Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em mais 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

QUANDO OS FILHOS ESTÃO NA REDOMA DE ORAÇÃO


“Querida irmã Jane Esther,

Moro em Barueri, SP. Sou membro da Igreja Presbiteriana do Brasil, e estou no Ministério de Mães Unidas em Oração um pouco antes de ter o meu filho caçula hoje com quatro anos. Minha filha mais velha tem 10 anos, a do meio, 6 anos. Eu e meu esposo somos médicos e trabalhamos em um grande hospital aqui em São Paulo.

Participava de outro movimento de oração que eu pensava ser de Moms In Touch/Moms In Prayer International, devido ao livro que tinha lido da Fern Nichols, "Todo Filho Precisa de Uma Mãe que Ora”. Entrei no Site Internacional do Ministério de Oração de Moms In Touch / Moms In Prayer preenchi minha inscrição e, posteriormente a irmã entrou em contato comigo dizendo que a Sede do Ministério de Moms In Touch/Moms In Prayer na Califórnia, havia fornecido meu e-mail. Foi então que recebi todas as informações e agora sou Mãe Unida em Oração! Que privilégio! Que bênção!

O Grupo de oração se reúne em minha casa todas as 6ªs feiras, às 19h e tem sido uma bênção. Atualmente estamos em 12 mães de vários segmentos evangélicos. Dividimo-nos em três grupos um grupo na sala, um na copa e o outro na cozinha.

Como a irmã me orientou, começo com todas, e sempre destaco um dos atributos ou nome ou caráter de Deus e, em seguida nos dividimos para orarmos seguindo os Quatro Passos Para Oração. Deus tem feito uma obra profunda. Devido aos plantões no hospital eu e meu esposo fazemos rodízio para que não prejudique nossas reuniões. Desde que conheci o Ministério, jamais deixei de me reuni. A minha prioridade e de meu esposo são nossos filhos.

Irmã Jane Esther, o relato que passo a fazer agora, recebi da Diretora da Escola onde meus filhos estudam. A irmã pode publicar, gostaria apenas que não divulgasse os nomes, por proteção aos meus filhos e a escola onde eles continuam estudando...

Ano passado, minha filha do meio, com cinco anos, estava na escola. Era uma quinta-feira pela manhã. Na escola trabalhava um rapaz, portador de necessidades especiais. Este rapaz funcionava como um monitor, ajudando na disciplina do pátio. Ele viu quando um professor saiu com uma menininha para os fundos da escola. Na sua inocência o rapaz achou estranha a atitude daquele professor e foi procurar a diretora para falar o que tinha visto. Naquele momento, a diretora estava em reunião com alguns professores. Ele fez sinal para diretora, que queria falar com ela e estava muito nervoso. Imediatamente ela se levantou e foi ver o que ele queria. Ele, então, disse o que tinha visto minutos antes. A diretora se dirigiu aos professores pediu licença por um minuto e foi ao local indicado pelo rapaz. O almoxarifado ficava um pouco distante da sala da diretora. Na hora que ela entrou no almoxarifado, encontrou a menininha sentada em uma mesa, com a saia levantada e o professor abrindo o zíper. Ela quase morreu de susto. Percebeu que estava diante de um professor pedófilo!

Imediatamente, sem alarde ela tomou as providências inerentes aquela situação terrível... Logo após, ela telefonou para mim, que estava no hospital, e pediu para que eu fosse a Escola... Assim que cheguei a diretora me colocou a par de tudo que tinha acontecido... Aquela menininha, irmã Jane Esther era a minha filha, minha filha!

Comecei a chorar de emoção por sentir o grande amor de Deus para com a minha filha. Por ter preservado a integridade física dela, pelo livramento!

Glórias sejam dadas ao Senhor nosso Deus. Obrigada minhas queridas Mães Unidas em Oração! Nós Cremos no Poder da Oração! A nossa Arma é a Oração! O professor foi afastado e indiciado, enfim os tramites cabíveis. Tudo voltou ao normal.

Tenho clamado a Deus como diz divisa de nosso Ministério: “Derrama o teu coração com água diante do Senhor; levante a Ele as tuas mãos, pela vida de teus filhos”! Nada aconteceu porque os anjos do Senhor estavam cuidando dela. Deus tocou no coração daquele rapaz, tocou no coração da diretora e salvou minha filha daquele pedófilo. Deus seja louvado.

Por último, irmã Jane Esther, minha filhinha não tem noção do livramento de Deus. Perguntei depois a ela, porque ela foi com o professor até a salinha no fundo da escola e ela disse que ele tinha uma caixa de bombom para ela. Este professor era muito querido na escola e ninguém sabe o porquê da atitude dele. Meus filhos continuam estudando na mesma escola, pois o perigo está em todo lugar... Agora a vigilância está redobrada e todo cuidado ainda é pouco. Deus é fiel! Ele livrou minha filha! Aleluia!

Para terminar, quero dizer que meses antes, eu e mais seis Mães Unidas em Oração estivemos conversando com a Diretora da Escola sobre o Ministério de Mães Unidas em Oração, e que a base eram as escolas e que, por meus filhos estudarem ali, aquela escola estava na Rede Mundial de Oração. Ela não permitiu que fizéssemos nada na Escola. Voltamos para casa e eu telefonei para a irmã. A irmã disse que não era “por força, nem por violência, mas pelo Espírito Santo de Deus”. Que nós éramos instrumentos nas mãos de Deus é que, se Deus quisesse Ele iria mover o coração da Diretora. Disse que continuássemos orando, pois, Deus iria fazer uma grande obra ali...

Foi o que aconteceu, irmã Jane Esther. Quem pode esquadrinhar os desígnios de Deus? Quem pode alcançar o que Ele quer fazer?

Hoje, a Diretora abriu as portas da Escola para o Ministério de Mães Unidas em Oração! Deus seja louvado!

Mães, não deixem de colocar seus filhos na Rede Mundial de Oração, pois quando nossos filhos estão na redoma de Oração, o inimigo não tem nenhum poder sobre a vida deles!

Irmã Jane Esther, muito obrigada por todo apoio.”



(L. M. T. Almeida - Mãe Unida em Oração - Barueri, SP  - Testemunho postado com autorização da mãe)



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 

Todo Filho precisa de Uma Mãe Que Ora! 

Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 992120548 

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE MARÇO DE 2019

É maravilhoso fazer parte de Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil e conhecer o extraordinário Programa de Oração Mundial em PGOs - Pequenos Grupos de Oração, que Deus deu a uma mãe: Fern Nichols, em 1984, no Canadá, e que já está em mais de 150 países... 

Um Ministério que durante anos tem sido referência na vida de milhões de mães ao redor do mundo!

Louvamos a Deus por mais um mês de oração pela vida de nossos filhos e escolas...

Agradecemos a vocês Mães Unidas em Oração que enviam seus pedidos e, através deles podemos elaborar o Calendário Nacional de Oração que tem norteado cada mãe no seu momento "A Sós com Deus"!



No Momento "A SÓS COM DEUS", a Mãe Unida em Oração escolhe a hora mais apropriada, diariamente, e ora de 3 a 7 minutos por um dos filhos (biológico, adotivo ou espiritual), pela escola e pelo pedido do dia que está no Calendário Nacional de Oração, enviado para todas as Mães que pertencem ao Ministério, em PDF. O Calendário não substitui o encontro semanal de 1 hora dos PGOs - Grupos de Mães Unidas em Oração.

Se a mãe pertence ao Ministério Internacional e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).

Somos apenas servas!

Se você sentiu o toque do Espírito Santo para participar, o primeiro passo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil é fazer sua inscrição como Mãe (biológica, adotante ou espiritual) colocando seu(s) filho(s) e a escola adotada em oração na Rede Mundial de Oração.

É só fazer a inscrição para receber todas as informações necessárias através do link:
http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Tão logo encontre outra mãe que também tenha sido tocada pelo Espírito Santo comece seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Foi assim que começou com Fern Nichols em 1984, no Canadá. Ela levou seu filho para escola e viu que ele estava mudando de comportamento. Começou a orar e pediu a Deus outra mãe que estivesse passando pela mesma situação. Assim começou Moms In Prayer International e, hoje, estamos em 153 países! Mistério Insondável de Deus! 

Lembre-se que Mães Unidas em Oração é um Ministério de mãe com mãe..


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

sábado, 23 de fevereiro de 2019

DAVI, UM MILAGRE DE DEUS!


Davi no meu colo (Jane Esther) e Rafaela, sua mãe        

Rafaela, nossa filha afetiva e espiritual estava passando por uma gestação extremamente difícil. Estava com ameaço de eclampse.  Sua família estava preocupada. 




Durante nossas reuniões de Mães Unidas em Oração, seu nome, juntamente com os outros filhos eram colocados um a um na presença de Deus. Os meses foram se passando e nós orávamos por ela e pelo seu bebê!  Uma gravidez de alto risco!


Uma semana antes do bebê nascer, o quadro se agravou e ela foi hospitalizada e  teve que ser transferida de hospital. 

Acompanhamos, passo a passo, em oração, todo o processo, sabendo, que ela estava nos braços de Deus.

No dia 2 de setembro, aconteceu o parto, e graças a Deus, Davi veio ao mundo! 

Em nossa última reunião, o Pr. Alecrim (pai de Rafaela), que sempre falava “Deus proverá” levou, seu neto Davi, (agora com 3 meses) para juntos agradecermos a Deus. Ele e sua família sabiam que tudo é possível através da fé. Sabíamos que pelo poder da Oração o milagre iria acontecer e aconteceu. Davi esta com toda saúde! Agradecemos a Deus pelo dom da vida!”

Jane Esther de Paula Rosa - Coordenadora Nacional
(Testemunho publicado com autorização da mãe)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo Filho precisa de Uma Mãe Que Ora! 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 992120548 

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

O CUIDADO DE DEUS NAS PEQUENAS E NAS GRANDES COISAS



"Prezada irmã Jane Esther

Desejo compartilhar com as mães o testemunho de dois fatos que ocorreram comigo e meu filho.

1º Fato: Sempre que meu filho sai sem a companhia de alguém conhecido de confiança, peço a Deus que o guarde e que o traga de volta em segurança (creio que seja um pedido comum de toda mãe).

Em um domingo à tarde e meu filho veio me pedir para ir à igreja de um colega da escola, disse que era congresso dos adolescentes e que gostaria muito de ir, meio desconfiada, deixei que fosse.

Fui à igreja e no caminho de volta, junto com meu esposo, passamos em frente a uma boate, que fora criada exclusivamente para adolescentes... Naquele momento senti claramente uma voz que dizia: "Seu filho está lá dentro."

Quando cheguei em casa disse para meu marido que iria buscar meu filho, ele disse que eu estava louca, que fico ouvindo coisas. Não dei confiança ao que ele disse e fui para frente da boate e fiquei entre a multidão que estava do lado de fora (era uma cena impressionante, só havia adolescentes).

Quando os seguranças abriram as portas meu filho foi o primeiro a sair, fui até ele e falei para ele ir andando na minha frente. Ficou quieto ouvindo tudo o que eu falava, mas com cara de quem não estava nem aí. Ele não demonstrou estar preocupado com o que aconteceu.

Quando cheguei em casa meu esposo perguntou aonde que ele estava, eu respondi que ele estava aonde Deus tinha me dito que estava. Ele ficou quieto me olhando com olhos arregalados.


Meu filho foi para o quarto e, depois conversamos longamente a respeito da mentira....

2º Fato: Outro dia cheguei em casa do trabalho e meu filho não estava. Meu esposo disse que ele estava no aniversário de um amigo da escola.

Quando deu certa hora meu coração ficou extremamente angustiado, fiquei muito inquieta. Então liguei para o celular dele, ele não atendia, insisti por várias vezes, até que em um momento a chamada foi aceita, mas não foi ele que atendeu, pois o celular estava no bolso e conectado ao fone de ouvido. Foi de Deus, pois eu ouvia tudo o que se passava, mas ele não me ouvia. Então pude ouvir a conversa do grupo em que ele estava e ouvi claramente a hora em que ofereceram maconha ao meu filho, eu pelo telefone não podia fazer nada a não ser orar naquele momento. Meu coração estava tão aflito que não me lembro às palavras que usei na oração, a única coisa que sei é que Deus me ouviu e trouxe meu filho para casa.

Quando ele chegou eu o confrontei e ele falou tudo o que tinha acontecido, choramos e oramos juntos e então pude orientá-lo.


Às vezes dizemos que confiamos no Senhor e por isso entregamos os passos de nossos filhos a Ele, mas não temos a dimensão o quanto Deus pode fazer realmente.

Essa faixa etária tem uma facilidade muito grande de ser induzida. Se Deus não tivesse me mostrado essas situações para que eu pudesse repreendê-lo, meu filho poderia ter tomado outros rumos que seriam difíceis de retorno.

Louvo a Deus pelo seu cuidado nas pequenas e nas grandes coisas."

Mãe Unida em Oração de Jacarepaguá - Rio de Janeiro, RJ
(Este testemunho foi publicado com autorização expressa da mãe. Os nomes são omitidos para preservar o sigilo do filho.)



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 
(WhastApp: 21 92120548) 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

EU ERA FELIZ E NÃO SABIA...



"Meu testemunho..

O que passo a relatar agora é o agir de Deus em minha vida e na vida de meu esposo. Fomos criados na igreja e, com 19 anos me casei. Fomos morar em São Paulo. Meu esposo, após cursar a faculdade de medicina, sentiu o chamado para o ministério da palavra. Fez o seminário e foi consagrado pastor. Sabia da responsabilidade que tinha como esposa. Temos cinco filhos: Ana Clara, Ana Maria, André, Ana Júlia e Ana Sofia.

Durante uma visita a meus pais, no Rio de Janeiro, no ano de 2004, participei de um encontro, na Igreja Batista do Méier, Rio de Janeiro, RJ onde a irmã Heloiza Pimentel falou sobre o Ministério de Mães Unidas em Oração. Foi um dia maravilhoso. Meus filhos eram pequenos. Comecei o Ministério com mais algumas mães, em minha igreja. Eu não fazia nem idéia do que eu e minha família enfrentaríamos nos anos seguintes. Meus filhos sempre participaram das atividades da igreja, EBD, Equipe de louvor, Coro infantil, juvenil, esportes, EBFs, etc...

Passados mais alguns anos, começamos a perceber que nossa filha Ana Maria, com 16 anos estava mudando muito rápido de comportamento. Estava terminando o ensino médio. Tinha duas colegas que estavam levando nossa filha para o abismo. Começou a namorar um rapaz e nos tratava de maneira agressiva. Estávamos aflitos. Não queria mais ir à igreja, nem participar de nada. Não obedecia mais. Certo dia, meu esposo foi conversar com ela e foi então que tudo aconteceu. Ele tentou ajudá-la. Queria saber como agir, visto que, não sabíamos mais o que fazer. Ela disse que iria cuidar da vida dela e que não precisava mais de babás. Meu esposo ficou profundamente triste e disse que já que ela pensava assim, que ela fosse cuidar da própria vida, pois enquanto vivesse debaixo do mesmo teto que ele deveria obedecê-lo. Foi um horror. Ela enfrentou o pai e disse que não via a hora de ir embora. Ele disse que ela ficasse a vontade para seguir o caminho dela. Ela arrumou uma mochila e disse que ia embora com uma das colegas que também não suportava mais os pais. Meu esposo não se opôs. Meus outros filhos estavam todos tristes com o comportamento da irmã. Não tomaram partido. Ela partiu. Não deu mais notícias.

Procuramos saber com os pais de uma das colegas que também foi embora e eles também não tinham notícias. Apenas sabíamos que ela tinha ido para Belo Horizonte morar em um albergue e que estava trabalhando em uma fábrica. Em todas as reuniões de nosso Grupo de Mães Unidas em Oração, orávamos por ela. Muitas noites ficamos sem dormir, pois não tínhamos notícias. Não sabíamos nada do que estava acontecendo com ela. Meu esposo sofria calado. Meus filhos estavam tristes.

Bem, continuamos nossa jornada na igreja e clamando a Deus pela vida de Ana Maria no Grupo de Oração de Mães Unidas em Oração. Ela nunca telefonou. Não dava notícias. Um dia, depois de quatro meses, o telefone tocou e era ela. Foi uma emoção sem fim. Ela perguntou se estava tudo bem. Perguntou pelo pai, pelos irmãos, pela igreja... Eu disse que estava tudo bem. Ela disse que tinha telefonado para saber notícias e que estava tudo bem com ela. Estava trabalhando e estava muito feliz. Perguntei onde estava morando, para ela pelo menos me dar um telefone de contato e ela disse para eu não me preocupar... Em seguida desligou o telefone. A dor foi terrível. Nunca imaginei passar por uma situação dessas. Minha família, igreja, amigos... Todos estavam solidários...

Passados mais três meses, já perto dela completar 17 anos, ela telefonou e perguntou se poderia voltar para casa. Eu disse que iria falar com o pai dela sobre o assunto. Foi então que ela começou a chorar no telefone e disse que todos a abandonaram. Que estava sozinha. Não tinha para onde ir. Estava passando fome e que estava entrando no oitavo mês de gravidez. Quase enfartei. Não acreditava no que estava ouvindo. Pedi a ela que aguardasse um pouco e que me retornasse a ligação em duas horas. Clamei ao Senhor Jesus! Foi neste momento que telefonei para a irmã pedindo uma orientação. A irmã, usada por Deus disse que era para eu ajudá-la. Estender a mão, afinal era nosso primeiro neto e ele não tinha culpa de nada. Eu estava preocupada com meu esposo que estava na igreja. Qual seria a reação dele. A irmã me disse que Deus estava preparando tudo. Que era para eu telefonar para ele e pedir que viesse para casa, pois surgiu algo de extrema importância... Assim eu fiz... Quando meu esposo chegou compartilhei com ele o ocorrido e ele chorou amargamente. Foi de partir o coração. Pouco tempo depois o telefone toucou, meu esposo atendeu, eles conversam e ela pediu perdão e voltou...

Demos todo apoio! Muitas lutas tivemos! Ela teve pré-eclampse. Quase morreu no parto. Teve hemorragia.

Hoje estamos com nossa netinha, Ana Beatriz. Ela mudou de vida. Esta estudando, trabalhando e cuidando da filha. Voltou para os caminhos do Senhor e disse que era feliz e não sabia.”

Ana Cristina de Souza Pacheco Tavares
(Mãe Unida em Oração - São Paulo, SP)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 


contato@maesunidasemoracao.org 


(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

UMA FRAÇÃO DE SEGUNDOS E, TUDO MUDA...




"A paz do Senhor, irmã Jane Esther,

Estou enviando este testemunho em nome da Irmã Adriana Moraes nossa companheira de oração aqui em Itapira, SP.

Desde o início quando a irmã Adriana se tornou Mãe Unida em Oração todas reuniões pedia oração para seu filho Vinícius, que estava passando por uma fase de rebeldia, desobediencia... e em consequência afastou-se da igreja.

Nós orávamos pedindo que o senhor cuidasse do Vinícius.

Meses atrás o Vinícius e mais alguns amigos resolveram nadar em um rio aqui da cidade, inclusive meu filho Reuel, que também estava distanciado da comunhão da igreja.

As margens do rio tinha um balanço, os meninos resolveram balançar e saltar no rio, estou mandando o Vídeo que foi gravado pelo celular de um amigo.

O primeiro a saltar foi meu filho, logo em seguida o Vinícius que ao saltar sofreu um terrível acidente, teve traumatismo craniano e ficou desacordado. Foi tirado da água pelo  meu filho Reuel e socorrido a Santa Casa, onde ficou três dias em observação e depois por mais seis meses. Precisará de cuidados especiais. Devido a essa experiência voltou para a igreja, participa da JUABI (união dos jovens) e tem sido uma benção.

Isso nos mostra como o Senhor é fiel, pois Vinícius, mesmo não atendendo ao apelo da mãe, não morreu. Não podemos deixar de orar nunca pelos nossos filhos! Um grande abraço na paz do Senhor!"

Siloé Adorno e Adriana
(Coordenadora de Mães Unidas me Oração do Estado de São Paulo e do Município de Itapira, SP)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

domingo, 17 de fevereiro de 2019

QUANDO UMA MÃE PERDE UM FILHO...


Irmã Jane Esther..

Quando li a postagem na página do Ministério Mães Unidas em Oração, no Instagram, com esta mensagem: “Quando uma mãe perde um filho, todas as mães do mundo perdem um pouco também”, nunca poderia imaginar que seria para mim...

Acompanhava tudo, pois gostava o Ministério pela responsabilidade e compromisso com a oração, mas não me decidia a orar e colocar meus filhos na Rede de oração até que...

"... Meu filho de 19 anos, fazendo o quarto período da Universidade de matemática disse que iria encontrar com os amigos para irem a uma festa. Estava um dia nublado e, disse para ele: "- Meu filho, não vá, fica em casa, pois o tempo está ameaçando chuvas fortes e, não há necessidade de você sair.... Como sempre falei com muito amor.
Na mesma hora ele disse: "- Fica fria mãe, não vai acontecer nada, eu sou craque no volante da moto. Você vê perigo em tudo....
Foi a última vez que ouvi a voz do meu filho...
Poucas horas depois, ele estava morto!..."

Hoje, estou no Ministério, ajudo com a minha oferta de amor e meus outros dois filhos estão na Rede de Oração.
Sei que foi uma fatalidade e, que muitas mães já passaram por isso. Agora, entendo o que é sofrer a dor da perda de um filho...

(Sandra Regina M. Soares - Mãe Unida em Oração - São Paulo, SP)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 
(WhastApp: 21 92120548) 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

OLHOS DESVENDADOS. VIDA MUDADA!


"Mães...

Fui criada na Igreja Presbiteriana em Aracaju, SE. Participava das atividades da igreja e ajudava no que fosse necessário, mas nunca fui uma pessoa comprometida com Jesus Cristo.

Quando conheci meu esposo, um jovem temente a Deus, eu estava com 19 anos. Logo depois nos casamos. Eu vivia para os estudos e trabalho. Fiz engenharia agronômica durante seis anos, pós-graduação, mestrado e, por fim, fiz o doutorado. Temos uma filha de 15 anos e um filho de 12 anos.

Até o dia do incidente narrado mais abaixo, eu dava aulas e gostava de estar na universidade o tempo todo. Quando chegava em casa passava a maior parte no computador, preparando meus trabalhos e atividades docentes. Meu esposo, fiel companheiro, sempre me alertava a respeito do meu descaso com meus filhos e com a Igreja. Estava colocando a minha carreira em primeiro lugar. Meus filhos foram sendo criados dentro de um padrão de classe média alta. Tinham tudo que queriam. Por não ter tempo, tudo o que eles pediam eu dava.

Um dia, minha filha chegou de um encontro jovem da Igreja. Eu percebi que ela estava muito abatida, pálida. Cheguei perto dela e perguntei se ela estava sentindo alguma coisa. Ela disse que era para eu não me preocupar, que estava bem. Disse que eu nunca me preocupei com ela e que, agora, não deveria ser diferente.

Sabe, irmã Jane Esther, eu não parava para conversar com meus filhos. Esta tarefa, quase sempre, era de meu esposo ou da empregada. Meu relacionamento com eles era importante, mas o trabalho era prioritário e consumia muito meu tempo. Naquele dia, foi diferente. Meu coração apertou.

Na hora do jantar, minha filha não desceu. Fui ao seu quarto e ela estava desmaiada. Imediatamente, meu esposo e eu fomos para o hospital. Lá foram feitos alguns exames e foi diagnosticado um coágulo em seu cérebro, devido a algum trauma que ela havia sofrido. Minha rotina mudou. Numa fração se segundo, a vida de minha filha estava por um fio. Ela entrou em coma. Os médicos estavam fazendo de tudo para salvá-la, fazendo o que podia para não deixar nenhuma sequela. Minha vida mudou completamente!

Em minha igreja tinha um grupo de oração de “Mães Unidas em Oração” que fora implantado pelas irmãs da igreja Metodista. Muitas vezes fui convida a participar, mas não queria assumir responsabilidades. Olha irmã Jane, procurei a Líder do Grupo, que já sabia o que estava acontecendo com minha filha e começamos uma batalha de oração pela vida dela. Durante o tempo que ficou hospitalizada, busquei o Autor da Minha Fé - Jesus Cristo – Aquele, com Quem eu não estava comprometida. Ele me sustentou, me deu paz e, depois de algumas semanas, minha filha foi operada. Hoje Ela está bem e não teve nenhuma sequela.

Participo do Ministério de Mães Unidas em Oração há dois anos. Hoje eu posso dizer que eu “Creio no Poder da Oração!”

Hoje, não abro mão de Jesus Cristo, da minha família e da minha igreja. Elas são as minhas prioridades. Tudo mais vem depois.



Maria Eduarda Gomes Albuquerque - Aracaju, SE

(Este testemunho foi publicado com autorização expressa da mãe. Os nomes são omitidos para preservar o sigilo dos filhos.)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 

Todo filho precisa de uma mãe que ora. 

Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 00212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 


IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

COMO APRENDER "OS QUATRO PASSOS PARA ORAÇÃO"?



Senhor, Tu que és bom e reto, dá a meu filho "... um coração perfeito, para guardar os Teus mandamentos, os Teus testemunhos, e os Teus estatutos ..." (1 Crônicas 29:19).

A primeira vez que percebi que não sabia orar da maneira que agradava a Deus foi quando meu filho Mauro se encontrava numa UTI. Eu orava e orava mas, as palavras que eu proferia, não eram, exatamente, aquelas que minha alma desejava dizer, que meu coração ansiava falar. Sei, hoje, que mesmo eu não sabendo expressar o que havia no íntimo do meu ser, Deus conhecia a minha súplica e o meu desespero.


Apesar dEle não ter respondido do jeito que eu queria, Ele respondeu da melhor maneira tanto para nós como para ele que, com muita alegria, se encontra na mansão celestial que o Senhor preparou para ele e está preparando para todos aqueles que são dEle.
Como uma mãe que ama a seus filhos, tenho me esforçado para orar por eles do modo como o Senhor quer ... louvando-O, confessando os meus pecados ...

Vamos juntas aprender os quatro passos da oração e, assim, podermos orar por nossos filhos.

1- Comecemos adorando, louvando a Deus como Jesus nos ensinou no Pai Nosso ... "Pai nosso, que estás nos céus, SANTIFICADO seja o Teu nome ..." [grifo meu] (Lucas 11:2).

2- Confessemos os nossos pecados para que possamos chegar até o trono de Deus com um coração puro e limpo.
"De acordo com as Escrituras, não há vida de oração eficaz quando o pecado mantém seu domínio sobre a vida do crente. Essa é a razão pela qual a confissão é tão importante para nossa vida de comunhão com o Senhor e deve ser introduzida logo no início da oração." (Dick Eastman)

3- Cheguemos até Deus com corações agradecidos, pois é a própria Palavra de Deus que nos diz ... "Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco" (1 Tessalonicenses 5:18).
Muito interessante o que nos diz o teólogo O. Hallesby ... "Quando agradecemos a Deus, estamos glorificando a Deus por tudo que Ele tem feito por nós, e quando O adoramos ou louvamos, estamos glorificando a Deus por tudo que Ele é."

4- Cheguemos até o trono de Deus como intercessores, orando em favor de alguém.
Abraão intercedeu em favor de seu sobrinho Ló quando as cidade de Sodoma e Gomorra iam ser destruídas por não haver ali nem mesmo dez pessoas justas.


Como intercessores devemos orar confiando que tudo que estamos pedindo está nas mãos de Deus que é fiel, bondoso e tem o plano perfeito para a vida de cada pessoa pela qual estamos intercedendo.

1- ADORANDO / LOUVANDO A DEUS

Para que uma mãe saiba orar por seus filhos é necessário que, antes, ela conheça Aquele que os criou para assim poder começar a sua oração louvando-O.
Através da Bíblia podemos conhecer a Deus e Seus atributos. Podemos aprender que Deus é ...

1) Um Deus Supremo
Vemos este atributo de Deus no livro de Gênesis quando Melquisedeque abençoa Abraão e diz ... "Bendito seja Abraão pelo Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra" (Gênesis 14:19).
Sim, o nosso Deus é um Deus Supremo, Todo Poderoso que está acima de todos.

"Senhor Deus, Tu que és um Deus Supremo e que estás acima de tudo e de todos cuida do meu filho, toma Ele em Tuas mãos ..."

2) Um Deus Soberano
Nosso Deus é Aquele que detém poder e autoridade suprema. Ele é soberano sobre a terra e sobre o céu. Ele é o Senhor de tudo e de todos.
Aprendemos da soberania de Deus ao lermos Salmos 135:6-7 que nos diz ... "Tudo o que o Senhor quis, fez, nos céus e na terra, nos mares e em todos os abismos. Faz subir os vapores das extremidades da terra; faz os relâmpagos para a chuva; tira os ventos dos seus tesouros."

"Meus Deus, meu Pai, eu Te louvo porque és um Deus Soberano, um Deus de amor que olha por cada filho meu, individualmente ..."

3) Um Deus Onipotente
O nosso Deus não é um Deus de madeira, nem de pedra, nem mudo. Ele é um Deus real, todo poderoso. Ele tem poder para ressuscitar mortos, curar leprosos, fazer coxos andar, expulsar demônios, mudar uma situação ... nos dar vida eterna ...
"Grande é o nosso Senhor, e de grande poder; o Seu entendimento é infinito" (Salmos 147:15).
"Deus falou uma vez; duas vezes ouvi isto: que o poder pertence a Deus" (Salmos 62:11).

"Pai, aceita o meu louvor! Eu Te louvo porque és um Deus onipotente, podes todas as coisas. Pode trazer meu filho das trevas para a luz ..."

4) Um Deus Onisciente
O nosso Deus é um Deus que sabe todas as coisas. Ele nos conhece, conhece nossos pensamentos, nosso andar, os desejos de nossos corações, nossa vida ... nosso filhos.
"Porventura não esquadrinhará Deus isso? Pois Ele sabe os segredos do coração" (Salmos 44:21).

"Senhor Deus, meu Pai, só Tu sabes todas as coisas, só Tu és um Deus onisciente, um Deus que conhece o coração de cada um de Teus filhos ...

5) Um Deus Onipresente
O nosso Deus é um Deus que está sempre presente nos bons e nos maus momentos da nossa vida.
"Sejam os vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque Ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei" (Hebreus 13:5).

"Pai, eu Te agradeço porque sei que és um Deus onipresente e, por isso, estás junto a meus filhos, cuidando de cada um deles. Obrigada pelo Teu amor e misericórdia ..."

6) Um Deus Fiel
É por causa da fidelidade de Deus que temos paz e confiança que, um dia, iremos nos encontra com Ele na glória.
"O Senhor te guardará de todo o mal; guardará a tua alma. O Senhor guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre" (Salmo 121:7-8).

"Ó Senhor, eu Te louvo porque és um Deus Fiel! E é por causa da Tua fidelidade que coloco em Tuas mãos a vida de cada um dos meus filhos sabendo que tudo que fizeres é para o bem espiritual ou material deles ..."

7) 
Um Deus Benigno
É impossível alguém medir a benignidade do nosso Deus. Podemos, no entanto, imaginá-la quando paramos para pensar no que éramos antes e no que somos, agora. Tudo isto por causa da Sua bondade.

Veja as palavras de Spurgeon falando da benignidade do nosso Deus ... "É durante a tempestade que aprendemos a dar graças ao Senhor pela Sua benignidade, e pelas Suas maravilhas para com os filhos dos homens" (Salmos 107:8).


Observando estas palavras notamos que, muitas vezes, cremos na benignidade do Senhor, pela fé porque ... Como podemos crer que Ele é bom quando, por exemplo, vemos cinco pessoas se envolverem em um acidente automobilístico e, apenas um, o único crente, morrer com apenas 15 anos? É, exatamente, por sabermos que Deus é bom e misericordioso que podemos dizer que ...

a- Cremos que Deus é bom, pois Ele salvou o pai e o irmão daquele jovem, no dia que ele foi para a glória ...
"Quão preciosa é, ó Deus, a Tua benignidade, pelo que os filhos dos homens se abrigam à sombra das Tuas asas" (Salmos 36:7).

b- Cremos que Deus é bom porque, apesar da dor, é Ele quem tem o plano perfeito para a vida de cada um de Seus filhos ...
"Porque a Tua benignidade é melhor do que a vida, os meus lábios Te louvarão" (Salmo 63:3).

c- Cremos que Deus é bom porque Ele enviou o Seu Filho unigênito para morrer por aquele jovem e por todos nós para nos levar para o céu junto a Ele ...
"Louvai ao Senhor ... porque a Sua benignidade é grande para conosco ... Louvai ao Senhor porque Ele é bom, porque a Sua benignidade dura para sempre" (Salmos 117:1-118:1).

"Ó Deus, somente por causa da Tua benignidade é que estamos de pé! Somente porque és um Deus benigno é que Te peço para cuidares da vida de nossos filhos ..."

Estes e tantos outros atributos de Deus é que nos fazem amá-Lo, adorá-Lo e honrá-Lo muito mais.

2- CONFESSANDO OS PECADOS

Deus é um Deus Santo e por isso não posso chegar diante dEle cheia de pecados. Tenho que dar a Ele o melhor de mim, confessar as minhas iniqüidades e, assim, restaurar a minha comunhão com Ele, pois "... Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça" (1 João 1:9).

Mas se eu decido permanecer no pecado a Bíblia me diz ... "Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus" (Isaías 59:2).
Ele nos ama mas odeia o pecado e, se nós O amamos. devemos procurar ser puras e retas.
Minha oração diária deve sr ... "Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto" (Salmos 51:10).

3- CORAÇÕES AGRADECIDOS

Daniel foi um exemplo de um homem agradecido a Deus. A Bíblia nos diz ... "Daniel ... entrou em sua casa (ora havia no seu quarto janelas abertas do lado de Jerusalém), e três vezes no dia se punha de joelhos, e orava, e dava graças diante do seu Deus ... (Daniel 6:10).
Veja que a Bíblia nos diz que Daniel orava de joelhos três vezes ao dia e ... dava graças.

Quantas vezes você ora ao dia?
Quantas vezes você se põe de joelhos para orar?
Quantas vezes você dá graças pelas tantas coisas que o Senhor faz por você?

Nós, muitas vezes, pedimos, pedimos e pedimos que, até mesmo, nem notamos que o Senhor já respondeu e então ... percebemos que, na verdade não temos um coração agradecido.

Você tem agradecido a Deus por seu esposo, por cada um de seus filhos e, principalmente, pela salvação que Ele lhe deu?
"Aquele que oferece sacrifício de louvor me glorificará e àquele que bem ordena o seu caminho eu mostrarei a salvação de Deus" (Salmos 50:23). É isto que o Senhor pensa.

4- INTERCESSÃO

A nossa oração ao Senhor é que Ele nos ajude a sermos intercessores fiéis dos nossos filhos.
"Senhor, eu te louvo pela Tua fidelidade e bondade! Ensina-me, Pai, a orar pelos meus filhos e que eu ore sempre e nunca desfaleça!
Que o Teu Espírito, Senhor, possa me mostrar cada necessidade deles.
Eu confio em Ti, Pai, e sei que Tu suprirás todas as minhas necessidades e cumprirás as Tuas promessas no dia, na hora e do modo que Tu quiseres.
Amém!

"O meu Deus, segundo as Suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus" (Filipenses 4:19).
"Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamento de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais" (Jeremias 29:11).

Com toda esta bondade do Senhor nosso Deus só temos que dizer sempre ... OBRIGADA SENHOR E AMÉM!

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org







segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

NEM ANTES, NEM DEPOIS ... DEUS NA HORA CERTA

Após um naufrágio, o único sobrevivente agradeceu a Deus por estar vivo e ter conseguido se agarrar a parte dos destroços para poder ficar boiando. 

Este único sobrevivente foi parar em uma pequena ilha desabitada e fora de qualquer rota de navegação, e ele agradeceu novamente.
Com muita dificuldade e restos dos destroços, ele conseguiu montar um pequeno abrigo para que pudesse se proteger do sol, da chuva e de animais e para guardar seus poucos pertences, e como sempre agradeceu.

Nos dias seguintes a cada alimento que conseguia caçar ou colher, ele agradecia.

No entanto um dia quando voltava da busca por alimentos, ele encontrou o seu abrigo em chamas, envolto em altas nuvens de fumaça.

Terrivelmente desesperado ele se revoltou, gritava chorando: “O pior aconteceu! Perdi tudo! Deus, por que fizeste isso comigo?” Chorou tanto, que adormeceu, profundamente cansado. 

No dia seguinte bem cedo, foi despertado pelo som de um navio que se aproximava. – “Viemos resgatá-lo”, disseram. – “Como souberam que eu estava aqui?”, perguntou ele. – “Nos vimos o seu sinal de fumaça”!

É comum sentirmo-nos desencorajadas e até desesperadas quando as coisas vão mal. Mas Deus age em nosso benefício, mesmo nos momentos de dor e sofrimento.

Lembrem-se: Se algum dia o seu único abrigo estiver em chamas, esse pode ser o sinal de fumaça que fará chegar até você a graça divina.

Para cada pensamento negativo nosso, Deus tem uma resposta positiva:

Você diz: “Isso e impossível”, Deus diz: “Tudo e possível” (Lucas 18:27)

Você diz: “Eu já estou cansado”, Deus diz: “Eu te darei o repouso” (Mateus 11:28-30)

Você diz: “Ninguém me ama de verdade”, Deus diz: “Eu te amo” (João 3:16 & João 13:34)

Você diz: “Não tenho condições”, Deus diz: “Minha graça é suficiente” (II Coríntios 12:9)

Você diz: “Não vejo saída”, Deus diz: “Eu guiarei teus passos” (Provérbios 3:5-6)

Você diz: “Eu não posso fazer”, Deus diz: “Você pode fazer tudo” (Filipenses 4:13)

Você diz: “Dói”, Deus diz: “Eu te livrarei da angustia” (Salmos 90:15)

Você diz: “Não vale a pena”, Deus diz: “Tudo vale a pena” (Romanos 8:28)

Você diz: “Eu não mereço perdão”, Deus diz: “Eu te perdoo” (I E João 1:9; Romanos 8:1)

Você diz: “Não vou conseguir”, Deus diz: “Eu suprirei todas as suas necessidades” (Filipenses 4:19)

Você diz: “Estou com medo”, Deus diz: “Eu não te dei um espírito de medo” (II Timóteo 1:7)

Você diz: “Estou sempre frustrada e preocupada”, Deus diz: “Confiai-me todas as suas preocupações” (I Pedro 5:7)

Você diz: “Eu não tenho talento suficiente”, Deus diz: “Eu te dou sabedoria” (I Coríntios 1:30)

Você diz: “Não tenho fé suficiente”, Deus diz: “Eu dei a cada um uma medida de fé” (Romanos 12:3)

Você diz: “Eu me sinto só e desamparada”, Deus diz: “Eu nunca te deixarei nem desampararei” (Hebreus 13:5)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

ANA - PROSTRADA DIANTE DE DEUS, NUMA ORAÇÃO QUE REPRESENTOU A VITÓRIA DE SUA VIDA


Ana, mãe do profeta e juiz Samuel. 

Sua história é simples e naturalmente semelhante a de tantas outras mulheres hebréias, às quais o Senhor não havia concedido a bênção da maternidade. 

Casou-se com Elcana, filho de Jeroão, da região montanhosa de Efraim. 

Seu marido teve duas esposas, ela e Penina, e, enquanto Penina lhe dava vários filhos, mantinha-se Ana desolada e triste em sua esterilidade. Nem lhe valia a decidida preferência do esposo, que a amava, pois a outra, naturalmente ferida pelo ciúme, lhe atormentava os dias, humilhando-a constantemente.

1. O pedido e a promessa de Ana

De ano a ano Elcana ia a Siló, com suas mulheres e seus filhos para adorar ao Senhor e oferecer-Lhe sacrifícios. Era justamente nessas ocasiões que Ana sentia mais fortemente a sua amargura, quando o marido, segundo o costume do tempo, separava os quinhões que deviam caber a Penina e a seus filhos.

Foi num desses momentos, em que sua alma se compungia ante a atitude da rival, que a deprimia e humilhava, que ela, num natural desafogo as suas angústias, se prostrou diante de Deus, numa oração que representou a vitória de sua vida.

Ela queria um filho que a dignificasse aos olhos do marido, livrando-a da humilhação diante da rival feliz. E nisso ela não diferia de tantas outras, igualmente infecundas e desditosas.

Mas vejamos o que dizem as Escrituras: Ela, profundamente amargurada, orou a Jeová e chorou muito, fez um voto, dizendo: "Jeová dos Exércitos, se, na verdade, tu te dignares olhar para a aflição da tua serva, e se te lembrares de mim; se não te esqueceres da tua serva, mas se lhe deres um filho varão, eu o darei a Jeová por todos os dias da sua vida, e não passará navalha pela sua cabeça." (1 Sm 1.10 -11).

Lendo as palavras com que Ana pedia ao Altíssimo aquela graça que constituiria a glória de sua vida notamos logo o voto que fazia com a súplica dolorosa: "eu o darei a Jeová por todos os dias de sua vida". Essas palavras foram o marco de sua oração.

2. Ana cumpre a promessa feita

Assim, quando os seus braços amorosos aconchegaram ao seio o filho que lhe vinha como dádiva divina, ela o teve como precioso legado, de que devia cuidar como um grande bem confiado a sua guarda: ela o consagrara a Deus e, pois, a Seu serviço o entregaria. Aquele ser tão frágil quão estremecido, aquela vida que era a sua própria vida e pela qual tanta ansiedade e tanta mágoa havia experimentado; aquele desdobramento de seu próprio ser, não lhe pertencia: era do Senhor, pois que o dera o Senhor; ela cuidaria dele para que servisse a Deus por todos os dias de sua vida.

E desse modo foi tratado o menino Samuel, por sua mão, até que pudesse ser levado ao templo, para servir ao Senhor, segundo o voto por ela formulado.

Na antiga dispensação, para manter o culto a Deus e instruir o povo no cumprimento da lei, havia naturalmente necessidade dos que se entregavam a esse santo ministério, para o qual Samuel foi separado desde o ventre de sua mãe. Na nova dispensação, porém, temos Jesus Cristo como sumo sacerdote (Hebreus 9.11), mediador de uma nova aliança (Hebreus 9.15), em que nos tornamos filhos e herdeiros da promessa.

Assim, não apenas alguns hão de ser separados para o serviço divino, mas todos os que foram resgatados pelo sangue de Cristo são possessão sua e a seu serviço hão de ser consagrados. Esse serviço atinge a todos sem exceção, cada um com a sua parte, parecendo grandiosas umas e modestas outras, mas todas igualmente imprescindíveis, porque representam a vontade de Deus para a vida dos que foram santificados pela fé.

3. A recompensa de Ana

Voltando às páginas do livro sagrado, no que se refere à vida dessa mulher abençoada, leiamos o que se assinala em 1 Samuel 1.18: "Assim a mulher foi o seu caminho, e comeu, e não mais era triste o seu semblante".

Após haver orado em lágrimas, apresentando ao Senhor as angústias de sua alma e a súplica fervorosa, vemo-la agora, segundo a narração bíblica, restituída à serenidade natural, pois cuidou da alimentação e "já não era triste o seu semblante".

É verdadeiramente impressionante o contraste entre a sua figura chorosa e dolorida, na oração que suplicava a Deus o filho desejado e a atitude que tomou logo após, quando erguendo-se calma já não era triste o seu semblante. E a tranqüilidade da alma, antes tão angustiada se espelhava então na fisionomia daquela mulher, cuja vitória na oração é uma lição para as mães que oram muito, mas que jamais o fizeram com a fé que por si só vale um prêmio.

Lembremo-nos de que, se a ansiedade mora em nosso peito e a inquietação nos agita a alma; se as nossas orações não nos trazem a tranquilidade, filha da confiança; se não nos erguemos serenas e calmas, então, é nula a nossa fé, e não valem muito as palavras com que nos dirigimos ao Senhor, porque nos falta a fé asseguradora da vitória. Mas
e a experimentarmos, porém, como Ana, não serão menores os nossos triunfos e terão nossos filhos, nos nossos joelhos dobrados diante de Deus, a mais forte garantia para uma vida abençoada.

4. O privilégio de sermos Mães Unidas em Oração

E, pois, nós, mães, se desejamos que nossos filhos tenham a salvação pelo sacrifício de Jesus, havemos de prepará-los para o serviço que lhes está reservado. Seria erro pensar que nos pertencem os nossos filhos, e que nasceram tão somente para a satisfação de nossos anelos afetivos e o contentamento de nossos olhos. Quando os recebemos nos braços, envoltos ainda na inocência dos primeiros anos, não é necessário que digamos, como Ana: "eu o darei ao Senhor, por todos os dias de sua vida", pois eles pertencem ao Senhor, desde que o sangue de Jesus os resgatou da condenação.

Nossos filhos não são nossos, são do Senhor, pois por eles Jesus sofreu e morreu na cruz do CaIvário. Assim, a nossa responsabilidade assenta na preciosidade do legado em nossas mãos depositado. Se não dizemos como Ana: eu os darei ao Senhor, devemos dizer, como cristãs: eles são do Senhor. E, seguras dessa verdade, toda a nossa atuação deve ser inspirada no santo propósito de guiá-los segundo a vontade d’Aquele que os entregou a nossa guarda.

Que Deus nos abençõe!

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx"

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

APRENDENDO A ORAR!



Certa vez, uma mãe viu seu filhinho sentado em um canto da sala, recitando alto as letras do alfabeto: a, b, c, d, e, f, g... Intrigada, ela se aproximou e lhe perguntou: "- Filho, o que você está fazendo?"



O filho respondeu: "- Mamãe, você me disse para eu orar sempre a Deus. Acontece que eu não sei como fazer. Então resolvi ir dizendo o alfabeto inteiro para Deus, pedindo que faça uma boa oração com essas letras." (Romamos 8:26)

O fato poderia ser tomado como uma dessas coisas de criança se não houvesse tanta fé na simplicidade do gesto. Simplicidade que esquecemos muitas vezes.

Quantas vezes dizemos, como mães que não sabemos orar. Chegamos a pedir a outras mães que orem pelos nossos filhos, pelas nossas necessidades deles porque não sabemos como orar.

E é tão simples. Orar é dialogar com quem é o maior responsável pela nossa vida, por tudo que somos, desde que nos originamos da sua vontade: Deus.

Não há necessidade de palavras difíceis, rebuscadas ou decoradas. A oração deve ser espontânea, gerada pela necessidade do momento. Ou por um momento de intensa alegria, uma conquista concretizada, um objetivo alcançado.

Já nos ensinou o Mestre Jesus em seu tempo: não creiais que por muito falardes, sereis ouvidos. Não é pela multiplicidade das palavras que sereis atendidos.

E sabiamente ainda ensinou Jesus que se devia orar ao Pai em secreto. Portanto, existem muitas orações que nem chegam a ser proferidas. Explodem da alma para os céus sem que os lábios tomem parte, sem que as cordas vocais sejam acionadas.

Deus vê o que se passa no fundo dos nossos corações. Lê o pensamento dos nossos filhos.
A oração pode se tomar incessante em nossas vidas sem que haja necessidade de tomarmos qualquer postura especial. A oração pode ser de todos os instantes, sem nenhuma interrupção dos nossos trabalhos.

Pode consistir no ato de reconhecimento a Deus quando nossos filhos escapam de um acidente que poderia ser fatal. Pode ser um momento de êxtase pela beleza do oceano que joga suas ondas contra as rochas, desejando arrebatá-las para o seu seio.

Ou, ainda, ante o espetáculo de cores do arco-íris após a tormenta que despetalou as rosas. Sem fórmulas prontas, sem palavras encomendadas ou de difícil pronúncia.

Adorar, louvar, agradecer. Exatamente como a criança que ganha um brinquedo, pula no colo do pai, e diz sorrindo: obrigado, papai. Adorei.

Ou, quando, súplica, pede: papai compra um sorvete? Ah, por favor. Compra, papai.
Singeleza, simplicidade. É assim que devemos dialogar com Deus, nosso Pai.

Deus, em sua infinita misericórdia, criou um canal especial de comunicação para que a qualquer hora, em qualquer lugar, todo ser pensante pudesse falar com Ele.


Este canal chama-se ORAÇÃO. Não se esqueça de usar o seu canal especial de comunicação.


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos

Todo filho precisa de uma mãe que ora 

Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".