Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em mais 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

sábado, 30 de março de 2019

ESTAVA FAZENDO TUDO ERRADO COM MINHA FILHA!


Irmã Jane Esther...


Sou mãe de três adolescentes. Um filho de 17 anos, uma filha de 15 anos e a mais nova de 12 anos. Passei por uma dificuldade muito grande quando a minha filha de 15 anos, que era muito tranquila, fazia parte do grupo de louvou da igreja Assembleia de Deus entrou no ensino médio.

Ela virou a cabeça. Ficou rebelde, não queria me ouvir, vivia em baladas com as colegas da escola, fugia de madrugada e, chegava de manhã, tinha vários namorados, um desespero. Meu esposo e eu não sabíamos mais o que fazer.

Eu não entendia porque daquele comportamento se tudo fizemos para que nossos filhos tivessem o melhor!

Eu não podia falar nada que me respondia agressivamente, e, só faltava me bater... Estava totalmente desnorteada...

Desesperada e com medo das consequências que minha filha poderia ter nesse caminho, usava a força e minha autoridade como mãe sem sabedoria alguma. Eu a obrigava ir à igreja comigo, não tinha a menor paciência, só falava com ela gritando. Como que podia aquilo acontecer comigo, visto que meus outros dois filhos eram totalmente diferentes em tudo...

Comecei a agir, pois fui falar com um líder de minha igreja e ele me disse que eu tinha que procurar ajuda... Conversei com algumas pessoas da área de adolescentes, mas nada resolvia...

Foi quando entendi que precisava de ajuda como mãe. Fui convidada por uma senhora para ir participar de um Chá na Sociedade Bíblica do Brasil, pois iria falar uma irmã sobre o Poder da Oração e que com certeza Deus iria me iluminar e me ajudar na criação de minha filha...

Quando cheguei, já tinha começado a programação e sentei mais atrás. Passados alguns minutos, a pessoa que me convidou não foi... Senti-me muito deslocada... Mas o Espírito Santo me incomodou para eu ficar e ir sentar mais a frente. Assim fiz...

Quando foi dada a palavra a preletora, irmã Jane Esther de Paula Rosa, ela falou sobre a Fé que vê o invisível e recebe o impossível. Citou algumas mulheres da Bíblia que são referências para nós, dentre elas: Ana (que clamou a Deus para ter um filho), Ester (que jejuou e orou três dias pela libertação de seu povo) e Joquebede (que usou de estratégias para salvar a vida de seu filho Moisés)... Ela falava de tal maneira que não conseguia desviar meus olhos... Era como se eu estivesse hipnotizada.

Eu anotei tudo... Em dado momento ela disse: “- Mãe, ame seu filho... Tenha paciência com ele... Ele precisa de você... Não diga palavras de maldição sobre a vida dele... Não diga que ele é uma peste... Que ele não vale nada... Que a melhor coisa seria você nunca tê-lo concebido... Seu filho precisa de você. Diga que o ama.. Que ele é o melhor presente que Deus deu a você... Abençoe seu filho... Ore por ele... Deus vai entrar com providências e vai mudar seu filho... Creia... Creia... pois nada resiste ao poder da oração Exatamente assim que ela disse.

Tão logo terminou a reunião fui falar com ela... Que bênção. Ela me explicou sobre o Ministério Mães Unidas em Oração, como funcionava... Não perdi mais tempo. Fiz minha inscrição, recebi todas as informações e comecei a agir e entrar na batalha espiritual pela vida de minha filha...

Convidei outra mãe e ela aceitou orar comigo, e assim começamos nossa batalha em oração juntas. Telefonei para ela e ela me auxiliava, com orientações e oração! Eu seguia as orientações...

Ao nos reunirmos para orar, sempre ouvia uma palavra de fé, e a cada orientação fui aprendendo a lidar com minha filha.

Primeiro houve uma mudança dentro de mim. Fui tendo sabedoria em lidar com ela... Passei a fazer Os Quatro Passos da Oração e entender o propósito de oração junto com as outras Mães Unidas em Oração.

Foi então que comecei a ver uma mudança muito grande em minha filha. Abandonou as más amizades e a vida errada que estava vivendo. Hoje minha filha, por sua própria vontade vai comigo para igreja e eu estou muito feliz!!

Sou muito grata por fazer parte do Ministério Internacional Mães Unidas em Oração, pois tenho aprendido muito.

Como mãe, hoje sei que tinha que mudar a forma como a tratava minha filha. Eu estava fazendo tudo errado!

(Tereza Cristina Martins Bittencourt – Líder de Grupo de Mães Unidas em Oração no Rio de Janeiro, RJ)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos 
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”

sexta-feira, 29 de março de 2019

DO NADA, A VIDA MUDA


“Amadas Mães Unidas em Oração....

Durante 5 anos participei de reuniões de movimento de oração, em minha Igreja Presbiteriana no Rio de Janeiro, mas nunca tinha sentido em meu coração a necessidade de orar como no 29 de junho do ano passado. Foi então que conheci, Mães Unidas em Oração.

Sempre fui com minha família a igreja, mas não tínhamos compromisso com Deus. Não éramos assíduos e nem tão pouco estávamos presentes nas reuniões semanais. Meus filhos iam quando tinham vontade, quando queriam. Nunca me preocupei em conduzi-los nos caminhos do Senhor. Muito menos da necessidade de participarem, desde pequenos na EBD. Eu era uma mãe displicente com Deus.

Nunca tínhamos sofrido nenhum problema. A vida era muito "normal".

Bem, no ano passado, meu filho mais novo, Benjamim, de 23 anos passou por um dos piores momentos de sua vida e trouxe desespero para todos nós. Ele estava cursando o último período Engenharia de Telecomunicações e foi a um encontro com os colegas em um restaurante ao ar livre na praia de Ipanema no dia 28 de junho, uma sexta-feira para festejar o final do curso.

Na hora, do nada, sem nenhuma explicação senti um aperto no meu coração, e disse para ele não ir. Disse que meu coração estava apertado. Ele disse que não teria nenhum motivo para eu me preocupar, pois o encontro seria com a turma dele e que todos estariam juntos. Não teria nenhum problema. 

Bem, em determinado momento apareceram uns rapazes estranhos que não pertenciam a o grupo e começaram a perturbar as colegas de classe com palavras de baixo calão. Meu filho Benjamim, e mais dois colegas foram falar com eles e pedir que os deixassem em paz. Um dos rapazes começou a discutir com eles e disse que queria ver quem iria tirá-los dali. Thomaz, amigo de meu filho disse que iria chamar a policia. Outro rapaz sacou uma arma e disse que se alguém se mexesse que ele iria atirar. De repente ele atirou e a bala acertou meu filho em cheio. Eles fugiram e meu filho foi socorrido pelos colegas e levado para o hospital. 

Bem, tão logo recebemos a notícia, eu, meu esposo Guilherme, nossos dois filhos: Júlia e Matheus e minha mãe Martha fomos para o hospital. Foram momentos terríveis, de total angústia. 

Assim que chegamos, encontramos alguns dos colegas de nosso filho no hospital. Eles estavam transtornados com o que tinha acontecido. Informaram que nosso filho já estava no centro cirúrgico. Passamos horas sem ter noticias e aguardando a finalização da cirurgia para sabermos exatamente o que estava acontecendo. Nada da cirurgia terminar... 

Quando o dia estava prestes a amanheceu, a cirurgia acabou. O medico veio até onde estávamos e disse que o quadro de meu filho era extremamente grave! Que teríamos de aguardar as próximas 24 horas! A bala tinha perfurado alguns órgãos e que ele havia tido uma parada respiratória durante a cirurgia. Estava no CTI.

Durante o restante da noite eu orei como nunca tinha orado e pedi a Deus pela vida de meu filho! De manhã, enquanto as enfermeiras trocavam o plantão, uma delas ligou a televisão começou a mexer nos canais. Mesmo cansada comecei a ouvir e, em menos de 2 minutos, ouvi uma jovem senhora falando: “- mãe a sua causa não está perdida. Creia no poder de Deus e que Ele poder operar maravilhas na vida de seu filho. Ele está no controle de todas as coisas. Apenas creia!“

Aquela palavra tocou tão forte em meu coração que naquele momento, senti de Deus um refrigério muito grande. Estava perto da recepção, então peguei o numero do telefone e entrei em contato. Quem atendeu foi a irmã Jane Esther. Naquele momento meu coração estava disparado. Disse para ela o que tinha acontecido. Ela orou comigo e disse que estava a disposição para o que eu precisasse. Disse também que outras mães estariam orando.... Foi maravilhoso! 

Ela leu a Bíblia, a Palavra de Deus, no Salmo 91. Eu ouvia atenta todos os detalhes. Fiquei imensamente grata... 

Eu telefonava para ela todos os dias e ela orava por mim. Como me senti consolada. Como foi importante aquele momento juntas... 

Muitas pessoas foram nos visitar, mas a palavra da irmã Jane Esther cravou no meu coração e transformou a vida de meu filho! Eu creio no Poder da Oração! Eu creio no Poder da Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Seu quadro foi melhorando e meu filho disse que sentiu em seu coração no CTI
 o Toque do Espirito Santo.. Ele disse: " - O Senhor Jesus tocou o meu coração. Eu senti a presença dele, comigo."  Aleluia! 

Em menos de 20 dias meu filho teve alta e foi para casa... Não teve como participar da formatura, pois estava muito debilitado. 

Passados dois meses, meu filho já estava bem e participou da formatura no final do ano.
Meu filho, hoje é líder dos jovens na Igreja, onde é membro. Passamos a ter compromisso com Deus. Meus outros dois filhos hoje estão integrados na igreja.

Procurei informações com a irmã Jane Esther de como poderia ser uma Mãe Unida em Oração. Ela me explicou dizendo que, primeiramente a mãe tem que sentir o toque do Espírito Santo. Depois pedir que Deus levante outra mãe com o mesmo propósito e, assim que tiver outra mãe para orarmos juntas, poderia formar o grupo e se reunir onde eu achasse melhor. Que seri bom participar do treinamento para conhecer os Quatro Passos Para Oração.

Hoje tenho meu grupo de oração em minha casa com mais três mães. Tenho a alegria se saber que estou somando com mães de mais de 150 países. Que faço parte deste extraordinário Ministério de oração.

Muito obrigada, Mães Unidas em Oração!"


Mônica Moraes da Costa Fernandes 
 Líder de Grupo de Mães Unidas em Oração no Rio de Janeiro, RJ
(Testemunho publicado com a permissão da mãe)



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

www.momsinprayer.org 
www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Se você foi tocada pelo Espírito Santo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, que é evangélico, o primeiro passo é fazer sua inscrição, e, em seguida, pedir a Deus outra mãe que sinta o mesmo toque o Espírito Santo e começar seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Faça sua inscrição online para receber todas as informações necessárias, através do link abaixo: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

quinta-feira, 28 de março de 2019

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE ABRIL DE 2019

É maravilhoso fazer parte de Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil e conhecer o extraordinário Programa de Oração Mundial em PGOs - Pequenos Grupos de Oração, que Deus deu a uma mãe: Fern Nichols, em 1984, no Canadá, e que já está em mais de 150 países... 

Um Ministério que durante anos tem sido referência na vida de milhões de mães ao redor do mundo!

Louvamos a Deus por mais um mês de oração pela vida de nossos filhos e escolas...

Agradecemos a vocês Mães Unidas em Oração que enviam seus pedidos e, através deles podemos elaborar o Calendário Nacional de Oração que tem norteado cada mãe no seu momento "A Sós com Deus"!
No Momento "A SÓS COM DEUS", a Mãe Unida em Oração escolhe a hora mais apropriada, diariamente, e ora de 3 a 7 minutos por um dos filhos (biológico, adotivo ou espiritual), pela escola e pelo pedido do dia que está no Calendário Nacional de Oração, enviado para todas as Mães que pertencem ao Ministério, em PDF. O Calendário não substitui o encontro semanal de 1 hora dos PGOs - Grupos de Mães Unidas em Oração.

Se a mãe pertence ao Ministério Internacional e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).

Somos apenas servas!

Se você sentiu o toque do Espírito Santo para participar, o primeiro passo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil é fazer sua inscrição como Mãe (biológica, adotante ou espiritual) colocando seu(s) filho(s) e a escola adotada em oração na Rede Mundial de Oração.

É só fazer a inscrição para receber todas as informações necessárias através do link:
http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Tão logo encontre outra mãe que também tenha sido tocada pelo Espírito Santo comece seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Foi assim que começou com Fern Nichols em 1984, no Canadá. Ela levou seu filho para escola e viu que ele estava mudando de comportamento. Começou a orar e pediu a Deus outra mãe que estivesse passando pela mesma situação. Assim começou Moms In Prayer International e, hoje, estamos em 153 países! Mistério Insondável de Deus! 

Lembre-se que Mães Unidas em Oração é um Ministério de mãe com mãe..

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

terça-feira, 26 de março de 2019

SEU FILHO ESTÁ VICIADO EM JOGOS DE VIDEO GAME?


Confira dicas de especialista para saber se o seu filho está viciado em jogos e qual a melhor maneira de reverter esse problema

Muitas pessoas questionam se o tempo que seu filho fica em frente ao brinquedo é um sinal de que ele está viciado em jogos. Realmente, é difícil perceber quando a criança está apenas empolgada com a diversão ou se desenvolveu uma dependência pelos joguinhos. É claro que, nesses casos, as consequências são percebidas no rendimento escolar, no sono e no próprio ambiente familiar — que acaba virando um campo de guerra. Mas saiba que a situação pode ser revertida com atitudes firmes e ajuda especializada.

Como saber se meu filho está viciado em jogos?


• “Mudanças de humor, depressão, agressividade, insônia, déficit de atenção nos estudos…”. Essa é a lista citada pela psicóloga Solange Quintanilha dos sinais de que o uso do videogame está passando dos limites.

• Não que sejam somente vilões. Pelo contrário: muitos pesquisadores ressaltam os benefícios desse tipo de diversão, como por exemplo, aumento das habilidades cognitivas, da memória e da coordenação motora.

• Porém, é fundamental colocar limites nos pequenos e, até mesmo, tomar algumas atitudes rígidas para evitar a dependência.

• “Os pais devem ter total conhecimento sobre a questão dos vícios, suas implicações e dificuldades na interrupção. Atrás de todo vício costumam haver problemas emocionais. Se já tentaram um diálogo, se já colocaram regras e leis que não funcionaram, a ajuda psicológica se faz necessária”, ressalta a profissional.

• Além de trabalhar a dependência, o psicólogo será capaz de identificar o que motiva seu filho a acabar se escondendo em um mundo irreal.

Olhar vigilante


• Mas como saber se o uso está exagerado? A especialista orienta que prestar atenção ao comportamento dos filhos é um bom começo.

• “O ideal é ficar atenta a qualquer mudança de humor, rotina, comportamento, estudo, sono, atividades sociais e amizades. Procure acompanhar, se possível, quando estão usando, o que estão jogando e com quem”, diz.

• Segundo Solange, no caso de crianças pequenas, o melhor é deixar o aparelho na sala e supervisionar o uso.

Chega de briga

• A consultora dá algumas dicas para controlar o uso do aparelho:

✓ coloque regras e atribua um tempo limite para os jogos;

✓ crie um canal de cumplicidade entre vocês. Se a compreensão estiver presente, será fácil aceitar um “não”;

✓ diversifique as opções de lazer para a família. Se não costuma levá-lo para atividades ao ar livre, por exemplo, é normal que acabem se apegando mais ao videogame.

Por que vicia?


• Já se perguntou por que o videogame causa tanto fascínio? Um ambiente virtual cada vez mais sofisticado e próximo da realidade, causando uma falsa sensação de poder, está relacionado à vontade de permanecer jogando.

• “Nesses jogos é possível errar, tentar de novo até acertar tudo, diferentemente da vida real”, argumenta Solange.

• Além disso, os games envolvem superação, afinal, a cada fase, surge uma vontade de avançar para a próxima etapa.

• A profissional salienta que o vício pode ser comparado à dependência química. Por esse motivo é tão importante considerar uma ajuda especializada para avaliar cada caso.

https://www.altoastral.com.br/filho-viciado-em-jogos-videogame/

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx"

domingo, 24 de março de 2019

QUEREMOS TER A VISÃO DO ALTO



Temos muitos motivos para orar,dentre tantos, pela proteção de nossos filhos.

Quantos ataques, quantas intervenções e projetos maligno contra suas vidas...

Cremos que Deus está nos movendo a orar como que construindo ninhos nas alturas. No lugar seguro e secreto,nos braços do Pai.

Ainda que nós (mães) ou eles (nossos filhos) venhamos ficar como criancinhas num elevador, só vendo pernas e bolsas e com os pescocinhos doendo de tanto olhar para o alto como quem desejando o colo da mãe para ver tudo de outro modo.

QUEREMOS TER A VISÃO DO ALTO, DO MUITO MAIS QUE O SENHOR TEM, DE TUDO GRANDIOSO QUE O SENHOR TEM.

Somos mães, e temos uma maravilhosa proteção, d'Ele. Estamos em segurança, desfrutando de graça e misericórdia e, ainda que o nosso inimigo (Satanás) venha ferir nosso calcanhar ou dos filhos que tanto amamos, isso é tudo o que ele pode fazer, pois a Palavra diz que o Senhor Jesus esmagará a sua cabeça.

O que acontece quando as mães oram?

1. Elas protegem seus filhos, constroem seus ninhos num lugar alto e os ensina a viver lá.

"A mão que balança o berço é a mão que governa o mundo."

Onde estão nossos filhos? Como e por quem tem sido "embalados"?

Senhor ajuda-nos a proteger nossos filhos.

2. Suas ações são imitadas. Nós ensinamos pelo exemplo, não apenas por palavra.

Quando os filhos da águia precisam sair do ninho ela começa a voar sobre ele para estimulá-los a sair e alcançar novos desafios.

Quantas vezes queremos inculcar algo na cabecinha de nossos filhos que não praticamos?

Será que a verdade que estamos transmitindo, é de fato o que está em nossos corações?

Senhor ensina-nos a sermos exemplo.

3. Elas disciplinam seus filhos, não os deixa entregues a si próprios. Disciplina é um ato de amor.

4. São mães de fé, de coragem e perseverança.

A atitude mais radical da águia com seus filhos é arrancá-los do ninho e lançá-los no ar. Eles saem atrapalhados, dando cambalhotas... e a mamãe águia observa atentamente, mas os permite ir, mas antes que caiam no chão ela os agarra com suas possantes garras até que eles aprendam.

Ela jamais desiste ou deixa de investir.

"Senhor,
Ensina-nos a sermos assim com nossos filhos, a não desistir deles e investir neles, a ter coragem de lançá-los para alçar vôos até mesmo mais altos que os nossos... "

A águia é a ave que voa mais alto que todas as aves.

A mãe que ora também é assim, ela irá longe e levará seus filhos a conquistar as alturas (Isaías 40:31)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos

Todo filho precisa de uma mãe que ora 

Você já orou pelo seu filho hoje? 



contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

sábado, 23 de março de 2019

COMO CAMINHAR PELA FÉ


As escrituras sagradas explicam que o discípulo deve “caminhar pela fé, não pelo que vê” (2 Coríntios 5:7). No entanto, pode ser difícil saber o que essa caminhada requer.

Dê os primeiros passos

1. Tenha fé nas promessas que você não enxerga. A maioria das promessas feitas por Deus àqueles que o seguem não é tangível; assim, você não poderá ver provas visíveis. Você deve crer que Deus lhe ajudará a manter tais compromissos como um ato de fé, não de visão.
  • Como diz João 3:17-18: “Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo não para que o julgasse, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é julgado; mas quem não crê, já está julgado; porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus”.
De modo simples, aceitar Cristo como o Salvador e o Filho de Deus lhe levará à salvação.
  • Como diz Mateus 16:27: “Porque o Filho do homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então retribuirá a cada um segundo as suas obras”.
Se você vive pela vontade de Deus – em outras palavras, caminha em fé e por fé –, receberá a salvação prometida aos crentes e aos seguidores de Cristo.

2 . Considere as limitações da caminhada pela visão. Caminhar pela visão limita a sua experiência. Quando você perceber isso, o benefício de caminhar pela fé pode ficar muito mais claro.
  • Imagine como seria a vida se você nunca planejasse viajar para além dos destinos que você vê da janela do quarto. Você não iria muito longe – e perderia o que o mundo lhe pode oferecer.
  • De modo semelhante, se você nunca planejar viajar para além do reino tangível, não se afastará muito – e perderá tudo o que o reino espiritual tem a oferecer.
3. Liberte-se dos seus medos. O mundo pode ser um lugar assustador e, às vezes, você pode fazer coisas que contradizem a vontade de Deus devido a esse sentimento. Se quiser caminhar pela fé, precisará se libertar de tal medo e aceitar o caminho que Deus criou para você.
  • Obviamente, falar é mais fácil do que fazer. Você pode não perder todos os medos, mas pode ser corajosa e aprender a agir de acordo com a vontade de Deus – mesmo que você tema o que vem pela frente.
Mergulhe ainda mais

1. Mantenha o foco em coisas de importância eterna. É fácil fixar aspectos da sua vida na Terra – as finanças, as possessões etc. No entanto essas coisas desaparecem com o corpo mortal e não têm valor espiritual.
  • Uma casa grande ou um carro caro são coisas que o mundo valoriza – mas não têm importância no reino de Deus.
  • O sucesso na Terra não é mal por natureza. Você pode levar uma vida confortável em uma boa moradia e com um bom emprego e, ainda assim, caminhar pela fé. O problema não é ter essas coisas, e sim priorizar esses símbolos de sucesso na Terra em relação às questões do Espírito.
  • Em vez de manter o foco na vida diante de você, enfoque as realidades que não podem ser vistas, como Jesus e o Céu. Centralize a sua vida em torno dessas realidades em vez daquilo que é visível e temporário.
  • Acumule tesouros no Céu fazendo a vontade de Deus, como instruído em Mateus 6:19-20, em vez de se apegar aos tesouros da Terra.

3. Obedeça a Bíblia e os comandos de Deus. Levar a vida de acordo com a sua fé n’Ele irá requerer que você siga as leis de Deus acima das leis do homem.

  •  A lei de Deus pode ser aprendida e compreendida através do estudo da Sua palavra. 
  •  Entenda que haverá vezes em que o mundo tentará lhe convencer de que é aceitável fazer algo proibido por Deus. A inclinação humana é seguir as leis do mundo; no entanto, para caminhar pela fé, você terá de obedecer Deus. Você não pode controlar as ações daqueles que lhe cercam mas, no que diz respeito à sua vida, deve levá-la de acordo com o que Ele estabeleceu como certo e justo.
4. Prepare-se para parecer tola. Para aqueles que caminham pela visão, as ações e crenças de uma pessoa que caminha pela fé podem parecer insensatas. Você terá de aprender a continuar apesar das críticas que as pessoas à sua volta farão. 
  • Os caminhos de Deus não são os caminhos da humanidade. A sua inclinação natural será seguir a sua própria compreensão e a filosofia atual da sociedade; no entanto, fazê-lo não lhe levará ao caminho que Deus criou para você. Provérbios 3:5-6 explica: “Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas”.
4. Espere encontrar desafios no caminho. Toda estrada possui pontos agitados; esta não é uma exceção. Os desafios que você encontrará existem para dar à sua jornada mais força e significado.
  • Esses desafios podem ser auto-infligidos ou podem não ser culpa sua.
  • Você pode tropeçar e cair na tentação de fazer algo que sabe que é errado – e lidar com as consequências dessas ações pode dificultar as coisas por certo tempo. Mesmo assim, Deus não lhe abandonará. Ele pode até usar os males desse período para o seu bem, caso você permita.
  • Por outro lado, um desastre natural ou outro acontecimento imprevisto, como forças incontroláveis, podem prejudicar a sua vida. Deus pode e irá usar essa tragédia para o bem maior – desde que você esteja aberto para isso.

5. Pare de esperar por uma epifania. Podem haver momentos em que você sinta a presença de Deus vividamente; mas também podem haver ocasiões em que você sinta uma distância entre você e Ele. Você terá de continuar caminhando pela fé através desses períodos sem esperar que uma epifania ou um milagre ilumine o seu caminho.

  • Entenda que Deus sempre está com você, mesmo quando você não sente a Sua presença ou compreende como Ele está agindo em sua vida através de uma tragédia ou desastre. A sensação de ser abandonado é algo da percepção humana e não é verdade.
  • Deus fala ao espírito mas, enquanto você ainda estiver em forma corpórea, haverá ocasiões em que você sentirá o corpo se afastar do espírito.
  • Quando você estiver desesperado para sentir a presença de Deus mas não conseguir, confie nas promessas da Escritura e as suas experiências passadas com a fé para se fortalecer. Continue orando e fazendo as coisas que você sabe que Deus aprovaria. 
6. Glorifique Deus em tudo o que fizer. Você não precisa ser uma evangelista famosa para caminhar pela fé e fazer isso. Simplesmente faça o seu melhor com as tarefas e as circunstâncias que Deus lhe der.
  • Coríntios 10:31 explica: “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais, qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus”.
  • Se, às vezes, até ações básicas como comer e beber puderem ser feitas com a glorificação a Deus, os aspectos mais complexos da vida também o podem.
  • Se você for estudante, dedique-se e dê o seu melhor. Se você trabalhar em um escritório seja responsável, ético e esforçado. Seja a melhor mãe, a melhor filha, a melhor esposa, a melhor tia ou irmã que você possa ser.
Nutra o seu espírito

1. Ore em todos os estágios da vida, da sua caminhada. Esse é um canal de comunicação direta com Deus. Para se manter comprometido com a caminhada, você terá de conversar com Ele nos tempos bons e ruins.
  • Se você começar a se esquecer de orar, tente “marcar” um horário específico a cada dia para fazê-lo – quando acordar pela manhã, durante o almoço, antes de ir dormir ou outro período em que você tenha alguns minutos de silêncio e solidão. Tenha o seu momento de comunhão, intimidade no seu "A Sós com Deus". Não importa a hora, mas tenha....
  • Você pode se esquecer de agradecer os tempos bons que vive, embora vá se lembrar de Deus quando estiver precisando. O inverso também pode valer. Se você tiver um ponto fraco na sua vida de oração, tente fortalecê-lo.
2. Escute para obter orientação. Na maioria das vezes, você precisará caminhar pela vida e tomar decisões baseadas no que você já entende sobre Deus e o que Ele faz por você. No entanto, mantenha a mente aberta para poder interpretar as mensagens e os sinais que Ele lhe enviar.

  • Você pode até ser orientada sem saber. Quando você perder o seu emprego, pode ser o modo de Deus de lhe direcionar a um caminho melhor. Quando um relacionamento chega ao fim, pode ser o modo d'Ele lhe enviar a uma relação mais saudável ou a um objetivo que não poderia ser completado caso você ficasse com aquela pessoa. Confie!
3. Siga a “agenda” de Deus. Ele responderá às suas orações – mas essa resposta pode não vir no tempo em que você espera que ela venha. Pode ser: SIM! NÃO! ESPERE! Do mesmo modo, Deus abrirá o caminho correto para você; esse caminho só será revelado quando Ele decidir que é chegada a hora.
  • Isso pode ser especialmente difícil quando as exigências da sua vida diária pesam sobre você. Pode, por exemplo, ser complicado confiar na agenda de Deus quando você estiver desempregada,ou seu esposo, ou seu filho, e começar a aparecer as contas a pagar... Independentemente dessa dificuldade, tente se lembrar de que Ele está com você através de todas as situações – e poderá lhe guiar quando você precisar (de acordo com o plano que Ele tem).
4. Agradeça. Seja grata pelas bênçãos de Deus na sua vida. Ter calma para perceber todas as coisas boas no seu passado e presente pode fortalecer a sua fé e facilitar o caminho nas horas mais difíceis.
  • Agradecer pelas coisas obviamente boas pode parecer simples, mas você também deve ser grato pelos desafios e as dificuldades que encontra. Deus quer o seu melhor – então até as épocas de tribulações são benéficas.
5. Cuide daquilo que Deus lhe der. Trate todas as coisas boas na sua vida como bênçãos. Tenha em mente que isso inclui as coisas óbvias e as coisas que você “não valoriza”.
  • Se você estiver há muito tempo desempregado e um emprego aparecer de repente, pode ser uma bênção óbvia. Você deve cuidar disso – trabalhando muito e dando o seu melhor.
  • Um corpo saudável e operante é uma bênção enorme e que muitas pessoas desvalorizam. Cuide dele: alimente-se corretamente e faça o possível – e o sensato – para se manter saudável.
6. Sirva os outros. Como um discípulo de Cristo, você foi instruída a servir e espalhar o amor aos outros. Fazê-lo agrada Deus e pode enriquecer o seu espírito.
  • Doar dinheiro, alimentos, roupas e outros objetos materiais àqueles que precisam são bons exemplos. Lembre-se: F E L I C I D A D E  começa com "S" de Servir!
  • Servir os outros também significa doar o seu tempo a ajudar as pessoas ao seu redor – seus entes queridos, estranhos e até as pessoas de quem você não gosta.
7. Procure a companhia de outros discípulos. Ninguém pode fazer isso por você, mas a estrada pode ser mais fácil quando houver boas companhias.
  • Vá à igreja! Busque mães que sejam suas aliadas e que sejam mães intercessoras. Participe de um PGO - Pequeno Grupo de Oração, ou comece o seu!
  • Outras mães cristãs podem lhe ajudar a permanecer no caminho certo, na caminhada desta vida. Do mesmo modo, faça isso por elas.
https://pt.wikihow.com/Caminhar-pela-F%C3%A9
(Texto adaptado por Jane Esther)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 2199212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html
Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

sexta-feira, 22 de março de 2019

10 CONSELHOS PARA OS PAIS


O normal dos pais é de querer dar o melhor para os seus filhos. Muitos adiam a chegada delesexatamente porque querem trabalhar duro antes e poder suprir todas as necessidades materiais da criança.


Mas o que muitos pais ignoram é que as condições materiais são sim necessárias, mas que o essencial mesmo é o suporte afetivo e estrutural para os filhos na construção do caráter e da personalidade. Aos pais foi dada por Deus uma autoridade para instruir desde cedo os seus filhos nos caminhos que devem andar (Provérbios 22.6). Esse é o segredo para uma criação bem-sucedida.

A Bíblia é repleta de conselhos para os pais, mas separamos 10 que com certeza farão uma enorme diferença na vida dos seus filhos:

1. Cuide da sua própria comunhão com Deus

Os filhos são grandes espectadores dos pais. Você pode dizer o que quiser, mas, no final, é o que os pais fazem que conta. Timóteo, discípulo do apostolo Paulo e importante figura na divulgação do Evangelho, tinha uma fé que era fruto do que existia em sua avó e em sua mãe, e que ele observava.

Paulo menciona isso em uma de suas cartas para ele: “... pela recordação que guardo de tua fé sem fingimento, a mesma que, primeiramente, habitou em tua avó Lóide e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também, em ti.” (2 Timóteo 1:5)

Nenhum dos conselhos abaixo terá êxito se seus filhos não verem você praticando aquilo que ensina.

2. Não tenha medo em discipliná-los

“O que retém a vara aborrece a seu filho, mas o que o ama, cedo, o disciplina .” (Provérbios 13:24)

Quando a Bíblia fala de vara e disciplina, em hipótese alguma está falando em tortura, mas em mostrar para o filho a consequência ruim para atitudes ruins.

3. Ensine a liberdade com responsabilidade

“... a criança entregue a si mesma vem a envergonhar a sua mãe.” (Provérbios 29:15)

Com medo de parecerem antiquados, carrascos ou até por terem tido uma educação opressora, muitos pais deixam seus filhos fazerem o que bem entendem. Mas que discernimento tem uma criança para saber do que é melhor para si?

4. Aproveite todas as oportunidades para ensinar a seus filhos sobre o amor de Deus

“Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te.” (Deuteronômio 6:6,7)

Falar do amor de Deus não deve restringir-se apenas aos cultos na igreja, mas todos os momentos que estiverem com os seus filhos devem ser a materialização do amor e da proteção de Deus.

5. Não seja incoerente com eles

“Pais, não irriteis os vossos filhos, para que não fiquem desanimados.” (Colossenses 3:21)

A incoerência é uma amostra da injustiça. Se você diz uma coisa e faz outra, o seu filho não vai querer aceitar. É a partir dessa irritação que muitos filhos se rebelam contra os próprios pais.

6. O valor da obediência

“Eis que, hoje, eu ponho diante de vós a bênção e a maldição: a bênção, quando cumprirdes os mandamentos do SENHOR, vosso Deus, que hoje vos ordeno; a maldição, se não cumprirdes os mandamentos do SENHOR, vosso Deus, mas vos desviardes do caminho que hoje vos ordeno, para seguirdes outros deuses que não conhecestes.” (Deuteronômio 11:26-28)

Filhos que conseguem obedecer a seus pais, a quem veem, têm grandes chances também de obedecerem ao Deus verdadeiro. Se seus filhos veem que você obedece a Deus e sabem as consequências positivas disso, eles também terão prazer em obedecê-Lo.

7. Ensine-os a fazer boas escolhas

“Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará.” (Gálatas 6:7)

Seus filhos precisam entender que toda ação gera uma reação. E que uma maneira de fazer boas escolhas na vida é pensando nas consequências delas.

8. Seja o treinador, mas também o maior torcedor do seu filho

“Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, Teu Deus, é contigo por onde quer que andares.” (Josué 1:9)

Nada tem peso maior do que as palavras dos pais. Quantas não são as crianças com um potencial enorme que simplesmente não acreditam nisso porque seus pais fazem questão de sempre ressaltar suas fraquezas e debilidades? Grandes homens e mulheres foram forjados com o incentivo dos pais mesmo diante de condições desfavoráveis. Por isso, cuidado com o que diz para o seu filho.

9. A fé para vencer e permanecer

“Sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe e que se torna galardoador dos que O buscam.”(Hebreus 11:6)

Ensine-os a usar a fé para superar as dificuldades. Muitos recorrem aos meios naturais diante dos problemas, sendo que possuem uma arma poderosa, que é a fé. A fé precisa ser usada a todo momento, em qualquer circunstância. Ensinar a usá-la é o maior ensinamento que um pai pode passar para o filho.

10. O temor a Deus

“O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria.” (Provérbios 9:10)

Ninguém consegue ser fiel a Deus se não temê-Lo, e isso não significar viver aterrorizado de medo com o que Ele pode fazer, mas respeitar e reverenciar quem Ele é. Esse é o segredo para seus filhos crescerem tendo intimidade com Deus e não tendo Ele como um Deus distante.


(Por Núbia Onara - Jornalista da Folha Universal)


Como mães e algumas vezes pães (pai e mãe) temos a árdua e difícil tarefa de educar, mas não podemos jamais esquecer que educar é sobretudo amar.


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 992120548

(Editoras do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html
Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx"Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.

terça-feira, 19 de março de 2019

RAZÕES PARA CUIDAR DA VIDA ESPIRITUAL DOS FILHOS

Uma das maiores dificuldades do mundo moderno é a educação dos filhos. Até um período atrás essa atribuição dos pais era mais fácil, pois o pai ou a mãe falava e o filho obedecia. Os filhos se submetiam mais facilmente à autoridade dos pais. A situação de hoje é diferente, porque uma grande parte dos pais não estão sabendo educar os seus filhos.

Qual é o real propósito da educação dos nossos filhos? 
Como educa-los para se tornarem boas pessoas e cidadãos respeitáveis? 

A Bíblia nos dá algumas orientações importantes e, de acordo com o que ela nos diz, se cuidarmos da vida espiritual dos nossos filhos, estaremos preparando-os para todas as áreas da vida.

Por que educar os filhos nos caminhos do Senhor?
É bíblico. Conforme Êxodo 20:12, Deuteronômio 5:16, Mateus 5:14 e Efésios 6: 2,3, é mandamento de Deus a obediência aos pais e isso vem acompanhado de diversas promessas.

Serão filhos equilibradas. Gálatas 5: 22-23 diz que os frutos do Espírito são: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. São essas condições importantes para que nossos filhos tenham uma vida equilibrada, com bons relacionamentos.

As dificuldades da vida e os estresses de cada dia são consequências da vida moderna e tendem a nos trazer doenças emocionais. Uma vida espiritual equilibrada, com confiança no Senhor, acalenta a alma dos nossos filhos, traz equilíbrio e saúde. Provérbios 16:3 diz: “Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem sucedidos”.

Para ter uma vida saudável. Provérbios 3:7-8 diz: “Não seja sábio aos teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal; será isso saúde para o teu corpo e refrigério para os teus ossos". Uma vida de relacionamento com Deus traz para os nossos filhos saúde para o corpo, porque não terá vícios, não se envolverão com mas companhias, terão a preocupação em se cuidar, porque o corpo é o Templo do Espírito Santo; o relacionamento com Deus pressupõe estudo da Bíblia e crescimento de vida em todos as áreas. Isso traz para os nossos filhos desenvolvimento intelectual.

Terão planos corretos de vida. Nossos filhos precisam fazer os seus planos, resolver as suas dúvidas, tomar decisões em todas as áreas da vida, seja profissional, conjugal, familiar, educacional.  Os nossos filhos que entregam os seus caminhos e os seus planos diante de Deus tem a orientação que só o Deus de sabedoria e amor pode proporcionar. Os planos entregues diante de Deus são bem sucedidos.

Martim Lutero disse: “Segurei muitas coisas com as mãos e perdi todas elas. Mas ainda possuo tudo que depositei nas mãos de Deus.

Serão filhos melhores. A criança e o adolescentes que são guiados nos caminhos de Deus aprendem a obedecer pai e mãe. Provérbios 3:11-112 “Filho meu, não rejeites a disciplina do Senhor, nem te enfades da sua repreensão. Porque o Senhor repreende a quem ama, assim como o pai, ao filho a quem quer bem”

Nossos filhos são heranças do Senhor e os mais importante para nós é que eles tenham uma vida espiritual plena!

Fontes de Pesquisa:
www.educationworld.in
www.thoughtco.com
www.gettingsmart.com
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

segunda-feira, 18 de março de 2019

CAMINHADA DA FÉ - DIA 13 DE ABRIL


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos

Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje?



contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 2199212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

domingo, 17 de março de 2019

ASSUNTOS IMPORTANTES PARA CONVERSAR COM OS SEUS FILHOS SOBRE A ESCOLA


Você tem ficado alerta com relação aos seus filhos? Em cada vôo, em cada sonho, e em cada período da vida de seu filho permanecerá para sempre os rastros de seus ENSINAMENTOS!

Algumas amizades são difíceis – Esse é um tema que os pais sempre devem tratar com os seus filhos. Esclarecer para eles que nem todo mundo pensa igual e que alguns colegas têm ideias diferentes em relação aos estudos, disciplina e respeito aos pais e professores. Os pais devem mostrar para os filhos que eles não precisam se afastar totalmente dos seus amigos, mas se afastar daquilo que eles apresentam de negativo e não se deixar influenciar, ao contrário, influencia-los.

Escolher os amigos certos é importante – Oriente os seus filhos sobre a amizade, como é importante ter amigos e saber escolhe-los. Claro que eles devem ser dar bem com todos, mas é inevitável que eles tenham mais amizade com aqueles que eles se identificam mais. Diga para eles como a vida é feita de escolhas e que existem consequências para as escolhas mal feitas. Por isso, eles devem escolher bem as pessoas que serão mais próximas.

Ser gentil com aqueles que são diferentes – Ensine aos seus filhos desde cedo sobre as diferenças e como é importante conviver com elas. Ensine para ele o que a Bíblia fala sobre amar o próximo independente de cor, raça ou sexo.

Dificuldades em alguma disciplina – A maioria dos alunos têm dificuldade em alguma ou mais disciplinas. Por isso, é importante fazer o acompanhamento constante dos filhos na escola para ajuda-los logo que eles tiverem dificuldade com alguma disciplina e conteúdo. Quanto mais rápido ele tiver um reforço, mais fácil ele conseguirá superar a sua dificuldade.

Quanto mais prestar atenção na aula, melhor será a aprendizagem – Pode até ser que alguns alunos consigam aprender sem prestar muito atenção, estudando depois em casa ou vendo vídeos de aula na internet, mas nós sabemos como é importante a atenção para o processo de aprendizagem.

Todas as pessoas têm habilidades e habilidades que foram dadas por Deus e não podemos ser o melhor em tudo o tempo todo – Este é um tema fundamental para conversar com os filhos. É comum que na escola tenham alunos que têm resultados melhores em matemática, outros que praticam bem esportes, outros tocam bem um instrumento e por aí vai. Procure trabalhar com os seus filhos para que eles descubram as habilidades que eles mais se identificam e aquilo que eles gostam. Ensine que eles nasceram com habilidades dadas por Deus, mas que ninguém domina todas as atividades.

Aprender mais sobre oração, gentileza e amizades – Converse com os seus filhos o que eles estão aprendendo na escola sobre oração e amar a Deus e ao próximo. Converse com eles sobre o que eles podem fazer para tornar a escola melhor dentro de uma perspectiva bíblica.

Não fazer o trabalho de casa afeta a nota – As atividades de casa ajudam seus filhos no exercitar o conteúdo aprendido em sala. Portanto, há um propósito na atividade de casa dentro do processo de aprendizagem. Neste contexto, você deve orientar e acompanhar os seus filhos em relação as tarefas de casa.

Os professores se preocupam com nossos filhos e querem que eles aprendam – é importante também que os pais valorizem o professor. Isso não significa colocar o professor no pedestal, mas os filhos devem ser orientados a respeitar o professor e saber a importância que eles exercem para o desenvolvimento do aluno.



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”

sábado, 16 de março de 2019

MEUS FILHOS NÃO ME OBEDECEM... O QUE DEU ERRADO?

Entre os 2 e os 3 anos, a criança experimenta uma crise de oposição. Nesta idade, a criança descobre-se como pessoa diferente dos adultos, com possibilidades de independência, e tenta AUTO AFIRMAR-SE opondo-se a tudo. É a idade do "diga você, que eu me oponho", da obstinação, das brigas e da oposição sistemática.
Esta idade se caracteriza, portanto, pelo negativismo e a obstinação. Produz um fortalecimento do Eu infantil que leva a criança a tentar afiançar sua personalidade frente aos adulto, suas leis e suas ordens.

Uma criança nesta idade desfruta "experimentando" a autoridade de seus pais e comprovando se seus desejos podem mais que os de mamãe e papai.

A criança há de passar por esta etapa de oposição. Até necessita dela para crescer. Convém deixar passar a tormenta sem dar-lhe muita importância, mas acompanhar passo a passo....

Outras crianças desobedecem para CHAMAR A ATENÇÃO. Quando uma criança, pelo motivo que for, se sente pouco atendida ou pouco querida é possível que se mostre desobediente para assim reclamar a atenção de seus pais ou professores.

Por exemplo, quando os pais estão muito ocupados, quando dedicam pouco tempo aos filhos, a desobediência é, muitas vezes, a única arma que a criança dispõe para que seus pais lhe prestem atenção. Freqüentemente descobrem que a única forma para que Mamãe ou Papai lhes preste atenção é brigando ou portando-se mal.

Por exemplo, se você trabalha muito e passa pouco tempo em casa é provável que seu filho reaja ante sua ausência mostrando-se difícil. É sua forma de atrair sua atenção, de dizer-lhe "aqui estou, dê-me importância". Se você se mostra amável e compreensivo então ele logo recuperará sua conduta habitual.

Também, se os pais têm viajado muito e deixam seus filhos aos cuidados de outras pessoas, é provável que tenham observado que, quando voltam, as crianças inconscientemente se "vingam" mostrando-se desobedientes e inclusive às vezes portando-se mal.

A criança que sente CIÚMES ou INVEJA de seus irmãos pode reagir do mesmo modo mediante conduta negativa se descobre que, com estas, pode converter-se no centro de atenção. 

Além disso, quando uma criança NÃO SE SENTE SUFICIENTEMENTE ACEITA pode reagir mediante comportamentos indiscriminados.

Também devemos ter em conta que as crianças incomodam quando ESTÃO ABORRECIDAS. Se não lhes oferecemos estímulos suficientes elas reagirão mediante condutas inadequadas.

Não é tarefa fácil lidar com crianças desobedientes. Por isso, é comum que os pais percam o controle e a paciência na tentativa de melhorar o mau comportamento dos filhos.

Você deve tomar cuidado também com as ameaças não cumpridas, pois geram ansiedade e falta de confiança, sendo que a criança volta a repetir o mal comportamento já que não tem nenhuma conseqüência ruim em sua atitude.

Já o excesso de permissividade pode ocasionar problemas futuros na vida da criança, pois não conseguirá adquirir consciência dos limites frente à vida, sem parâmetros do “certo e errado”, podendo sofrer diante da realidade mais tarde.

Cremos que uma boa alternativa para punir a criança no momento que teve algum comportamento impróprio, seja tirar algo que ela goste muito, temporariamente, explicando de forma clara, sincera e firme o motivo da sua atitude.

Provavelmente ela irá protestar, mas se houver uma relação de confiança entre você e seu filho, esta acabará compreendendo a sua atitude e, já vai saber o que ocorrerá caso repita o comportamento.

Os LIMITES são imprescindíveis.... Limites são barreiras, regras da casa. Elas são estipuladas pelos pais ao longo do seu crescimento. Sim, pelos pais. Tem que haver acordo. Não é um dizer uma coisa e o outro, dizer outra coisa...

Sem limites e regras será desenvolvido um comportamento rebelde. É igualmente importante equilibrar essas regras fazendo elogios quando os filhos mostram um comportamento positivo. Devem aprender desde cedo sobre cidadania e boa educação, respeitando as outras pessoas, o meio ambiente, aprender a ter responsabilidade com suas tarefas.

Tudo isso faz parte do processo de um crescimento mais sadio da criança, ajudando-o a transformar-se em um adulto mais consciente da realidade e pronto de forma a compreender que é preciso respeitar os deveres e direitos das outras pessoas.

A criança precisa aprender esses valores desde cedo, pois vai tomando consciência do mundo em que vive e percebendo que seus bons comportamentos e boas atitudes refletem boas respostas do mundo que a cerca.


Bom, é lógico que nem tudo corre perfeitamente e como estão num processo de aprendizagem vão cometer muitos erros, mas o importante é que consigam reconhecer erros e acertos neste longo caminho.
Nossa sociedade hoje é repleta de jovens que cometem infrações e crimes indiscriminadamente, pois não tiveram a noção de limites. Acham que podem fazer tudo sem nenhum tipo de punição, prejudicando a si e a outros.

Na orientação quanto a disciplina de nossas crianças não deve haver nem o radicalismo que exige da criança o comportamento perfeito e nem a falta dos valores básicos para a formação da personalidade e isto inclui o respeito como valor primordial.

A educação de nossos filhos deve ser embasada numa relação criança-adulto de compreensão, carinho, amor atenção e sinceridade. São critérios que auxiliam na formação da personalidade e do caráter de forma.

Mas o mais importante de tudo isso, é a oração. Pedir sabedoria, discernimento a Deus, todos os dias... 
No momento de maior dificuldade, não haja pelo impulso ou, pelo achismo...  Ore! 


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos
Todo filho precisa de uma mãe que ora
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 


IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

sexta-feira, 15 de março de 2019

PAIS NEGLIGENTES, FILHOS DELINQUENTES




A Psicologia aponta os 8 motivos pelos quais os pais são os culpados dos filhos virarem delinquentes:

1- Pai que dá ao filho tudo que ele pede:
A criança crescerá pensando que tem direito a tudo que desejar.

2- Pai que ri quando o filho fala palavrões:
A criança crescerá pensando que o desrespeito é normal e engraçado.

3- Pai que não repreende por mal comportamento:
A criança crescerá pensando que não existem regras na sociedade.

4- Pai que limpa a bagunça do filho:
A criança crescerá pensando que os outros podem assumir suas responsabilidades.

5- Pais que deixam de assistir TV porque o filho grita quando tira do desenho:
Crescerá pensando que não há diferenças entre adulto e criança.

6- Pais que deixam que os filhos ouçam músicas que vulgarizam a mulher, estimulem sexo sem compromisso e a violência com o diferente: precisa nem dizer o que vai resultar?...

7- Pais que dão aos filhos dinheiro a hora que querem:
Crescerão pensando que dinheiro é fácil e não exitarão em pegar quando não conseguirem.

8- Pais que se colocam sempre a favor do filho, independente de estar certo ou errado:
Crescerá acreditando que os outros o perseguem quando for contrariado.

Portanto a Bíblia diz em Provérbios 22, 6: "Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele."

(https://laradventista.wordpress.com/author/michelsonborges/)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos

Todo filho precisa de uma mãe que ora 

Você já orou pelo seu filho hoje? 


contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html
Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.