Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em mais 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE NOVEMBRO DE 2018

É maravilhoso fazer parte de Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil e conhecer o extraordinário Programa de Oração Mundial em PGOs - Pequenos Grupos de Oração, que Deus deu a uma mãe: Fern Nichols, em 1984, no Canadá, e que já está em mais de 150 países... 

Um Ministério que durante anos tem sido referência na vida de milhões de mães ao redor do mundo!

Louvamos a Deus por mais um mês de oração pela vida de nossos filhos e escolas...

Agradecemos a vocês Mães Unidas em Oração que enviam seus pedidos e, através deles podemos elaborar o Calendário Nacional de Oração que tem norteado cada mãe no seu momento "A Sós com Deus"!
No Momento "A SÓS COM DEUS", a Mãe Unida em Oração escolhe a hora mais apropriada, diariamente, e ora de 3 a 7 minutos por um dos filhos (biológico, adotivo ou espiritual), pela escola e pelo pedido do dia que está no Calendário Nacional de Oração, enviado para todas as Mães que pertencem ao Ministério, em PDF. O Calendário não substitui o encontro semanal de 1 hora dos PGOs - Grupos de Mães Unidas em Oração.

Se a mãe pertence ao Ministério Internacional e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).

Somos apenas servas!

Se você sentiu o toque do Espírito Santo para participar, o primeiro passo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil é fazer sua inscrição como Mãe (biológica, adotante ou espiritual) colocando seu(s) filho(s) e a escola adotada em oração na Rede Mundial de Oração.

É só fazer a inscrição para receber todas as informações necessárias através do link:
http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Tão logo encontre outra mãe que também tenha sido tocada pelo Espírito Santo comece seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Foi assim que começou com Fern Nichols em 1984, no Canadá. Ela levou seu filho para escola e viu que ele estava mudando de comportamento. Começou a orar e pediu a Deus outra mãe que estivesse passando pela mesma situação. Assim começou Moms In Prayer International e, hoje, estamos em 153 países! Mistério Insondável de Deus! 

Lembre-se que Mães Unidas em Oração é um Ministério de mãe com mãe..


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

domingo, 28 de outubro de 2018

ENTREVISTA ESPECIAL COM JANE ESTHER, COORDENADORA DO MINISTÉRIO MOMS IN PRAYER INTERNATIONAL / MÃES UNIDAS EM ORAÇÃO NO BRASIL

Coordenando o Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, há 9 anos, Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa nos dá um panorama da expansão do trabalho que atualmente está em mais 150 países e no Brasil está em todos os 26 Estados e no Distrito Federal.

1. Fale um pouco a respeito de Mães Unidas em Oração?
Fern Nichols
Em 1984, em Bristish Columbia, Canadá, Fern Nichols, com os filhos entrando na adolescência, sentiu a necessidade de orar por eles. Pediu a Deus que lhe enviasse uma companheira de oração que tivesse a mesma preocupação em relação aos filhos. Deus lhe deu Linda Driedeger e na semana seguinte, aconteceu a primeira reunião de oração. Assim surgiu Moms In Touch Internacional, hoje Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração, um Ministério que tem influenciado mulheres do mundo todo.


Élica Braga Almeida
No Brasil, o Ministério, chegou em 1994, na cidade de Sorocaba, SP e Rio de Janeiro, RJ através de Elica Braga Almeida que traduziu nosso Livreto, junto com o Pr. Ebenezer Carlos dos Santos, que na época pastoreava a Igreja 
Batista Memorial na Tijuca, Rio de Janeiro, RJ; Pr. Isidoro Lessa de Paula, que era Ministro de Música Sacra da Primeira Igreja Batista de Niterói, RJ, casado com a americana Barbara Jones de Paula.


Heloiza Helena Ribeiro de Amorim Pimentel
Os grupos foram surgindo e, tempos depois, em 2003 a Prof.a Heloiza Helena Ribeiro de Amorim Pimentel foi visitar sua filha Laura Ogi que mora na Suíça. Lá conheceu o Ministério Mães Unidas em Oração ficando impressionada. Foi contagiante! Ela trouxe o ministério de Oração para o Rio de Janeiro, RJ pois seu esposo Pr. Belardim de Amorim Pimentel era o Secretário Executivo da Convenção Batista Carioca e ela, liderava a União Feminina Missionária da mesma Convenção. 

Começou com um grupo, e os grupos foram sendo formados, assumindo a coordenação do Ministério no Rio de Janeiro, RJ. 

Em 2009, a Prof.a Heloiza Helena, por motivos de saúde na família transferiu a liderança para Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa.

2. Por que você decidiu se dedicar a um ministério que trabalha especificamente com mulheres que são mães e cristãs? Qual é a sua história dentro do ministério?


Quero deixar aqui registrada que toda a minha trajetória de vida tem a influência de meus pais: Pr. Ismael Gomes de Souza e minha mãe Diaconisa Dulce Monteiro de Souza. Ambos servos de Deus que dedicaram suas vidas ao Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, lutando, sofrendo e alcançando vitórias inenarráveis.

Voltando um pouco ao passado: Quando eu estava na adolescência, meu pai, Pr. Ismael Gomes de Souza
 sofreu um atentado no púlpito da Igreja Batista em Barão de Aquino, localidade da minha infância e adolescência entre as cidades de Nova Friburgo e Sumidouro, interior do Estado do Rio de Janeiro.. Foram instantes terríveis. Em um dos momentos, daquele dia fatídico quando meu pai saiu cambaleando de dentro da igreja e caiu na entrada da casa nos fundos da igreja (casa que ficávamos nos finais de semana), aguardando por socorro... Vi minha mãe, indo, rapidamente para o quarto. Fui atrás dela e, ouvi ela balbuciar: “Meus Deus, me dê forças neste momento de tanta dor, desespero. Me oriente. Me sustente. Me ajude a enfrentar tudo o que vem pela frente”. Ela só disse isso e voltou para perto de meu pai... Bem, isto é uma longa narrativa.

Foi a atitude de minha mãe que me tocou profundamente. Vi nela total amor, dedicação, submissão, confiança e entrega a Jesus Cristo, em uma das épocas mais difíceis para nossa família! Nunca me esqueci daquele momento. Vi a ação de Deus em nossas vidas...

(Um parêntese: O homem que atirou em meu pai, estava drogado. Não sabe porque atirou nele. Foi condenado e, depois de 8 anos morreu na cadeia com câncer generalizado. Papai sofreu o atentado aos 50 anos de idade e, apesar de tantas lutas, viveu mais 37 anos e faleceu no dia 24 de janeiro de 2013, aos 87 anos.)

Não sabia que mais tarde Deus iria usar aquele momento para eu entender o amor d’Ele e do que Ele é capaz de fazer quando uma mãe ora!

Voltando a pergunta: Quando morei no EUA, na igreja que frequentava, em Avon Park,Flórida, na igreja tinha Moms In Touch International. Após voltar, conheci pessoalmente o Reverendo Izaias de Souza Maciel, através de meu esposo, Pr. Joaquim de Paula Rosa. Comecei a participar das Reuniões da OMEBE – Ordem dos Ministros Evangélicos no Brasil e Exterior. Foi feita uma reunião com algumas mulheres para revitalização do DEFE – Departamento Feminino da OMEBE. A Profa. Heloiza Helena apresentou o Ministério para todos nós. O Reverendo ficou impressionado com a missão, visão e propósitos do Ministério e deu total apoio a Profa. Heloiza Helena, que assumiu a Coordenação do DEFE. Foi então que conheci toda a abrangência do Ministério.

Em 5 de fevereiro de 2009, eu e meu esposo, Pr. Joaquim de Paula Rosa fomos convidados pela irmã Heloisa Helena para irmos em sua casa. Na ocasião seu esposo, o nosso querido Pr. Belardim Pimentel estava conosco. Depois de conversarmos, a irmã Heloiza nos convidou para irmos a uma sala reservada e lá nos disse que não tinha mais como continuar a frente do Ministério e que Deus a havia orientado a transferir a liderança do Ministério, para mim. Na época chamava Mães em Contato, hoje Mães Unidas em Oração.

Na hora eu disse NÃO, pois me sentia e ainda me sinto sem condições de fazê-lo. Argumentei com ela: “A irmã conhece tantas mulheres, tantas esposas de pastores que poderiam realizar esta missão? “- Ela apenas me disse: Deus me mandou entregá-lo a irmã!

Meu esposo, Pr. Joaquim de Paula Rosa, abriu na hora a Bíblia e começou a ler Josué 1:1-
9. Na hora que ele leu o versículo 9: ”Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares."

Naquele momento senti um grande temor, e tremor... Um arrepio que desceu pelo meu corpo, meu coração disparou, senti um frio nas mãos, sabia que Deus estava comigo, que não deveria temer. Ele falou ao meu coração. Ele me revestiu de um amor sem limites pelas mães do Brasil e do mundo. Sabia que estava diante de uma grande missão, grande responsabilidade, e que eu não poderia olhar para as circunstâncias. Naquela saleta, lá em Campo Grande, Rio de Janeiro,RJ no cair da tarde daquele dia aceitei a tarefa da grande comissão! Heloiza Helena, eu e meu esposo, oramos! 


No dia 4 de março daquele mesmo ano assumi o compromisso do Ministério em uma reunião na OMEBE – Ordem dos Ministros Evangélicos no Brasil e no Exterior. Recebemos a visita da representante de Moms In Touch Internacional, hoje Moms In Prayer International, Maria Tereza Canha. 

Durante 4 anos fui sendo observada pela sede mundial na Calfórnia, USA e´, no dia 9 de maio de 2013, veio ao Brasil a Vice-Presidente de Moms In Prayer International, Marlae Gritter e a Diretora dos Ministérios de Campo Sally Burke.. Após intenso treinamento, guindou ao cargo de “Country Coordinator” - (Coordenadora de País). Hoje Sally Burke é nossa Presidente Mundial.

Todo este caminho foi direcionado por Deus. O espaço é pequeno para narrar tantas bênçãos!

Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa

2 - O ministério reúne mães que se dedicam em oração por seus filhos e escolas (sendo mães biológicas, ou não), entendendo que a maternidade pode se dar de forma espiritual, para formar uma nova geração comprometida com Deus?

Com certeza. A mãe espiritual é referência de carinho para seus filhos. A maternidade espiritual é fecundada aos pés da cruz e me ensina que a vida é obra da gratuidade de Deus.

Também faz parte da vocação de ser mãe espiritual a sabedoria, a renúncia e a coragem de dar de graça o que de graça recebemos. Os filhos são de Deus primeiramente, portanto, cuidar e sofrer com eles significa amar até o fim. Filho é filho!

A herança de uma mãe espiritual é uma guerra travada com o inimigo, porque é um ato de amor na formação do caráter, gerado em cada um dos filhos adotado. Não é tarefa fácil, é com oração, lágrimas, súplicas e muita dedicação. Mas vale a pena, porque o resultado é: salvação, libertação, alegria e paz.

3 - Você se considera uma mãe de oração e uma mãe discipuladora?

Sim! Deus tem colocado diante de mim uma responsabilidade de orar pelos nossos filhos e escolas do Brasil e ao mesmo tempo dar suporte espiritual as mães.  Tive o privilégio de engravidar e sentir o meu bebê dentro de mim, mas ... Tenho meus filhos espirituais.

Quando Deus pinça, chama, toca uma mãe, sabemos que ali está uma mãe em oração. Ela já é um diamante que será burilada, trabalhada, lapidada, treinada e se tornará em um brilhante iluminando por onde quer que vá outras mães, para novamente transformá-las em novos diamantes e, assim sucessivamente. É assim que treinamos nossas mães em nossas reuniões.

A mãe passa a ter a FÉ que o Dr. Philip Harris definiu bem e que o Pr. Joaquim de Paula Rosa traduziu para o português: A FÉ que vê o invisível. A FÉ crê no incrível. A FÉ que recebe o impossível. Aleluia!

4 - Sempre em contato com muitas mães, quais são as maiores necessidades e os maiores desafios que percebe nelas hoje?


Muitas mães que estão passando por sérios problemas com seus filhos e precisam de apoio. São filhos envolvidos com: roubo, trafico de drogas, vícios diversos, gravidez indesejada, pedofilia, .... A maioria dos e-mails que recebemos é de mães que estão pedindo ajuda para seus filhos que estão mergulhados nas drogas. A maioria começou a usar drogas através dos colegas e, em sua maioria, nas escolas, Universidades e , em alguns casos no trabalho.....

O Ministério Internacional Mães Unidas em Oração é:

1. PREVENTIVO  oramos pelos filhos, netos e bisnetos que estão tendo uma vida normal, abençoada. Oramos para que Deus os "blinde" e os guarde do mal;

2. CURATIVO – oramos pelos filhos, netos e bisnetos que estão com qualquer tipo de problemas e que estejam trazendo preocupação para os pais e responsáveis. Oramos para que Deus os cure e guarde e, finalmente;

3. CIRÚRGICO - oramos pelos filhos, netos e bisnetos cujas vidas já PAREÇEM "caso perdido". Pode parecer para nós. Mas, para Deus, não! Para Deus tudo é possível se houver "Mães Unidas em Oração" em favor desses "Pródigos". Eles vão voltar, com certeza. Cremos no Poder da Oração.

Como disse nossa Fundadora e Presidente, Fern Nichols: "Não pense que a oração é uma tarefa simples. É um grande trabalho. No entanto, as respostas de Deus, muitas vezes, nos surpreendem. Isso é que torna a oração tão emocionante." 
Quando as mães se unem em oração, o poder de Deus opera de tal forma que o impossível acontece.

"Mãe cristã comprometida com Deus só deixa de orar pelo filho quando ela morre!" e "Nada, absolutamente nada resiste ao poder da oração!" (Jane Esther de Paula Rosa)

5 - Ser mãe é uma vocação?


A maternidade é o maior dom que o Pai Eterno conferiu à figura da mulher. Aquela que assume essa responsabilidade é digna de mérito Divino e de reverência humana. Ela é a fonte de onde emana o existir humano. E é este dom que confere o valor incondicional da vida humana! É a sublime celebração da transmissão da vida! Somente pela fé seremos capazes de compreender tamanho mistério. A condição existencial do “ser mãe” está imersa no Mistério Divino.

A palavra 'mãe' traz significados intensos ao nosso imaginário: as lembranças boas, as dificuldades, as brigas em família, o apoio, o abraço ou o desejo pelo carinho que nunca aconteceu. Todos esses pensamentos nos levam a perceber a vocação de uma mãe: amor incondicional e presente.

Mas podemos observar que a vocação de ser mãe é muito mais do que gerar biologicamente uma pessoa, é cuidar amorosamente de alguém que tomou para si como filho. Mais do que o fruto do seu ventre, ser mãe é tomar para si a responsabilidade pela vida, pela educação, pela criação de alguém.

A mãe dos nossos tempos enfrenta todas as adversidades e desafios que a sociedade lhe impõe, mas seu amor é fiel e ela é zelosa na missão que escolheu e com a qual foi presenteada.

É por isso que, hoje, a lembrança vai para a mulher que é mãe nas mais diversas situações: 

  • aquela que gerou o filho em seu ventre, biológica;
  • aquela que é mãe adotante, do coração – que optou pela adoção como gesto de doação e entrega;
  • aquela que é mãe espiritual, que mesmo não tendo filhos biológicos e adotivos, cuida dos filhos espirituais como se fossem, de fato, seus filhos.
Ser mãe é sim, uma vocação!

6 - Qual é a dinâmica do ministério no Brasil? 

A participação no Ministério Internacional, tanto no Brasil, quanto em quase 200 países é a mesma. Começa como "Mãe Intercessora Individual”. Tão logo ela sinta o toque do Espírito Santo para ser uma Mãe Unida em Oração, ela entra em contato com o Ministério ou faz a inscrição online e recebe todas as informações para iniciar seu PGO - Pequeno Grupo de Oração.

Nossa divisa está em Lamentações 2:19: "Derrama o teu coração como água diante do senhor; levanta a Ele as tuas mãos, pela vida de teus filhos.” (Lamentações 2.19)

nossa visão é cobrir todas as escolas do Brasil e do mundo por uma rede de proteção espiritual através das orações de suas mães, sendo um apoio positivo e forte incentivo para que os filhos, suas escolas e seus colegas sejam guiados por altos valores bíblicos, morais e éticos.

Temos como missão encorajar duas ou mais mães biológicas, adotantes, ou espirituais, comprometidas a se reunirem, regularmente, uma vez por semana e orar durante 1 hora, em favor de seus filhos, suas escolas, seus colegas, seus professores, funcionários, diretores e todas as demais pessoas que tenham alguma influência sobre eles, tanto nas escolas quanto na sociedade em geral.

Temos os seguintes propósitos:

  • Orar para que os filhos recebam a Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas e que permaneçam firmes na fé.

  • Perseverar em oração em favor dos filhos, seus colegas, professores, diretores e funcionários para que se convertam a Jesus Cristo como Salvador e permaneçam firmes na fé.

  • Orar para que as escolas, diretores, professores e funcionários, onde nossos filhos estudam possam ser guiados por altos valores morais e bíblicos.

  • Encorajar e apoiar as mães que carregam fardos pesados pelos filhos e familiares pródigos.

  • Exercer uma influência positiva e oferecer apoio espiritual às escolas.
7 - Como funcionam as reuniões, quando e onde são realizadas, e os treinamentos, etc?

As reuniões são de PGOs – Pequenos Grupos de Oração. Para formar os grupos, a mãe ora à Deus para que Ele envie outra mãe que esteja disposta a orar toda semana. Numa atitude de fé, a mãe deve convidar outras mães para orar, juntas, em favor dos filhos e de suas escolas. Os grupos são pequenos. Em média de 4 mães. Se passar de 4 o grupo deve bipartir.

Caso a mãe apresente algum obstáculo, para participar NÃO INSISTIMOS! A adesão ao Ministério é voluntária e de coração. Não é por “indicação” ou por “imposição”.

A mãe que é tocada pelo Espírito Santo para participar do Ministério Mães unidas em Oração não apresenta nenhuma desculpa, apenas pede as informações necessárias e faz sua inscrição!  Ela está assumindo perante Deus o compromisso de orar por pelos filhos cujos nomes ela colocou em sua Ficha e pela Escola adotada em oração. Por isso que nem toda mãe faz parte do Ministério. Os nomes vão para a Rede Mundial de Oração.

O compromisso de cada mãe, além de orar todos os dias será, orar 1 (uma) vez por semana, durante 1 (uma) hora, juntamente com mais duas ou três companheiras em favor de filhos, netos e bisnetos, de todas as idades. Também separa de 3 a 7 minutos para orar diariamente no “A Sós Com Deus”. Temos o nosso Calendário Nacional de Oração.

Cada grupo define o melhor dia e da melhor hora semanal do encontro para orar pelos filhos e escolas. A oração pode ser feita no templo da Igreja, nos lares, na Escola, no trabalho, enfim, será de acordo com a necessidade de cada grupo.

Todas as mães oram pelas escolas deles (desde o Maternal até a Universidade), pelos colegas de turma e de escola, pelos diretores e reitores, pelos professores, pelos funcionários das escolas e pelas demais pessoas com as quais nossos filhos, netos e bisnetos convivem no dia-a-dia usando a Bíblia para guiá-las nessa tarefa, através dos “Os Quatro Passos Para Oração: Adoração e Louvor; Confissão de pecados; Ação de Graças e Intercessão”.

Lembrando-se sempre: o que for dito no Grupo de Mães Unidas em Oração fica no Grupo. É sigilo absoluto. É compromisso com Deus!

Mães Unidas em Oração, não é um movimento, projeto ou reunião de mulheres.
Não faz parte de nenhuma instituição, organização, igreja ou denominação.
É evangélico, inter e supra denominacional.
Não está vinculado a nenhum grupo político de qualquer natureza.
É um Ministério Internacional de Oração! Uma missão! Um sacerdócio! Um compromisso com Deus da mãe de orar pelo seu filho biológico, adotante ou espiritual). Se o filho não estiver mais estudando, continua sendo filho.


Com relação aos Treinamentos de Líderes de Grupos, é só a líder entrar em contato conosco pelo e-mail: contato@maesunidasemoraçoo.org e receberá todas as informações sobre as normas e procedimentos para realizá-lo.

8 - Quais são as datas especiais do Ministério?


JANEIRO
. Dia 10 – World Day of Prayer and Fasting - Dia Mundial de Jejum e Oração - Pelos filhos, Escolas e pelo Ministério no mundo.

FEVEREIRO ou MARÇO
. 7 Dias de Clamor - Semana do Carnaval

MARÇO
. Dia 15 - Dia da Escola – Jornada Nacional de Oração Pelas Escolas.

ABRIL
. Segundo sábado - Faith walk - Caminhada de Fé - 5 km. Promover a visão de Moms In Prayer International/ Mães Unidas em Oração com o propósito de ver todas as crianças e escolas no mundo cobertas de oração através das mães.

MAIO
Mês de Celebração do Aniversário do Ministério no Brasil!
. Do dia 1 a 31 de maio - Live, às, 22h, pela página do facebook - Levanta e Clama!
. Segundo domingo - Celebração do Dia das Mães
. Último sábado do mês - Culto de gratidão pelo aniversário de Mães Unidas em Oração no Brasil - Chás, Cultos de Celebração, Conferências, Congressos, etc...

JULHO
. Conferência - INABALÁVEL BRASIL ou PERMANECE FIRME

AGOSTO
. Dia 11 - Dia do Estudante – Dia Nacional de Oração Pelos Estudantes

SETEMBRO
. Terceiro domingo - World Day of Prayer for Schools - Dia Mundial de Oração Pelas Escolas (Escola Bíblica Dominical, Educação Infantil, até a universidade)

OUTUBRO
. Dia 5 - World Teacher Day - Dia Mundial do Professor - Dia Mundial de Oração Pelos Professores.
. Dia 12 - Dia da Criança - Dia Nacional de Oração Pelas Crianças.
. Dia 15 - Dia do Professor
. Dias 5, 12 e 15 de outubro, live às 22h, pela página do facebook - Jornada Nacional de Oração pelos Professores e crianças

NOVEMBRO
. Dia 12 - Dia do Diretor de Escola - Dia de Oração Pelos Diretores de Escolas.
NOVEMBRO E DEZEMBRO
Operation Christmas Child - Operação Natal das Crianças - Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, em parceria com a Fundação Billy Graham.
. Dia 1 de novembro até o dia 12 de dezembro: angarias aos presentes
. Dia 13 até o dia 20 de dezembro: entregar os presentes.

Durante todo o ano pelo Brasil, em datas distintas, realizamos pelo Ministério: Chás Evangelísticos, Congressos, Conferências, Treinamentos, confraternização, visitas as escolas...

9 - Últimas informações do ministério e agradecimento?

Deus não chamou uma organização, uma instituição, uma igreja ou uma denominação. Não!  
Deus tocou no coração de uma MÃE: Fern Nichols

Fern Nichols é autora de 10 Livros. Quadro deles traduzidos para o Português, sendo que um está esgotado.


  • O Livro: Todo Filho Precisa de Uma Mãe Que Ora, escrito por Fern Nichols, fundadora de Moms In Touch, atualmente Moms In Prayer / Mães Unidas em Oração no Brasil, é um best seller. No momento, encontra-se disponível em vários sites, com preços variados. Comprar a reimpressão de 2015 com logomarca do Ministério Mães Unidas em Oração.


  • O Livreto: Mães Unidas em Oração, com as orientações para realização das reuniões em Grupos, seguindo, biblicamente, Os Quatro Passos Para Oração está traduzido em 55 idiomas, inclusive para o Braille. Este livreto é para todas as mães que já estão cadastradas no Ministério. Em breve sairá uma nova edição revista e atualizada.


  • O mais recente Livro de Fern Nichols, "Orações poderosas para mães", foi lançado pela Editora Thomas Nelson e no momento, encontra-se disponível em vários sites, com preços variados. 


Após 34 anos, o Livro: “Todo Filhos Precisa de Uma Mãe que ora”, escrito por Fern Nichols é um Best Seller e está traduzido em vários idiomas. Nele Fern mostra como envolver e apoiar as mães biológicas, adotantes e espirituais, a orarem pelos filhos e escolas, através das orações persistentes e eficazes. Estimula, em cada mãe, o anseio por uma maior intimidade com Deus, superando a paralisia espiritual, eliminando o medo e transformando a perspectiva futura, cheia do significado de uma vida de oração pautada pela “fé, coragem e perseverança”. Assim, estarão preparadas para as batalhas espirituais que terão que travar para que seus filhos sejam guiados por altos valores bíblicos, morais e éticos. Comece agora. Seu filho agradece.

O Livreto: “Mães Unidas em Oração”,  está traduzido em mais de 60 idiomas. O livreto foi criado para ajudar as mães aprendem a orar e como começar um grupo de Mães Unidas em Oração. Ele descreve como o Ministério começou; a declaração de visão; missão; propósito; diretriz; o que significa Mães Unidas em Oração; dicas sobre como iniciar seu próprio grupo (com apenas duas ou mais mães!); os Quatro Passos Para a Oração; sugestões para o momento de oração; como orar por uma pessoa não convertida; declaração de fé, e muito mais.

O desejo de cada mãe comprometida com Deus é de estar envolvida na vida dos filhos através da oração, pedindo ao Senhor para protegê-los de danos, para ajudá-los a saber a diferença entre certo e errado, e para orientá-los na tomada de boas decisões.

No início, no ano de 2009, algumas pessoas foram imprescindíveis para mim: Rev. Izaias de Souza Maciel (OMEBE); Lucia Margarida Pereira de Brito (Secretária Executiva da União Feminina Missionária Batista do Brasil); Elza Santana do Vale (Redatora da Revista Visão Missionária); Pr. Flavio Vieira Lima e Helga Kepler Fanini (Programa REENCONTRO), Stefany Hellen (Designer Gráfico); Orli Bernardes (Jornal Nosso Tempo). Também não posso me esquecer das irmãs que me sustentaram em oração: Ester Heva, Sara Couto, Norma Couto e Dulce Monteiro de Souza. Mas principalmente sou grata ao meu esposo, Pr. Joaquim de Paula Rosa, pelo apoio incondicional!

Hoje, não teria como enumerar todas as pessoas que Deus colocou no meu caminho, durante estes 9 anos para que o Ministério chegasse até aqui. 


Deus levantou mães diamantes, que se tornaram brilhantes no Ministério no Brasil. Coordenadoras Regionais, Estaduais, Municipais, Coordenadoras de Área, Coordenadoras nas Igrejas e Líderes, todas com seus PGOs- Pequenos Grupos de Oração. Mães que não medem esforços para cumprir o ide de Jesus, anunciando a todas as mães que tudo é possível ao que crê e que a causa de nenhuma de nós está perdida, pois Deus detém o controle de tudo. Aleluias!

Sou grata ao meu Deus pelo grande privilégio de serví-lo em Moms In Prayer International/Mães Unidas em Oração no Brasil, pois 
"em nada tenho a minha vida preciosa para mim mesma, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus."(Atos 20:24)

Agradeço a Assessoria de Imprensa do Ministério pela entrevista





INFORMAÇÕES E CORRESPONDÊNCIAS:

MÃES UNIDAS EM ORAÇÃO NO BRASIL 

Avenida Marechal Floriano, 143 – 4º andar – Centro

20080-005 - Rio de Janeiro, RJ

Telefones: (21) 3242-1778 / 99212-0548

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

Site Internacional: momsinprayer.org
contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Cláudia Regina Farias) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html
Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

FILHOS PEQUENOS E REBELDES...O QUE FAZER?


Entre os 2 e os 3 anos, a criança experimenta uma crise de oposição. Nesta idade, a criança descobre-se como pessoa diferente dos adultos, com possibilidades de independência, e tenta AUTO AFIRMAR-SE opondo-se a tudo. É a idade do "diga você, que eu me oponho", da obstinação, das brigas e da oposição sistemática.
Esta idade se caracteriza, portanto, pelo negativismo e a obstinação. Produz um fortalecimento do Eu infantil que leva a criança a tentar afiançar sua personalidade frente aos adulto, suas leis e suas ordens.

Uma criança nesta idade desfruta "experimentando" a autoridade de seus pais e comprovando se seus desejos podem mais que os de mamãe e papai.

A criança há de passar por esta etapa de oposição. Até necessita dela para crescer. Convém deixar passar a tormenta sem dar-lhe muita importância, mas acompanhar passo a passo....

Outras crianças desobedecem para CHAMAR A ATENÇÃO. Quando uma criança, pelo motivo que for, se sente pouco atendida ou pouco querida é possível que se mostre desobediente para assim reclamar a atenção de seus pais ou professores.

Por exemplo, quando os pais estão muito ocupados, quando dedicam pouco tempo aos filhos, a desobediência é, muitas vezes, a única arma que a criança dispõe para que seus pais lhe prestem atenção. Freqüentemente descobrem que a única forma para que Mamãe ou Papai lhes preste atenção é brigando ou portando-se mal.

Por exemplo, se você trabalha muito e passa pouco tempo em casa é provável que seu filho reaja ante sua ausência mostrando-se difícil. É sua forma de atrair sua atenção, de dizer-lhe "aqui estou, dê-me importância". Se você se mostra amável e compreensivo então ele logo recuperará sua conduta habitual.

Também, se os pais têm viajado muito e deixam seus filhos aos cuidados de outras pessoas, é provável que tenham observado que, quando voltam, as crianças inconscientemente se "vingam" mostrando-se desobedientes e inclusive às vezes portando-se mal.



A criança que sente CIÚMES ou INVEJA de seus irmãos pode reagir do mesmo modo mediante conduta negativa se descobre que, com estas, pode converter-se no centro de atenção. 

Além disso, quando uma criança NÃO SE SENTE SUFICIENTEMENTE ACEITA pode reagir mediante comportamentos indiscriminados.


Também devemos ter em conta que as crianças incomodam quando ESTÃO ABORRECIDAS. Se não lhes oferecemos estímulos suficientes elas reagirão mediante condutas inadequadas.

Não é tarefa fácil lidar com crianças desobedientes. Por isso, é comum que os pais percam o controle e a paciência na tentativa de melhorar o mau 

comportamento dos filhos.

Você deve tomar cuidado também com as ameaças não cumpridas, pois geram ansiedade e falta de confiança, sendo que a criança volta a repetir o mal comportamento já que não tem nenhuma conseqüência ruim em sua atitude.

Já o excesso de permissividade pode ocasionar problemas futuros na vida da criança, pois não conseguirá adquirir consciência dos limites frente à vida, sem parâmetros do “certo e errado”, podendo sofrer diante da realidade mais tarde.

Acredito que uma boa alternativa para punir a criança no momento que teve algum comportamento impróprio, seja tirar algo que ela goste muito temporariamente explicando de forma clara, sincera e firme o motivo da sua atitude.



Provavelmente ela irá protestar, mas se houver uma relação de confiança entre você e seu filho, esta acabará compreendendo a sua atitude e, já vai saber o que ocorrerá caso repita o comportamento.

Os limites são imprescindíveis.... Limites são barreiras, regras da casa. Elas são estipuladas pelos pais ao longo do seu crescimento. Sim, pelos pais. Tem que haver acordo. Não é um dizer uma coisa e o outro, dizer outra coisa...


Sem limites e regras será desenvolvido um comportamento rebelde. É igualmente importante equilibrar essas regras fazendo elogios quando os filhos mostram um comportamento positivo. Devem aprender desde cedo sobre cidadania e boa educação, respeitando as outras pessoas, o meio ambiente, aprender a ter responsabilidade com suas tarefas.

Tudo isso faz parte do processo de um crescimento mais sadio da criança, ajudando-o a transformar-se em um adulto mais consciente da realidade e pronto de forma a compreender que é preciso respeitar os deveres e direitos das outras pessoas.

A criança precisa aprender esses valores desde cedo, pois vai tomando consciência do mundo em que vive e percebendo que seus bons comportamentos e boas atitudes refletem boas respostas do mundo que a cerca.


Bom, é lógico que nem tudo corre perfeitamente e como estão num processo de aprendizagem vão cometer muitos erros, mas o importante é que consigam reconhecer erros e acertos neste longo caminho.

Nossa sociedade hoje é repleta de jovens que cometem infrações e crimes indiscriminadamente, pois não tiveram a noção de limites. Acham que podem fazer tudo sem nenhum tipo de punição, prejudicando a si e a outros.

Na orientação quanto a disciplina de nossas crianças não deve haver nem o radicalismo que exige da criança o comportamento perfeito e nem a falta dos valores básicos para a formação da personalidade e isto inclui o respeito como valor primordial.

A educação de nossos filhos deve ser embasada numa relação criança-adulto de compreensão, carinho, amor atenção e sinceridade. São critérios que auxiliam na formação da personalidade e do caráter de forma.

Mas o mais importante de tudo isso, é a oração. Pedir sabedoria, discernimento a Deus, todos os dias...



(https://pt-br.facebook.com/.../filhos.../filhos-pequenos-e-rebeldeso-que-fazer/380185...)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 


www.momsinprayer.org 
www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)


IMPORTANTE: Se você foi tocada pelo Espírito Santo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, que é evangélico, o primeiro passo é fazer sua inscrição, e, em seguida, pedir a Deus outra mãe que sinta o mesmo toque o Espírito Santo e começar seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Faça sua inscrição online para receber todas as informações necessárias, através do link abaixo: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.
 

terça-feira, 23 de outubro de 2018

COMO NÃO CRIAR UM DELINQUENTE

Os pais, e especialmente nós as mães, no papel de primeiras e mais importantes educadoras, devemos cumprir a palavra de Deus e ensinar nossos filhos enquanto crianças o caminho que devem andar para que quando velhos não se desviem dele (Pv 22:6)

1. Não dê à criança tudo quanto ela queira.

Desde pequena a criança deve aprender a ouvir um não. Aprendendo agora a dizer um não ao lícito, mais tarde ela saberá dizer também não ao ilícito.

2. Aponte os erros que seu filho comete. 
Quando ele se embrenha nas sendas do mal, mostre o caminho do bem.
Nos momentos de perplexidade, esclareça sua dúvida. Ensine e ajude seu filho a escolher entre o certo e o errado, entre o bem e o mal. Ajude-o a seguir o caminho do bem abraçando sempre a verdade.

3. Dê a seu filho também uma educação espiritual.
Seu filho não é apenas corpo e sensibilidade, mas possui também uma essência espiritual; uma essência que precisa conhecer e amar ao seu criador

Se ele perder a confiança no supremo, se perder o sentido da vida, se desconhecer o destino imortal do homem, se não esperar mais nada para depois da morte, só lhe resta um caminho a seguir: gozar a vida no momento presente e, para isto, irá servir-se de todos os meios, bons e maus, proibidos ou permitidos.

Um homem que não nutre esta essência é uma caricatura humana.

Um homem que não enxerga o eterno é um homem morto antes do tempo.

4. Não confunda as Coisas...
Quando seu filho deixar espalhados pelo chão roupas, sapatos, livros, brinquedos, faça-o apanhá-los. Mas faça como amor, bondade e carinho e não de maneira agressiva ou irritada. Com gritos nunca se educa uma criança. Educa-se com energia, amor, carinho, bondade e compreensão.

5. Não brigue nem discuta na presença do filho.
Quando os pais discordarem ou se desentenderem, procurem evitar a discussão diante dos filhos. Falem e discutam a sós. Brigas e discussões na presença dos filhos, além do mau exemplo que os pais dão, provocam na alma da criança conflitos de ordem emocional irreversíveis e muitas vezes de graves consequências.

A harmonia e união entre os pais revertem em benefício para os próprios filhos.

6. Não dê a seu filho quanto dinheiro ele pedir.
Quem não se contenta com pouco, nem o muito o satisfará jamais.

O dinheiro fácil na mão do seu filho abre caminho para muitos erros, pois a riqueza mal empregada abre as portas do mal.

Seu filho deve aprender quanto custa ganhar dinheiro.

Se desde pequeno ele não sabe quanto custa o dinheiro, ele só deseja uma coisa na vida: ganhar muito dinheiro com o mínimo de esforço e gozar o máximo a vida.

Dinheiro fácil nas mãos do seu filho leva-o a confiar mais no poder da moeda do que em sua força de vontade, em sua dignidade moral e capacidade intelectual.

Faça com que seu filho mereça o dinheiro que recebe.

7. Não satisfaça todos os desejos e caprichos do seu filho em matéria de comida, bebida e conforto.
Ele deve aprender a fazer sacrifício, a renunciar um gosto pessoal, a dizer um não a um capricho e deixar de ser voluntarioso.

O comodismo enterra todas as aspirações humanas e é o maior obstáculo do progresso.

Formar a vontade do filho não é fazer todas as suas vontades.

Forme a vontade dele para que rejeite sempre o mal e queira sempre só o bem.

8. Quando seu filho entrar em conflito com professores, polícia, vizinhos e colegas, não tome seu partido sem antes examinar bem o fato e ver de que lado está a razão.
Um erro é tomar sempre o partido do filho apenas por ser filho, sem procurar saber a origem do conflito e ver com quem está a razão.

É preciso ver, analisar, julgar e dar razão para quem a merece.

Não é somente o filho do vizinho que pode errar; o seu também está sujeito ao erro.

Ninguém é perfeito; seu filho também está dentro desta regra.

Seja justo e dê razão a quem tem de fato.

9. Olhos Abertos significa atenção...
Quando ele entrar numa contenda mais séria, não o desculpe com estas palavras: "Ele sempre foi impossível; ele é assim mesmo."

Isto fará com que seu filho permaneça no erro e abrirá caminho para faltas mais graves, pois ele sabe que pode contar sempre com a cumplicidade indulgente dos pais. A indulgência excessiva é sempre cúmplice do crime.

Seja indulgente, mas sempre dentro da ordem, da energia bondosa e da disciplina.

10. Não faça comparações das virtudes e dotes do seu filho em relação aos outros.
Fazendo isto, você estará implantando nele o vírus da intolerância, a discriminação pessoal e social, e o menosprezo pelos demais.

Um elogio deve ser feito de maneira discreta, a sós, e com muito cuidado.

Os pais, costumam rotular os filhos de acordo com sua própria conveniência, e isto abre espaço para que vejam nos filhos, qualidades que muitas vezes não possuem, causando frustrações nos mesmos com o tempo.

11. Qualquer tipo de vício é prejudicial para os adultos e muito mais às crianças.
Se tiver algum vício, lute para livrar-se dele, e o faça diante do seu filho, sempre demonstrando a ele os malefícios do mesmo e sua luta pela liberdade.

Seu filho não merece compartilhar de um capricho danoso como o seu.

Se você tem amor de fato por ele, livre-se do vício, só, e apenas desse modo, poderá lhe cobrar mais tarde com eficiência, caso ele se caia numa dessas armadilhas.

Para o filho, o exemplo de probidade dado pelos pais é mais importante do que todas as opiniões que ele vai encontrar pelo resto da sua vida, na rua.

(Extraído do Educador Brasileiro - Frei Anselmo)

Feito tudo isso, ore todos os dias da vida de seu filho coloque-o sob a proteção de Deus e prepare-se para colher os bons frutos de tudo que você semeou.



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

www.momsinprayer.org 
www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Se você foi tocada pelo Espírito Santo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, que é evangélico, o primeiro passo é fazer sua inscrição, e, em seguida, pedir a Deus outra mãe que sinta o mesmo toque o Espírito Santo e começar seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Faça sua inscrição online para receber todas as informações necessárias, através do link abaixo: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.
 

domingo, 21 de outubro de 2018

EU TENHO UMA MÃE QUE ORA


Amo esta poesia de Elizabeth George...

Em primeiro lugar, porque eu tenho, verdadeiramente, uma mãe que ora por mim. MInha mãe, Diaconisa Dulce Monteiro de Souza. Também minhas mães espirituais: Sara Couto e Esther Revash, além das milhares de mães que me adotaram como filha espiritual, tanto no Brasil, quanto no exterior e que eu não conheço

Em segundo lugar porque quero me espelhar neste sublime exemplo de ser uma mãe (biológica, adotante ou espiritual) que ora pelos filhos e escolas de uma maneira extraordinária, comprometida com Deus. Tendo intimidade com Ele.

Quem diz que orar é fácil é porque nunca enfrentou batalhas na oração!


Muitas são as batalhas, mas quero citar apenas duas:

A primeira batalha é colocar-se totalmente à disposição de uma conversa franca e sincera com o nosso Criador. 
Isto não é fácil... Temos que ter compromisso com a oração...

Imagine uma dona de casa. Ela tem várias funções ao mesmo tempo: mãe-dona-de-casa-esposa-mulher-profissional-etc...

Existem vários motivos que levam uma mãe-dona-de-casa-esposa-mulher-profissional passar o dia inteiro sem tempo para terminar seus afazeres, muito menos para orar. Sempre tem um motivo, uma justificativa....

A segunda batalha é travada na mente, pois temos que nos esvaziar de todo conceito prévio, decisão prévia e tudo aquilo que nos induza a pedir algo que não esteja nos propósitos de Deus.

Não oramos por provas bem sucedidas, casamento perfeito, profissão de sucesso, dinheiro, etc. Isso será consequência! Oramos para que Deus estabeleça conosco e com nossos filhos uma aliança eterna de amor e fidelidade, isto é, que eles tenham uma experiência pessoal e marcante com o próprio Deus que os faça totalmente dependentes e submissos ao querer d'Ele.

Mães Unidas em oração é assim... Quando o Espírito Santo toca no coração da mãe e, ela assume o compromisso de orar... Sim... Compromisso... Senão o dia passa e... 

Você não parou e separou de 3 a 7 minutos para orar....

Inspire-se você também e seja uma mãe que ora por seus filhos e escolas.

(Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa - Coordenadora Nacional de Mães Unidas em Oração)

EU TENHO UMA MÃE QUE ORA

Alguns têm tido reis em sua linhagem,
Aos quais era dada honra.
Não tenho ancestrais dos quais
EU TENHO UMA MÃE QUE ORA.

Eu tenho uma mãe que ora por mim,
E suplica, diariamente, a Deus por mim.
Ah! Que diferença isso faz por mim.
EU TENHO UMA MÃE QUE ORA

Alguns têm sucesso mundano
E confiam na fortuna que fizeram.
Este é o meu recurso mais seguro:
EU TENHO UMA MÃE QUE ORA.

As orações de minha mãe não podem me salvar.
Só podem me ajudar.
Mas mamãe me apresentou a Alguém.
Alguém que nunca poderia falhar.

Oh! Sim...
Eu tenho uma mãe que ORA por mim.
E suplica a Deus, diariamente, por mim.
Oh! Que diferença isso faz para mim!
EU TENHO UMA MÃE QUE ORA !

(Extraído do livro "Uma mulher segundo o coração de Deus")


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 


www.momsinprayer.org 
www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Se você foi tocada pelo Espírito Santo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, que é evangélico, o primeiro passo é fazer sua inscrição, e, em seguida, pedir a Deus outra mãe que sinta o mesmo toque o Espírito Santo e começar seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Faça sua inscrição online para receber todas as informações necessárias, através do link abaixo: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.
 

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

SERÁ QUE ABANDONEI MEU FILHO?



Viemos de um tempo em que abandonar filhos era deixá-los na maternidade, na porta dos outros, na praça e até na lata de lixo. Mas ao refletirmos sobre o relacionamento entre pais e filhos atualmente verificamos muitas outras formas de abandono.

Antigamente uma das maneiras dos pais disciplinarem seus filhos era os mandando para o quarto a fim de que pensassem em seus atos, permanecem ali "conectados" com as regras num aprendizado quase que forçado do que é certo, errado, quem manda, quem obedece, quem pede desculpas e quem perdoa. Quando o quarto representava nessas ocasiões uma prisão.

Hoje deixá-los no quarto é abrir a porta para a liberdade, é deixá-los conectados com o mundo, com outras regras, com as não regras via TV, telefone, Internet porque os quartos de hoje costumam oferecer muito mais do que a sala. Oferecem a possibilidade de uma outra sala (virtual), quase que uma outra família, onde o bate-papo se faz sem cobranças, sem censuras, sem limitações, com aceitação.

A era da informatização, facilitada pelo mundo moderno, faz com que o abandono tome forma, corpo e força. E é impressionante como isso reflete lá na frente, quando vemos mães com dificuldade em despedir seus filhos para a profissão, para o casamento, enfim, para a vida; querendo resgatar um tempo perdido, um abraço que não foi dado, um cuidado não dispensado.

Enquanto os pais estão "desconectados" diante da TV ligada, sem se ligarem na enorme distância existente entre o mundo deles e de seus filhos, eles (seus filhos) estão encontrando aconchego, conselhos, cumplicidade, fazendo compras, se atualizando, rindo, chorando, brigando, fazendo as pazes, amando, enfim, tendo suas necessidades supridas através do simples toque do teclado. Então, para que o toque, o cheiro, o abraço?

Essa distância ofusca a hierarquia familiar, pois os pais abandonam o lugar de pai, de mãe, de quem educa, de quem repreende, de quem ama. E culpados, quer seja pelo trabalho, estudos, outros compromissos ou até mesmo pela dificuldade de assumir seus papéis de pais, tornam-se cada vez mais permissivos; abrem mão de seus lugares e com isso sugerem aos filhos o abandono do seu lugar de filhos também. Que sem proteção, sem saber o que fazer, o caminho a seguir fazem besteiras, quebram a cara, sofrem, ficam despedaçados, morrem!

Muitos pais não querem ver, mas dentro de casa seus filhos estão agindo como mortos-vivos, sem viço, vigor, alegria. (É só olhar em seus olhos quando chegam em casa ao amanhecer depois de passarem a noite fora. Sabe-se lá onde ou com quem). Refugiam-se no quarto. No lar doce lar! Ou será amargo? Só os pais não vêem. Não querem ver que perderam seus filhos. Perderam ou deixaram ir? Deixaram ir ou abandonaram?

"Estou perdido sem pai nem mãe (...) Estou pedindo só um pouquinho de proteção ao maior abandonado (...)" - trecho de uma música cantada por muitos.

Está na hora dos pais viverem a conversão. A conversão de seus corações aos filhos. "E converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição" (Malaquias 4. 6). Está na hora de encontrar a conversa prazerosa, o jeito de se comunicar nesta era tão louca, tão rápida, tão moderna, sabendo fazer um link entre a sua história e a história de seus filhos, lembrando-se de que telegrama agora é e-mail, que VHS é DVD, que datilografar é digitar, que não é naum, e você é vc, mas que pai é pai, mãe é mãe, e filho é filho em todo tempo, pois nesse tipo de relacionamento não existe "ex" – seu filho nunca deixará de ser seu filho.

Este é o tempo de ficar no portão, como o pai do filho pródigo, abrir os braços, e dizer ao seu filho que está feliz com o retorno dele; se alegrar com a presença dele; amá-lo além das palavras, com atos e em verdade. (Ler João 3:18).

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

www.momsinprayer.org 
www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Se você foi tocada pelo Espírito Santo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, que é evangélico, o primeiro passo é fazer sua inscrição, e, em seguida, pedir a Deus outra mãe que sinta o mesmo toque o Espírito Santo e começar seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Faça sua inscrição online para receber todas as informações necessárias, através do link abaixo: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.
 

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

A ÚLTIMA PALAVRA VEM DE DEUS

"Durante alguns anos em minha igreja, alguns irmãs se reuniam para orar pelos filhos e escolas... Eu mesma, disse que não tinha tempo para isso. Tinha mais o que fazer....

Frequentava a igreja com meu esposo, que era muito consagrado e meus filhos, que faziam parte de todas as atividades pertinentes a cada um deles.

Até que, tive um momento de muita tribulação, quando minha filha de 16 anos, começou a ficar estranha.... Minha filha estava no primeiro ano do ensino médio. Tinha muitos colegas. Era muito boa de relacionamento... Era uma menina feliz!

De repente não queria mais conversar, nem ir para igreja... Por mais que tentássemos, não sabíamos o que fazer. Procuramos ajuda de uma psicóloga que nos disse que esta fase é complicada e que iria passar....

Um dia, pra ser mais exata, no dia 2 de julho do ano passado, 2015 minha filha entrou no banheiro e deixou a porta aberta... Depois de algum tempo passei e vi a porta aberta e, me deparei com uma cena terrível ... Ela estava com os braços cortados, todo ensanguentado e desmaiada... Fiquei alucinada de desespero... Não sabia o que fazer!

Era sábado de manhã, e meu esposo correu para ver o que acontecia e meus outros três filhos: Sarah, 12 anos; Guilherme, 13 e Renato 18, também...

Imediatamento, apertamos os cortes e fomos direto para o hospital... Minha filha tinha tentando o suicídio!!! Cortou os pulsos....Estava entre a vida e a morte e, pior, estava grávida! Grávida de um colega da escola, também de 16 anos!

Este foi um dos piores momentos de minha vida, até aquele dia! Não sabia ainda o que viria depois!

O médico nos chamou e disse que ela estava com 3 meses de gestação e com sérios problemas e, que deveríamos buscar ajuda. E assim fizemos...

Tanto eu, como meu esposo, procuramos dar todo carinho, atenção, amor, ajuda para os nossos filhos, mas não era o suficiente para Melissa... Ela era uma menina maravilhosa... Jamais poderia pensar em tal situação!

Até então, ainda não tinha me tocado da imensa responsabilidade de orar pelos filhos, mesmo pertencendo a Igreja do Evangelho Quadrangular... Tínhamos oração mas, não entendia o verdadeiro sentido de ter intimidade com Deus!

Estive visitando meus familiares no Rio de Janeiro e fui convidada para ir em um Chá na Sociedade Bíblica do Brasil, Rio de Janeiro, e lá ouvi uma pastora falar das Mães Unidas em Oração. Voltei para São Paulo.

A gravidez de minha filha estava ficando complicada... Pressão alta, arritmia cardíaca e outros problemas... Gravidez de alto risco...

Não ia mais a igreja... Ficava cuidando dela... Não queria saber de mais nada, apenas que ela desse a luz e tudo ficasse bem... Algumas irmãs me visitavam, mas não queria entregar minha filha nas mães de Deus. Achava que eu era a única solução de cuidado para ela...

No início de janeiro, após dar a luz a uma linda menina, minha filha não resistiu e veio a falecer...

Meu oxigênio faltou... Fiquei desesperada.....

Depois de muitas lágrimas, hoje temos a pequena Alice, para cuidar. Ela é apenas um bebezinho...

Os pais do menino que a engravidou, mudaram para outro estado... Não deram nenhuma atenção! Rejeitaram a pequena Alice.

Depois de toda tragédia, tive uma mudança radical em minha vida e de minha família. O Espírito Santo, consolador, tomou posse de mim, e, me mostrou que Deus é soberano em todas as coisas... O apóstolo Paulo diz: “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação, que nos consola em todas as nossas tribulações, para que, com a consolação que recebemos de Deus, possamos consolar os que estão passando por tribulações”. Deus não permite que experimentemos algo além do que podemos suportar... E em todas as coisas Ele tem um propósito..

Lembrei da palavra que ouvi no Chá... "Todo Filho Precisa de uma Mãe Que ora! Eu não orava pelos meus filhos, eu era um fracasso como cristã!

Passado um tempo de luto, entrei em contato, através da internet e hoje faço parte de Moms In Prayer... Tenho meu PGO - Pequeno Grupo de Oração, que se reúne em minha casa. Tenho três filhos e uma netinha para cuidar, com sabedoria, e discernimento do Senhor..."


Eu sei que a última palavra vem do meu Deus!

(Letícia Almeida Villarin Costa - Mãe Unida em Oração, São Paulo, SP

============================================================

Todas nós estamos sujeitas à perdas e por mais que saibamos que a vida um dia chegará ao fim, enfrentar esse momento traz uma dor muito forte dentro de nossos corações. Afinal, não existe idade para morrer. A morte pode acontecer subitamente; pode vir como uma amiga que alivia as dores e até mesmo como um refrigério para quem sabe para onde está indo. Mas a grande verdade é que sempre haverá um sentimento de vazio no coração dos que perdem alguém, pois aquele que partiu, não voltará mais.

O luto pode tomar conta da vida de uma pessoa não somente através da morte, mas pode ser caracterizado como a perda de algo muito importante, como um amigo, a separação familiar, a saída dos pais da casa… Sempre que algo é tirado da vida de uma pessoa, esse sentimento pode acontecer.

Agora, como agir quando passamos por esses momentos? Como devemos nos sentir quando isso acontece? Muitas pessoas se negam a passar por esse sentimento que o luto traz; mas negar o luto trará um vazio e uma dor que incomodará profundamente e por muito mais tempo. Sentimentos de culpa, raiva, solidão, medo e dúvidas, certamente surgirão, mas uma coisa é certa: Deus está com você em toda e qualquer situação, e Ele pode usar o momento de dor para que mais pessoas sejam abençoadas.

A grande verdade é que o Senhor pode usar um momento de dor como ferramenta de bênção na vida de pessoas que chegarão perto de você.

Não perca a oportunidade de ser bênção na vida de pessoas que estão passando por uma perda. Coloque-se nas mãos do Senhor e testemunhe do amor de Deus, pois certamente isso trará ao seu coração um propósito maior para o momento que você vive.


Aguardamos você!

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 


www.momsinprayer.org 
www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Se você foi tocada pelo Espírito Santo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, que é evangélico, o primeiro passo é fazer sua inscrição, e, em seguida, pedir a Deus outra mãe que sinta o mesmo toque o Espírito Santo e começar seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Faça sua inscrição online para receber todas as informações necessárias, através do link abaixo: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.
 

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

15 DE OUTUBRO - DIA DO PROFESSOR!

A missão, a visão e os propósitos do Ministério Mães Unidas em Oração é orar pelos nossos filhos, escolas, diretores, professores, funcionários, colegas e todas as demais pessoas que tenham influência sobre a vida de nossos filhos...

São muitas as lutas na educação, mas estamos orando e crendo que dias melhores virão para o futuro do nosso país! Vários são os motivos de oração pelos professores que estão nesta publicação, mas antes uma homenagem:

Amados Professores....
No início do ano letivo, depositamos em suas mãos, o mais valioso tesouro: Nossos filhos! Desde então, vocês têm trabalhado com empenho e amor oferecendo-lhes o melhor:

 Têm ensinado os nossos filhos a darem valor a si mesmo, e aos outros.
 Têm dado sorrisos e elogios aos nossos filhos, quando fazem algo bem feito.
 Vocês os entendem, estimulando-os, mesmo quando não conseguem fazer algo.
 Têm perseverado mesmo quando nossos filhos não são tão agradáveis e cooperativos.
 Têm reconhecido em cada aluno um indivíduo valioso e os tem ajudado a começar a alcançar seu próprio potencial. Por causa do amor e interesse de vocês, reconhecemos que o trabalho professoral não termina com o toque do sinal. Muitas vezes, nossos filhos, e seus problemas, vão juntos com vocês para casa.
 Têm passado para eles valores morais, éticos e espirituais cristãos e, não obscenidades!

O que podemos oferecer a vocês, diante de tal sacrifício, especialmente, durante esta época especial?

 Oferecemos nosso profundo agradecimento por amarem nossos filhos.
 Oferecemos nosso apoio e encorajamento.
 Prometemos orar por vocês, diariamente e a cada semana, em nossos PGOs - Pequenos Grupos de Oração!
 Conferimos a vocês, a honra de ser o melhor corpo docente do mundo!

Mas, mesmo com nossos corações agradecidos sabemos de alguns dos principais problemas enfrentados pelos professores na educação no Brasil e que estaremos orando hoje:

- Muitas faculdades e universidades não preparam o professor para a realidade da sala de aula.
- Muitos professores ensinando valores que não são cristãos.
- Muitos professores de Ensino Religioso Cristão tem sido perseguidos.
- Baixa remuneração paga aos professores de Ensino Básico, Educação Infantil, principalmente da educação pública. Falta de um sistema que beneficie os profissionais mais eficientes.
- Carência em sistemas eficientes de aperfeiçoamento, capacitação e educação continuada para professores;
- Currículo pouco interessante para os alunos ou desconectados da realidade;
- Baixa participação dos mães na vida escolar dos filhos e nos assuntos da escola;
- Burocracia em excesso na administração escolar;
- Investimentos públicos insuficientes para atender com qualidades as necessidades educacionais dos professores;
- Elevados índices de repetência, principalmente em regiões mais carentes;
- Baixa permanência dos alunos nas escolas (média de 4 horas diárias);
- Existência de professores lecionando sem formação específica para a área (principalmente em regiões mais carentes do Brasil);
- Uso em excesso de métodos de ensino ultrapassados (questionários, cópias de lição no quadro de gis, lousa, muitas aulas teóricas sem participação dos alunos, etc.);
- Falta de conexão entre os níveis de ensino (infantil, fundamental e médio);
- Altas taxas de abandono de alunos devido ao fracasso escolar ou problemas financeiros, ou professores que não estão preparados para lecionar;
- Carência de condições materiais em escolas de regiões pobres.
- Em 2017, de acordo com o IBGE, são 11,5 milhões de analfabetos - entre pessoas de 15 anos ou mais).

Aceitem, por favor, nossas dádivas, oferecidas com amor e sinceridade.



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 


www.momsinprayer.org 
www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 
Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".