações e por seu amor. Ela ora por mim diariamente, e  
creio que esta é uma das razões pelas quais tenho me dado tão bem na escola e na vida. As orações dela têm feito muita diferença para mim, por causa delas ainda estou viva.

Certa vez as orações de minha mãe resultaram em uma grande e maravilhosa mudança em minha vida, o que eu nunca imaginei que pudesse acontecer. Eu tinha uma colega de escola muito maldosa e evitava me aproximar dela, porque ela me assustava. Quando contei para a minha mãe, ela resolveu que iríamos orar juntas pela garota. Passamos a orar quase todos os dias. Fizemos isto até o fim do semestre e durante as férias do verão.

No semestre seguinte ouve um milagre, a garota mudou completamente, tornando-se uma  de minhas melhores amigas.Este fato influenciou a minha vida e foi um dos episódios mais importantes que já me aconteceram. As orações de minha mãe funcionam. Não funcionam sempre, mas mesmo quando nossas orações não são respondidas de imediato, o fato de orar ou ser alvo de oração faz com que eu me sinta melhor. Sou grata a Deus e a minha mãe. Obrigada mamãe".

Diante das circunstâncias que muitas vezes nos sentimos fragilizados, é oportuno recorrer ao trono da Graça de Deus, para o suprimento que tanto necessitamos; e para não desistirmos da caminhada que é a formação dos nossos filhos para a glória de Deus.


"No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda armadura de Deus para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo; porque não temos que lutar contra carne e sangue, e sim contra as potestades, contra o príncipe das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais". Ef.6:10-12.

Somente pela provisão de Deus em nós, que é a vida de Cristo, é possível sermos pais que oram, porque isso glorifica a Deus.
"Filhinhos, sois de Deus e já tendes vencido, porque maior é o que está em vós, do que o que está no mundo". I João 4:4.


(Débora Del Vecchio)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


segunda-feira, 21 de setembro de 2015

DEUS RESPONDE AS NOSSAS ORAÇÕES?

Você conhece alguém que realmente confia em Deus? Quando era atéia, uma grande amiga minha costumava me contar toda semana algo específico pelo que ela estava orando, na certeza de que Deus iria tomar providências. E toda semana eu costumava contemplar Deus agindo de maneira incomum para responder suas orações. Você sabe como é difícil para uma ateia observar fatos como esses, semana após semana? Depois de um certo tempo, dizer que não passava de “coincidências” se tornou um argumento muito fraco.

Então, por que Deus respondia as orações da minha amiga? A maior razão para isso é porque ela tinha um relacionamento íntimo com Ele, desejava segui-lo e, realmente ouvia o que Ele tinha a dizer. Em sua mente, Deus tinha o direito de dirigir sua vida e ela o fazia se sentir bem-vindo para fazer justamente isso! Quando ela orava por determinada coisa, era porque, de certa forma, se sentia muito confortável ao se achegar a Deus com suas necessidades, suas preocupações, ou qualquer assunto referente a sua vida. Além disso, estava convencida, pelo que lia na Bíblia, que Deus queria mesmo que ela descansasse nele assim.

Ela basicamente colocava em prática o que esta frase bíblica diz: “Esta é a confiança que temos ao nos aproximarmos de Deus: se pedirmos alguma coisa de acordo com a sua vontade, ele nos ouve.” (1 João 5:14 ) “Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos e os seus ouvidos estão atentos à sua oração, mas a face do Senhor está contra os que praticam o mal.” (1 Pedro 3:12 )
Então, por que Deus nem sempre responde às orações de todos?

Pode ser porque nem todos tenham um relacionamento com Ele. Eles devem saber que Deus existe, devem até adorar a Deus de vez em quando. Mas esses que nunca parecem ter suas orações respondidas, provavelmente não desenvolveram um relacionamento com Deus. Além disso, eles nunca devem ter recebido de Deus perdão completo de seus pecados. “O que uma coisa tem a ver com a outra?”, você deve estar se perguntando. Aqui está a explicação: “Certamente, o braço do Senhor não está encolhido para salvar, nem seu ouvido fechado para ouvir. Mas suas iniqüidades separaram vocês de Deus. Seus pecados esconderam a face dele de vocês, então ele não os irá ouvir.” (Isaías 59:12)

É muito natural sentir essa separação de Deus. Quando as pessoas se voltam para Ele a fim de colocá-lo a par de algo, ou para pedir algo, o que geralmente elas fazem? Começam dizendo: “Deus, eu realmente preciso da tua ajuda neste problema…”. E aí há uma pausa, seguida de: “Eu sei que não sou uma pessoa perfeita, que realmente não tenho direito nenhum de te pedir isso…”. Existe um conhecimento pessoal de pecados e fracassos. E a pessoa sabe que Deus está ciente disso também. Há uma noção de: “Com quem penso que estou brincando?”. O que eles não devem saber é como podem receber o perdão de Deus por todos os seus pecados e como podem desenvolver um relacionamento pessoal com Deus, para que então Ele possa ouvi-los. Este é o fundamento básico para que Deus responda suas orações.


Como Orar: O Fundamento Básico

Primeiro você deve começar um relacionamento com Deus. Imagine que um rapaz chamado Marcos decide pedir ao reitor da Universidade de Federal do Rio de Janeiro (alguém que ele nem ao menos conhece) que autorize o empréstimo de um carro para ele. Marcos teria chance nula de conseguir ser atendido. (Estamos presumindo que o reitor da UFRJ não seja idiota). Por outro lado, se a filha deste mesmo reitor pedisse a seu pai que autorizasse um empréstimo de carro para ela, não haveria problema algum. Um relacionamento pessoal conta muito.

Com Deus, quando alguém é verdadeiramente seu filho, quando alguém pertence a Ele, Ele o conhece e ouve suas orações. Jesus disse: “Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem. As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna, e elas jamais perecerão; ninguém as poderá arrancar da minha mão.” (João 10:14, 27-28)

Quando o assunto é Deus, você realmente o conhece? E Ele conhece você? Você tem um relacionamento com Ele que garanta a resposta de suas orações? Ou Deus está bem distante, sendo apenas um conceito em sua vida? Se Deus está distante, ou você não tem certeza de que o conhece, aqui está uma maneira de começar a se relacionar com Ele agora mesmo: Conhecendo Deus pessoalmente.

Será que Deus vai responder sua oração definitivamente?
Para aqueles que realmente o conhecem e descansam nele, Jesus parece ser muito generoso em sua oferta: “Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido.” (João 17:7 ) “Permanecer” em Cristo e ter as palavras dele dentro de nós significa que conduzimos nossas vidas sob o comando dele, descansando nele, ouvindo o que Ele tem a dizer. Assim, estaremos aptos a pedir a Deus qualquer coisa que desejarmos e Ele responderá. Aqui está outra vantagem: “Esta é a confiança que temos ao nos aproximarmos de Deus: se pedirmos alguma coisa de acordo com a sua vontade, ele nos ouve. E se sabemos que ele nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que temos o que dele pedimos.” (1 João 5:14-15) Deus responde nossas orações de acordo com a sua vontade (e de acordo com a sua sabedoria, seu amor por nós, sua santidade…).

Nós erramos ao assumirmos que sabemos qual é a vontade de Deus, quando somente alguma coisa faz sentido para nós! Nós assumimos que há somente uma “resposta” correta para cada oração específica, tendo a certeza de que AQUELA é a vontade de Deus. E é aí que fica mais difícil. Nós vivemos dentro dos limites do tempo e do conhecimento. Temos apenas informações limitadas sobre cada situação e sabemos algumas implicações de ações futuras nessas determinadas situações. O entendimento de Deus é ilimitado. Como um evento ocorre no curso da vida ou da história é apenas algo que Ele já sabe. E Ele deve ter propósitos muito além daqueles que podemos imaginar. Logo, Deus não fará algo simplesmente porque determinamos que essa deveria ser a sua vontade.

O que é preciso? O que Deus está inclinado a fazer?

Páginas e páginas poderiam ser preenchidas com as intenções de Deus para nós. A Bíblia inteira é uma descrição do tipo de relacionamento que Deus quer que experimentemos com Ele e do tipo de vida que Ele quer nos dar.

Aqui estão alguns exemplos:“…o Senhor espera o momento de ser bondoso com vocês; ele ainda se levantará para mostrar-lhes compaixão. Pois o Senhor é Deus de justiça. Como são felizes todos os que nele esperam!” (Isaías 30:18 ) Você captou isso? Como alguém que se levanta de sua cadeira para oferecer ajuda, “Ele se levanta para lhe mostrar compaixão”. “Este é o Deus cujo caminho é perfeito; a palavra do Senhor é comprovadamente genuína. Ele é um escudo para todos os que nele se refugiam.” (Salmo 18:30) “O Senhor se deleita naqueles que o temem [reverenciam], que colocam sua esperança em seu leal amor.” (Salmo 147:14)

De qualquer maneira, a maior demonstração do amor e da compaixão de Deus por você é expressa pelas seguintes palavras de Jesus: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos” (João 15:13 ), que nada mais é do que o que Cristo fez por nós. Então, “Aquele que não poupou a seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos dará, juntamente com ele, gratuitamente todas as coisas?” (Romanos 8:32)

E o que dizer das orações “não respondidas”?

Certamente as pessoas ficam doentes e até morrem; problemas financeiros são reais, e toda sorte de situações difíceis é passível de acontecer na vida de qualquer um. O que fazer então?

Deus nos diz para levar todas as nossas preocupações a Ele. Mesmo quando a situação parecer irremediável, “Lancem sobre ele toda ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês.” (1 Pedro 5:7) As circunstâncias podem parecer estar fora de controle, mas não estão. Quando o mundo inteiro estiver desabando, Deus ainda pode e sempre poderá segurá-lo em suas mãos. É aí que uma pessoa pode se sentir muito agradecida por ter o privilégio de conhecer a Deus. “Seja a amabilidade de vocês conhecida por todos. Perto está o Senhor. Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus.” (Filipenses 4:5-7) Deus pode providenciar soluções para os seus problemas além do que você considera ser possível. Provavelmente, qualquer cristão pode listar exemplos como esse em suas próprias vidas. Mas se as circunstâncias não melhorarem, Deus ainda pode nos dar a sua paz em meio a tudo isso. Jesus disse: “Deixo-lhes a paz; a minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbem os seus corações, nem tenham medo.” (João 14:27)

É neste ponto (quando as circunstâncias ainda estiverem difíceis) que Deus nos pede para continuar a confiar nele – para “andar pela fé, não pela visão”, diz a Bíblia. Mas não é uma fé cega; é baseada no caráter de Deus. Um carro viajando pela ponte Rio-Niterói é totalmente sustentado pela integridade da ponte. Não importa o que o motorista possa estar sentindo, ou pensando, ou discutindo com o passageiro do outro assento. O que faz o carro chegar seguramente ao outro lado da ponte é a integridade dela, na qual o motorista resolveu confiar. Do mesmo modo, Deus nos pede para confiarmos em sua integridade, seu caráter, sua compaixão, amor, sabedoria, retidão e justiça em nossa defesa. Ele diz: “Eu tenho amado com amor eterno; com amor leal a atraí.” (Jeremias 31:3 ) “Confie nele todo o tempo, ó povo. Coloque diante dele o coração, pois ele é o nosso refúgio.” (Salmo 62:8)

Em Resumo…Como Orar

Deus se ofereceu para responder as orações de seus filhos (aqueles que receberam Jesus em suas vidas e buscam segui-lo). Ele nos pede para levar qualquer preocupação até Ele em oração, pois Ele agirá por nós de acordo com a sua vontade. Enquanto lidamos com dificuldades, temos de lançar sobre Ele nossas aflições e receber dele a paz que desafia as circunstâncias. A base da nossa esperança e fé é a pessoa de Deus. Quanto mais o conhecermos, mais aptos estaremos a confiar nele.

A razão das nossas orações é o caráter de Deus. A primeira oração que Deus responde é a oração em que você expressa o seu desejo de começar um relacionamento com Ele.

(Marilyn Adamson)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org


sábado, 19 de setembro de 2015

A FAMÍLIA DE MOISÉS

Deus colocou a família em lugar de destaque no desenvolvimento de seu reino na terra. Quando a humanidade antediluviana se corrompeu, Deus salvou do dilúvio uma família, para com ela repovoar a terra; quando mandou que Abraão deixasse sua terra para ir peregrinar na terra que daria aos seus descendentes, Ele lhe disse que por meio dele todas as famílias da terra seriam abençoadas. Outra família do Velho Testamento que desempenhou importante papel na direção da história, na formação do povo escolhido de Deus, por meio do qual Deus mandaria os profetas e, finalmente, mandaria o Messias, Jesus Cristo, seu filho unigênito, foi a família de Moisés.

Essa família desempenhou relevante papel na história do povo de Deus e serve como exemplo da vitória da fé sobre as forças do mal. Sua mãe, Joquebede, teve coragem de esconder Moisés alguns meses, quando ele nasceu. Ela desobedeceu ao decreto do faraó, que mandava que todos os meninos hebreus fossem lançados no Rio Nilo. Quando não foi mais possível continuar escondendo o menino, colocou-o em um cesto betumado e o deixou flutuando num remanso perto do lugar em que a princesa do Egito vinha banhar-se. A princesa o recolheu, adotou-o, e ele foi educado em toda a ciência daquele país, que era, na época, a maior civilização do mundo. Dessa forma, Deus providenciou para que ele fosse preparado para vir a ser, no futuro, o grande líder que haveria de libertar o seu povo, e organizá-lo como nação, para que desempenhasse seu papel no plano de Deus.

Miriã, irmã de Moisés, que ao tempo de sua colocação no cesto betumado nas águas do Nilo já era uma menina crescida, ofereceu à princesa os serviços de uma ama, para criar o menino, e foi buscar sua própria mãe. Dessa forma, a mãe de Moisés se tornou funcionária da princesa para criar seu próprio filho para a princesa. 
Joquebede aproveitou o tempo que seu filho esteve sob seus cuidados, durante a primeira infância, até que o entregasse à princesa para educar o menino nos conhecimentos da sua origem, da origem do seu povo e das promessas de Deus. Por causa disso, Moisés, mesmo tendo sido educado no palácio do faraó e de ter recebido instrução sobre todas as ciências do Egito, não esqueceu que seu povo era quele que vivia sob escravidão no Egito. Joquebede lhe transmitira os primeiros passos da fé, transmitira-lhe a história de seu povo. Foi essa educação da primeira infância que fez dele o homem que iria ser usado por Deus como instrumento de sua revelação. Lembremo-nos de que ele, pela inspiração de Deus, escreveu os primeiros cinco livros da Bíblia.

Esse fato histórico nos faz lembrar do preceito que se encontra em Provérbios 22:6 
"Ensina a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho, nãos se desviará dele".

Pensemos nas mães cristãs de nossos dias. Pensemos nos pais cristãos de nossos dias. Estarão todos sendo conscientes dessa verdade? Desse princípio de educação? Muitas famílias sofrem com seus filhos que se distanciam de Deus e se perdem nos becos tenebrosos das drogas e do crime. Devem essa tragédia ao fato de que não ensinaram a seus filhos, em casa, na infância, os preceitos do Senhor. Outras vezes, devem ao fato de, embora terem ensinado alguma coisa, contudo não deram bom exemplo como pais. Ou, ainda, ao fato de terem dado aos filhos uma educação demasiadamente dura, sem compreensão, sem amor e sem tolerância. Infelizmente existem crianças que estão crescendo sem criarem uma identidade construtiva, de pessoas tementes a Deus, de pessoas que tenham rumo certo na vida, e que ponham sua esperança no Senhor.

É urgente que pais e mães revisem a maneira como estão encaminhando ou até não encaminhando seus filhinhos enquanto estão na primeira infância, até os quatro anos de idade. Os cultos domésticos, as histórias bíblicas contadas pelas mães aos filhos, em vez de ficarem coladas à televisão vendo muitas vezes o que não presta; os cânticos espirituais apropriados para a idade das crianças; a valorização da igreja e de seus cultos; a presença na Escola Dominical; a escolha adequada de brinquedos que não estimulem a violência; o cuidado em selecionar o que as crianças vêm na televisão e, depois, o acompanhamento do que os filhos estão começando a aprender com outras pessoas, na escola, etc., ajudarão no processo de encaminhar as crianças pelos caminhos da fé em Deus e do bom comportamento social.

Precisamos ter a consciência de que estamos plantando nos nossos filhos as sementes do bem e que estamos cuidando delas quando começam a germinar. Somente assim é que nossos filhos se tornarão homens e mulheres abençoados e abençoadores.

O papel relevante que Miriã teve na história de seu povo e o papel relevante de Arão como primeiro sacerdote no culto a Jeová, ambos aos lado de Moisés na libertação e organização de seu povo, tudo isto se deveu ao cuidado dos pais deles, em educá-los nos propósitos de Deus embora vivendo numa época de grande opressão e sacrifício, como escravos na terra do Egito. A fidelidade dos pais fez com que Moisés não perdesse o rumo e, nas mãos de Deus se tornasse o grande libertador e organizador do povo de Israel.

O autor da carta aos Hebreus refere-se a este fato dizendo: "Pela fé, Moisés, apenas nascido, foi ocultado por seus pais, durante três meses, porque viram que a criança era formosa; também não ficaram amedrontados pelo decreto do rei; pela fé, Moisés quando já homem feito, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, preferindo ser maltratado junto com o povo de Deus a usufruir prazeres transitórios do pecado". (Hebreus 11:23-27)

(Pr Izaías de Sousa Maciel/ Reflexões para nosso tempo)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org

Observação: Se a mãe ainda não faz parte do Ministério, e foi tocada por Deus para participar do treinamento e formar seu grupo, faça primeiro a sua inscrição online no site: www.maesunidasemoracao.org
(Após abrir o site é só clicar na lateral direita do vídeo onde está: inscrições clique aqui)


quinta-feira, 17 de setembro de 2015

VIVA EM PUREZA DE SANTIDADE

"Fuja dos desejos malignos da juventude e siga a justiça, a fé, o amor e a paz, com aqueles que, de coração puro, invocam o Senhor". 2 Timóteo 2.22

Não se assuste com o título deste dia. Ser pura e santa não significa ser perfeita. É deixar que o Deus santo esteja em você. Não podemos ser santas por conta própria, mas podemos fazer escolhas e manifestar santidade e pureza em nossa vida. Podemos nos separar de tudo o que subtrai a santidade de Deus em nós e podemos morrer para nossos desejos. Somos capazes de fazer isso, pois a Bíblia afirma:


"Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos." (Gl 5.24). 

Somos capazes de viver uma vida consagrada ao Senhor.
Para viver em santidade, precisamos nos separar do mundo, isto é, o coração deve se desligar do sistema de valores do mundo e dar valor às coisas que Deus valoriza (cf. Tg 4.4). Peça a Deus que a ajude a se separar das coisas do mundo e a aprender a amar o Senhor mais do que você ama o mundo. É claro que você precisa optar por não assistir a certos programas de TV e filmes, não ler certas revistas e não frequentar certos lugares (cf.1Jo 2.15-16).

Para viver em pureza, precisamos pedir a Deus, que é santo, para purificar nosso coração. É lá que começa tudo o que não é santo. Purificarmo-nos significa limparmo-nos de qualquer coisa que nos contamine. É um processo que realizamos ativamente. Isso significa que decidimos ser moral e eticamente puras (1Jo 3.3).

Que o Deus puro, santo e poderoso a conduza a uma vida de pureza e santidade.

Oração: Senhor, não me chamaste para a impureza, mas para a santificação. Escolheste-me para ser santa e irrepreensível. Sei que fui lavada, purificada e santificada pelo sangue de Jesus. Continua a purificar-me pelo poder de teu Espírito. Faz-me participante de tua santidade; que eu me conserve íntegra. Obrigada porque tu me guardarás pura e santa de modo a estar totalmente preparada para o que tens para mim.


(Stormie Omartian)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org


segunda-feira, 14 de setembro de 2015

DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS ESCOLAS

Próximo domingo é o DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS ESCOLAS (Educação Infantil até a Universidade)!

Deus tem sido maravilhoso para conosco! São bênçãos incontáveis e que não temos como expressar nossa gratidão a Ele!

O TERCEIRO DOMINGO DE SETEMBRO, dia 20, está chegando, e desde já vamos nos mobilizar para separarmos um tempo em nossas igrejas, em todo o mundo, para orar pelas escolas de nossos filhos.

Celebraremos o DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS ESCOLAS.

A cada ano, no TERCEIRO DOMINGO DE SETEMBRO, os pastores, educadores, professores, administradores, funcionários, e alunos prestam um culto de adoração ao nosso Deus.

Conversemos com os nossos pastores, líderes, sobre esse culto ou momento especial de oração pelas nossas Escolas. As Escolas de nossos filhos!

Imaginemos o impacto que este momento de oração terá sobre a vida de nossos filhos, professores, funcionários e diretores!

Vejamos alguns depoimentos do ano passado:

Belo Horizonte – MG
"Foi uma manhã maravilhosa e especial. Tivemos a presença de funcionários, professores, estudantes e de várias escolas que estavam próximas a nossa igreja. Foi encorajador saber que o nosso pastor é um guerreiro de oração. Criamos mais dois Grupos de Mães Unidas em Oração. Cremos que, através desse evento, muitos corações foram tocados e encorajados a orar por seus filhos!"
Francisca Torres Menezes

Dourados, MS
"O pastor ficou muito feliz e cedeu ao nosso Grupo de Mães Unidas em Oração, um momento especial para orarmos pelo Dia Mundial de Oração pelas Escolas. Convidamos todos os professores, diretores e funcionários de escolas presentes, que viessem à frente para orar. Foi um momento de muita emoção! Devido a isso, 7 professoras que não faziam parte do Ministério, fizeram suas Fichas de Matrícula e Compromisso!”
Celina lima Moraes

Rio de Janeiro, RJ
“O que dizer de uma iniciativa tão impactante? Nossa igreja viveu um momento de profunda comunhão e gratidão. Ano que vem, estaremos dando total ênfase ao Dia Mundial de Oração pelas Escolas de Nossos Filhos. Parabéns pela iniciativa!
Fernanda Monteiro Soares

Recife, PE
"O nosso pastor ficou muito feliz e disse que podemos contar com ele para o próximo ano.”
Maria Tereza Martins

João Pessoa, PB
"Foi realmente maravilhoso. Aqueceu meu coração! A congregação foi muito receptiva. Obrigado, Mães Unidas em Oração. Uma iniciativa gloriosa!”
Valéria Marques Sobrinho

Porto Alegre, RS
"Foi um momento para conscientizar nossa igreja. Alguns dos professores e funcionários, não conheciam a Jesus Cristo e, devido ao momento de oração, tiveram a oportunidade de saber que estamos orando por eles. Obrigada por essa iniciativa!”
Judite Nascimento Torres da Costa

Altamira, PA
"Foi maravilhosa experiência. Meu pastor, no momento especial de oração, pediu que toda igreja se ajoelhasse e orasse por nossos filhos, escolas, professores, diretores e funcionários. Estou ansiosa pelo o próximo ano. Sou muito feliz por fazer parte de um Ministério tão importante como Mães Unidas em Oração no Brasil! Obrigada!”
Fátima Queiroz Souza

Manaus, AM
"Acho que estamos no começo de algo novo na vida de oração da nossa igreja."
Cristiane Siqueira Lima

Florianópolis, SC
“Obrigada por este privilégio de podemos mostrar, publicamente, o compromisso que temos de orar pelas escolas de nossos filhos e que há poder na oração!”
Gabriela Marins Goulart


Vitória, ES
"Sou Mãe Intercessora Individual e, tão logo recebi o e-mail, falado do DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS ESCOLAS, procurei o meu pastor e falei com ele. Minha igreja não conhecia o Ministério Internacional Moms In Prayer e era uma ocasião especial para falar sobre o Ministério. O pastor me deu 10 minutos no culto da manhã... Durante o mês, fiz um convite especial e, entreguei, pessoalmente, a cada um, inclusive a diretora... Dentre os professores, alguns ainda não tinham Jesus Cristo em seus corações...
Fique a semana toda pedindo a Deus que me ajudasse no que dizer e que eles viessem. No terceiro domingo pela manhã, pedi a Deus que me orientasse... Cheguei a igreja e pouco tempo depois vi que dois professores chegando... Enfim... Foi maravilhoso os 10 minutos. Falei sobre a visão, missão e propósito do Ministério... Fiz um apelo as mães presentes para irem a frente e que colocassem seus filhos na Rede Mundial de Oração. Muitas ficaram foram a frente, inclusive a diretora e três professoras.... Foi emocionante... Deus seja louvado!
No próximo ano, se Deus permitir, com certeza seremos grupos de Mães Unidas em Oração a participar do DA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS ESCOLAS... Amém!
Tânia Maria da Paz Soares


Além do Brasil e Estados Unidos, vários outros países participaram, tais como: Uganda, China, Grécia, Ruanda, Noruega, Canadá, Grã-Bretanha, Camarões, Suécia, Irlanda, Inglaterra, Suíça, Paquistão, Filipinas, Cingapura, Quênia, Holanda, Itália e Costa Rica.

Vejamos alguns depoimentos de outros países:

Estados Unidos
"Que grande privilégio e responsabilidade temos, como Igreja, de orar por homens e mulheres piedosos. É fundamental que os apoiemos em oração, São professores, diretores e funcionários que, diariamente, interagem com nossos filhos. Orar por nossas Escolas, neste domingo é uma oportunidade incrível."

Paquistão
"As mães nunca tinham orado assim por seus filhos. Precisamos de oração para o futuro de nossas crianças, especialmente no Paquistão."

Suíça
"Foi um curto período de tempo de oração mas, muito poderoso. Nós também cantamos uma música especialmente para abençoar as escolas. Obrigado, Jesus, por este momento tão maravilhoso!"

Contamos com cada Mãe. Será um domingo tremendamente abençoado.

Através da nossa FÉ, CORAGEM e PERSEVERANÇA, faremos grandes coisas para o Reino de Deus.

São fronteiras que estão sendo alargadas e precisamos fincar as estacas. Cada vez mais sua participação é imprescindível!
Estamos a disposição para ajudá-la!

No dizer no Dr. Phillip Harris: "A FÉ vê o invisível. A FÉ crê no incrível. A FÉ recebe o impossível!"

Cremos no poder da oração! A nossa arma é a oração!

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org




segunda-feira, 7 de setembro de 2015

MOMENTO MÃES UNIDAS EM ORAÇÃO (começa aos 9:22 minutos) - Programa REENCONTRO - TV Brasil - 29/08/2015

O Programa REENCONTRO vai ao ar todos os sábados, às 8h, pela TV Brasil. Está no ar há 47 anos.
Neste Programa: Helga Kepler Fanini entrevista a Diaconisa Maria Nazaré, presidente dos diáconos e Coordenadora de Evangelismo e Missões da Igreja Batista do Fonseca, Niterói, RJ
Momento Mães Unidas em Oração, apresentado por Jane Esther de Paula Rosa, Coordenadora Nacional do Ministério.
No bloco Justiça e Educação o Desembargador Fábio Dutra continua a entrevista com Médico e Deputado Federal do PSD, e secretário de Saúde em Porto Real, Alexandre Serfiot.
O Pr. Joaquim de Paula Rosa traz a mensagem da Palavra de Deus, baseada no estudo da série: A Bíblia Livro por Livro. Abordado: Lucas.

Como sintonizar:

Rio de Janeiro (Canais abertos 2 - 32 e 41);
Brasília (2 e 15);
São Paulo (62 e 63);
São Luiz(2);
Cabo Frio (44);
Campos (47);
Macaé(9);
Belo Horizonte (65);
Juiz de Fora (51);
Tabatinga-AM(19);
Porto Alegre(65).

Educativas Locais que também retransmitem o Sinal da TV Brasil:
TVE Acre;
TV Cultura do Amazonas;
TVE Alagoas;
TVE Bahia;
TV Ceará;
TV Espírito Santo;
TV UFG/Goiás;
Rede Minas/Canal 9;
TVBrasil Pantanal;
TVU Mato Grosso;
TV Cultura Pará;
TV U da Paraíba;
TV U de Pernambuco;
TV Pernambuco;
TV Antares/PI;
TV U RGNorte;
TV U de Roraima;
TV Aperipê/Sergipe;
Rede SAT Tocantins(Ch 13)

E, em todas as TVs por Assinaturas: SKY, OI, VIVO, CLARO, NET, GVT, etc...

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

DIA 20 DE SETEMBRO - DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS ESCOLAS

“Derrama o teu coração como água diante do Senhor; levanta a Ele as tuas mãos, pela a vida de teus filhos”(Lamentações 2:19)


DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS ESCOLAS (Educação Infantil até a Universidade)!

Antes de qualquer coisa, queremos agradecer a Deus por sua vida e pelo trabalho que vem executando como Mãe Intercessora Individual, membro de grupo, Líder de Grupo (s) e Coordenadora.

Deus tem sido maravilhoso para conosco! São bênçãos incontáveis e que não temos como expressar nossa gratidão a Ele!

Queremos informar que o TERCEIRO DOMINGO DE SETEMBRO, dia 20, está chegando, e desde já vamos nos mobilizar para separarmos um tempo em nossas igrejas, em todo o mundo, para orar pelas escolas de nossos filhos.

Celebraremos o DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS ESCOLAS.

A cada ano, no TERCEIRO DOMINGO DE SETEMBRO, os pastores, educadores, professores, administradores, funcionários, e alunos prestam um culto de adoração ao nosso Deus.

Conversemos com os nossos pastores, líderes, sobre esse culto ou momento especial de oração pelas nossas Escolas. As Escolas de nossos filhos!

Imaginemos o impacto que este momento de oração terá sobre a vida de nossos filhos, professores, funcionários e diretores!

Vejamos alguns depoimentos do ano passado:

Belo Horizonte – MG
"Foi uma manhã maravilhosa e especial. Tivemos a presença de funcionários, professores, estudantes e de várias escolas que estavam próximas a nossa igreja. Foi encorajador saber que o nosso pastor é um guerreiro de oração. Criamos mais dois Grupos de Mães Unidas em Oração. Cremos que, através desse evento, muitos corações foram tocados e encorajados a orar por seus filhos!"
Francisca Torres Menezes

Dourados, MS
"O pastor ficou muito feliz e cedeu ao nosso Grupo de Mães Unidas em Oração, um momento especial para orarmos pelo Dia Mundial de Oração pelas Escolas. Convidamos todos os professores, diretores e funcionários de escolas presentes, que viessem à frente para orar. Foi um momento de muita emoção! Devido a isso, 7 professoras que não faziam parte do Ministério, fizeram suas Fichas de Matrícula e Compromisso!”
Celina lima Moraes

Rio de Janeiro, RJ
“O que dizer de uma iniciativa tão impactante? Nossa igreja viveu um momento de profunda comunhão e gratidão. Ano que vem, estaremos dando total ênfase ao Dia Mundial de Oração pelas Escolas de Nossos Filhos. Parabéns pela iniciativa!
Fernanda Monteiro Soares

Recife, PE
"O nosso pastor ficou muito feliz e disse que podemos contar com ele para o próximo ano.”
Maria Tereza Martins

João Pessoa, PB
"Foi realmente maravilhoso. Aqueceu meu coração! A congregação foi muito receptiva. Obrigado, Mães Unidas em Oração. Uma iniciativa gloriosa!”
Valéria Marques Sobrinho

Porto Alegre, RS
"Foi um momento para conscientizar nossa igreja. Alguns dos professores e funcionários, não conheciam a Jesus Cristo e, devido ao momento de oração, tiveram a oportunidade de saber que estamos orando por eles. Obrigada por essa iniciativa!”
Judite Nascimento Torres da Costa

Altamira, PA
"Foi maravilhosa experiência. Meu pastor, no momento especial de oração, pediu que toda igreja se ajoelhasse e orasse por nossos filhos, escolas, professores, diretores e funcionários. Estou ansiosa pelo o próximo ano. Sou muito feliz por fazer parte de um Ministério tão importante como Mães Unidas em Oração no Brasil! Obrigada!”
Fátima Queiroz Souza

Manaus, AM
"Acho que estamos no começo de algo novo na vida de oração da nossa igreja."
Cristiane Siqueira Lima

Florianópolis, SC
“Obrigada por este privilégio de podemos mostrar, publicamente, o compromisso que temos de orar pelas escolas de nossos filhos e que há poder na oração!”
Gabriela Marins Goulart


Vitória, ES
"Sou Mãe Intercessora Individual e, tão logo recebi o e-mail, falado do DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS ESCOLAS, procurei o meu pastor e falei com ele. Minha igreja não conhecia o Ministério Internacional Moms In Prayer e era uma ocasião especial para falar sobre o Ministério. O pastor me deu 10 minutos no culto da manhã... Durante o mês, fiz um convite especial e, entreguei, pessoalmente, a cada um, inclusive a diretora... Dentre os professores, alguns ainda não tinham Jesus Cristo em seus corações...
Fique a semana toda pedindo a Deus que me ajudasse no que dizer e que eles viessem.
No terceiro domingo pela manhã, pedi a Deus que me orientasse... Cheguei a igreja e pouco tempo depois vi que dois professores chegando... Enfim... Foi maravilhoso os 10 minutos. Falei sobre a visão, missão e propósito do Ministério... Fiz um apelo as mães presentes para irem a frente e que colocassem seus filhos na Rede Mundial de Oração. Muitas ficaram foram frente, inclusive a diretora e três professoras.... Foi emocionante... Deus seja louvado!
No próximo ano, se Deus permitir, com certeza seremos grupos de Mães Unidas em Oração a participar do DA MUNDIAL DE ORACÃO PELAS ESCOLAS... Amém!
Tânia Maria da Paz Soares


Além do Brasil e Estados Unidos, vários outros países participaram, tais como: Uganda, China, Grécia, Ruanda, Noruega, Canadá, Grã-Bretanha, Camarões, Suécia, Irlanda, Inglaterra, Suíça, Paquistão, Filipinas, Cingapura, Quênia, Holanda, Itália e Costa Rica.

Vejamos alguns depoimentos de outros países:

Estados Unidos
"Que grande privilégio e responsabilidade temos, como Igreja, de orar por homens e mulheres piedosos. É fundamental que os apoiemos em oração, São professores, diretores e funcionários que, diariamente, interagem com nossos filhos. Orar por nossas Escolas, neste domingo é uma oportunidade incrível."

Paquistão
"As mães nunca tinham orado assim por seus filhos. Precisamos de oração para o futuro de nossas crianças, especialmente no Paquistão."

Suíça
"Foi um curto período de tempo de oração mas, muito poderoso. Nós também cantamos uma música especialmente para abençoar as escolas. Obrigado, Jesus, por este momento tão maravilhoso!"

Contamos com cada Mãe. Será um domingo tremendamente abençoado.

Através da nossa FÉ, CORAGEM e PERSEVERANÇA, faremos grandes coisas para o Reino de Deus.

São fronteiras que estão sendo alargadas e precisamos fincar as estacas. Cada vez mais sua participação é imprescindível!
Estamos a disposição para ajudá-la!

No dizer no Dr. Phillip Harris: "A FÉ vê o invisível. A FÉ crê no incrível. A FÉ recebe o impossível!"

Cremos no poder da oração! A nossa arma é a oração!

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos
Todo Filho Precisa de uma Mãe que Ora!
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.maesunidasemoracao.org
contato@maesunidasemoracao.org

terça-feira, 1 de setembro de 2015

ESCUDEIRO BATISTA DIVULGA LANÇAMENTO DA NOVA EDIÇÃO DO LIVRO: TODO FILHO PRECISA DE UMA MÃE QUE ORA!

O Escudeiro Batista, órgão oficial da Convenção Batista Fluminense, a maior Convenção Batista da América Latina, vem divulgando, há 106 anos, boas notícias para todos nós!!!

Agradecemos a jornalista Virgínia Martin Ballard pelo apoio ao Ministério Moms In Prayer International.

Abaixo o link da página, com a matéria

http://www.oescudeirobatista.com.br/#!livro-maes-que-oram/c68h