Ministério Mães Unidas em Oração Internacional - Brasil

Ministério Mães Unidas em Oração Internacional - Brasil
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração Internacional - Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em mais 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

terça-feira, 30 de junho de 2020

SOBRE ADOÇÃO DE CRIANÇAS



Logo de início declaro que não há problema na adoção! A adoção costuma ser um ato de amor marcado por uma relação de doação, nesse sentido dada a nobreza, tal ato poderia até ser chamado de a-doar ao invés de adotar.

É certo que muitos são os motivos que levam um casal a adotar uma criança, também parece claro que este não é apenas um ato, mas um processo que envolve vários fatores que vão desde os motivos pessoais da pessoa que adota até os aspectos jurídicas de tal processo. Assim, as questões subjetivas que marcam a adoção envolve sentimentos e mesmo estigmas que permeiam a mente e coração, a vida e também a qualidade da relação que será estabelecida entre adotante e adotado.

Acerca dos elementos psicológicos principais do  ato de adoção suponho serem  quais os “porquê(s) que os pretensos pais devem se fazer antes de tomar a  decisão de adotar uma criança, quanto às respostas elas são pessoais e por isso particulares a cada pessoa ou casal, no entanto ressalto que o conteúdo das mesmas deve ter em comum a compreensão sobre “Qual o sentido da adoção para a pessoa que adota”... Há de fato uma motivação pessoal clara acerca dessa importante decisão e mais ainda uma compreensão de que  este processo envolve diretamente sua vida mas principalmente a vida de outra pessoa. No caso pode-se dizer que “ a adoção é um processo que implica na mudança do curso da vida de uma criança”, pois real e simbolicamente o pequeno passará a ser filho e o casal pais.

Mas o que seria necessário para que uma relação saudável se estabeleça entre pais e filhos adotados e de fato tenha-se um vínculo parental? Bom, passo muito importante é a  compreensão aceitação/dos agora pais, de que eles e a criança têm uma história prévia a chegada desse último ao “novo lar” e isso independe se ela tem algumas horas ou mesmo alguns anos de vida, assim o  mais importante dos então  pais é não tentar negar ou pior ainda esconder da criança fatos acerca de sua história, suas origens, pois quando isto acontece principalmente através de mentiras essa chamará outras e mais outras, e colocará os pais em uma situação diária de extremo desconforto e a criança a um confronto recorrente entre o real e o imaginário que compreendem os fatos como realmente são e as versões que seus pais adotivos lhe repassaram.

Quanto a negativa troca entre a revelação da verdade e a manutenção da mentira acerca da adoção de um filho, pode-se dizer que os efeitos da tal decisão repercutirão de forma prejudicial na vida de todos os envolvidos nas histórias, mas principalmente na cabecinha da criança que se vê dividida;  entre mentira X verdade, fato X versão, acreditar X desconfiar. Para tanto ainda sobre os pais adotivos o recomendável é sempre “a verdade” que deve ser revelada desde o início do processo quando a criança adotada apresentar certa capacidade de compreensão dessa história.

Do contrário, quando a verdade não é revelada, mas sim “velada” tem-se então um ambiente propício para a criação de fantasmas mentais que podem se transformar em sintomas emocionais e por isso chegar a comprometer a formação da personalidade da criança como também a saúde mental dos pais adotivos que passam a viver sua parentalidade de forma desconfiada e não plena, sob o manto escuro da mentira ou a dúvida comum nesses casos: qual a idade certa de contar para meu filho que ele é adotado...?

Diante do exposto, entende-se que se do ponto de vista biológico a chegada de um filho exige decisão, compreensão e aceitação e também uma adaptação corrente, no caso da adoção não é diferente e também remete os pais à pergunta: Nós estamos dispostos e disponíveis a uma criança agora? Nós contamos com tempo e amor necessário para doar e criar um filho... assim caso as respostas sejam SIM, então tudo bem, a ideia é adotar, se doar e assim construírem juntos adotante e adotado, ou melhor pais e filhos uma linda história de amor e fatos com tudo estabelecido às claras.

Andréia Leite 
Psicóloga & Coach Infantil/Familiar 
Membro Profissional do CPPC- Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Coeditora do Blog: Sirlei Mendonça Campos)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

segunda-feira, 29 de junho de 2020

VENCENDO O MEDO!


Querida irmã Jane Esther,

Sei que Deus tem usado a sua vida para abençoar milhares de mães no Brasil, e eu sou uma delas. Por isso, meu testemunho e de minha vida.

Quando telefonei em meu desespero pedindo socorro, a irmã me respondeu: “No dia em que eu clamei, atendeste-me; alentaste-me, fortalecendo a minha alma.” (Salmo 138:3) 


Glórias ao nome do Senhor Jesus Cristo! Deus falou ao meu coração e transformou a minha vida.

Tenho percebido que quando falo de como o Ministério foi criado e o “porque”, muitas amigas minhas ficam emocionadas e pedem para participar.

Eu costumava ser dominada pelo medo e ansiedade, regularmente. Ás vezes, as coisas mais bobas faziam com que o meu coração disparasse, minha pressão aumentasse e minhas mãos tremessem, tais como: vendo minha filha andando em sua bicicleta... medo dela cair. Meu marido ficava atrasado, eu imaginava muitas coisas. O carro dava defeito em locais perigosos, eu ficava aflita. O telefone tocava fora de hora, achava que era alguém com uma notícia ruim, enfim... Eu ficava paralisada com certas situações em minha vida que eram normais de acontecer.

Quando comecei a participar de Mães Unidas em Oração, comecei a entender que nossas vidas estão nas mãos de Deus e igualmente nossos filhos, esposo, família, negócios, enfim, TUDO, está no controle de Deus.

Eu sempre fui uma pessoa muito tímida e não conseguia mudar. Então, um dia, eu realmente levei a Palavra de Deus a sério e pedi ajuda para os meus medo. O versículo que a irmã pediu para eu ler foi profundo. "Não andeis ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus." (Filipenses 4:6)

Eu decidi obedecer a Deus e entregar as minhas preocupações em oração. Cada vez que eu me pego preocupada, eu clamo ao Senhor. Se a preocupação voltar, oro novamente. E mais uma vez. E mais uma vez.

Olha só o que aconteceu ao longo do tempo? Ele me "fez ousada e valente." Sim, Ele o fez! Oh, quantas vezes nós não conseguimos nos ajudar simplesmente porque não o chamamos para ajudar!

Eu sou muito grata a Deus pela orientação que temos recebido do Ministério e a experiência que temos a cada semana quando juntas como Mães Unidas em Oração clamamos a Ele em oração citando os nomes de nossos filhos e escolas em nossos grupos.

Eu sou tão grata que Ele que tem derramado sobre a minha vida todos os dias, bênçãos inauditas. Hoje eu vejo que temos que ter, como a irmã mesma diz: Fé, Coragem e Perseverança na oração. Temos que orar.

Somos amadas pelo Pai!

Muito obrigada!

Janice Ferreira Martins
(Líder de Grupo de Mães Unidas em Oração em Florianópolis, SC - Testemunho publicado com a autorização da mãe)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 
WhastApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

domingo, 28 de junho de 2020

SOB O OLHAR DE DEUS


A paz

Como Mãe Unida em Oração Internacional tenho aprendido dia após dia a confiar em Deus.

Temos orado Nome, Caráter e Atributos de Deus. Entre muitos testemunhos de bênçãos quero destacar o da fidelidade de Deus e sua provisão. O Deus provedor! O Deus fiel!

Sou microempreendedora, trabalho como artesã na costura criativa há 8 anos, tenho um ateliê na minha casa, minha produção é sob encomenda.

Final de 2019 e início de 2020 (novembro a fevereiro) foi muito difícil, minhas vendas diminuíram 80%, sendo que fevereiro chegou a 100% com nenhuma venda.

Na falta das encomendas fiz várias peças a pronta entrega e mesmo anunciando no máximo possível não tive êxito.

Em nenhum momento eu duvidei da fidelidade do Senhor em cumprir sua promessa de provisão.

Passei o momento em paz, orando e crendo que tudo estava sob o controle Dele.

Meados de março as encomendas começaram devagar. Quando começou a pandemia surgiram as máscaras. Eu já fazia as mesmas para doação a pessoas em tratamento de doença autoimune. Diante da necessidade fiz para família, doei para os vizinhos e amigos.

No mês de abril comecei a oferecer para venda e as pessoas que compravam indicavam para outras e assim grande foi a prosperidade.

Foi também uma porta aberta para divulgar meu trabalho que rendeu muito retorno com as encomendas.

Esta foi a porta que Deus me abriu e não tenho dúvidas que veio dEle.

Glória a Deus por sua fidelidade!


"Ó Senhor, Deus dos Exércitos, quem é semelhante a ti? És poderoso, Senhor, envolto em tua fidelidade." (Salmo 89.8)

Regina Augusta Pegoretti Amorim
(Líder de Grupo de Mães Unidas em Oração Internacional em Marataízes, ES – Brasil (Testemunho publicado com a permissão da mãe)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

sábado, 27 de junho de 2020

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE JULHO DE 2020

É maravilhoso fazer parte de Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil e conhecer o extraordinário Programa de Oração Mundial em PGOs - Pequenos Grupos de Oração, que Deus deu a uma mãe: Fern Nichols, em 1984, no Canadá, e que já está em mais de 150 países... 

Um Ministério que durante anos tem sido referência na vida de milhões de mães ao redor do mundo!

Louvamos a Deus por mais um mês de oração pela vida de nossos filhos e escolas...

Agradecemos a vocês Mães Unidas em Oração que enviam seus pedidos e, através deles podemos elaborar o Calendário Nacional de Oração que tem norteado cada mãe no seu momento "A Sós com Deus"!
No Momento "A SÓS COM DEUS", a Mãe Unida em Oração escolhe a hora mais apropriada, diariamente, e ora de 3 a 7 minutos por um dos filhos (biológico, adotivo ou espiritual), pela escola e pelo pedido do dia que está no Calendário Nacional de Oração, enviado para todas as Mães que pertencem ao Ministério, em PDF. O Calendário não substitui o encontro semanal de 1 hora dos PGOs - Grupos de Mães Unidas em Oração.

Se a mãe pertence ao Ministério Internacional e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).

Somos apenas servas!

Se você sentiu o toque do Espírito Santo para participar, o primeiro passo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil é fazer sua inscrição como Mãe (biológica, adotante ou espiritual) colocando seu(s) filho(s) e a escola adotada em oração na Rede Mundial de Oração.

É só fazer a inscrição para receber todas as informações necessárias através do link:
http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Tão logo encontre outra mãe que também tenha sido tocada pelo Espírito Santo comece seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Foi assim que começou com Fern Nichols em 1984, no Canadá. Ela levou seu filho para escola e viu que ele estava mudando de comportamento. Começou a orar e pediu a Deus outra mãe que estivesse passando pela mesma situação. Assim começou Moms In Prayer International e, hoje, estamos em mais de 150 países! Mistério Insondável de Deus! 

Lembre-se que Mães Unidas em Oração é um Ministério de mãe com mãe..

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora!
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

SAMARITANOS ENTRE FALECIDOS, FALIDOS E FERIDOS


Milhares de falecidos, milhões de falidos, e incontáveis feridos. São os rastros da pandemia, gerada pelo novo coronavírus. A tragédia de tantos falecidos assusta e mobiliza previsões, prevenções e ações práticas. Diante da ameaça da vida tudo o mais perde a força e o sentido. Os investimentos são direcionados para diminuir ao máximo a ameaça da perda da vida, seja a própria, ou de pessoas do círculo mais próximo ou distante. Outra tragédia é perceber que a fome também se mostra como inimiga latente. Essa que invade barrigas em barracos onde “ficar em casa” significa não poder sair para garantir o pão de cada dia. Um sentimento muito diferente de se ficar em casa enfastiado pelo tédio de não se saber o que fazer ao longo do dia. Ainda há muitos outros que não falecerão pelo vírus, não perderão seus empregos, não sentirão a barriga roncar de fome, mas, mesmo assim, sairão feridos dessa batalha. De alguma forma, estejamos entre os falecidos, falidos ou feridos, essa pandemia nos afeta ou afetará a todos.

As crises escancaram as interioridades, revelam as maldades ou as bondades, munem de pedrões ou de perdões, evidenciam o potencial humano para repudiar ou acolher, para abandonar ou cuidar. Nas situações extremas, surgem inúmeras oportunidades de alavancar o bem para muito acima do mal. No entanto, infelizmente nem sempre assim se faz. Pode ser assustador constatar, em meio às dores, que há inúmeras intencionalidades do aproveitamento próprio, dos interesses políticos, religiosos e econômicos. Intencionalidades que se mostram em atos conscientes usurpadores, que contribuem para o aumento dos falecidos, falidos e feridos, algumas vezes tão letais quanto a COVID-19. Mas, ao mesmo tempo, a esperança, de que as ameaças serão vencidas, se renova e se mantém diante da afluência de um mar de gente samaritana, que caminha solidariamente entre as dores dos rastros deixados pela pandemia.

Gente samaritana é uma referência à parábola bíblica do Bom Samaritano (Lucas 10.25-37). Essa parábola foi contada por Jesus, ao responder para um perito da lei sobre quem seria o próximo, depois de ter ensinado “ame o seu próximo como a si mesmo”. Na parábola, havia um homem viajando em uma estrada. Ele caiu nas mãos de assaltantes, que tiraram suas roupas, o espancaram quase até à morte e se foram. Alguns transeuntes, ao passarem por aquela estrada, se depararam com a tragédia daquele homem. Um deles, um sacerdote, quando o viu passou pelo outro lado da estrada. Assim também um levita, ao ver o homem moribundo, desviou-se do caminho. Mas, o samaritano, cidadão de Samaria, ao chegar naquele lugar e ver o homem desfalecendo em dores, teve piedade dele. Parou sua viagem, fez por ele o que pôde, enfaixou-lhe as feridas, derramou nelas vinho e óleo. Depois o colocou sobre o seu próprio animal, o levou para uma hospedaria e cuidou dele. No dia seguinte seguiu viagem, mas antes pagou ao hospedeiro o devido valor pela estadia e deu recomendações de que seguisse cuidando daquele homem, pois pagaria todas as despesas quando voltasse. Ao final da parábola Jesus pergunta ao perito da lei: “Qual destes três você acha que foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?”. Ele rapidamente respondeu: “Aquele que teve misericórdia”. E a recomendação de Jesus para ele foi: “Vá e faça o mesmo”.

A parábola é uma lição de humanidade, ao clarificar que a misericórdia nos coloca na relação com o próximo. Nessa proximidade relacional com o outro, aciona-se o potencial da nobreza, de um caráter que mostra os valores mais consistentes para a vida humana. Quando a morte assola a humanidade, o que mais se precisa é de gente samaritana com suas expressões de misericórdia. Em meio à pandemia mundial atual, essa gente está, em grande parte, nos hospitais, laboratórios, organizações e lares, mas também nos mais variados e inusitados lugares.

Samaritanos que caminham entre falecidos, falidos e feridos são todos aqueles que, mesmo arrolados nas estatísticas dos atingidos, mostram misericórdia. O termo misericórdia carrega o significado de clemência e piedade. Sua origem etimológica vem dos termos latinos MISERATIO, derivado de MISERERE, que significa “compaixão” e CORDIS, derivado de COR, “coração” (1). Misericordiosos são pessoas cujo coração que bate em favor do miserável. Sabem partilhar tanto das próprias dores e dissabores, como do seu tempo, vestimenta, alimento, até mesmo se for o último pedaço de pão. São solidários, não pela ausência de dores em si mesmo, mas por compreenderem que o alívio se faz presente na partilha da alma e da vida com o próximo. Essa partilha, que se mostra no repartir da intervenção, do conhecimento, do cuidado, do trabalho, do afeto, do dinheiro, da comida, da água, de uma máscara ou de um frasco de álcool em gel. Como comenta Vera Shoenardie, em uma reunião de amigos em encontro virtual durante o distanciamento social: “São pássaros feridos que cantam a Deus! Nele confiam mesmo quando o céu está encoberto de densas nuvens. E ainda têm forças para olhar com compaixão e generosidade para a dor e a necessidade do outro. Que a graça e a misericórdia, daquele que acompanha nossa jornada, estejam entre nós!”.

Os samaritanos que caminham entre os falecidos, falidos e feridos estão em todos os lugares, nos hospitais, nos lares, nas ruas, nas igrejas e nos mercados. São os pais que cuidam dos filhos, filhos que cuidam dos pais, irmãos e amigos que se cuidam, mas também sabem olhar para além, por seus vizinhos e colegas, para outros povos e nações. Além de visualizar as necessidades do lar, mantém suas lentes ampliadas para as misérias da rua, bairro, cidade, estado, país e mundo. Essa gente samaritana vai ensinando para a sociedade atual, que já foi classificada por tantos pensadores como a sociedade do espetáculo, do desempenho, da ideologia do sucesso, da liquidez, da falência da solidariedade, das relações descartáveis e do reino do dinheiro, que o foco é outro. A postura samaritana enfatiza que, como habitantes do planeta, somos uma comunidade humana que tem como premissa o cuidado de uns aos outros. Parece que os solidários caminhantes entre os falecidos, falidos e feridos proclamam, em grandioso som, com seus atos de misericórdia, qual deveria ser a verdadeira religião. Aquela declarada pelas Sagradas Escrituras: “Religião de verdade, que agrada a Deus, o Pai, é esta: cuidem dos necessitados e desamparados que sofrem e não entrem no esquema de corrupção do mundo sem Deus” (Tiago 1.27, A Mensagem).

Cuidar dos necessitados e desamparados, e não se render aos esquemas de corrupção, poderia salvar o planeta, não somente dessa pandemia por causa do novo coronavírus, mas também da pobreza e da violência, que promovem igualmente muitos falecidos, falidos e feridos. Que a afluência dessa gente samaritana siga em expansão, e mesmo que também ferida, seja protagonista do achatamento gráfico da curva dos falecidos, falidos e feridos nessa crise. E que, posteriormente, quando a pandemia tiver sido vencida, a sociedade possa ter alcançado uma nova classificação: − a sociedade da solidariedade.

Por Clarice Ebert, Psicóloga,Terapeuta Familiar, Mestre em Teologia, Professora, Palestrante, Escritora. Membro e docente de EIRENE do Brasil e do CPPC - Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos.

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Coeditora do Blog: Sirlei Mendonça Campos)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

sexta-feira, 26 de junho de 2020

O AMOR COMEÇA EM CASA


(Ilustração)
Estava correndo na calçada,e de repente,um estranho esbarrou em mim.A minha reação foi a seguinte:"- Me desculpe, por favor".

A pessoa me respondeu:"- Me desculpe também.Eu simplesmente não vi você."

Depois de trocarmos palavras amáveis e gentis eu fui para minha casa. E mais tarde, quando eu estava fazendo o jantar, meu filho se aproximou de mim, tão silenciosamente, que eu não percebi e quando me virei tomei o maior susto e lhe dei uma bronca: "- Saia do meu caminho meu filho!" Por isso, ele foi embora, certamente com o seu pequeno coração partido.

Quando fui me deitar eu podia ouvir a voz calma e doce de Deus me dizendo: "- Quando falava com um estranho você foi bastante cortês, mas com seu filho, a criança que você ama, quanta grosseria!"

Neste instante eu me senti pequena, e agora, era o meu coração que estava partido. Então, fui até o quarto e falei ao meu menino: "- Filho eu sinto muito pela maneira que agi hoje, eu não devia ter gritado com você daquela maneira."

Meu filho respondeu: "- Ah,mamãe não tem problema; eu te amo." 

Deus criou a família como base sustentadora da sociedade, por isso o diabo ataca constantemente essa instituição, pois sabe que destruindo o alicerce estará abalando toda estrutura.

Estudos científicos comprovam que o impacto causado pelo meio em que vivem será decisivo para a formação de pessoas agressivas ou para o desenvolvimento de indivíduos socialmente adaptados.

Vimos a todo instante, através dos meios de comunicação, notícias de agressões mortais entre membros de uma mesma família, enquanto o aumento da violência na sociedade cresce assustadoramente, nos levando a perceber que a instituição familiar tem espalhado esse comportamento diabólico por toda a sociedade.

"Mas bem vos conheço, que não tendes em vós o amor de Deus." (João 5.42)

Orar, ler a Bíblia junto com a família, viver conforme os ensinamentos bíblicos, amar quando deveria se irar, e, sobretudo, ter o amor de Deus como alicerce, glorificando e exaltando o nome de Jesus com atitudes de um verdadeiro cristão será ponto determinante para a vitória da família sobre as investidas do diabo.

O amor é o dom supremo exercitemos o amor a começar da nossa casa, precisamos orar mais por nosso filhos, mas também precisamos nos examinar como mães de forma que possamos ver de maneira madura e responsável, o quanto estamos contribuindo para o bem estar e para saúde emocional de nosso filhos oferecendo a eles um ambiente familiar amoroso e saudável

Estejamos atentas a voz do Espirito Santo, a fim de possamos nos concertar com Deus e com nosso amados.

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

Site Internacional: momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
       contato@maesunidasemoracao.org 

Coeditora do Blog: Cláudia Regina Farias 
  
IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

quarta-feira, 24 de junho de 2020

MÃES COMUNS PARA FINS EXTRAORDINÁRIOS!


Ao ser toca pelo Espirito Santo, quando vi uma postagem no Instagram, eu estava confiante em meu chamado para iniciar um grupo de Mães Unidas em Oração do Ministério Mães Unidas em Oração Internacional para orar pelos meus filhos, Lucas (13) e Maria Cândida (9) e adotar uma escola em oração. 

Jane Esther, entrou em contato comigo e me orientou como fazer as reuniões como realizar "Os Quatro Passos Para Oração".  Enviou todo o material para mim.  Estava apavorada sobre como receber em casa o meu primeiro grupo de oração. Eu nunca tinha servido a Deus nessa função antes. Eu tinha ensinado na Escola Dominical, mas ser uma líder de oração para um grupo de mães? Nunca!

Apenas uma outra mãe iria participar da primeira reunião e eu avisei antes de começar que eu estava nervosa para orar naquele formato. "Os Quatro Passos Para Oração. Especificamente, a parte sobre louvar a Deus que era um conceito novo para mim. Jamais iniciei uma oração louvando o nome de Deus... Sempre era agradecendo e pedindo... Orar hierarquicamente, fez todo sentido em minha vida"

Jane Esther, falou sobre Gideão. Que Deus deu a ele os homens que ele precisaria para vencer os Amalequitas. Fui ler sobre Gideão no livro de Juízes. Jane Esther, falou sobre o relacionamento de Gideão com Deus e seu questionamento para salvar Israel, quando ele pergunta: "Mas, Senhor, como posso salvar Israel? Minha família é a mais pobre em Manassés, e eu o menor na minha família." (Juízes 6:15)

Vi que Deus pede a Gideão para dispensar todo aquele povo... Ele não precisava de tanta gente para vencer aquela guerra.

No início com as minhas mães no grupo de oração, eu definitivamente me sentia insuficiente, desarticulada e estava preocupada, pois tinha horas que parecida que meu cérebro iria surtar, tal era a minha responsabilidade, e via a minha incapacidade.

Mas como Deus mostra repetidamente em toda a Bíblia, o Senhor usa pessoas comuns para fins extraordinários. Se você está ouvindo o chamado de Deus para liderar um grupo de Mães Unidas em Oração Internacional, peço-lhe para que Deus lhe dê capacidade para realizar esta missão.

Desde que comecei com as minhas primeiras mães em meu PGO - Pequeno Grupo de Oração, eu pessoalmente tenho crescido, imensamente, em minha vida de oração, cresci no meu relacionamento com Deus. Sempre senti a obrigação de frequentar a igreja e crer em Deus, mas por aprender a louvá-Lo, eu vim a conhecê-lo em um nível mais pessoal. Eu realmente tornei-me consciente do amor de Deus. Ao aprender a louvar a Deus com tantos nomes, caráter e atributos diferentes, eu vim a conhecê-lo em um nível muito mais íntimo. Eu estou encantada com a grandiosidade de Deus!

Agora, com a pandemia, um novo e gigantesco desafio... Não sabia como usar mídia, mas através do tutorial de nossa Coordenadora Nacional Jane Esther meu coração ficou aliviado, pois vi que era tão simples e pude constatar que quando nos colocamos nas mãos de Deus, Ele nos dá todas as ferramentas, todas as condições para aprendermos e para fazermos o trabalho com prazer e segurança... Pronto! Aprendi a fazer as vídeos chamadas... No primeiro dia, quando olhamos os nosso rostos, era tanta alegria, que passamos uns minutos de choro e de troca de experiências...
 

Graças a Deus pela tecnologia que nos permiti, semanalmente estarmos juntas de quatro em quatro, e assim continuarmos a perseverar na oração! Deus seja louvado sempre!

Marta Teixeira Vasconcelos
(Líder de PGO - Pequeno Grupo de Oração do Ministério Mães Unidas em Oração em Nova Friburgo, RJ – Brasil. Testemunho publicado com permissão da mãe)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

VOCÊ TEM FÉ?

   

Uma cidadezinha do interior sofria com uma grave seca que já durava vários meses. Os moradores já sofriam com a estiagem e já haviam pessoas que começavam a passar necessidades graves. Tudo faltava: Alimento, água, dinheiro…

Foi então que um grupo de crentes de uma igreja combinaram de fazer uma reunião de oração especial para pedir que Deus enviasse a chuva tão necessária naquele momento.

No dia combinado, todos iam chegando e se acomodando na igreja, aguardando que o pastor iniciasse aquele momento especial de clamor.

Num determinado momento, uma menina chama todas as atenções, quando entra na igreja de guarda-chuva à tira-colo, capa de chuva e bota de borracha.

Houve quem quisesse rir, mas logo a “ficha caiu”:

Eles estavam diante da mais genuína demonstração de fé daquela criança;
demonstração essa, que não se viu em nenhum dos adultos crentes ali reunidos.

(Extraido do site https://www.esbocandoideias.com/)

Nós oramos, clamamos, mas será que temos fé, a fé genuína dessa criança que tem a certeza da chuva após a oração?

Precisamos exercitar essa fé e orar para que nossos filhos creiam com todo coração no poder Deus e saibam que muitas vezes terão que primeiro por o pé, para Deus então, fazer o caminho.

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Coeditora do Blog: Cláudia Regina Farias)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

terça-feira, 23 de junho de 2020

O PEQUENO CORRUPTO HOJE É O GRANDE CORRUPTO AMANHÃ


O famoso “jeitinho brasileiro”, pode levar a atos de corrupção.

Isto é o que confirma, Rodrigo Bolleli, promotor de Justiça do Ministério Público de Goiás. Também é coordenador da Campanha: “O que você tem a ver com a corrupção? “, iniciada em 2017, em seu estado.

Pesquisa realizada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Instituto Vox Populi (2017), revela que 30% dos brasileiros acreditam que dar dinheiro a um guarda para evitar uma multa, falsificar uma carteirinha de estudante, furar uma fila, aceitar troco errado, comprar produtos falsificados, no trabalho levar atestado médico falso, na escola assinar presença para o colega, não são atitudes tão erradas. Encaram como parte do cotidiano e necessário para sobreviver. 

A maioria só considera “ato corrupto”, o que acontece no ambiente da sociedade e do governo – e não em suas vidas particulares.

Já o promotor de justiça Jairo Cruz, coordenador Nacional da Campanha contra corrupção, afirma que “aceitar essas pequenas corrupções, legitima aceitar grandes corrupções”. Ele ainda reforça: “é como se uma criança que hoje cola em uma prova, possa no futuro, subornar um guarda, sem achar que isso é corrupção.”

Sabemos que a fonte dos valores para os cristãos, deve ser a Palavra de Deus, a Bíblia. “Tua palavra é lâmpada para os meus pés e luz para o meu caminho.” Salmo 119.5 (NVT). Ela nos exorta a sermos honestos e falar sempre a verdade: “… falaremos a verdade em amor, tornando-nos, em todos os aspectos, cada vez mais parecidos com Cristo, que é o cabeça.” Efésios 4.15. (NVT).

A família é onde aprendemos, desde a infância, os valores positivos e eternos, as regras sociais, a visão de mundo. Também contribui grande parte para a construção do caráter. A criança é inteligente, perspicaz e muito observadora. Aprende muito mais pelo que vê dos adultos, do que pelo que ouve. É necessário que ela se desenvolva num ambiente seguro, com regras claras e exemplos de honestidade desde o berço.

Você – pai ou mãe – tem sido um bom exemplo de honestidade para seus filhos?

Será que às vezes “sem querer”, você cruza um semáforo vermelho para chegar mais rápido, com seu filho sentado no banco de trás? Ou vê o seu filho chegando em casa, com uma caneta diferente, que ele diz ter “achado no chão” da sala de aula, e você “faz de conta que não viu”, sem ensinar que ele deve tentar saber de quem é, e devolver? Existem ainda, os pais que dizem: “Tudo bem filho, achado não é roubado!”.

Eu e o meu esposo Sergio Leoto, aconselhamos muitos casais em crise. Temos encontrado muitos homens que, descontentes com suas esposas, usam o adultério como válvula de escape, para seus problemas conjugais, em vez de enfrentá-los. Mentem por muito tempo, “jurando que são fiéis” às esposas – até que são descobertos! Não percebem que com esta atitude, estão ensinando aos seus filhos (muitas vezes adolescentes): “olha filho, quando você estiver casado, faça como eu, resolva seus problemas sendo infiel à sua esposa, em vez de buscar ajuda”.

Desejar ter uma família saudável é muito bom! Mas se queremos filhos adultos e com um bom caráter, uma sociedade e um país menos corruptos, precisamos buscar em Deus a fonte de nossos valores. É preciso orientar aos nossos filhos, que a começar pelas “mínimas coisas”, devemos ser honestos. Ensiná-los que sempre devemos falar a verdade e fazer o que é certo. Isso começa em casa, pelo nosso exemplo.

Como já dizia o poeta Milton Nascimento: “Há que se cuidar do broto, para que a vida nos dê flor e fruto”.

Magali Leoto
Missionária, escritora e palestrante do Ministério Fortalecendo a Família. Psicóloga clínica e coaching. Membro do CPPC - Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos.

Fontes:
1 Souza, Wendell Menezes de, “O Jeitinho Brasileiro e a corrupção”, advwendell.jusbrasil.com.br/artigos/473263873/o-jeitinho-brasileiro-e-a-corrupcao.

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Coeditora do Blog: Sirlei Mendonça Campos)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer suainscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

segunda-feira, 22 de junho de 2020

DEUS RESPONDE AS NOSSAS ORAÇÕES?



Você conhece alguém que realmente confia em Deus? Quando era ateia, uma grande amiga minha costumava me contar toda semana algo específico pelo que ela estava orando, na certeza de que Deus iria tomar providências. E toda semana eu costumava contemplar Deus agindo de maneira incomum para responder suas orações. Você sabe como é difícil para uma ateia observar fatos como esses, semana após semana? Depois de um certo tempo, dizer que não passava de “coincidências” se tornou um argumento muito fraco.


Então, por que Deus respondia as orações da minha amiga? A maior razão para isso é porque ela tinha um relacionamento íntimo com Ele, desejava segui-lo e, realmente ouvia o que Ele tinha a dizer. Em sua mente, Deus tinha o direito de dirigir sua vida e ela o fazia se sentir bem-vindo para fazer justamente isso! Quando ela orava por determinada coisa, era porque, de certa forma, se sentia muito confortável ao se achegar a Deus com suas necessidades, suas preocupações, ou qualquer assunto referente a sua vida. Além disso, estava convencida, pelo que lia na Bíblia, que Deus queria mesmo que ela descansasse nele assim.

Ela basicamente colocava em prática o que esta frase bíblica diz: “Esta é a confiança que temos ao nos aproximarmos de Deus: se pedirmos alguma coisa de acordo com a sua vontade, ele nos ouve.” (1 João 5:14 ) “Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos e os seus ouvidos estão atentos à sua oração, mas a face do Senhor está contra os que praticam o mal.” (1 Pedro 3:12 )

Então, por que Deus nem sempre responde às orações de todos?

Pode ser porque nem todos tenham um relacionamento com Ele. Eles devem saber que Deus existe, devem até adorar a Deus de vez em quando. Mas esses que nunca parecem ter suas orações respondidas, provavelmente não desenvolveram um relacionamento com Deus. Além disso, eles nunca devem ter recebido de Deus perdão completo de seus pecados. “O que uma coisa tem a ver com a outra?”, você deve estar se perguntando. Aqui está a explicação: “Certamente, o braço do Senhor não está encolhido para salvar, nem seu ouvido fechado para ouvir. Mas suas iniquidades separaram vocês de Deus. Seus pecados esconderam a face dele de vocês, então ele não os irá ouvir.” (Isaías 59:12)

É muito natural sentir essa separação de Deus. Quando as pessoas se voltam para Ele a fim de colocá-lo a par de algo, ou para pedir algo, o que geralmente elas fazem? Começam dizendo: “Deus, eu realmente preciso da tua ajuda neste problema…”. E aí há uma pausa, seguida de: “Eu sei que não sou uma pessoa perfeita, que realmente não tenho direito nenhum de te pedir isso…”. Existe um conhecimento pessoal de pecados e fracassos. E a pessoa sabe que Deus está ciente disso também. Há uma noção de: “Com quem penso que estou brincando?”. O que eles não devem saber é como podem receber o perdão de Deus por todos os seus pecados e como podem desenvolver um relacionamento pessoal com Deus, para que então Ele possa ouvi-los. Este é o fundamento básico para que Deus responda suas orações.


Como Orar: O Fundamento Básico
Primeiro você deve começar um relacionamento com Deus. Imagine que um rapaz chamado Marcos decide pedir ao reitor da Universidade de Federal do Rio de Janeiro (alguém que ele nem ao menos conhece) que autorize o empréstimo de um carro para ele. Marcos teria chance nula de conseguir ser atendido. Por outro lado, se a filha deste mesmo reitor pedisse a seu pai que autorizasse um empréstimo de carro para ela, não haveria problema algum. Um relacionamento pessoal conta muito.

Com Deus, quando alguém é verdadeiramente seu filho, quando alguém pertence a Ele, Ele o conhece e ouve suas orações. Jesus disse: “Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem. As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna, e elas jamais perecerão; ninguém as poderá arrancar da minha mão.” (João 10:14, 27-28)

Quando o assunto é Deus, você realmente o conhece? E Ele conhece você? Você tem um relacionamento com Ele que garanta a resposta de suas orações? Ou Deus está bem distante, sendo apenas um conceito em sua vida? Se Deus está distante, ou você não tem certeza de que o conhece, aqui está uma maneira de começar a se relacionar com Ele agora mesmo: Conhecendo Deus pessoalmente.

Será que Deus vai responder sua oração definitivamente?
Para aqueles que realmente o conhecem e descansam nele, Jesus parece ser muito generoso em sua oferta: “Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido.” (João 17:7 ) “Permanecer” em Cristo e ter as palavras dele dentro de nós significa que conduzimos nossas vidas sob o comando dele, descansando nele, ouvindo o que Ele tem a dizer. Assim, estaremos aptos a pedir a Deus qualquer coisa que desejarmos e Ele responderá. Aqui está outra vantagem: “Esta é a confiança que temos ao nos aproximarmos de Deus: se pedirmos alguma coisa de acordo com a sua vontade, ele nos ouve. E se sabemos que ele nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que temos o que dele pedimos.” (1 João 5:14-15) Deus responde nossas orações de acordo com a sua vontade (e de acordo com a sua sabedoria, seu amor por nós, sua santidade…).

Nós erramos ao assumirmos que sabemos qual é a vontade de Deus, quando somente alguma coisa faz sentido para nós! Nós assumimos que há somente uma “resposta” correta para cada oração específica, tendo a certeza de que AQUELA é a vontade de Deus. E é aí que fica mais difícil. Nós vivemos dentro dos limites do tempo e do conhecimento. Temos apenas informações limitadas sobre cada situação e sabemos algumas implicações de ações futuras nessas determinadas situações. O entendimento de Deus é ilimitado. Como um evento ocorre no curso da vida ou da história é apenas algo que Ele já sabe. E Ele deve ter propósitos muito além daqueles que podemos imaginar. Logo, Deus não fará algo simplesmente porque determinamos que essa deveria ser a sua vontade.

O que é preciso? O que Deus está inclinado a fazer?
Páginas e páginas poderiam ser preenchidas com as intenções de Deus para nós. A Bíblia inteira é uma descrição do tipo de relacionamento que Deus quer que experimentemos com Ele e do tipo de vida que Ele quer nos dar.

Aqui estão alguns exemplos:“…o Senhor espera o momento de ser bondoso com vocês; ele ainda se levantará para mostrar-lhes compaixão. Pois o Senhor é Deus de justiça. Como são felizes todos os que nele esperam!” (Isaías 30:18 ) Você captou isso? Como alguém que se levanta de sua cadeira para oferecer ajuda, “Ele se levanta para lhe mostrar compaixão”. “Este é o Deus cujo caminho é perfeito; a palavra do Senhor é comprovadamente genuína. Ele é um escudo para todos os que nele se refugiam.” (Salmo 18:30) “O Senhor se deleita naqueles que o temem [reverenciam], que colocam sua esperança em seu leal amor.” (Salmo 147:14)

De qualquer maneira, a maior demonstração do amor e da compaixão de Deus por você é expressa pelas seguintes palavras de Jesus: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos” (João 15:13 ), que nada mais é do que o que Cristo fez por nós. Então, “Aquele que não poupou a seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos dará, juntamente com ele, gratuitamente todas as coisas?” (Romanos 8:32)

E o que dizer das orações “não respondidas”?
Certamente as pessoas ficam doentes e até morrem; problemas financeiros são reais, e toda sorte de situações difíceis é passível de acontecer na vida de qualquer um. O que fazer então?

Deus nos diz para levar todas as nossas preocupações a Ele. Mesmo quando a situação parecer irremediável, “Lancem sobre ele toda ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês.” (1 Pedro 5:7) As circunstâncias podem parecer estar fora de controle, mas não estão. Quando o mundo inteiro estiver desabando, Deus ainda pode e sempre poderá segurá-lo em suas mãos. É aí que uma pessoa pode se sentir muito agradecida por ter o privilégio de conhecer a Deus. “Seja a amabilidade de vocês conhecida por todos. Perto está o Senhor. Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus.” (Filipenses 4:5-7) Deus pode providenciar soluções para os seus problemas além do que você considera ser possível. Provavelmente, qualquer cristão pode listar exemplos como esse em suas próprias vidas. Mas se as circunstâncias não melhorarem, Deus ainda pode nos dar a sua paz em meio a tudo isso. Jesus disse: “Deixo-lhes a paz; a minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbem os seus corações, nem tenham medo.” (João 14:27)

É neste ponto (quando as circunstâncias ainda estiverem difíceis) que Deus nos pede para continuar a confiar nele – para “andar pela fé, não pela visão”, diz a Bíblia. Mas não é uma fé cega; é baseada no caráter de Deus. Um carro viajando pela ponte Rio-Niterói é totalmente sustentado pela integridade da ponte. Não importa o que o motorista possa estar sentindo, ou pensando, ou discutindo com o passageiro do outro assento. O que faz o carro chegar seguramente ao outro lado da ponte é a integridade dela, na qual o motorista resolveu confiar. Do mesmo modo, Deus nos pede para confiarmos em sua integridade, seu caráter, sua compaixão, amor, sabedoria, retidão e justiça em nossa defesa. Ele diz: “Eu tenho amado com amor eterno; com amor leal a atraí.” (Jeremias 31:3 ) “Confie nele todo o tempo, ó povo. Coloque diante dele o coração, pois ele é o nosso refúgio.” (Salmo 62:8)

Em Resumo…Como Orar
Deus se ofereceu para responder as orações de seus filhos (aqueles que receberam Jesus em suas vidas e buscam segui-lo). Ele nos pede para levar qualquer preocupação até Ele em oração, pois Ele agirá por nós de acordo com a sua vontade. Enquanto lidamos com dificuldades, temos de lançar sobre Ele nossas aflições e receber dele a paz que desafia as circunstâncias. A base da nossa esperança e fé é a pessoa de Deus. Quanto mais o conhecermos, mais aptos estaremos a confiar nele.

A razão das nossas orações é o caráter de Deus. A primeira oração que Deus responde é a oração em que você expressa o seu desejo de começar um relacionamento com Ele.

(Marilyn Adamson)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

domingo, 21 de junho de 2020

DEUS PODE TUDO!


A graça e a paz do Senhor!

É um prazer enorme poder compartilhar com tantas mães o que o Senhor tem feito nesses últimos meses de angústia, ansiedade, pânico, medo, incertezas... 

Desde já, quero agradecer o Ministério Mães Unidas em Oração Internacional que chegou na hora certa e tem sido um divisor de águas na minha vida e na vida de muitas mães.

Em março eu sofri um acidente automobilístico grave. Meu irmão estava dirigindo. Ficamos imprensados entre duas carretas. O carro deu perda total. Meu irmão não teve um arranhão, eu fiquei com fortes dores, mas não quebrou um só osso para honra e glória do Senhor!

Depois de vinte dias que estava me recuperando do acidente, justamente na primeira semana do isolamento, da quarentena eu contrai uma dengue. 
No sexto dia, o caso se agravou e a minha imunidade baixou, assustadoramente, me levando a uma dengue hemorrágica.Foi necessária uma internação de urgência, mais um livramento de morte eu pude experimentar. 

 A Palavra de Deus nos diz no Salmo 116:3-6 “Os cordéis da morte me cercaram, e angústias do inferno se apoderaram de mim; encontrei aperto e tristeza. Então invoquei o nome do Senhor, dizendo: Ó Senhor, livra a minha alma. Piedoso é o Senhor e justo; o nosso Deus tem misericórdia. O Senhor guarda aos símplices; fui abatido, mas ele me livrou.”

Quando veio o decreto do isolamento, da quarentena o meu neto Filipe de 12 anos que mora em uma cidade vizinha veio ficar comigo devido o trabalho de sua mãe. Seu irmão Mateus, de 19 anos já mora comigo há dois anos por motivo da separação de seus pais.

Casa cheia, enferma, e sobre orientação médica, devido a imunidade baixa e a pandemia, muitas lutas!

Mateus o mais velho já vinha há algum tempo refugiando-se nos jogos online... Dias seguidos, muitas vezes não parava nem para comer. O Filipe deixava transparecer sua carência devida a falta paterna com atitudes rebeldes.

Nesse período, mês de maio iniciamos a campanha "Levanta e clama". Foram 31 dias de clamor. Todos os dias eu gravava um áudio com os alvos da campanha e enviava para outras mães orando as virtudes sobre nossos filhos, e enquanto isso eu tomava posse daquelas virtudes para minha vida. Deus trabalhava na minha casa com paz, mansidão, domínio próprio... Não teve um dia de contusão no meu lar.

Deus restaurava minha saúde e meu caráter. Aleluia!

Essa pandemia tem sido uma benção para aqueles que entenderam o treinamento! Tem sido um tempo de clamor juntamente com as mães do PGO – Pequeno Grupo de Oração.

Tem sido um tempo para que Deus tirasse meu neto daqueles jogos e preparasse um trabalho para ele, embora havia momentos que eu não conseguia ver uma saída, pois o histórico é de muitos desempregos. 

Pude experimentar as providências Divinas, através da tecnologia, mesmo a distância podíamos interagir com mães através de live e chamadas de vídeo pelo whatsApp, clamar umas pelas as outras e pelo Ministério. Deus é maravilhoso!

Hoje, estou recuperada, o Mateus está empregado, longe dos jogos, e daquela apatia, voltou a praticar esporte... Estamos orando pela sua reconciliação com Deus e voltar para o louvor que é o seu chamado. Felipe tem sido um bênção para nossas vidas, além de me ajudar na parte de tecnologia para dar suporte nas reuniões do Ministério. 

Eu agradeço a irmã Jane Esther e esse Ministério maravilhoso no qual Deus me colocou.

Mães unidas em oração, filhos protegidos. Todo filho precisa de uma mãe que hora. Você já orou pelo seu filho hoje?

Iraci Almeida Silveira
Coordenadora do Ministério Mães Unidas em Oração Internacional no Município de Capinópolis, MG (Testemunho publicado com a permissão da mãe)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548


(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

sábado, 20 de junho de 2020

MULHER INTEIRA!



Uma mulher que busca ser inteira compreende que a vida é um presente e que o seu dia-a-dia está repleto de micro sinais e oportunidades que a conectam de forma integrada ao seu corpo, suas emoções, seus relacionamentos e sua interioridade. Uma boa dose de graça, compaixão, bondade é vivenciada na relação consigo, com os outros, com o ambiente e com o transcendente. O sentido da vida se aconchega e faz morada em seu interior dando a sensação de que a vida vale à pena. Dessa forma vive plena, mesmo que não seja a mulher mais bela, nem a mais rica, moderna ou famosa da cidade.

Uma mulher inteira sabe que cuidar-se é essencial para viver bem, pelo menos melhor, mais tranquila, mais leve e feliz, mesmo em meio aos desafios da vida. Cuida do seu corpo com amor, carinho, gratidão e responsabilidade. Desenvolve relacionamentos com sabedoria, graça e assertividade. Assume a identidade numa sintonia harmônica com suas emoções. Cultiva sua espiritualidade numa atenção plena em Deus e na partilha com outras pessoas, nutrindo a alma, fortalecendo a fé e renovando o sentido da vida.

Uma mulher inteira sabe que o cuidado de si é intransferível e, por isso, assume a responsabilidade de ser adulta, mulher crescida e madura. Estabelece a meditação como seu estilo de vida favorecendo o acontecer de cada coisa em seu tempo. Seja a superação de uma mágoa ou luto, o preparo ou degustação de uma boa comida, o diálogo na intimidade, o abraço, beijo, riso, choro, festejo ou o recolhimento, o silêncio no jejum das palavras, a oração, a contemplação e o sonho no sono. Segue assim, reconhecendo seu verdadeiro tamanho, sua inteligência e potencial, num discernimento de que nem tudo sabe e que precisa do outro para viver, se sentir parte, trocar, partilhar, amar, abraçar, envolvendo-se com graça, formosura e elegância, ao mesmo tempo em que enfrenta a vida com nobreza, garra, força e resiliência.

A palavra mulher tem como sinônimo o vocábulo rainha e, como tal, reflete em sua postura a majestade da magnitude de seu peculiar reino interior. Que esteja em sintonia com o Reino dos Céus. Similarmente à rainha Ester, cuja história relatada nas Escrituras revela suas nobres atitudes e posturas em meio às circunstâncias frágeis de sua vida, uma mulher inteira pode causar boa impressão por onde passa.

“Ester causava boa impressão a todos os que a viam” (Ester 2.15)

Ser mulher inteira é emoção e razão. É saber sentir, sensibilizar, pensar e raciocinar. E eis que o Criador agradou-se em criar à sua imagem e semelhança, após Adão, também à Eva, para que feitos da mesma essência do sagrado pudessem experimentar o encontro e a parceria. Fato que encheu o soberano de plena satisfação! Celebremos o bem feito do Criador!

(Por Clarice Ebert, Psicóloga,Terapeuta Familiar, Mestre em Teologia, Professora, Palestrante, Escritora. Membro e docente de EIRENE do Brasil e do CPPC - Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Coeditora do Blog: Sirlei Mendonça Campos)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx"

sexta-feira, 19 de junho de 2020

MÃES MÁS

                                       

Um dia, quando meus filhos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e as mães, eu hei de dizer-lhes:

– Eu os amei o suficiente para ter perguntado aonde vão, com quem vão e a que horas regressarão.

– Eu os amei o suficiente para não ter ficado em silêncio e fazer vocês saberem que aquele novo amigo não era boa companhia.

– Eu os amei o suficiente para os fazer pagar as balas que tiraram do supermercado ou revistas do jornaleiro, e os fazer dizer ao dono: "Nós pegamos isto ontem e queríamos pagar".

– Eu os amei o suficiente para ter ficado em pé junto a vocês, duas horas, enquanto limpavam o seu quarto, tarefa que eu teria feito em 15 minutos.

– Eu os amei o suficiente para os deixar ver além do amor que eu sentia por vocês, o desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos.

– Eu os amei o suficiente para os deixar assumir a responsabilidade por suas ações, mesmo quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração.

Mais do que tudo, eu os amei o suficiente para dizer-lhes não, quando eu sabia que vocês poderiam me odiar por isso (e em momentos até odiaram). Essas eram as mais difíceis batalhas de todas.

Estou contente, venci... Porque no final vocês venceram também!

E em qualquer dia, quando meus netos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e as mães, quando eles lhes perguntarem se sua mãe era má, meus filhos vão lhes dizer:

"Sim, nossa mãe era má. Era a mãe mais má do mundo..."

– As outras crianças comiam doces no café e nós tínhamos que comer cereais, ovos e torradas.

As outras crianças bebiam refrigerante e comiam batatas fritas e sorvete no almoço e nós tínhamos que comer arroz, feijão, carne, legumes e frutas.

E ela nos obrigava a jantar à mesa, bem diferente das outras mães que deixavam seus filhos comerem vendo televisão.

Ela insistia em saber onde estávamos a toda hora (tocava nosso celular de madrugada e "fuçava" nos nossos e-mails).

Mamãe tinha que saber quem eram nossos amigos e o que nós fazíamos com eles.

Insistia que lhe disséssemos com quem íamos sair, mesmo que demorássemos apenas uma hora ou menos. Nós tínhamos vergonha de admitir, mas ela violava as leis do trabalho infantil. Nós tínhamos que tirar a louça da mesa, arrumar nossas bagunças, esvaziar o lixo e fazer todo esse tipo de trabalho, que achávamos cruéis.

Eu acho que ela nem dormia à noite, pensando em coisas para nos mandar fazer.

Ela insistia sempre conosco para que lhe disséssemos sempre a verdade e apenas a verdade.

E quando éramos adolescentes, ela conseguia até ler os nossos pensamentos.

A nossa vida era mesmo chata. Ela não deixava os nossos amigos tocarem a buzina para que saíssemos, tinham que subir, bater à porta, para ela os conhecer.

Enquanto todos podiam voltar tarde à noite, com 12 anos, tivemos que esperar pelos 16 para chegar um pouco mais tarde, e aquela chata levantava para saber se a festa foi boa (só para ver como estávamos ao voltar).

Por causa de nossa mãe, nós perdemos imensas experiências na adolescência: nenhum de nós esteve envolvido com drogas, em roubo, em atos de vandalismo, em violação de propriedade, nem fomos presos por qualquer crime.

Foi tudo por causa dela.

Agora que já somos adultos, honestos e educados, estamos a fazer o nosso melhor para sermos "PAIS MAUS", como minha mãe foi.


Eu acho que este é um dos males do mundo de hoje: não há suficientes mães más.( Dr. Carlos Hecktheuer - Médico Psiquiatra)


Oremos para que tenhamos, força e sabedoria para sermos mães más o suficiente, para que nossos filhos sejam homens e mulheres tementes a Deus, honestos bem educados.

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Coeditora do Blog: Cláudia Regina Farias ) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

quarta-feira, 17 de junho de 2020

COMO A ORAÇÃO DE UMA MÃE PODE REALIZAR MILAGRES


Cuidar de um filho não é fácil, todas passaram ou passarão por grandes desafios, dores, perdas e provações. 

Mas existe uma diferença entre a mulher que tem o entendimento de sua responsabilidade como mãe, e a mulher que vive essa função a partir da crença de que não está sozinha. 

Se tiver fé que Deus está seguindo ao seu lado, você vai superar todas as provações e dificuldades que possam advir de sua responsabilidade com os filhos.

Quando uma mulher tem um filho ela assume o encargo de cuidar, consolar, de estar disposta a chorar com ele, de superar as dores para atender a necessidade desse filho, de perdoar seus erros... Mas sozinha ela não conseguirá realizar muita coisa.

Como ela conseguirá fazer isso se um filho se rebelar ou se distanciar? Se ele se envolver pelas artimanhas do nosso inimigo?


Esse poder virá a partir da oração e de sua dignidade perante o Senhor. Quando uma mãe se aproxima de Deus por intermédio de Jesus Cristo, terá força, sabedoria e discernimento para proteger seus filhos com fé coragem e perseverança!

Deus ouve a oração de uma mãe, porém isso não impedirá que venham adversidades e dores; e quando vier, o Senhor as consolará no momento da perda, dará sabedoria para tomar decisões e força para enfrentar e suportar as adversidades. Para isso precisam estar próximas a Ele através da oração fervorosa.

Manter-se próxima a Deus através de Jesus Cristo é o meio mais eficaz que uma mãe pode ter, mas para isso ela precisa conhecer quem realmente é Seu Salvador. Isso significa entender a imensidão do Amor de nosso Pai Celestial quando permitiu que Seu Filho Amado sofresse todas as dores por nossos pecados e que morresse para nos salvar. Sim, Ele deu Seu Amado Filho por todos os outros filhos...

Não é difícil uma mãe entender isso quando ela sente que o amor que tem por seu filho é somente uma pequena parte perante o amor que Deus e Jesus têm por nós. 

Deus supre todas as nossas necessidades.  

Mãe você não está só! A oração muda tudo Apenas confie!


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.

Todo filho precisa de uma mãe que ora

Você já orou pelo seu filho hoje?


contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 992120548 

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

O SEGREDO DA SABEDORIA HUMANA


"Assim o rei Salomão excedeu a todos os reis da terra, tanto em riquezas como em sabedoria." - 1 Reis 10:23

Todos sabemos, pelas escrituras que o rei Salomão foi o homem mais sábio e mais rico da sua época , e sabemos também a origem de toda sua sabedoria: ela lhe foi dada por Deus.
Deus apareceu em sonho a Salomão e lhe perguntou o que ele queria que Ele lhe desse.

E Salomão lhe pediu: da-me um coração entendido para julgar o teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal. E Deus lhe concedeu o coração tão sábio que não houve outro igual, nem antes, dele e nem depois dele .(1Reis 3:5-13)

Salomão foi o mais sábio e poderoso rei diante do mundo, teve muitas mulheres, desfrutou dos maiores prazeres que o mundo antigo podia oferecer e ofertar!!!

Porém,depois de viver uma vida longa cheia de riqueza, poder e honra, Salomão na sua velhice, percebeu e revelou que tudo o que o homem busca ao longo de sua vida, como riqueza, prazeres, alegrias, na verdade, não vale a pena e não preenche nem satisfaz o coração

Mas, como alguém que desfruta de todas as melhores coisas que há no mundo, e, mesmo assim, diz que nada vale a pena? 

Salomão, em todo o livro de Eclesiastes, nos alerta que tudo do que há do bom e do melhor nesse mundo não vale a pena, se não temermos a Deus de todo nosso coração e guardarmos Seus mandamentos!!!

Porquê nenhuma riqueza, poder e honra neste mundo é melhor do que Deus tem para nós. Deus tem a eternidade para nós !!!

"De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem. 

Porque Deus há de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau." - Eclesiastes 12:13-14

Oremos para que nossos filhos se lembrem que não há nada mais importante do que conhecer a Deus e obedecê-lo.

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Coeditora do Blog: Cláudia Regina Farias ) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".