Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em mais 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

domingo, 23 de setembro de 2018

MEU FILHO SE FOI!


"O que dizer... Meu filho se foi...Ele não aguentou mais uma overdose.
Cheio de vida... Líder de louvor na igreja... Tocava sax como ninguém... Desde novo gostava do instrumento. Com 16 anos era líder nos adolescentes... Único menino, pois temos uma filha que é uma bênção!

Ele tinha tudo que queria... Fazíamos todas as suas vontades... Era nosso caçulinha... Ao entrar na Universidade de engenharia de Telecomunicações...Nossa vida mudou.Como havia dito para a irmã, ele começou a se envolver com dois colegas da Universidade, começou a sair e voltar altas horas, ir para as baladas... Mudou de comportamento, até descobrirmos que estava envolvido com cocaína...

Deixou a igreja, os colegas, o sax, o louvor.. Disse que agora estava vivendo a vida...Como sofremos... Como lutamos... Como choramos... Foram 3 longos anos de internações... 3 anos de agonia... 3 anos de contante desespero.... Não nos ouvia, não aceitava orientação... etc... etc...

Há um mês ele não aguentou e, depois de 3 paradas cardíacas, se foi. Ainda não posso acreditar que aquele menino que estava naquele caixão, que parecia estar dormindo, era o meu menino... (19 anos, mas para mim era o meu menino) 

Irmã Jane Esther... Muito obrigada por orar por mim e comigo pelo telefone... Quantos telefonemas... Como oramos... Muito obrigada pela atenção, quando muitos me deixaram pelo caminho, pois, não queria mas me ajudar.... Muito obrigada pelo auxílio espiritual... Muito obrigada, pois a irmã não foi religiosa e, sim uma samaritana... Muito obrigada por que a irmã, sem saber me carregou no colo no momento mais agonizante de minha vida....

Como a irmã sempre dizia: "Deus está no controle de todas as coisas", "Todas as coisas cooperam para o bem aqueles que amam a Deus", "Que os mistérios de Deus são Insondáveis", "Que o que acontece hoje não compreendemos, mas que lá na frente saberemos o "para quê" de Deus e não o "por quê?" "Que eu e meu esposo estávamos fazendo tudo que estava ao nosso alcance e, que era para eu descansar no Senhor" "Que muitas coisas acontecem e que não temos controle sobre elas", "Que era para eu não me culpar mais do que já estava me sentindo culpada"... etc..

Sabe, irmã Jane Esther, nunca demos limites para o nosso filho quando ele estava na primeira infância e precisava de orientação. Ele fazia alguma coisa que não estava certo e achávamos a maior gracinha... Ele chutava o pai e eu não corrigia. Ele batia no meu rosto e eu achava normal. Ele batia na irmã, e eu naõ fazia nada. Ele brigava com os colegas na igreja e eu achava ruim com os colegas e o defendia sempre, mesmo sabendo que ele estava errado.

Irmã Jane Esther, tenho pedido perdão a Deus pela minha atitude, minha falta de ação, minha ignorância, minha negligência, minha insensatez como mãe... Meu filho foi fruto da falta de orientação que deveria ter dado e não dei. Que as mães, que ainda tem seus filhos pequenos, possam ter atitudes totalmente diferentes das minhas.

Muito obrigada por tudo, pois a irmã, bem como minhas irmãs de oração foram bênçãos e estão sendo bênçãos na minha vida....

Tenho outra filha, e graças a Deus, ela tem sido a razão da minha vontade de viver.... Esta difícil, mas Deus está a cada dia nos confortando....

Graças a Deus pela vida de vocês que são alicerces para nós.... Sinto-me em paz.... 

(Jandira Ferraz da Costa - Mãe Unida em Oração - Belo Horizonte, MG)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos

Todo filho precisa de uma mãe que ora
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

O TEMPO DE DEUS É PERFEITO


"Amada irmã Jane Esther...

Segue o meu testemunho!

Minha filha estava feliz e sonhando com um futuro promissor, fazendo a Universidade de Tecnologia da Informação, já no último ano e, trabalhando em uma empresa boa, recebendo um bom salário. Naquele último ano ela encontrou um rapaz na Universidade e, logo começou a namorar... Tudo ia bem até que o namorado começou a tomar posse da vida dela ao ponto de dizer o que ela podia ou não fazer...

Minha filha, com 23 anos estava totalmente dominada por aquele homem... 
Ela era nossa filha única, depois de 3 abortos sofridos. Foi um gestação difícil, e quando ela nasceu foram momentos de extrema alegria e gratidão a Deus....

Eu e meu esposo, começamos a perceber que as coisas iam muito mal com nossa filha. O namorado chegou ao ponto de proibi-la de participar da equipe de Cânticos da Igreja Maranata, onde congregávamos alegando que o tempo que ela gastava ali, era para estar com ele. Uma relação doentia. 


Nós conversamos com ela, mas ela estava totalmente cega, apaixonada, deslumbrada. Dizia que nós estávamos enganados.. Que não via nada de errado na relação.


Em minha igreja tem uma mãe que faz reunião em sua casa com um grupo de mães para orar pelos filhos. Pedi a ela que colocasse o nome de minha filha Melissa em oração. 
Aquela irmã me convidou para eu ir na reunião para também começar a interceder por minha filha. Ela me explicou o que era o Ministério Mães Unidas em Oração... Assim fiz.

Quando cheguei na casa dela fui muito bem recebida por ela e pelas demais mães do grupo. Éramos 8 mães. Ela começou falando que Deus é fiel é que as promessas d'Ele são cumpridos mediante a nossa fé. 

Nós dividimos em dois grupos e, na hora da intercessão, compartilhei a situação de minha filha Melissa e cada uma orou por ela. Entregamos Melissa ao Senhor. Foram momentos de clamar a Deus e chorar na presença d'Ele.


Toda semana ia para a reunião, aguardando o tempo de Deus.


Dentre tantos sofrimentos, e aguardando a ação de Deus, um dia minha filha precisou fazer um trabalho para Universidade e, no dia da reunião do grupo, o namorado disse que ela não iria. Que ela só poderia ir se ele fosse, mas como ele não poderia acompanhá-la naquele horário, ela não iria..


Minha filha começou a ver que a situação não era bem o que ela esperava e, percebi que ela estava começando a ser despertada. Ela ficou triste e disse que iria fazer o trabalho e, que eu iria junto...


Fomos
, ela fez o trabalho e, voltando para casa, ela me disse: "- Mãe, estou namorando o Jefferson já faz um tempo e tenho percebido que ele tem tomado posse da minha vida... Vocês já tinham me alertado, mas eu não estava vendo.... Não tenho mais condições de continuar esta relação, mas estou com medo de terminar.... O que devo fazer? Eu disse que estávamos em Oração é, que Deus iria agir.

Minha filha é uma menina muito especial e estava sofrendo muito...

Dias depois meu esposo chegou em casa e disse que foi convidado pela empresa para trabalhar em uma filial em outro estado... 
Vi a resposta de Deus para aquela situação.
Falei com ele sobre a conversa que tive com Melissa e, ele disse que sentia que deveria aceitar o convite. Disse que Melissa iria conseguir um emprego no outro estado e, que Deus iria conduzir tudo.

Assim, no dia seguinte conversamos com ela toda a situação... Ela ficou feliz e, disse que faltava pouco para a formatura e, que iria conosco.


Meu esposo pediu que ela falasse isso para o namorado lá em casa, pois ficou apreensivo com a atitude dele.


Naquela semana falei com o grupo o que estava acontecendo...


No dia marcado minha filha falou com ele que o pai iria mudar para outro estado e, que ela iria com eles e, que estava terminando a relação... Foi uma cena terrível. Ele disse que se ela terminasse com ele que ela não iria mais para ligar nenhum e a ameaçou...
Ficamos apavorados e, minha filha também.


Durante os dias que antecederam a formatura, tanto eu como meu esposo a acompanhávamos em todos os locais... Clamamos muito pela vida dela em nosso grupo de oração.


Começamos todo o preparativos da mudança, para o dia seguinte da formatura... Fui na reunião do meu grupo de oração e disse para minha Líder que iria formar um grupo onde eu fosse e, pois Deus agiu poderosamente em nossa família para que o pior não acontecesse.


Graças a Deus Melissa se formou, nos mudamos para outro estado, e  não ficamos sabendo mais nada do ex-namorado. Formei meu grupo de Mães Unidas em Oração, Melissa começou a trabalhar e a atuar novamente na Igreja.


Um dia estávamos na mesa almoçando e ela disse: "Deus vai me dar uma pessoa que seja bênção na minha vida.  Assim aconteceu. Três anos depois, minha filha conheceu no trabalho um rapaz da igreja batista que tinha sido remanejado de outro estado para a empresa dela, começaram a namorar, ficaram noivos, se casaram e hoje, sou avó de dois netinhos lindos.


Sou muito grata ao meu Deus por tudo. O tempo de Deus chegou e, é perfeito!"

Lygia Thomaz Domingues 
Líder de PGO - Pequeno Grupo de oração de  Mães Unidas em Oração em Porto Alegre, RS
(O testemunho foi publicado com autorização da mãe e filha)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos 
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”

sábado, 15 de setembro de 2018

ESTAVA FAZENDO TUDO ERRADO COM MINHA FILHA!


Irmã Jane Esther...

Sou mãe de três adolescentes. Um filho de 17 anos, uma filha de 15 anos e a mais nova de 12 anos. Passei por uma dificuldade muito grande quando a minha filha de 15 anos, que era muito tranquila, fazia parte do grupo de louvou da igreja Assembleia de Deus entrou no ensino médio.

Ela virou a cabeça. Ficou rebelde, não queria me ouvir, vivia em baladas com as colegas da escola, fugia de madrugada e, chegava de manhã, tinha vários namorados, um desespero. Meu esposo e eu não sabíamos mais o que fazer.

Eu não entendia porque daquele comportamento se tudo fizemos para que nossos filhos tivessem o melhor!

Eu não podia falar nada que me respondia agressivamente, e, só faltava me bater... Estava totalmente desnorteada...

Desesperada e com medo das consequências que minha filha poderia ter nesse caminho, usava a força e minha autoridade como mãe sem sabedoria alguma. Eu a obrigava ir à igreja comigo, não tinha a menor paciência, só falava com ela gritando. Como que podia aquilo acontecer comigo, visto que meus outros dois filhos eram totalmente diferentes em tudo...

Comecei a agir, pois fui falar com um líder de minha igreja e ele me disse que eu tinha que procurar ajuda... Conversei com algumas pessoas da área de adolescentes, mas nada resolvia...

Foi quando entendi que precisava de ajuda como mãe. Fui convidada por uma senhora para ir participar de um Chá na Sociedade Bíblica do Brasil, pois iria falar uma irmã sobre o Poder da Oração e que com certeza Deus iria me iluminar e me ajudar na criação de minha filha...

Quando cheguei, já tinha começado a programação e sentei mais atrás. Passados alguns minutos, a pessoa que me convidou não foi... Senti-me muito deslocada... Mas o Espírito Santo me incomodou para eu ficar e ir sentar mais a frente. Assim fiz...

Quando foi dada a palavra a preletora, irmã Jane Esther de Paula Rosa, ela falou sobre a Fé que vê o invisível e recebe o impossível. Citou algumas mulheres da Bíblia que são referências para nós, dentre elas: Ana (que clamou a Deus para ter um filho), Ester (que jejuou e orou três dias pela libertação de seu povo) e Joquebede (que usou de estratégias para salvar a vida de seu filho Moisés)... Ela falava de tal maneira que não conseguia desviar meus olhos... Era como se eu estivesse hipnotizada.

Eu anotei tudo... Em dado momento ela disse: “- Mãe, ame seu filho... Tenha paciência com ele... Ele precisa de você... Não diga palavras de maldição sobre a vida dele... Não diga que ele é uma peste... Que ele não vale nada... Que a melhor coisa seria você nunca tê-lo concebido... Seu filho precisa de você. Diga que o ama.. Que ele é o melhor presente que Deus deu a você... Abençoe seu filho... Ore por ele... Deus vai entrar com providências e vai mudar seu filho... Creia... Creia... pois nada resiste ao poder da oração Exatamente assim que ela disse.

Tão logo terminou a reunião fui falar com ela... Que bênção. Ela me explicou sobre o Ministério Mães Unidas em Oração, como funcionava... Não perdi mais tempo. Fiz minha inscrição, recebi todas as informações e comecei a agir e entrar na batalha espiritual pela vida de minha filha...

Convidei outra mãe e ela aceitou orar comigo, e assim começamos nossa batalha em oração juntas. Telefonei para ela e ela me auxiliava, com orientações e oração! Eu seguia as orientações...

Ao nos reunirmos para orar, sempre ouvia uma palavra de fé, e a cada orientação fui aprendendo a lidar com minha filha.

Primeiro houve uma mudança dentro de mim. Fui tendo sabedoria em lidar com ela... Passei a fazer Os Quatro Passos da Oração e entender o propósito de oração junto com as outras Mães Unidas em Oração.

Foi então que comecei a ver uma mudança muito grande em minha filha. Abandonou as más amizades e a vida errada que estava vivendo. Hoje minha filha, por sua própria vontade vai comigo para igreja e eu estou muito feliz!!

Sou muito grata por fazer parte do Ministério Internacional Mães Unidas em Oração, pois tenho aprendido muito.

Como mãe, hoje sei que tinha que mudar a forma como a tratava minha filha. Eu estava fazendo tudo errado!

(Tereza Cristina Martins Bittencourt – Líder de Grupo de Mães Unidas em Oração no Rio de Janeiro, RJ)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos 
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

UMA FRAÇÃO DE SEGUNDOS... UM MILAGRE DE VIDA!


Prezada Jane Esther e Ministério Mães Unidas em Oração – Brasil,


Boa noite...

"Com lágrimas em meus olhos, extremamente emocionada e glorificando nosso Deus, que estou aqui escrevendo para vocês.

Peço ao Espírito Santo que ao lerem cons
igam sentir meus verdadeiros sentimentos. 

Meu nome é Renata, tenho 37 anos, sou veterinária, sou mãe e pai e cuido do meu filho Viktor sozinha (quem passa por esta situação sabe o quanto é difícil e cansativo).

E nossa historia começa... 

Meu filho, o pequeno Viktor é um bebezinho de 11 meses. Muito carismático, sorridente e bonzinho, graças a Deus. Disponho de cuidar dele em tempo integral. Mas mesmo cuidando, observando o tempo todo percebi que nossas vidas e a nossa proteção esta totalmente na dependência e vontade de Deus. 

Mães, não era para estar aqui escrevendo a vocês, nem eu e nem meu bebê. Irei relatar nosso livramento e milagre da vida.

Oh! Deus tu és maravilhoso! Obrigada por mais esta chance! Obrigada por sua proteção e amor.

Quando Viktor tinha 28 dias, sentia que precisava a partir daquele momento interceder mais por ele. Percebia que faltava algo quando orava por ele. Não tinha respaldo, comprometimento, enfim, parecia que minhas orações ainda não estavam abrangendo o que queria, o que necessitava. Foi então que fui procurar como orar pelos nossos filhos de uma forme especial, bíblica. A partir desta necessidade, conheci o Ministério Internacional Mães Unidas em Oração através da internet.

Achei fantástico... Era o que precisava e entrei em contato, recebi todas as informações, fiz minha inscrição online. Desde então iniciei sozinha minhas orações e hoje tenho meu PGO - Pequeno Grupo de Oração aqui em Curitiba, PR.

O que aconteceu... 


Alguns dia atrás eu estava na célula e resolvi trocar meu bebê, pois chorava muito. Era um sobrado e, então subi no segundo andar para trocá-lo.

Quando terminei, estávamos descendo as escadas, quando de repente senti que ia cair e ele estava em meus braços. Eram dois lances de escadas. Naquele momento segurei-o firme e fomos caindo. Tentei protegê-lo ao máximo, mas no último degrau para eu não cair em cima dele, deslizei no chão e ele bateu a cabecinha na outra parede. Eu capotei para o outro lado.

As meninas da células relataram que o barulho da nossa queda foi tanto que todas ficaram completamente abaladas e imaginaram o pior quando foram nos ver.

Vocês não conseguem imaginar tamanha aflição, medo, impotência, desespero que senti quando estávamos caindo. O pior foi quando me levantei e vi meu bebezinho aos prantos gritando e chorando.

No mesmo momento, peguei-o em meus braços e clamei a Deus pela vida dele e para que colocasse novamente as Suas mãos no Viktor impedindo quaisquer dores, sequelas ou susto em sua memória.

Deus cuidou e colocou Suas mãos poderosas para amortecer nossa queda e aos poucos fomos nos recuperando do choque. 


Passamos bem a noite e estamos muito bem, graças a Deus. Viktor está tranqüilo e feliz....

Só tenho que agradecer a Deus por ter me colocado junto com vocês em oração.

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos! Grande verdade, somos testemunhas vivos disto.

Todo filho precisa de uma mãe que ora! Fato, devemos interceder a todo o momento, Satanás não consegue interferir em nossa oração.

Espero que este testemunho edifique você mãe, para que veja a verdadeira necessidade de orar para proteger nossos filhos.

Venha fazer parte desse ministério de oração!

Você já orou pelo seu filho hoje?

Um grande abraço!”





Renata Mikoszewski e Viktor 

(Renata é Coordenadora em Curitiba, PR - Janeiro 2017) 



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos 
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE:
Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”

sábado, 8 de setembro de 2018

NADA, ABSOLUTAMENTE NADA RESISTE AO PODER DA ORAÇÃO!



"Amada Jane Esther....

Sou esposa de pastor. Tenho três filhos. Um com 14 anos, uma filha, com 17 anos e outra filha com 23 anos. Todos criados na igreja. 

Minha filha de 17 anos estava terminando o Ensino Médio. Sempre foi muito responsável e meiga, mas de uma hora para outra percebi que estava ficando muito estranha. Estava me dando umas respostas atravessadas. Por mais que tentássemos conversar com ela, não adiantava. Ela não se abria. Fazíamos de tudo para encontrar uma maneira para chegar até ela, mas não adiantava.


Cada dia que se passava estava mais distante e estranha. Ia sempre conosco para igreja, mas, cada dia estava mais e mais diferente... Perguntei aos irmãos, se eles sabiam de alguma coisa, mas eles também não tinham respostas... 

Conversava com meu esposo sobre a situação, mas nada do que fazíamos estava dando certo. Sempre procuramos ser amigos de nossos filhos. Não estávamos sabendo como lidar com a situação. 


Num sábado, assistindo o programa Reencontro, do saudoso Pr. Nilson Fanini, ouvi sobre Mães Unidas em Oração. A irmã Jane Esther mostrou um Livro: Todo Filho Precisa de Uma Mãe Que Ora. Falou sobre os quatro passos para oração e, sobre o poder da Palavra de Deus na vida de nossos filhos... Foi algo tão forte que eu fique trêmula e, imediatamente, gravei o nome do Ministério. Foi tudo muito rápido que não tive tempo de mais nada... Procurei o Livro citado por ela na internet e comprei. Em uma semana tinha lido todo o livro. 


Fiquei impressionada com o agir de Deus na vida de Fern Nichols e que Ele poderia também agir na minha vida. No site do Ministério tinha o telefone. Entrei em contato e, quem me atendeu foi exatamente a irmã Jane Esther. Eu conversei um pouco, e disse que precisava de um encontro com ela. Marcamos para quarta-feira, seguinte.


Quando nos encontramos, às 10h ela me recebeu com muita atenção. Era a primeira vez que via a irmã Jane Esther, pessoalmente. Senti uma paz, uma alegria, um conforto tão grande vindo dela... Estava com o coração tão apertado que comecei a chorar... Ela me levou para um local mais reservado e começou a ouvir tudo o que eu falava. Disse que minha filha estava muito diferente, mas não sabia o que era, pois ela não falava. Sempre foi uma menina ótima. 


Não estava entendendo o que estava acontecendo.  Em determinado momento ela disse: “Nada, absolutamente nada, resiste ao poder da oração. Toda mãe que ora com fé, Deus age!” Ela disse mais: “Tem hora que precisamos agir, mas tem hora que é Deus quem age. Ele entra com providências. Devemos pedir a Ele uma orientação, uma luz! Esta é uma delas, vamos orar”.  Começamos a orar por minha filha ali mesmo... Foi muito forte! Foi profundo. Ela recitou Lamentações 2:19. 

Irmã Jane Esther me perguntou se minha filha estava namorando. Eu disse que não, pois senão eu saberia.  Ela disse: "Fique atenta... Pelo que você narrou sua filha pode, sim estar envolvida com alguma coisa que ela sabe que está errado, mas não tem coragem de falar para vocês!" A irmã Jane me perguntou se eu conhecia os colegas dela da escola. Eu disse que sim... Inclusive que frequentava nossa casa...

Após conversarmos mais um pouco e me sentir bem tranquila, pedi as informações para fazer parte do Ministério, o que ela me explicou com atenção. Preenchi ali mesmo minha Ficha de Matrícula e Cadastro dos filhos e escolas. Durante a volta para casa a
 palavra da irmã Jane Esther ficou martelando  em meu coração. Eu pensei: Será que minha filha está namorando e eu não sei? Será que ela está escondendo alguma coisa da gente? Mas, por qual motivo?

Pedi a Deus que me orientasse. Na sexta-feira, em torno das 16h minha filha pediu para sair, pois tinha um encontro com uma colega da escola no Shopping que ficava perto de nossa casa. Eu sabia quem era a colega. Eu disse a ela que ficasse até 18h, pois tínhamos um compromisso às 20h. 


Na hora que ela saiu eu senti algo diferente e fui atrás dela. Ela não percebeu que eu a estava seguindo. Foi então que vi quando ela encontrou com um rapaz e eles se beijaram. Eu não conhecia! Ele estava fumando e deu o cigarro para ela!
Na hora que vi a cena, queria ir buscá-la e voltar com ela para casa, mas me controlei. Voltei para casa. 


As palavras da irmã Jane Esther não saiam da minha cabeça... Eu não acreditava no que estava acontecendo. Não falei nada com ninguém... Foram duas longas horas. Tão logo ela voltou nos preparamos para sair...


Naquela noite, compartilhei com meu esposo o ocorrido. Ele ficou muito preocupado. Clamei ao Senhor para me orientar. No dia seguinte, pela manhã tivemos uma reunião na igreja. Aproveitei e falei com duas mães sobre o Ministério. Ambas sentiram no coração o desejo de orar por seus filhos e escolas. Marcamos para a segunda feira, nossa primeira reunião em minha casa. 


Bem, quando voltamos para casa, eu e meu esposo fomos conversar com nossa filha. Ela ficou extremamente arredia e disse que estava apaixonada pelo Alberto (nome do rapaz). Perguntamos se ela estava envolvida com drogas. Ela disse que só estava dando uns tragos e umas cheiradas e que não era nada demais... Fiquei perplexa. Proibimos ela de se encontrar com o rapaz. Ela disse que se proibíssemos ela fugiria com ele... 


Naquele momento eu pensei: Esta não é minha filha. Pedi calma a meu esposo... Ficamos monitorando ela de longe, sem gerar tantos problemas.


Na segunda, na hora da intercessão, coloquei o nome de minha filha em oração e, novamente lembrei-me do que a irmã Jane Esther disse. Procuramos gerenciar a situação sem confronto. Eu clamava a Deus, tanto na oração individual quando nas orações do me grupo de Mães Unidas em Oração, que Ele ajudasse.


Durante cinco meses, sofremos amargamente. Durante todos os dias e durante nossas reuniões semanais do grupo de Mães Unidas em oração, em minha casa, clamávamos por ela. Ela estava agindo cada dia pior. Ela sabia de nossa tristeza. 


Num determinado dia, ela chegou em casa e nos disse que iria embora. Estava esperando completar 18 anos para ser independente. Queria viver com o namorado. Faltava apenas 12 dias para ela completar 18 anos.


Fiquei desesperada. Falamos para ela não fazer aquilo, pois iria acabar com a vida dela. Que ela deveria mudar de atitude. Ela não disse mais nada e foi para o quarto!


Naquela noite, telefonei para minhas colegas de grupos e pedi oração por ela, para que Deus desse um basta naquela situação, pois estava insuportável.


Logo de manhã, no dia seguinte, ficamos sabendo que a polícia deu uma blitz na casa do Alberto e achou várias barras de maconha e cocaína. Ele tentou fugir, mas foi ferido e estava muito mal no hospital. Seria preso por uso e por trafico de drogas. 


Foi naquele momento, através da noticia e do choque, que ela acordou do pesadelo. Viu onde estava metida e as consequências que iria sofrer se a policia a encontrasse junto dele.


Graças à oração e ação direta de Deus, o quadro mudou. Ele foi preso por 12 anos em regime fechado e transferido para uma cadeia no interior de São Paulo.


Bem, depois de dias querendo vê-lo e sem êxito ela voltou para a vida.


Em uma tarde de sábado, ela chegou para mim e disse: "mãe muito obrigada por você não ter desistido de mim!" Como chorei de alegria.


Minha filha terminou o Ensino Médio. Fez o vestibular para Direito. Atualmente ela está cursando o segundo período.

Em nosso grupo de Mães Unidas em Oração, continuamos orando a Deus por ela...

L.T.Albuquerque

(Líder de Grupo de Mães Unidas em Oração em Belo Horizonte, MG)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 

Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html


Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

EU NÃO DESISTI DE MINHA FILHA!




"Irmã Jane Esther...

Sou Mãe Unida em Oração há 5 anos. Sou casada e Deus nos deu três bênçãos: 2 meninas (Aline e Michelle) e 1 menino (Pedro). Meus filhos foram criado na igreja. Indo a Escola Bíblica Dominical. Somos membros ativos da Igreja Presbiteriana, localizada na cidade de Campinas, São Paulo.

Quando comecei no Ministério, querida colocar meus filhos na Rede Mundial de Oração. Estava tudo bem... Eles estavam estudando.... Eu orava por eles... Não tinha nenhum prolema com eles...



Bem, passado um ano que entrei no Ministério, comecei a passar por momentos terríveis com minha filha do meio, Michele que na época estava com 14 anos e terminando o ensino fundamental.

No ano seguinte ela entrou no Ensino Médio, os problemas começaram...Ela se envolveu com três colegas da classe que mudaram, totalmente a cabeça e o comportamento dela. Eu não conhecia mais minha filha. Era visível a transformação dela....

Não respeitava as pessoas... Era sonsa. Começou a tratar mal o Pedro, irmão caçula e a responder a irmã mais velha, Aline. Não me respeitava, nem respeitava o pai. Disse que não pediu para nasceu. Que nós tínhamos mais era que cuidar dela... Uma coisa diabólica... Ela não era assim... O que estava acontecendo?

Começamos a perceber que as coisas estavam sumindo... Um dia o celular do irmão desapareceu sem explicação... Depois o relógio da irmã sumiu.... O meu anel de formatura.... etc...

Começamos a observá-la... Enfim... Colocamos ela contra a parede e ela confessou... Minha filha estava usando drogas... A angústia tomou conta de nossa casa.

Perguntamos como ela começou a usar aquilo. Ela disse que uma das colegas de nome Adriana falou para ela experimentar.. Que não iria acontecer nada... Enfim.... Minha filha era uma Dependente Química....

Ela continuou estudando, mas foi difícil terminar o primeiro ano do Ensino Médio. Depois não estudava mais. Era uma tristeza!

Em todas as reuniões do nosso grupo de Mães Unidas em Oração eu colocava o nome dela na hora da intercessão. Nossa líder nos orientava nos Quatro Passos da Oração usando os versículos bíblicos e a oração de concordância. Sempre colocava o nome da Michele, e clamava a Deus. Não sabia mais o que fazer. As lutas estavam muito grandes. Minha líder de grupo sempre dizia que Deus age na hora certa. Que éramos para ter fé, coragem e perseverança, sempre. Deus iria mudar aquela situação, mas que eu deveria crer no poder d'Ele.

Meus outros 2 filhos, não davam trabalho. Sempre agradecia a Deus pela vida deles.. Eram tranquilos....

Com relação a Michele eu pedia a Deus que me orientasse no que deveria fazer. Vivíamos atormentados...

Foram 2 anos de muitas lutas. Internamos ela duas vezes. Não adiantou! Ela voltou a usar drogas. Era impressionante a transformação dela. Inacreditável!

Um dia, depois de muito sofrimento, minha filha, já com 17 anos sumiu. Depois de uma noite de angústia, descobrimos que ela estava com alguns colegas em um sítio perto da capital...  Fomos até lá. Ela estava irreconhecível. Comecei a chorar e pedir a Deus que fizesse um milagre na vida de minha filha. 

Pela primeira vez minha filha chegou para mim e disse: "- Mãe, me ajude, estou morrendo! Meu esposo começou a chorar e eu também. Dissemos: "- Minha filha, nós nunca desistimos de você. Vamos fazer tudo que for possível para te ajudar." 

Tiramos ela dali. Quantas vezes fizemos isso! Levamos para casa. Ela se alimentou... Entramos em contato com um amigo nosso, dono de uma Clinica. Ele disse: "- Ela quer ser internada?" Nos dissemos que sim... Ela foi internada!

Nas outra duas vezes ela pediu, mas desta vez foi diferente. Havia algo em seu olhar que nunca tínhamos visto! Era um olhar de determinação! De força! De fé! Sabíamos que ela iria ser libertada dos laços das drogas pelo nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!  

Durante os meses de internação de Michele, em nosso Grupo de oração de mães clamamos a Deus por ela! Mas foi diferente! Foi sobrenatural! Foi o toque da unção de Deus! Foi o toque da cura de Deus! Meu Deus... Como agradecer! Deus operou um milagre na vida de minha filha. 

Hoje ela está limpa!  Nunca mais usou nada! Voltou a ser a menina dócil de antes. 

Ela está com 19 anos e terminando o ensino médio. No próximo ano ela vai para faculdade.

Ah! Como somos gratas a Deus!  São momentos de tanta emoção ao escrever este testemunho...

Sabem..... Eu achava que isso acontecia com os filhos das outras mães, mas, nunca com um de meus filhos. Quando se falava para orar pelos colegas de nossos filhos, minha mente não alcançada o perigo.... Achava que isso jamais chegaria até minha casa...


Thereza Christina Couto Andrade
(Mãe Unida em Oração - Campinas, SP)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.

Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
contato@maesunidasemoracao.org


(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

VENCENDO O MEDO!


Querida irmã Jane Esther,

Sei que Deus tem usado a sua vida para abençoar milhares de mães no Brasil, e eu sou uma delas. Por isso, meu testemunho e de minha vida.

Quando telefonei em meu desespero pedindo socorro, a irmã me respondeu: “No dia em que eu clamei, atendeste-me; alentaste-me, fortalecendo a minha alma.” (Salmo 138:3) 

Glórias ao nome do Senhor Jesus Cristo! Deus falou ao meu coração e transformou a minha vida.

Tenho percebido que quando falo de como o Ministério foi criado e o “porque”, muitas amigas minhas ficam emocionadas e pedem para participar.

Eu costumava ser dominada pelo medo e ansiedade, regularmente. Ás vezes, as coisas mais bobas faziam com que o meu coração disparasse, minha pressão aumentasse e minhas mãos tremessem, tais como: vendo minha filha andando em sua bicicleta... medo dela cair. Meu marido ficava atrasado, eu imaginava muitas coisas. O carro dava defeito em locais perigosos, eu ficava aflita. O telefone tocava fora de hora, achava que era alguém com uma notícia ruim, enfim... Eu ficava paralisada com certas situações em minha vida que eram normais de acontecer.

Quando comecei a participar de Mães Unidas em Oração, comecei a entender que nossas vidas estão nas mãos de Deus e igualmente nossos filhos, esposo, família, negócios, enfim, TUDO, está no controle de Deus.

Eu sempre fui uma pessoa muito tímida e não conseguia mudar. Então, um dia, eu realmente levei a Palavra de Deus a sério e pedi ajuda para os meus medo. O versículo que a irmã pediu para eu ler foi profundo. "Não andeis ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus." (Filipenses 4:6)

Eu decidi obedecer a Deus e entregar as minhas preocupações em oração. Cada vez que eu me pego preocupada, eu clamo ao Senhor. Se a preocupação voltar, oro novamente. E mais uma vez. E mais uma vez.

Olha só o que aconteceu ao longo do tempo? Ele me "fez ousada e valente." Sim, Ele o fez! Oh, quantas vezes nós não conseguimos nos ajudar simplesmente porque não o chamamos para ajudar!

Eu sou muito grata a Deus pela orientação que temos recebido do Ministério e a experiência que temos a cada semana quando juntas como Mães Unidas em Oração clamamos a Ele em oração citando os nomes de nossos filhos e escolas em nossos grupos.

Eu sou tão grata que Ele que tem derramado sobre a minha vida todos os dias, bênçãos inauditas. Hoje eu vejo que temos que ter, como a irmã mesma diz: Fé, Coragem e Perseverança na oração. Temos que orar.

Somos amadas pelo Pai!

Muito obrigada!

Janice Ferreira Martins
(Líder de Grupo de Mães Unidas em Oração em Florianópolis, SC - Testemunho publicado com a autorização)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE SETEMBRO DE 2018

É maravilhoso fazer parte de Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil e conhecer o extraordinário Programa de Oração Mundial em PGOs - Pequenos Grupos de Oração, que Deus deu a uma mãe: Fern Nichols, em 1984, no Canadá, e que já está em mais de 150 países... 

Um Ministério que durante anos tem sido referência na vida de milhões de mães ao redor do mundo!

Louvamos a Deus por mais um mês de oração pela vida de nossos filhos e escolas...

Agradecemos a vocês Mães Unidas em Oração que enviam seus pedidos e, através deles podemos elaborar o Calendário Nacional de Oração que tem norteado cada mãe no seu momento "A Sós com Deus"!
No Momento "A SÓS COM DEUS", a Mãe Unida em Oração escolhe a hora mais apropriada, diariamente, e ora de 3 a 7 minutos por um dos filhos (biológico, adotivo ou espiritual), pela escola e pelo pedido do dia que está no Calendário Nacional de Oração, enviado para todas as Mães que pertencem ao Ministério, em PDF. O Calendário não substitui o encontro semanal dos Grupos de Mães Unidas em Oração.

Se a irmã pertence ao Ministério Internacional e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).

Somos apenas servas!

Se você sentiu o toque do Espírito Santo para participar, o primeiro passo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil é fazer sua inscrição como Mãe (biológica, adotante ou espiritual) colocando seu(s) filho(s) e a escola adotada em oração na Rede Mundial de Oração.

É só fazer a inscrição para receber todas as informações necessárias através do link:
http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Tão logo encontre outra mãe que também tenha sido tocada pelo Espírito Santo comece seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Foi assim que começou com Fern Nichols em 1984, no Canadá. Ela levou seu filho para escola e viu que ele estava mudando de comportamento. Começou a orar e pediu a Deus outra mãe que estivesse passando pela mesma situação. Assim começou Moms In Prayer International e, hoje, estamos em 153 países! Mistério Insondável de Deus! 

Lembre-se que Mães Unidas em Oração é um Ministério de mãe com mãe..


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
contato@maesunidasemoracao.org
www.facebook.com/maesunidasemoracaobrasil
www.instagram.com/maesunidasemoracaobrasil
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

OLHOS DESVENDADOS. VIDA MUDADA!


"Mães...

Fui criada na Igreja Presbiteriana em Aracaju, SE. Participava das atividades da igreja e ajudava no que fosse necessário, mas nunca fui uma pessoa comprometida com Jesus Cristo.

Quando conheci meu esposo, um jovem temente a Deus, eu estava com 19 anos. Logo depois nos casamos. Eu vivia para os estudos e trabalho. Fiz engenharia agronômica durante seis anos, pós-graduação, mestrado e, por fim, fiz o doutorado. Temos uma filha de 15 anos e um filho de 12 anos.

Até o dia do incidente narrado mais abaixo, eu dava aulas e gostava de estar na universidade o tempo todo. Quando chegava em casa passava a maior parte no computador, preparando meus trabalhos e atividades docentes. Meu esposo, fiel companheiro, sempre me alertava a respeito do meu descaso com meus filhos e com a Igreja. Estava colocando a minha carreira em primeiro lugar. Meus filhos foram sendo criados dentro de um padrão de classe média alta. Tinham tudo que queriam. Por não ter tempo, tudo o que eles pediam eu dava.

Um dia, minha filha chegou de um encontro jovem da Igreja. Eu percebi que ela estava muito abatida, pálida. Cheguei perto dela e perguntei se ela estava sentindo alguma coisa. Ela disse que era para eu não me preocupar, que estava bem. Disse que eu nunca me preocupei com ela e que, agora, não deveria ser diferente.

Sabe, irmã Jane Esther, eu não parava para conversar com meus filhos. Esta tarefa, quase sempre, era de meu esposo ou da empregada. Meu relacionamento com eles era importante, mas o trabalho era prioritário e consumia muito meu tempo. Naquele dia, foi diferente. Meu coração apertou.

Na hora do jantar, minha filha não desceu. Fui ao seu quarto e ela estava desmaiada. Imediatamente, meu esposo e eu fomos para o hospital. Lá foram feitos alguns exames e foi diagnosticado um coágulo em seu cérebro, devido a algum trauma que ela havia sofrido. Minha rotina mudou. Numa fração se segundo, a vida de minha filha estava por um fio. Ela entrou em coma. Os médicos estavam fazendo de tudo para salvá-la, fazendo o que podia para não deixar nenhuma sequela. Minha vida mudou completamente!

Em minha igreja tinha um grupo de oração de “Mães Unidas em Oração” que fora implantado pelas irmãs da igreja Metodista. Muitas vezes fui convida a participar, mas não queria assumir responsabilidades. Olha irmã Jane, procurei a Líder do Grupo, que já sabia o que estava acontecendo com minha filha e começamos uma batalha de oração pela vida dela. Durante o tempo que ficou hospitalizada, busquei o Autor da Minha Fé - Jesus Cristo – Aquele, com Quem eu não estava comprometida. Ele me sustentou, me deu paz e, depois de algumas semanas, minha filha foi operada. Hoje Ela está bem e não teve nenhuma sequela.

Participo do Ministério de Mães Unidas em Oração há dois anos. Hoje eu posso dizer que eu “Creio no Poder da Oração!”

Hoje, não abro mão de Jesus Cristo, da minha família e da minha igreja. Elas são as minhas prioridades. Tudo mais vem depois.


Maria Eduarda Gomes Albuquerque - Aracaju, SE

(Este testemunho foi publicado com autorização expressa da mãe.
Os nomes são omitidos para preservar o sigilo dos filhos.)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 

Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 


IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

MINHA VIDA MUDOU!



“Jane Esther...

Agradeço a Deus pela sua vida, pela sua ajuda e também por “Mães Unidas em Oração” ter mudado o foco da minha vida com relação à oração! Eu não ligava muito para orar. Não entendia o que era “Crer no Poder da Oração” e muito menos que a “Nossa arma é a oração”!

Conheci o trabalho de “Mães Unidas em Oração”, pela internet, através do site: www.momsintouch.org e, através dele, cheguei à irmã. Que alegria, que felicidade poder compartilhar esse meu testemunho, para outras mães depois de ter recebido todo auxílio do meu Deus e a sua destra de companhia.

Meu filho de 15 anos foi criado na igreja, participando da EBD, de EBF, cantava no grupo de louvor, enfim, era um filho que toda mãe gostaria de ter. No mês de maio do ano passado, comecei a observar que ele, estava muito agressivo em casa. Fui até a escola onde ele estudava para dar uma incerta, e quando cheguei lá, encontrei-o com mais dois meninos usando drogas injetáveis. Eu quase morri! Não podia acreditar no que estava vento, mas, estava vendo! Senti uma forte dor no meu coração, a respiração faltou... Eu, uma professora de nível superior, esclarecida, que achava que sabia de tudo, vendo meu filho numa situação daquela... Fiquei perplexa! Atordoada! Meu mundo ruiu! Desabei! Ele não me viu, pois saí imediatamente. Após me refazer, procurei a direção da escola e conversei com diretora. Disse o que estava acontecendo. Ela ficou de tomar providências!

Conforme sua orientação, irmã Jane Esther, comecei minha jornada. Voltei à escola onde meu filho estudava, juntamente com meu grupo e, conversamos com a diretora sobre o nosso Ministério de oração e como funcionava.

Ela, não era evangélica, mas nos atendeu com muita atenção. Aceitou que orássemos pela escola e nos cedeu o nome de todos os professores, número de alunos, quais eram os maiores problemas que escola enfrentava, enfim, abriu a porta para nosso grupo.

Toda terça-feira, eu e mais 3 (três) mães, nos reuníamos em minha casa, às 14h para orar. Seguíamos os princípios do Ministério de “Mães Unidas em Oração” dando total ênfase aos 4 passos para oração, (Adoração/Louvor, Confissão, Ação de Graças e Intercessão). Comecei a compreender o que era entregar meu filho nas mãos de Deus e deixá-LO cuidar dele. Foram meses e meses, orando por ele, seus dois “amigos”, sua escola, seus professores, a direção e todas as demais pessoas que estavam perto dele. Ele é o meu único filho.

Minhas companheiras de oração, também estavam passando por lutas, com seus problemas, mas, com os corações enternecidos pela minha luta. Elas também adotaram as escolas de seus filhos e tudo mais... Sabíamos que não era por força, nem por violência, mas “pelo espírito de Deus”. Eu sabia que Deus iria operar um milagre!

Meu filho, muitos domingos, só ia à igreja à noite, e, na maioria das vezes, contra a vontade e revoltado. No mês de dezembro, ele fora reprovado na escola. Não quis participar de nada na igreja. Começou a achar os colegas da igreja, “caretas”, atrasados, ridículo.

Meu esposo, muito angustiado, procurava agir sob a orientação de Deus. Ele dava o suporte necessário para o filho, mesmo sabendo do envolvimento dele com as drogas. Quando ele estava “bem”, dizíamos que o amávamos muito, mas que ele estava indo por um caminho sem volta. Ele atendia, mas quando a necessidade de usar drogas se tornava insuportável ele transmudava. Não ouvia ninguém. Não aceitava ir para nenhuma Clinica de Recuperação de Dependentes Químicos. Saía de casa e não sabíamos onde, estava, o que estava fazendo, enfim, um desespero... Duas vezes o colocamos numa Clínica Terapêutica, mas, assim que retornava e encontrava os velhos “amigos”, começava o desespero.

Eu sentia que Deus ia fazer uma obra, pois ele estava procurando uma maneira de se libertar, mas não tinha forças, o vício o dominava. A palavra de Deus diz que quando conhecemos a verdade, Ela nos liberta! A verdade é Jesus! E Jesus liberta! MEU FILHO SERIA LIBERTO DAS DROGAS POR JESUS ATRAVÉS DO PODER DA ORAÇÃO!

Muitas vezes eu falava com meu filho para que convidasse seus amigos para irem à igreja com ele, mas, nada acontecia. Eu não perdia a esperança! No mês de agosto desse ano de 2009, na hora que eu e meu esposo estávamos saindo para a igreja, meu filho disse que iria conosco, como, às vezes, fazia. Quando chegamos à porta da igreja, ele, os dois “colegas" (Arthur, apelidado de mamão e Carlos, apelidado de cacau) e mais outro garoto, (Fábio) entraram e foram para a galeria. Minhas companheiras de oração começaram a orar. Naquela hora, Deus falou a meu coração que um milagre iria acontece. Durante o culto pude observar que eles estavam atentos a tudo que acontecia. Foi uma noite especial. Tudo que aconteceu foi diferente, maravilhoso! Na hora do apelo meu filho e seus dois colegas (Arthur e Carlos) foram à frente e ACEITAM JESUS CRISTO!

Quando abri meus olhos, vi meu esposo chorando... Olhei para frente, e vi meu filho! Mais do que depressa eu e minhas irmãs “Mães Unidas em Oração”, e outras “Mães Unidas em Oração” fomos até a frente, juntamente com os jovens da igreja, e os abraçamos. Vimos mover de Deus, sobre vida deles. Hoje são jovens transformados e servindo a Jesus. Obrigada “Mães Unidas em Oração”, obrigada minha coordenadora irmã Jane Esther!

EU CREIO NO PODER DA ORAÇÃO!
A NOSSA ARMA É A ORAÇÃO!
TODO FILHO PRECISA DE UMA MÃE QUE ORA!”



Cláudia Figueira Martins
( Mãe Unida em Oração - Rio de Janeiro, RJ)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

EU ERA FELIZ E NÃO SABIA...



"Meu testemunho..

O que passo a relatar agora é o agir de Deus em minha vida e na vida de meu esposo. Fomos criados na igreja e, com 19 anos me casei. Fomos morar em São Paulo. Meu esposo, após cursar a faculdade de medicina, sentiu o chamado para o ministério da palavra. Fez o seminário e foi consagrado pastor. Sabia da responsabilidade que tinha como esposa. Temos cinco filhos: Ana Clara, Ana Maria, André, Ana Júlia e Ana Sofia.

Durante uma visita a meus pais, no Rio de Janeiro, no ano de 2004, participei de um encontro, na Igreja Batista do Méier, Rio de Janeiro, RJ onde a irmã Heloiza Pimentel falou sobre o Ministério de Mães Unidas em Oração. Foi um dia maravilhoso. Meus filhos eram pequenos. Comecei o Ministério com mais algumas mães, em minha igreja. Eu não fazia nem idéia do que eu e minha família enfrentaríamos nos anos seguintes. Meus filhos sempre participaram das atividades da igreja, EBD, Equipe de louvor, Coro infantil, juvenil, esportes, EBFs, etc...

Passados mais alguns anos, começamos a perceber que nossa filha Ana Maria, com 16 anos estava mudando muito rápido de comportamento. Estava terminando o ensino médio. Tinha duas colegas que estavam levando nossa filha para o abismo. Começou a namorar um rapaz e nos tratava de maneira agressiva. Estávamos aflitos. Não queria mais ir à igreja, nem participar de nada. Não obedecia mais. Certo dia, meu esposo foi conversar com ela e foi então que tudo aconteceu. Ele tentou ajudá-la. Queria saber como agir, visto que, não sabíamos mais o que fazer. Ela disse que iria cuidar da vida dela e que não precisava mais de babás. Meu esposo ficou profundamente triste e disse que já que ela pensava assim, que ela fosse cuidar da própria vida, pois enquanto vivesse debaixo do mesmo teto que ele deveria obedecê-lo. Foi um horror. Ela enfrentou o pai e disse que não via a hora de ir embora. Ele disse que ela ficasse a vontade para seguir o caminho dela. Ela arrumou uma mochila e disse que ia embora com uma das colegas que também não suportava mais os pais. Meu esposo não se opôs. Meus outros filhos estavam todos tristes com o comportamento da irmã. Não tomaram partido. Ela partiu. Não deu mais notícias.

Procuramos saber com os pais de uma das colegas que também foi embora e eles também não tinham notícias. Apenas sabíamos que ela tinha ido para Belo Horizonte morar em um albergue e que estava trabalhando em uma fábrica. Em todas as reuniões de nosso Grupo de Mães Unidas em Oração, orávamos por ela. Muitas noites ficamos sem dormir, pois não tínhamos notícias. Não sabíamos nada do que estava acontecendo com ela. Meu esposo sofria calado. Meus filhos estavam tristes.

Bem, continuamos nossa jornada na igreja e clamando a Deus pela vida de Ana Maria no Grupo de Oração de Mães Unidas em Oração. Ela nunca telefonou. Não dava notícias. Um dia, depois de quatro meses, o telefone tocou e era ela. Foi uma emoção sem fim. Ela perguntou se estava tudo bem. Perguntou pelo pai, pelos irmãos, pela igreja... Eu disse que estava tudo bem. Ela disse que tinha telefonado para saber notícias e que estava tudo bem com ela. Estava trabalhando e estava muito feliz. Perguntei onde estava morando, para ela pelo menos me dar um telefone de contato e ela disse para eu não me preocupar... Em seguida desligou o telefone. A dor foi terrível. Nunca imaginei passar por uma situação dessas. Minha família, igreja, amigos... Todos estavam solidários...

Passados mais três meses, já perto dela completar 17 anos, ela telefonou e perguntou se poderia voltar para casa. Eu disse que iria falar com o pai dela sobre o assunto. Foi então que ela começou a chorar no telefone e disse que todos a abandonaram. Que estava sozinha. Não tinha para onde ir. Estava passando fome e que estava entrando no oitavo mês de gravidez. Quase enfartei. Não acreditava no que estava ouvindo. Pedi a ela que aguardasse um pouco e que me retornasse a ligação em duas horas. Clamei ao Senhor Jesus! Foi neste momento que telefonei para a irmã pedindo uma orientação. A irmã, usada por Deus disse que era para eu ajudá-la. Estender a mão, afinal era nosso primeiro neto e ele não tinha culpa de nada. Eu estava preocupada com meu esposo que estava na igreja. Qual seria a reação dele. A irmã me disse que Deus estava preparando tudo. Que era para eu telefonar para ele e pedir que viesse para casa, pois surgiu algo de extrema importância... Assim eu fiz... Quando meu esposo chegou compartilhei com ele o ocorrido e ele chorou amargamente. Foi de partir o coração. Pouco tempo depois o telefone toucou, meu esposo atendeu, eles conversam e ela pediu perdão e voltou...

Demos todo apoio! Muitas lutas tivemos! Ela teve pré-eclampse. Quase morreu no parto. Teve hemorragia.

Hoje estamos com nossa netinha, Ana Beatriz. Ela mudou de vida. Esta estudando, trabalhando e cuidando da filha. Voltou para os caminhos do Senhor e disse que era feliz e não sabia.”

Ana Cristina de Souza Pacheco Tavares
(Mãe Unida em Oração - São Paulo, SP)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 


contato@maesunidasemoracao.org 


(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".