Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em mais 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

12 DE NOVEMBRO - DIA DO DIRETOR DE ESCOLA

No dia em que se comemora o dia deste grande colaborador da educação, O Ministério Internacional Mães Unidas em Oração agradece o empenho e a parceria de todos os diretores de escola do nosso país. Estes profissionais com capacidade, sabedoria e honestidade contribuem para a melhoria de nossa sociedade e dos indivíduos nela envolvidos.

Eles são milhares e se somam à grande parte de educadores que tem em sua empreitada diária, o cuidado com a escola - crianças, adolescentes e adultos. O trabalho é quase um sacerdócio, tendo em vista que em sua responsabilidade está a educação de muitos brasileiros e brasileiras. Eles são pais e mães diante das dificuldades, são conciliadores diante de conflitos e ainda tem como sua principal função, a direção de uma escola.

A administração da escola não é um processo destacado da atividade educacional , ao contrário, está envolvido nela de tal forma que o diretor precisa estar sempre atento às conseqüências educativas de suas decisões e atos. No desempenho da sua função, o diretor é um educador preocupado com o bem-estar dos alunos, e não apenas um administrador em busca de eficiência.

O diretor tem em suas mãos uma grande soma de responsabilidades. Na verdade, ele é responsável por tudo o que se passa na escola. Em ocasiões especiais, o diretor representa a própria escola, por exemplo, quando comparece a uma solenidade como convidado por sua função de diretor, quando preside uma reunião na própria escola, quando confere certificados e diplomas, quando se dirige a outras entidades para tratar de assuntos de interesse da escola.

Assim sendo, diretor de escola é uma função bastante complexa com três aspectos relevantes: autoridade escolar; educador e administrador. Os que convivem com um diretor competente costumam admirá-lo como pessoa, apreciam seu discernimento, reconhecem sua personalidade positiva, mas quanto as tarefas, não as conhecem claramente.

"O progresso da ciência e da técnica com sua projeção nas atividades humanas, precisa ser assimilado pelos administradores escolares, o que dará uma consciência de efetiva prioridade aos problemas da educação no país".





Mães Unidas em Oração, filhos protegidos
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje? 


WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

EU SOU O DEUS QUE CURA


Sou casada, mãe de 3 filhos. Meu primogênito com 18 anos, minha filha do meio com 15 e a menor com 2 e meio.

Meu primeiro filho foi muito esperado e muito amado por mim. Sonhei com ele muito antes de engravidar. Foi uma alegria sem limites...

Dois anos depois engravidei novamente e foi uma surpresa porque não estava esperando por outro filho naquele momento. Pensei em abortar porque eu não estava preparada para mais uma gravidez. O filho dos meus sonhos eu já tinha. Enfim foi um baque total para mim naquela época.

Nasceu minha filha. Eu não conseguia aceitar de forma alguma. Ela cresceu, mas eu sempre tive um bloqueio com relação ela. Nunca dizia que a amava. Em nenhum momento demonstrava qualquer tipo de afeição. Sempre a rejeitei. Não aceitava o carinho dela.

Até que conheci, através de Adeide Pâmela, Coordenadora de PGOs - Pequenos Grupos de Oração na cidade de Montes Claros, MG e comecei a fazer parte do Ministério Mães Unidas em Oração. No grupo pude me abrir e compartilhar com as mães dizendo da minha imensa dificuldade com minha filha. Contei que há 14 anos não conseguia me aproximar dela... Do meu sofrimento com relação a isso. As mães do meu PGO me orientaram em vários aspectos, inclusive a orar com ela e dizer que eu a amava... Como foi difícil aquele dia... Consegui orar com ela, mas não consegui dizer que a amava.

Dias depois da oração, e com muita dificuldade pedia a Deus para me ajudar... Minha fila me acorda às 2 da manhã e pede para eu orar com ela porque ela estava com muito medo. Orei com ela e deitei ao seu lado ate ela pegar no sono... No outro dia tudo continuava difícil... Ela estava pior... Da escola a diretora me liga dizendo: - Sua filha esta passando muito mal... Saí desesperada do meu serviço e fui ver o que estava acontecendo...

Levei minha filha ao psicólogo e lá descobri que minha filha, que tanto rejeitei estava doente... Estava com uma depressão no estagio maior, mais avançado e já pensando em morrer. Ela disse que não queria me dar trabalho... Naquele momento meu coração doeu em ver minha filha naquela tristeza profunda... Minha filha estava sentindo meu desamor de forma cortante e cruel... Ela já entendia todas as coisas... Estava na adolescência... Estava em um momento extremo de sofrimento...

Eu comecei a perceber o que eu estava fazendo.... As Mães Unidas em Oração estavam clamando a Deus por esta situação...

Minha filha foi tendo uma crise atrás da outra, cada qual mais forte... Mais e mais tristeza... Em um dos dias, Pâmela nossa Líder do PGO telefonou para minha filha. Eu estava no trabalho, mas muito angustiada. Pâmela percebeu que minha filha chorando muito... Pâmela foi até minha casa, pegou minha filha, levou para casa dela, orou com ela e, após minha filha ficar melhor, ela telefonou para mim dizendo tudo o que estava acontecendo... Essa luta continuou e, então eu decidi não dar antidepressivos... Eu sabia que Deus poderia libertar minha filha de tanta dor... Eu sabia que Deus ia curar minha filha...

No dia do nosso PGO o atributo estudado foi: Eu sou o Senhor que cura.

Eu cheguei em casa muito cansada e conversei com ela... Fui dormir um pouco achando que estava tudo bem... Acordei com choros, gritos e fui ao quarto dela. Ela estava suando frio e tremendo ao mesmo tempo... Nessa hora, eu clamei ao Senhor e, pedi as Mães Unidas em Oração do meu PGO que cada uma em sua casa, clamassem, em concordância a Deus, pela cura, libertação de minha filha de tanto sofrimento... Já era de madrugada!!!!

Ah! Minha filha foi curada para honra e gloria do Senhor... Ali cessou o sofrimento, a depressão caiu por terra. O Senhor havia curado a minha filha... Através dessa depressão pude me aproximar de minha filha e, finalmente dizer o quanto eu a amava, o quanto eu a amava... O quanto eu a amava... Uma filha que eu um dia rejeitei, Deus me deu a oportunidade de ver o quanto essa filha era e é importante em minha vida, assim como os outros dois filhos... Hoje somos amigas, hoje falo com muito prazer que eu a amo... Ela é uma filha maravilhosa, obediente a mim e a Deus... Canta na igreja e toca vários instrumentos... Hoje consigo enxergar a grandeza de Deus na minha vida e na vida dela... Através do Ministério pude resgatar algo que eu perdi anos atrás...

Deus e perfeito... Agradeço em todo tempo por que Deus me deu os melhores filhos... Esse é apenas um resumo da minha historia.

Todo filho precisa de uma mãe que ora. Você já orou por seu filho hoje?

Neila Siney
(Mães Unidas em Oração em Montes Claros, MG – Testemunho usado com permissão da mãe)

_____________________________________

Qual é a sua dor? Qual é a sua ferida? Disseram que não existe cura? Os médicos te desenganaram?

Mãe Deus se revela ao ser humano de diversas maneiras. Ele se revela como Jeová-Ra-ah: o Senhor é o meu pastor; Jeová-Jireh: o Senhor proverá; Jeová-Nissi: o Senhor é a nossa bandeira, nosso Vencedor ou nosso General de batalha e Jeová-Rafah: eu sou o Senhor, seu Médico, ou "Eu sou o Senhor que te sara, que te cura".

Mãe, Deus quer estabelecer a mesma aliança com você. Ele quer tratar todas as suas feridas, contrariar diagnósticos que declaram que para você não tem mais jeito, seja física ou espiritualmente. Saiba que Deus pode, e quer mudar a sua história... 


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

UM NOVO COMEÇO!

 

Quero testemunhar a benção recebida na vida do meu filho Reuel.

Depois do acidente em 12/2016, onde pedimos que as Mães Unidas em Oração intercedesse meu filho, ele ficou com graves sequelas, e não conseguiu mais encontrar trabalho, pois seu currículo é acompanhado por um laudo médico, restringindo várias atividades.

Antes do acidente, ele tinha dois empregos, sempre foi muito trabalhador, e essa dificuldade o entristecia muito, então começamos a orar nesse sentido.

Levei meu pedido aos PGOs - Pequenos Grupos de Oração aqui em Itapira< SP e começamos clamar.

Alguns dias depois ele teve uma ideia, pensou em trabalhar com hortaliças.

Foi maravilhoso a forma como Deus cuidou de todos os detalhes.

Um colega do meu esposo comentou sobre um sítio que a pessoa não usava.

Conseguimos arrendar o sítio, e a semana passada ele já começou colher. No primeiro dia de vendas foram quase 200 unidades e as encomendas continuam.

Para honra e glória do Senhor.

Siloé Souza Alves Adôrno 

Coordenadora de Mães Unidas em Oração no Município de  Itapira, e do Estado de São Paulo, SP - Testemunho divulgado com a autorização da mãe)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

FILHOS: BENÇÃOS DE DEUS



A unidade familiar foi planejada por Deus. Esta unidade não é só composta por marido e esposa, mas por homem e mulher que carregam um outro status: o de pai e mãe.

Não poderia ser mais correta a afirmação do salmista: “Herança do SENHOR são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão.” (Sl 127:3). “Herança” e “Galardão” dão a ideia de grande valor, uma bênção inestimável confiada a nós por Deus.Talvez isso nos faça perguntar: “Por que então parece que para grande parte da sociedade, os filhos são mais um peso do que um presente de Deus?”

Consideremos dois pontos de vista:

1. Filhos: bençãos de Deus

a. Filhos são bênção em um lar cristão – O que é um lar cristão? Com certeza a resposta tem a ver com a presença de Cristo nesse lar. Se ele não está presente, seus valores também não estarão. Concluímos disso que a sobrevivência da família nunca precisou tanto de Jesus como em nossos dias.


b. Má definição de bênção
– “Bênção” não é só sinônimo de coisas boas. A Bíblia mostra através de muitos exemplos como filhos de Deus passaram por problemas difíceis e também como isso lhes resultou em grandes benefícios.


Mães, vocês já pararam para pensar que quando seus filhos testam sua paciência, te enervam, desobedecem, respondem ou adoecem no meio da madrugada, Deus está abençoando vocês? Deus está moldando-as, amadurecendo-as e dando a vocês a oportunidade de crescerem na dependência d'Ele. Reavalie portanto a sua definição pessoal do que é bênção. Talvez vocês não estejam percebendo de quão grandes bênçãos são portadores.

2.Toda bênção exige uma responsabilidade


Quando presenteamos nossos filhos com algo de maior valor segue-se uma ladainha de recomendações: “Não vai deixar jogado!”, “Cuidado para não sujar!”, “Não empresta para qualquer um!” 


Deus, ao nos dar filhos como bênçãos nos dá recomendações para que desfrutemos deste presente da maneira mais plena possível. Essa comparação nos lembra que mães cristãs também são filhas e se forem obedientes ao Pai Celeste terão melhor êxito como mães terrenos. Vejamos esses dois lados da responsabilidade das mães:

A. Responsabilidade para com Deus
Para sermos boas mães temos que aprender a ser boas filhas de Deus. Se o seu objetivo é criar filhos no caminho do Senhor, “de que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho?” (Sl 119:9a) Essa pergunta também intrigava o salmista, mas ele sabia a resposta: “Observando-o segundo a tua palavra.” (Sl 119:9b) Mas como cobraremos aquilo que não praticamos e nem sequer conhecemos? A responsabilidade das mães diante de Deus pode ser resumida nos seguintes itens:


a. Conhecer a sua Palavra – A mãe cristã tem o dever de ser assídua na sua igreja local pois ali ouvirá a Palavra de Deus e será incentivada a estudá-la. Ela deve também ter os seus momentos devocionais particulares com Deus nos quais manterá comunhão direta com Ele através da leitura da Bíblia e da oração.

b. Obedecer
– “Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos.” (Tg 1:22) Tudo o que ouvimos e lemos tem que se converter em prática de vida. Isso dá as mães autoridade para cobrar a obediência de seus filhos e para discipliná-los quando for preciso.

c. Tornar-se exemplo – “…torna-te padrão dos fiéis, na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.” (1Tm 4:12). Assim como em qualquer responsabilidade, tornar-se exemplo começa dentro de nosso lar. Paulo dizia: “Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo.” (1Co 11:1) Será que você poderia dizer isso ao seu próprio filho?

B.Responsabilidades para com os filhos

a.Criar um ambiente de amor no lar
– Percebam que ainda não chegamos a uma atitude prática em relação aos filhos. Antes disso, precisamos falar de como a mulher deve se portar como mãe. Essa é a abordagem apresentada em nosso texto básico. Antes de o apóstolo Paulo falar da relação entre mães e filhos (Ef 6.1-4) ele descreve por muitos versos como deve ser a relação entre marido e mulher (Ef 5.22-33) e, segundo o texto, podemos definir essa relação em uma só palavra: amor, a condição  necessária para dar um referencial aos filhos. Como educá-los se vivemos em pé de guerra com nosso cônjuge?


b.Ensinar
– “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.” (Pv 22:6) O caminho que se deve andar é o da obediência a Deus. Para que isso aconteça os mães têm que preocupar-se em orar pelos seus filhos e com eles; quando bem pequenos, ler historinhas bíblicas e encaminhá-los ao estudo para que possam aprender a ler a Bíblia por si sós, cobrar deles este tempo devocional diário. “Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te.” (Dt 6:6-7)

Estes versículos ensinam algumas lições a respeito da educação dos filhos. Veja os pontos a seguir:

a. Empenho - Ensinar não é uma tarefa fácil, se o fosse, não passaríamos oito anos da nossa vida para cumprir apenas o ensino fundamental. É necessário dedicação por parte das mães devido a importância dessa tarefa.

b. Perseverança
- Muitas mães reclamam: “Já falei mil vezes a mesma coisa e parece que meu filho não aprende!” Nunca podemos nos esquecer de que é necessário perseverar para que haja aprendizado. É assim que Deus nos trata na sua Palavra. Existem muitas repetições na Bíblia. Elas não estão ali por acaso. 


c.Naturalidade - “…delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te.” (Dt 6:7) Isso mostra que o processo de ensino tem que ser o mais natural possível. As mães devem aproveitar as oportunidades que os momentos com os filhos propiciam para educá-los no caminho do Senhor. Isso está na contramão da prática atual da sociedade. As mães modernas acham que ensinar se resume àqueles momentos em que o filho apronta alguma coisa e aí diz a célebre frase: “Filho, vamos conversar lá no seu quarto”. Essa não é a melhor educação. Isso nem sequer é educação pois é correção. Mas como cobrar e corrigir algo que nem sequer foi ensinado? Aproveite as perguntas do seu filho, a notícia do jornal, o problema de um conhecido e ensine o que a Bíblia diz a respeito.

d. Exemplo - “Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos…” Como já vimos anteriormente, só podemos ensinar aquilo que está em nosso coração. Se assim não o for, correremos o perigo de borrar com o braço aquilo que escrevemos com a mão.


c.Disciplinar
 - 
“E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor." (Ef 6:4) Duas coisas podem fazer com que seus filhos se tornem iracundos quando mais velhos: o excesso de disciplina e a falta dela. O texto de Efésios enfatiza esta última. O que o texto quer dizer é que os pais podem permitir o afloramento da ira em seus filhos negligenciando a disciplina. Paulo também ensina o problema inverso: “Pais, não irriteis os vossos filhos, para que não fiquem desanimados.” (Cl 3.21) Esta palavra “irritar” está ligada a severidade, ou seja, despertar a ira pelo excesso de castigo. Isso causa desânimo. Sabe por que? Porque eles vão pensar: “Não importa o que eu faça, vou estar sempre errado mesmo!”

Se tratando de disciplina, a chave para seu pleno exercício bíblico é o equilíbrio, pois seu objetivo não é descarregar a raiva e sim trazer seu filho ao caminho certo. Isso pode ser feito de duas maneiras:

- Admoestação – “Mais fundo entra a repreensão no prudente do que cem açoites no insensato.” (Pv 17:10). Ao menos que haja reincidência os pais devem primeiro tentar exortar seus filhos. Como confirma o provérbio, por vezes uma dura repreensão é mais eficaz do que bater.

- O uso da vara
– Isso vai contra tudo o que se tem pregado por ai mas a Bíblia legitima este dever. Primeiro do próprio exemplo de Deus: “Filho meu, não menosprezes a correção que vem do Senhor, nem desmaies quando por ele és reprovado; porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe. É para disciplina que perseverais (Deus vos trata como filhos); pois que filho há que o pai não corrige?” (Hb12:5-7) Deus não só age assim mas como também nos cobra o mesmo procedimento:

Provérbios 13:24 – “O que retém a vara aborrece a seu filho, mas o que o ama, cedo, o disciplina.” Provérbios 23:13-14 – “Não retires da criança a disciplina, pois, se a fustigares com a vara, não morrerá. Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do inferno.”

É claro, a disciplina não pode ser aplicada com exagero:


Provérbios 19:18 – “Castiga a teu filho, enquanto há esperança, mas não te excedas a ponto de matá-lo.” Veja também Provérbios 3.12; 4.20-23; 6.20-22; 20.30; 22.15; 29.15; Salmo 78.5-7

Realmente a tarefa de educar os filhos não é nada fácil. Aliás, nada nesta vida é fácil se não formos dependentes de Deus. Mantenha sempre comunhão com Ele e com a sua Palavra a qual não só nos auxilia nesta importante missão mas também em relação a qualquer assunto de nossa vida: "Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra". (2Tm 3:16-17). 


Só através da Palavra de Deus poderemos além de fazer frente, também derrotar este mundo que tenta deseducar nossos filhos bombardeando-os com toda a sorte de impurezas.

(Adaptado:Jane Esther M. S. de Paula Rosa
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

sábado, 3 de novembro de 2018

QUANDO ORAMOS MILAGRES ACONTECEM NA TERRA!


Meu nome é MICHELE ALINE YURU TAKAGI DA COSTA, conheci o Ministério Mães Unidas em Oração no Brasil, em abril deste ano (2011), através de uma irmã da minha igreja (Danival).

Logo no início da apresentação do ministério, me senti tocada pelo ESPIRITO SANTO a participar; mesmo sabendo que poderia sofrer preconceito por ainda não ter filhos.

Comecei a me reunir com as irmãs Mães Unidas em Oração, no mês de maio e já se passavam dois anos e meio que eu vinha orando a DEUS a respeito de um filho; que segundo os médicos que me acompanhavam, era impossível sem uma intervenção cirúrgica nos meus ovários.

Então adotei (espiritualmente) meu sobrinho de seis anos, cujo pai foi criado nos caminhos do SENHOR, mas hoje se encontra afastado.

Meus pais são separados, e por meu pai ter formado outra família, adotei (espiritualmente) minhas irmãs por parte de pai (todos são alvos de minhas orações).

DEUS tocou em meu coração para adotar (espiritualmente) como filhos, são cinco crianças por quem intercedo.

Durante dois meses clamei a DEUS, por essas vidas, junto com mais três mães, e continuarei intercedendo pela conversão delas.

E logo o INESPERADO aconteceu, no terceiro mês em que eu participava do ministério, uma angustia tão grande tomou conta de meu coração e um pensamento não saia de minha mente; GRAÇAS A DEUS, eu tinha irmãs fieis, com quem eu poderia me abrir, e contar os meus medos e dilemas; as 
Mães Unidas em Oração.

Nesse dia chorei muito e desabafei com elas, o quanto eu estava DESESPERADA POR SER MÃE! Contei do medo de entrar na menopausa precocemente ou até perder meus ovários por alguma complicação que eu estava passando. Elas oraram por mim com palavras de fé e esperança que eu tenho certeza que vieram do ESPIRITO SANTO.

No dia 17 de julho, comecei a sentir enjôo, e assim fiquei por cinco dias por incrível que pareça eu já tinha ginecologista marcado para o dia 22, há mais de 20 dias, enquanto fazia a ultrassonografia, a Dra. me mostrou uma bolinha escura e me disse PARABÉNS, VOCÊ ESTA GRÁVIDA.

Eu não conseguia me controlar, chorei diante dela e disse: - Dra, o SENHOR fez um milagre em mim, sai de lá glorificando a DEUS, ESSE DEUS MARAVILHOSO E FIEL QUE ATENDEU MINHAS ORAÇÕES E DAS MINHAS IRMÃS.

Lembrei-me hoje, de algo que há pouco tempo aprendi; lembrei-me de JÓ em JÓ 42:10 que diz: "Mudou o SENHOR a sorte de JÓ, enquanto este orava pelos seus amigos, e deu o SENHOR a JÓ, o dobro de tudo o que antes possuíra.

SER INTERCESSORA É MARAVILHOSO E COMPENSADOR!

GLÓRIA A DEUS!

Michele Aline Yuru Takagi da Costa
(Mãe Unida em Oração – Mirandópolis, SP)



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 


IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

OPERAÇÃO NATAL DAS CRIANÇAS DE MÃES UNIDAS EM ORAÇÃO NO BRASIL

Operation Christmas Child - Operação Natal das Crianças - Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, em parceria com a Fundação Billy Graham.

Ela objetiva dar presentes de Natal para abençoar crianças, sem esquecer que o principal motivo é Jesus Cristo. 
As Líderes através de seus PGOs-Pequenos Grupos de Oração de  de Mães Unidas em Oração no Brasil, exercendo o planejamento, organização, liderança e controle, irão administrar e coordenar um momento singular do Ministério, na vida de nossas crianças...

Os pacotes onde os presentes serão embrulhados devem ser decorados. Dentro de cada pacote colocar materiais da escolha do PGO. Exemplos: material 
escolar, ou de higiene, ou guloseimas, ou brinquedos, ou camisetas, meias, shorts, jogos de memória, etc... Não colocar líquidos....

Não esquecer, em hipótese algum um bilhete ou uma carta falando o verdadeiro significado do Natal, da importância daquela criança para Jesus Cristo e do amor de Deus para com ela.

De 1 de novembro até 12 de dezembro: angariar os presentes.
De 13 a 20 de dezembro: entregar dos presentes

A Operação Natal das Crianças pode ser feita em creches, orfanatos, hospitais, ou individualmente... Não necessariamente na escola adotada.... É uma operação de amor.

Deus vai fazer milagres acontecer! Faça uma criança feliz neste NATAL!

Mãos à obra! Felicidade começa com S de servir!

Servas, Salvas para Servir, Sempre Sorrindo!

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos

Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

WhatsApp: 21 99212-0548



(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE NOVEMBRO DE 2018

É maravilhoso fazer parte de Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil e conhecer o extraordinário Programa de Oração Mundial em PGOs - Pequenos Grupos de Oração, que Deus deu a uma mãe: Fern Nichols, em 1984, no Canadá, e que já está em mais de 150 países... 

Um Ministério que durante anos tem sido referência na vida de milhões de mães ao redor do mundo!

Louvamos a Deus por mais um mês de oração pela vida de nossos filhos e escolas...

Agradecemos a vocês Mães Unidas em Oração que enviam seus pedidos e, através deles podemos elaborar o Calendário Nacional de Oração que tem norteado cada mãe no seu momento "A Sós com Deus"!
No Momento "A SÓS COM DEUS", a Mãe Unida em Oração escolhe a hora mais apropriada, diariamente, e ora de 3 a 7 minutos por um dos filhos (biológico, adotivo ou espiritual), pela escola e pelo pedido do dia que está no Calendário Nacional de Oração, enviado para todas as Mães que pertencem ao Ministério, em PDF. O Calendário não substitui o encontro semanal de 1 hora dos PGOs - Grupos de Mães Unidas em Oração.

Se a mãe pertence ao Ministério Internacional e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).

Somos apenas servas!

Se você sentiu o toque do Espírito Santo para participar, o primeiro passo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil é fazer sua inscrição como Mãe (biológica, adotante ou espiritual) colocando seu(s) filho(s) e a escola adotada em oração na Rede Mundial de Oração.

É só fazer a inscrição para receber todas as informações necessárias através do link:
http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Tão logo encontre outra mãe que também tenha sido tocada pelo Espírito Santo comece seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Foi assim que começou com Fern Nichols em 1984, no Canadá. Ela levou seu filho para escola e viu que ele estava mudando de comportamento. Começou a orar e pediu a Deus outra mãe que estivesse passando pela mesma situação. Assim começou Moms In Prayer International e, hoje, estamos em 153 países! Mistério Insondável de Deus! 

Lembre-se que Mães Unidas em Oração é um Ministério de mãe com mãe..


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

domingo, 28 de outubro de 2018

ENTREVISTA ESPECIAL COM JANE ESTHER, COORDENADORA DO MINISTÉRIO MOMS IN PRAYER INTERNATIONAL / MÃES UNIDAS EM ORAÇÃO NO BRASIL

Coordenando o Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, há 9 anos, Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa nos dá um panorama da expansão do trabalho que atualmente está em mais 150 países e no Brasil está em todos os 26 Estados e no Distrito Federal.

1. Fale um pouco a respeito de Mães Unidas em Oração?
Fern Nichols
Em 1984, em Bristish Columbia, Canadá, Fern Nichols, com os filhos entrando na adolescência, sentiu a necessidade de orar por eles. Pediu a Deus que lhe enviasse uma companheira de oração que tivesse a mesma preocupação em relação aos filhos. Deus lhe deu Linda Driedeger e na semana seguinte, aconteceu a primeira reunião de oração. Assim surgiu Moms In Touch Internacional, hoje Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração, um Ministério que tem influenciado mulheres do mundo todo.


Élica Braga Almeida
No Brasil, o Ministério, chegou em 1994, na cidade de Sorocaba, SP e Rio de Janeiro, RJ através de Elica Braga Almeida que traduziu nosso Livreto, junto com o Pr. Ebenezer Carlos dos Santos, que na época pastoreava a Igreja 
Batista Memorial na Tijuca, Rio de Janeiro, RJ; Pr. Isidoro Lessa de Paula, que era Ministro de Música Sacra da Primeira Igreja Batista de Niterói, RJ, casado com a americana Barbara Jones de Paula.


Heloiza Helena Ribeiro de Amorim Pimentel
Os grupos foram surgindo e, tempos depois, em 2003 a Prof.a Heloiza Helena Ribeiro de Amorim Pimentel foi visitar sua filha Laura Ogi que mora na Suíça. Lá conheceu o Ministério Mães Unidas em Oração ficando impressionada. Foi contagiante! Ela trouxe o ministério de Oração para o Rio de Janeiro, RJ pois seu esposo Pr. Belardim de Amorim Pimentel era o Secretário Executivo da Convenção Batista Carioca e ela, liderava a União Feminina Missionária da mesma Convenção. 

Começou com um grupo, e os grupos foram sendo formados, assumindo a coordenação do Ministério no Rio de Janeiro, RJ. 

Em 2009, a Prof.a Heloiza Helena, por motivos de saúde na família transferiu a liderança para Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa.

2. Por que você decidiu se dedicar a um ministério que trabalha especificamente com mulheres que são mães e cristãs? Qual é a sua história dentro do ministério?


Quero deixar aqui registrada que toda a minha trajetória de vida tem a influência de meus pais: Pr. Ismael Gomes de Souza e minha mãe Diaconisa Dulce Monteiro de Souza. Ambos servos de Deus que dedicaram suas vidas ao Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, lutando, sofrendo e alcançando vitórias inenarráveis.

Voltando um pouco ao passado: Quando eu estava na adolescência, meu pai, Pr. Ismael Gomes de Souza
 sofreu um atentado no púlpito da Igreja Batista em Barão de Aquino, localidade da minha infância e adolescência entre as cidades de Nova Friburgo e Sumidouro, interior do Estado do Rio de Janeiro.. Foram instantes terríveis. Em um dos momentos, daquele dia fatídico quando meu pai saiu cambaleando de dentro da igreja e caiu na entrada da casa nos fundos da igreja (casa que ficávamos nos finais de semana), aguardando por socorro... Vi minha mãe, indo, rapidamente para o quarto. Fui atrás dela e, ouvi ela balbuciar: “Meus Deus, me dê forças neste momento de tanta dor, desespero. Me oriente. Me sustente. Me ajude a enfrentar tudo o que vem pela frente”. Ela só disse isso e voltou para perto de meu pai... Bem, isto é uma longa narrativa.

Foi a atitude de minha mãe que me tocou profundamente. Vi nela total amor, dedicação, submissão, confiança e entrega a Jesus Cristo, em uma das épocas mais difíceis para nossa família! Nunca me esqueci daquele momento. Vi a ação de Deus em nossas vidas...

(Um parêntese: O homem que atirou em meu pai, estava drogado. Não sabe porque atirou nele. Foi condenado e, depois de 8 anos morreu na cadeia com câncer generalizado. Papai sofreu o atentado aos 50 anos de idade e, apesar de tantas lutas, viveu mais 37 anos e faleceu no dia 24 de janeiro de 2013, aos 87 anos.)

Não sabia que mais tarde Deus iria usar aquele momento para eu entender o amor d’Ele e do que Ele é capaz de fazer quando uma mãe ora!

Voltando a pergunta: Quando morei no EUA, na igreja que frequentava, em Avon Park,Flórida, na igreja tinha Moms In Touch International. Após voltar, conheci pessoalmente o Reverendo Izaias de Souza Maciel, através de meu esposo, Pr. Joaquim de Paula Rosa. Comecei a participar das Reuniões da OMEBE – Ordem dos Ministros Evangélicos no Brasil e Exterior. Foi feita uma reunião com algumas mulheres para revitalização do DEFE – Departamento Feminino da OMEBE. A Profa. Heloiza Helena apresentou o Ministério para todos nós. O Reverendo ficou impressionado com a missão, visão e propósitos do Ministério e deu total apoio a Profa. Heloiza Helena, que assumiu a Coordenação do DEFE. Foi então que conheci toda a abrangência do Ministério.

Em 5 de fevereiro de 2009, eu e meu esposo, Pr. Joaquim de Paula Rosa fomos convidados pela irmã Heloisa Helena para irmos em sua casa. Na ocasião seu esposo, o nosso querido Pr. Belardim Pimentel estava conosco. Depois de conversarmos, a irmã Heloiza nos convidou para irmos a uma sala reservada e lá nos disse que não tinha mais como continuar a frente do Ministério e que Deus a havia orientado a transferir a liderança do Ministério, para mim. Na época chamava Mães em Contato, hoje Mães Unidas em Oração.

Na hora eu disse NÃO, pois me sentia e ainda me sinto sem condições de fazê-lo. Argumentei com ela: “A irmã conhece tantas mulheres, tantas esposas de pastores que poderiam realizar esta missão? “- Ela apenas me disse: Deus me mandou entregá-lo a irmã!

Meu esposo, Pr. Joaquim de Paula Rosa, abriu na hora a Bíblia e começou a ler Josué 1:1-
9. Na hora que ele leu o versículo 9: ”Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares."

Naquele momento senti um grande temor, e tremor... Um arrepio que desceu pelo meu corpo, meu coração disparou, senti um frio nas mãos, sabia que Deus estava comigo, que não deveria temer. Ele falou ao meu coração. Ele me revestiu de um amor sem limites pelas mães do Brasil e do mundo. Sabia que estava diante de uma grande missão, grande responsabilidade, e que eu não poderia olhar para as circunstâncias. Naquela saleta, lá em Campo Grande, Rio de Janeiro,RJ no cair da tarde daquele dia aceitei a tarefa da grande comissão! Heloiza Helena, eu e meu esposo, oramos! 


No dia 4 de março daquele mesmo ano assumi o compromisso do Ministério em uma reunião na OMEBE – Ordem dos Ministros Evangélicos no Brasil e no Exterior. Recebemos a visita da representante de Moms In Touch Internacional, hoje Moms In Prayer International, Maria Tereza Canha. 

Durante 4 anos fui sendo observada pela sede mundial na Calfórnia, USA e´, no dia 9 de maio de 2013, veio ao Brasil a Vice-Presidente de Moms In Prayer International, Marlae Gritter e a Diretora dos Ministérios de Campo Sally Burke.. Após intenso treinamento, guindou ao cargo de “Country Coordinator” - (Coordenadora de País). Hoje Sally Burke é nossa Presidente Mundial.

Todo este caminho foi direcionado por Deus. O espaço é pequeno para narrar tantas bênçãos!

Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa

2 - O ministério reúne mães que se dedicam em oração por seus filhos e escolas (sendo mães biológicas, ou não), entendendo que a maternidade pode se dar de forma espiritual, para formar uma nova geração comprometida com Deus?

Com certeza. A mãe espiritual é referência de carinho para seus filhos. A maternidade espiritual é fecundada aos pés da cruz e me ensina que a vida é obra da gratuidade de Deus.

Também faz parte da vocação de ser mãe espiritual a sabedoria, a renúncia e a coragem de dar de graça o que de graça recebemos. Os filhos são de Deus primeiramente, portanto, cuidar e sofrer com eles significa amar até o fim. Filho é filho!

A herança de uma mãe espiritual é uma guerra travada com o inimigo, porque é um ato de amor na formação do caráter, gerado em cada um dos filhos adotado. Não é tarefa fácil, é com oração, lágrimas, súplicas e muita dedicação. Mas vale a pena, porque o resultado é: salvação, libertação, alegria e paz.

3 - Você se considera uma mãe de oração e uma mãe discipuladora?

Sim! Deus tem colocado diante de mim uma responsabilidade de orar pelos nossos filhos e escolas do Brasil e ao mesmo tempo dar suporte espiritual as mães.  Tive o privilégio de engravidar e sentir o meu bebê dentro de mim, mas ... Tenho meus filhos espirituais.

Quando Deus pinça, chama, toca uma mãe, sabemos que ali está uma mãe em oração. Ela já é um diamante que será burilada, trabalhada, lapidada, treinada e se tornará em um brilhante iluminando por onde quer que vá outras mães, para novamente transformá-las em novos diamantes e, assim sucessivamente. É assim que treinamos nossas mães em nossas reuniões.

A mãe passa a ter a FÉ que o Dr. Philip Harris definiu bem e que o Pr. Joaquim de Paula Rosa traduziu para o português: A FÉ que vê o invisível. A FÉ crê no incrível. A FÉ que recebe o impossível. Aleluia!

4 - Sempre em contato com muitas mães, quais são as maiores necessidades e os maiores desafios que percebe nelas hoje?


Muitas mães que estão passando por sérios problemas com seus filhos e precisam de apoio. São filhos envolvidos com: roubo, trafico de drogas, vícios diversos, gravidez indesejada, pedofilia, .... A maioria dos e-mails que recebemos é de mães que estão pedindo ajuda para seus filhos que estão mergulhados nas drogas. A maioria começou a usar drogas através dos colegas e, em sua maioria, nas escolas, Universidades e , em alguns casos no trabalho.....

O Ministério Internacional Mães Unidas em Oração é:

1. PREVENTIVO  oramos pelos filhos, netos e bisnetos que estão tendo uma vida normal, abençoada. Oramos para que Deus os "blinde" e os guarde do mal;

2. CURATIVO – oramos pelos filhos, netos e bisnetos que estão com qualquer tipo de problemas e que estejam trazendo preocupação para os pais e responsáveis. Oramos para que Deus os cure e guarde e, finalmente;

3. CIRÚRGICO - oramos pelos filhos, netos e bisnetos cujas vidas já PAREÇEM "caso perdido". Pode parecer para nós. Mas, para Deus, não! Para Deus tudo é possível se houver "Mães Unidas em Oração" em favor desses "Pródigos". Eles vão voltar, com certeza. Cremos no Poder da Oração.

Como disse nossa Fundadora e Presidente, Fern Nichols: "Não pense que a oração é uma tarefa simples. É um grande trabalho. No entanto, as respostas de Deus, muitas vezes, nos surpreendem. Isso é que torna a oração tão emocionante." 
Quando as mães se unem em oração, o poder de Deus opera de tal forma que o impossível acontece.

"Mãe cristã comprometida com Deus só deixa de orar pelo filho quando ela morre!" e "Nada, absolutamente nada resiste ao poder da oração!" (Jane Esther de Paula Rosa)

5 - Ser mãe é uma vocação?


A maternidade é o maior dom que o Pai Eterno conferiu à figura da mulher. Aquela que assume essa responsabilidade é digna de mérito Divino e de reverência humana. Ela é a fonte de onde emana o existir humano. E é este dom que confere o valor incondicional da vida humana! É a sublime celebração da transmissão da vida! Somente pela fé seremos capazes de compreender tamanho mistério. A condição existencial do “ser mãe” está imersa no Mistério Divino.

A palavra 'mãe' traz significados intensos ao nosso imaginário: as lembranças boas, as dificuldades, as brigas em família, o apoio, o abraço ou o desejo pelo carinho que nunca aconteceu. Todos esses pensamentos nos levam a perceber a vocação de uma mãe: amor incondicional e presente.

Mas podemos observar que a vocação de ser mãe é muito mais do que gerar biologicamente uma pessoa, é cuidar amorosamente de alguém que tomou para si como filho. Mais do que o fruto do seu ventre, ser mãe é tomar para si a responsabilidade pela vida, pela educação, pela criação de alguém.

A mãe dos nossos tempos enfrenta todas as adversidades e desafios que a sociedade lhe impõe, mas seu amor é fiel e ela é zelosa na missão que escolheu e com a qual foi presenteada.

É por isso que, hoje, a lembrança vai para a mulher que é mãe nas mais diversas situações: 

  • aquela que gerou o filho em seu ventre, biológica;
  • aquela que é mãe adotante, do coração – que optou pela adoção como gesto de doação e entrega;
  • aquela que é mãe espiritual, que mesmo não tendo filhos biológicos e adotivos, cuida dos filhos espirituais como se fossem, de fato, seus filhos.
Ser mãe é sim, uma vocação!

6 - Qual é a dinâmica do ministério no Brasil? 

A participação no Ministério Internacional, tanto no Brasil, quanto em quase 200 países é a mesma. Começa como "Mãe Intercessora Individual”. Tão logo ela sinta o toque do Espírito Santo para ser uma Mãe Unida em Oração, ela entra em contato com o Ministério ou faz a inscrição online e recebe todas as informações para iniciar seu PGO - Pequeno Grupo de Oração.

Nossa divisa está em Lamentações 2:19: "Derrama o teu coração como água diante do senhor; levanta a Ele as tuas mãos, pela vida de teus filhos.” (Lamentações 2.19)

nossa visão é cobrir todas as escolas do Brasil e do mundo por uma rede de proteção espiritual através das orações de suas mães, sendo um apoio positivo e forte incentivo para que os filhos, suas escolas e seus colegas sejam guiados por altos valores bíblicos, morais e éticos.

Temos como missão encorajar duas ou mais mães biológicas, adotantes, ou espirituais, comprometidas a se reunirem, regularmente, uma vez por semana e orar durante 1 hora, em favor de seus filhos, suas escolas, seus colegas, seus professores, funcionários, diretores e todas as demais pessoas que tenham alguma influência sobre eles, tanto nas escolas quanto na sociedade em geral.

Temos os seguintes propósitos:

  • Orar para que os filhos recebam a Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas e que permaneçam firmes na fé.

  • Perseverar em oração em favor dos filhos, seus colegas, professores, diretores e funcionários para que se convertam a Jesus Cristo como Salvador e permaneçam firmes na fé.

  • Orar para que as escolas, diretores, professores e funcionários, onde nossos filhos estudam possam ser guiados por altos valores morais e bíblicos.

  • Encorajar e apoiar as mães que carregam fardos pesados pelos filhos e familiares pródigos.

  • Exercer uma influência positiva e oferecer apoio espiritual às escolas.
7 - Como funcionam as reuniões, quando e onde são realizadas, e os treinamentos, etc?

As reuniões são de PGOs – Pequenos Grupos de Oração. Para formar os grupos, a mãe ora à Deus para que Ele envie outra mãe que esteja disposta a orar toda semana. Numa atitude de fé, a mãe deve convidar outras mães para orar, juntas, em favor dos filhos e de suas escolas. Os grupos são pequenos. Em média de 4 mães. Se passar de 4 o grupo deve bipartir.

Caso a mãe apresente algum obstáculo, para participar NÃO INSISTIMOS! A adesão ao Ministério é voluntária e de coração. Não é por “indicação” ou por “imposição”.

A mãe que é tocada pelo Espírito Santo para participar do Ministério Mães unidas em Oração não apresenta nenhuma desculpa, apenas pede as informações necessárias e faz sua inscrição!  Ela está assumindo perante Deus o compromisso de orar por pelos filhos cujos nomes ela colocou em sua Ficha e pela Escola adotada em oração. Por isso que nem toda mãe faz parte do Ministério. Os nomes vão para a Rede Mundial de Oração.

O compromisso de cada mãe, além de orar todos os dias será, orar 1 (uma) vez por semana, durante 1 (uma) hora, juntamente com mais duas ou três companheiras em favor de filhos, netos e bisnetos, de todas as idades. Também separa de 3 a 7 minutos para orar diariamente no “A Sós Com Deus”. Temos o nosso Calendário Nacional de Oração.

Cada grupo define o melhor dia e da melhor hora semanal do encontro para orar pelos filhos e escolas. A oração pode ser feita no templo da Igreja, nos lares, na Escola, no trabalho, enfim, será de acordo com a necessidade de cada grupo.

Todas as mães oram pelas escolas deles (desde o Maternal até a Universidade), pelos colegas de turma e de escola, pelos diretores e reitores, pelos professores, pelos funcionários das escolas e pelas demais pessoas com as quais nossos filhos, netos e bisnetos convivem no dia-a-dia usando a Bíblia para guiá-las nessa tarefa, através dos “Os Quatro Passos Para Oração: Adoração e Louvor; Confissão de pecados; Ação de Graças e Intercessão”.

Lembrando-se sempre: o que for dito no Grupo de Mães Unidas em Oração fica no Grupo. É sigilo absoluto. É compromisso com Deus!

Mães Unidas em Oração, não é um movimento, projeto ou reunião de mulheres.
Não faz parte de nenhuma instituição, organização, igreja ou denominação.
É evangélico, inter e supra denominacional.
Não está vinculado a nenhum grupo político de qualquer natureza.
É um Ministério Internacional de Oração! Uma missão! Um sacerdócio! Um compromisso com Deus da mãe de orar pelo seu filho biológico, adotante ou espiritual). Se o filho não estiver mais estudando, continua sendo filho.


Com relação aos Treinamentos de Líderes de Grupos, é só a líder entrar em contato conosco pelo e-mail: contato@maesunidasemoraçoo.org e receberá todas as informações sobre as normas e procedimentos para realizá-lo.

8 - Quais são as datas especiais do Ministério?


JANEIRO
. Dia 10 – World Day of Prayer and Fasting - Dia Mundial de Jejum e Oração - Pelos filhos, Escolas e pelo Ministério no mundo.

FEVEREIRO ou MARÇO
. 7 Dias de Clamor - Semana do Carnaval

MARÇO
. Dia 15 - Dia da Escola – Jornada Nacional de Oração Pelas Escolas.

ABRIL
. Segundo sábado - Faith walk - Caminhada de Fé - 5 km. Promover a visão de Moms In Prayer International/ Mães Unidas em Oração com o propósito de ver todas as crianças e escolas no mundo cobertas de oração através das mães.

MAIO
Mês de Celebração do Aniversário do Ministério no Brasil!
. Do dia 1 a 31 de maio - Live, às, 22h, pela página do facebook - Levanta e Clama!
. Segundo domingo - Celebração do Dia das Mães
. Último sábado do mês - Culto de gratidão pelo aniversário de Mães Unidas em Oração no Brasil - Chás, Cultos de Celebração, Conferências, Congressos, etc...

JULHO
. Conferência - INABALÁVEL BRASIL ou PERMANECE FIRME

AGOSTO
. Dia 11 - Dia do Estudante – Dia Nacional de Oração Pelos Estudantes

SETEMBRO
. Terceiro domingo - World Day of Prayer for Schools - Dia Mundial de Oração Pelas Escolas (Escola Bíblica Dominical, Educação Infantil, até a universidade)

OUTUBRO
. Dia 5 - World Teacher Day - Dia Mundial do Professor - Dia Mundial de Oração Pelos Professores.
. Dia 12 - Dia da Criança - Dia Nacional de Oração Pelas Crianças.
. Dia 15 - Dia do Professor
. Dias 5, 12 e 15 de outubro, live às 22h, pela página do facebook - Jornada Nacional de Oração pelos Professores e crianças

NOVEMBRO
. Dia 12 - Dia do Diretor de Escola - Dia de Oração Pelos Diretores de Escolas.
NOVEMBRO E DEZEMBRO
Operation Christmas Child - Operação Natal das Crianças - Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, em parceria com a Fundação Billy Graham.
. Dia 1 de novembro até o dia 12 de dezembro: angarias aos presentes
. Dia 13 até o dia 20 de dezembro: entregar os presentes.

Durante todo o ano pelo Brasil, em datas distintas, realizamos pelo Ministério: Chás Evangelísticos, Congressos, Conferências, Treinamentos, confraternização, visitas as escolas...

9 - Últimas informações do ministério e agradecimento?

Deus não chamou uma organização, uma instituição, uma igreja ou uma denominação. Não!  
Deus tocou no coração de uma MÃE: Fern Nichols

Fern Nichols é autora de 10 Livros. Quadro deles traduzidos para o Português, sendo que um está esgotado.


  • O Livro: Todo Filho Precisa de Uma Mãe Que Ora, escrito por Fern Nichols, fundadora de Moms In Touch, atualmente Moms In Prayer / Mães Unidas em Oração no Brasil, é um best seller. No momento, encontra-se disponível em vários sites, com preços variados. Comprar a reimpressão de 2015 com logomarca do Ministério Mães Unidas em Oração.


  • O Livreto: Mães Unidas em Oração, com as orientações para realização das reuniões em Grupos, seguindo, biblicamente, Os Quatro Passos Para Oração está traduzido em 55 idiomas, inclusive para o Braille. Este livreto é para todas as mães que já estão cadastradas no Ministério. Em breve sairá uma nova edição revista e atualizada.


  • O mais recente Livro de Fern Nichols, "Orações poderosas para mães", foi lançado pela Editora Thomas Nelson e no momento, encontra-se disponível em vários sites, com preços variados. 


Após 34 anos, o Livro: “Todo Filhos Precisa de Uma Mãe que ora”, escrito por Fern Nichols é um Best Seller e está traduzido em vários idiomas. Nele Fern mostra como envolver e apoiar as mães biológicas, adotantes e espirituais, a orarem pelos filhos e escolas, através das orações persistentes e eficazes. Estimula, em cada mãe, o anseio por uma maior intimidade com Deus, superando a paralisia espiritual, eliminando o medo e transformando a perspectiva futura, cheia do significado de uma vida de oração pautada pela “fé, coragem e perseverança”. Assim, estarão preparadas para as batalhas espirituais que terão que travar para que seus filhos sejam guiados por altos valores bíblicos, morais e éticos. Comece agora. Seu filho agradece.

O Livreto: “Mães Unidas em Oração”,  está traduzido em mais de 60 idiomas. O livreto foi criado para ajudar as mães aprendem a orar e como começar um grupo de Mães Unidas em Oração. Ele descreve como o Ministério começou; a declaração de visão; missão; propósito; diretriz; o que significa Mães Unidas em Oração; dicas sobre como iniciar seu próprio grupo (com apenas duas ou mais mães!); os Quatro Passos Para a Oração; sugestões para o momento de oração; como orar por uma pessoa não convertida; declaração de fé, e muito mais.

O desejo de cada mãe comprometida com Deus é de estar envolvida na vida dos filhos através da oração, pedindo ao Senhor para protegê-los de danos, para ajudá-los a saber a diferença entre certo e errado, e para orientá-los na tomada de boas decisões.

No início, no ano de 2009, algumas pessoas foram imprescindíveis para mim: Rev. Izaias de Souza Maciel (OMEBE); Lucia Margarida Pereira de Brito (Secretária Executiva da União Feminina Missionária Batista do Brasil); Elza Santana do Vale (Redatora da Revista Visão Missionária); Pr. Flavio Vieira Lima e Helga Kepler Fanini (Programa REENCONTRO), Stefany Hellen (Designer Gráfico); Orli Bernardes (Jornal Nosso Tempo). Também não posso me esquecer das irmãs que me sustentaram em oração: Ester Heva, Sara Couto, Norma Couto e Dulce Monteiro de Souza. Mas principalmente sou grata ao meu esposo, Pr. Joaquim de Paula Rosa, pelo apoio incondicional!

Hoje, não teria como enumerar todas as pessoas que Deus colocou no meu caminho, durante estes 9 anos para que o Ministério chegasse até aqui. 


Deus levantou mães diamantes, que se tornaram brilhantes no Ministério no Brasil. Coordenadoras Regionais, Estaduais, Municipais, Coordenadoras de Área, Coordenadoras nas Igrejas e Líderes, todas com seus PGOs- Pequenos Grupos de Oração. Mães que não medem esforços para cumprir o ide de Jesus, anunciando a todas as mães que tudo é possível ao que crê e que a causa de nenhuma de nós está perdida, pois Deus detém o controle de tudo. Aleluias!

Sou grata ao meu Deus pelo grande privilégio de serví-lo em Moms In Prayer International/Mães Unidas em Oração no Brasil, pois 
"em nada tenho a minha vida preciosa para mim mesma, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus."(Atos 20:24)

Agradeço a Assessoria de Imprensa do Ministério pela entrevista





INFORMAÇÕES E CORRESPONDÊNCIAS:

MÃES UNIDAS EM ORAÇÃO NO BRASIL 

Avenida Marechal Floriano, 143 – 4º andar – Centro

20080-005 - Rio de Janeiro, RJ

Telefones: (21) 3242-1778 / 99212-0548

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

Site Internacional: momsinprayer.org
contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Cláudia Regina Farias) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html
Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

FILHOS PEQUENOS E REBELDES...O QUE FAZER?


Entre os 2 e os 3 anos, a criança experimenta uma crise de oposição. Nesta idade, a criança descobre-se como pessoa diferente dos adultos, com possibilidades de independência, e tenta AUTO AFIRMAR-SE opondo-se a tudo. É a idade do "diga você, que eu me oponho", da obstinação, das brigas e da oposição sistemática.
Esta idade se caracteriza, portanto, pelo negativismo e a obstinação. Produz um fortalecimento do Eu infantil que leva a criança a tentar afiançar sua personalidade frente aos adulto, suas leis e suas ordens.

Uma criança nesta idade desfruta "experimentando" a autoridade de seus pais e comprovando se seus desejos podem mais que os de mamãe e papai.

A criança há de passar por esta etapa de oposição. Até necessita dela para crescer. Convém deixar passar a tormenta sem dar-lhe muita importância, mas acompanhar passo a passo....

Outras crianças desobedecem para CHAMAR A ATENÇÃO. Quando uma criança, pelo motivo que for, se sente pouco atendida ou pouco querida é possível que se mostre desobediente para assim reclamar a atenção de seus pais ou professores.

Por exemplo, quando os pais estão muito ocupados, quando dedicam pouco tempo aos filhos, a desobediência é, muitas vezes, a única arma que a criança dispõe para que seus pais lhe prestem atenção. Freqüentemente descobrem que a única forma para que Mamãe ou Papai lhes preste atenção é brigando ou portando-se mal.

Por exemplo, se você trabalha muito e passa pouco tempo em casa é provável que seu filho reaja ante sua ausência mostrando-se difícil. É sua forma de atrair sua atenção, de dizer-lhe "aqui estou, dê-me importância". Se você se mostra amável e compreensivo então ele logo recuperará sua conduta habitual.

Também, se os pais têm viajado muito e deixam seus filhos aos cuidados de outras pessoas, é provável que tenham observado que, quando voltam, as crianças inconscientemente se "vingam" mostrando-se desobedientes e inclusive às vezes portando-se mal.



A criança que sente CIÚMES ou INVEJA de seus irmãos pode reagir do mesmo modo mediante conduta negativa se descobre que, com estas, pode converter-se no centro de atenção. 

Além disso, quando uma criança NÃO SE SENTE SUFICIENTEMENTE ACEITA pode reagir mediante comportamentos indiscriminados.


Também devemos ter em conta que as crianças incomodam quando ESTÃO ABORRECIDAS. Se não lhes oferecemos estímulos suficientes elas reagirão mediante condutas inadequadas.

Não é tarefa fácil lidar com crianças desobedientes. Por isso, é comum que os pais percam o controle e a paciência na tentativa de melhorar o mau 

comportamento dos filhos.

Você deve tomar cuidado também com as ameaças não cumpridas, pois geram ansiedade e falta de confiança, sendo que a criança volta a repetir o mal comportamento já que não tem nenhuma conseqüência ruim em sua atitude.

Já o excesso de permissividade pode ocasionar problemas futuros na vida da criança, pois não conseguirá adquirir consciência dos limites frente à vida, sem parâmetros do “certo e errado”, podendo sofrer diante da realidade mais tarde.

Acredito que uma boa alternativa para punir a criança no momento que teve algum comportamento impróprio, seja tirar algo que ela goste muito temporariamente explicando de forma clara, sincera e firme o motivo da sua atitude.



Provavelmente ela irá protestar, mas se houver uma relação de confiança entre você e seu filho, esta acabará compreendendo a sua atitude e, já vai saber o que ocorrerá caso repita o comportamento.

Os limites são imprescindíveis.... Limites são barreiras, regras da casa. Elas são estipuladas pelos pais ao longo do seu crescimento. Sim, pelos pais. Tem que haver acordo. Não é um dizer uma coisa e o outro, dizer outra coisa...


Sem limites e regras será desenvolvido um comportamento rebelde. É igualmente importante equilibrar essas regras fazendo elogios quando os filhos mostram um comportamento positivo. Devem aprender desde cedo sobre cidadania e boa educação, respeitando as outras pessoas, o meio ambiente, aprender a ter responsabilidade com suas tarefas.

Tudo isso faz parte do processo de um crescimento mais sadio da criança, ajudando-o a transformar-se em um adulto mais consciente da realidade e pronto de forma a compreender que é preciso respeitar os deveres e direitos das outras pessoas.

A criança precisa aprender esses valores desde cedo, pois vai tomando consciência do mundo em que vive e percebendo que seus bons comportamentos e boas atitudes refletem boas respostas do mundo que a cerca.


Bom, é lógico que nem tudo corre perfeitamente e como estão num processo de aprendizagem vão cometer muitos erros, mas o importante é que consigam reconhecer erros e acertos neste longo caminho.

Nossa sociedade hoje é repleta de jovens que cometem infrações e crimes indiscriminadamente, pois não tiveram a noção de limites. Acham que podem fazer tudo sem nenhum tipo de punição, prejudicando a si e a outros.

Na orientação quanto a disciplina de nossas crianças não deve haver nem o radicalismo que exige da criança o comportamento perfeito e nem a falta dos valores básicos para a formação da personalidade e isto inclui o respeito como valor primordial.

A educação de nossos filhos deve ser embasada numa relação criança-adulto de compreensão, carinho, amor atenção e sinceridade. São critérios que auxiliam na formação da personalidade e do caráter de forma.

Mas o mais importante de tudo isso, é a oração. Pedir sabedoria, discernimento a Deus, todos os dias...



(https://pt-br.facebook.com/.../filhos.../filhos-pequenos-e-rebeldeso-que-fazer/380185...)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 


www.momsinprayer.org 
www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)


IMPORTANTE: Se você foi tocada pelo Espírito Santo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, que é evangélico, o primeiro passo é fazer sua inscrição, e, em seguida, pedir a Deus outra mãe que sinta o mesmo toque o Espírito Santo e começar seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Faça sua inscrição online para receber todas as informações necessárias, através do link abaixo: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.