Ministério Mães Unidas em Oração Internacional - Brasil

Ministério Mães Unidas em Oração Internacional - Brasil
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração Internacional - Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em mais 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

domingo, 12 de julho de 2020

SOBREVIVEMOS A UM TSUNAMI



“Prezada irmã Jane Esther,

Estou enviando este e-mail para agradecer, em primeiro lugar, a Deus, por tudo que Ele me fez viver nestes últimos 90 dias. A irmã que foi a peça chave na transformação ocorrida em minha vida e, também, de minha família. A irmã não faz idéia do que vou narrar agora. Faço-o, na certeza e esperança de que será bênção na vida de muitas outras Mães. Eu creio no Poder da Oração!

Meu esposo é funcionário Público Federal e eu sou professora do ensino médio. Temos quatro filhos: duas meninas, uma com 24 anos, casada, mãe de uma filha de dois anos. Na época em que tudo aconteceu, estava grávida de um mês; a outra, com 20 anos, dois meninos de 22 e 18 anos, respectivamente. Residimos em Brasília há 22 anos e pertencemos a Igreja Batista daqui. Sempre tivemos como prioridade, criar nossos filhos nos caminhos do Senhor, dando todo apoio possível! Meus filhos são integrados na igreja. Cada um participa de uma atividade diferente. Todos são ativos na obra do Senhor.

Conheci o “Ministério de Mães Unidas em Oração” há três anos, através de minha irmã que pertence a Igreja Cristã Nova Vida, no Rio de Janeiro. Logo, procurei me informar a respeito do Ministério e hoje, lidero dois grupos. Deus tem feito maravilhas em nossas vidas!

Mesmo exercendo o magistério e com o tempo bem apertado, nunca dispensei nossa hora semanal de oração de “Mães Unidas em Oração”. Meus filhos estão na “Rede Mundial de Oração” e, semana após semana, são motivos de intercessão, juntamente com os filhos das demais companheiras de oração. Meus filhos sempre foram estudiosos, educados, obedientes, enfim, um presente de Deus. Nada é mais importante do que colocarmos a vidas de nossos filhos no altar do Senhor

Minha irmã Jane Esther, a narrativa é extensa. Tentarei ser o mais precisa possível.

“No mês de janeiro de 2010, minha família passou por momentos muito tristes, momento de muita turbulência.

Era sábado. Meu filho de 21 anos saiu com o irmão mais novo para comemorar. Ele havia passado no vestibular de medicina. Além deles, três outros colegas da igreja foram juntos a um local onde, volta e meia, iam.

Estávamos em casa e já passava da meia-noite. E eles não chegavam. Começamos a ficar preocupados. Meu esposo não sabia que atitude tomar. Quando o relógio marcou uma hora e vinte minutos da madrugada, recebemos um telefonema de uma das mães de um dos colegas de nossos filhos. Ela faz parte do nosso “Grupo de Mães Unidas em Oração”. Estava no hospital e nos disse, rapidamente, o que ocorrera. Saímos em disparada e, quando lá chegamos, soubemos do que realmente tinha acontecido. Na volta para casa, depois da comemoração, um carro, em alta velocidade, cujo motorista estava bêbado, bateu em cheio no carro onde meus filhos estavam. Os colegas e meu filho caçula sofreram algumas fraturas e escoriações. Um quebrou o braço. Outro quebrou a perna. Meu caçula quebrou o nariz. O caso mais grave foi o do meu filho de 21 anos. Ele sofreu muitos ferimentos. Tinha ficado preso nas ferragens e teve traumatismo em várias partes do corpo.

Ali começou a nossa luta. Nosso filho já estava no centro cirúrgico. Meu esposo foi tomar algumas providências necessárias. Enquanto isso eu e minha amiga fomos para a capela do hospital e começamos a clamar a Deus pela vida de meu filho! Como clamamos...

Depois de 23 dias em coma, ele voltou à vida. Ficamos sabendo que ele estava com as pernas paralisadas, mas, não tínhamos coragem de contar para ele. Nesse período, minhas companheiras de oração de “Mães Unidas em Oração” não cessavam de orar por ele, juntamente com centenas de outras pessoas que o amavam.

Após o impacto, ele foi transferido para o quarto e, ali, soube que estava com as pernas paralisadas devido ao traumatismo em sua coluna. Ficou no hospital ainda por mais 32 dias.

No início, ele não aceitava, de forma alguma, ficar, pelo resto da vida, em uma cadeira de rodas. O tempo foi passando. Ele recebeu alta. Foi para casa. Tentamos dar todo o apoio possível. O médico disse que, talvez ele voltasse a andar. Mas, só o tempo diria. Ele ficou indo no Hospital de Reabilitação Sarah Kubitschek aqui em Brasília, para fazer todos os tipos de tratamento possível. Ele queria nadar...

Nesse ínterim, minha filha que estava grávida, começou a ter problemas com pressão alta. Ela fazia acompanhamento constante com a ginecologista, pois precisava de cuidados.

No início do mês de junho, dia 14, recebi um telefonema de minha irmã do Rio de Janeiro, dizendo que minha mãe tinha sofrido um infarto e estava no hospital, muito mal. Deixei meu esposo e meus outros filhos e fui ao Rio visitá-la e dar apoio a meus irmãos e meu pai. Somos cinco irmãos. Durante o tempo que fiquei com minha mãe, clamava a Deus por minha família pedindo que Ele me concedesse a graça de vê-los bem. Minha mãe foi melhorando e seu quadro estabilizou. Ficou no hospital por mais alguns dias.

Enquanto isso, meu esposo levava meu filho para fazer tratamento. Algumas irmãs Mães Unidas em Oração davam suporte à minha filha grávida, agora com seis meses.

Meu filho estava muito deprimido. Devido ao acidente, teve que trancar a Faculdade e isso o deixou muito deprimido. Tentei voltar para Brasília no dia 21 de junho, mas só achei passagem para o dia 22.

No Rio de Janeiro, minha irmã me convidou para ir à Igreja Cristã Nova Vida, na Zona Oeste, para participar de um Culto para mulheres. Eu fui. Foi um culto maravilhoso. Minha alma estava angustiada. Eu estava profundamente triste. Era como se um tsunami tivesse passando sobre minha família.

Estava acompanhando o trabalho da irmã através da Visão Missionária e desejava muito conhecê-la. Deus reservou aquela oportunidade. Uma segunda-feira, 21 de junho de 2010! A irmã disse, na ocasião, que Jesus queria que confiássemos n’Ele. Que fizéssemos prova d’Ele.

Que através da fé, coragem e perseverança, alcançaríamos a vitória. Foi uma mensagem rica, edificante. A irmã pediu para que, quem quisesse colocar seus fardos sobre a cruz, fosse à frente.

A igreja estava repleta. Creio que tinha cerca de 250 mulheres. Muitas foram à frente chorando, inclusive eu. A irmã pediu que todas as mulheres que estavam sentadas, viessem à frente e, abraçasse cada uma, a pessoa mais próxima. Então, a irmã desceu do púlpito, e começou a tocar em cada uma. De repente, a irmã estava perto de mim. Eu estava chorando. Lembro-me, como se fosse hoje, das suas palavras: “não precisa chorar. Creia somente! A irmã vai alcançar a vitória! Tenha fé, coragem e perseverança. Não esmoreça! Nosso Deus é o Deus das coisas impossíveis! Ele é tremendo!” A irmã falava com autoridade e seu rosto brilhava! Suas palavras entraram em meu coração como uma flecha. Eu tinha certeza que Deus iria operar um milagre! Ao sair de perto de mim, a irmã voltou para o púlpito, e começou a cantar: “Vou levar meus problemas pra Deus. Entregar meus problemas pra Deus. Abençoar minha família, minha casa, meus irmãos, pois, eu creio no poder da oração...”

Naquela noite não dormi, tal foi a emoção de participar daquele culto. Deus falou ao meu coração de uma maneira singular! Eu deveria confiar. Deveria crer que Ele iria fazer uma grande obra!

No dia seguinte, 22 de junho, embarquei para Brasília totalmente focada na certeza de que meus filhos seriam vitoriosos! Quando cheguei, minha filha foi hospitalizada com ameaço de eclampse. Ficou 11 dias no hospital e, ao ter alta foi para minha casa, com seu esposo e minha netinha de dois anos. Continuávamos, eu e minhas companheiras de oração, clamando ao Senhor, na certeza da vitória!

Meu filho continuava fazendo todo o tratamento. Ele tinha esperança de andar. Agora, eu tinha certeza que ele voltaria a andar.

No dia 21 de agosto, minha filha não tinha mais condições de prosseguir na gravidez. Seu estado se agravou e, tanto ela quando o bebê, poderiam não resistir. Teve que submeter-se a uma cesariana. Quanta dor! Quanta angústia! Quanto sofrimento! Continuávamos clamando ao Senhor! Nasceu minha segunda neta, perfeita, sadia. Minha filha passou pelo vale da sombra da morte, mas, graças a Deus, recebeu a vitória, permanecendo com da vida. Treze dias depois, estava entrando em nossa casa, com sua filhinha no colo. Prezada irmã Jane Esther, não tenho como, nesse e-mail, descrever nossa alegria. É inenarrável!

No dia 23 de setembro, meu filho voltou a dar os primeiros passos, usando as muletas, saindo da cadeira de rodas. Sua coluna já estava sendo restabelecida. Segundo os médicos, ele voltará a andar... Glória a Deus! Ano que vem ele deverá voltar à faculdade e terminar seu Curso de Fisioterapia!

Ah! Irmã Jane Esther, muitas vezes pensamos que tudo esta bem com a gente. Que esta tudo sob controle e que nada vai acontecer. E, de repente, tudo se transforma! Muito obrigada pelo dia 21 de junho de 2010! Jamais me esquecerei de suas palavras: “Fé, Coragem, Perseverança!”

Que Deus abençoe a irmã!”

Jeanette Mara Campos de Moraes – Brasília, DF
(Este testemunho foi publicado com autorização expressa da mãe. Os nomes são omitidos para preservar o sigilo dos filhos.)


🍃🌺ღ╯ღ🍃🌺🍃🌺ღ╯ღ🍃🌺ღ╯ღ🍃🌺 ღ🍃🌺ღ╯ღ🍃🌺ღ╯


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

www.momsinprayer.org 
www.maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

sexta-feira, 10 de julho de 2020

A ARMADURA DE DEUS



Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça. Efésios 6:14

Para enfrentar nosso inimigo, o diabo, Deus nos deu uma armadura. 

A primeira instrução referente à armadura de Deus é ter nossas cinturas cingidas com a verdade. 

O papel de um cinturão em uma armadura, naquela época,nos ajudará a entender o significado de cingir-se com a verdade na armadura de Deus. Cingir significa cercar e o cinturão militar era um cinto forte largo, feito não só para sustentar o corpo, mas também para cobrir algumas áreas do abdômen que porventura ficassem desprotegidas pela couraça. .A função então do cinturão era manter o corpo bem firme para o combate. 

Comparando então a armadura física com a armadura de Deus onde a palavra nos diz que temos que ter a cintura cingida com a verdade. A cintura não é nosso corpo físico, mas "os lombos do vosso entendimento" (1 Pedro 1:13). A verdade que este cinturão representa é a verdade que em João 17:17 nos diz: a Palavra de Deus é verdade. 

Assim como no passados os guerreiros só estavam prontos par o combate quando estavam com sua armadura completa nós também só estaremos preparamos para a batalha espiritual que travamos dia a dia mutias vezes sem perceber, quando estiver os com nossa armadura completa e como sabemos que o inimigo de nossas almas trabalha nas nossas mentes nãos estaremos prontos para o combate, se não tivermos nosso entendimento “cingido” (cercado por todos os lados) com a verdade, a Palavra de Deus. A verdade liberta, traz luz a tudo, só faz bem as pessoas e aos relacionamentos.

A segunda instrução que vestíssemos a couraça que  era feita de placas de metal; ela cobria o corpo do pescoço até pouco abaixo da cintura, vestia o soldado de forma a protegê-lo pela frente e pelas costas. 

Em uma guerra em que se lutava com espadas, flechas e outras armas de metais e madeira, a couraça protegia membros vitais do corpo humano, sobretudo o coração. Seu papel era dificultar ao máximo que um oponente conseguisse ferir um soldado mortalmente. 

A justiça dessa couraça, não é a justiça( “boas obras”) humana.A justiça a que o versículo se refere é a justiça que recebemos no novo nascimento, quando cremos que “Jesus é o Cristo” (1 João 5:1). É esta justiça em Cristo que é nossa couraça na armadura de Deus. 

Quando usamos a couraça temos o entendimento de que independente das nossas obras já fomos perdoados, somos justificados, somos novas criaturas em Cristo, nosso coração (a parte mais profunda do nosso entendimento) estará guardado de toda condenação, acusações e outros males causados pelo inimigo 

O diabo é um inimigo real que peleja hoje e continuará pelejando, para nos destruir, até sua  derrota, quando ele será lançado no lago de fogo (Apocalipse 20:10). 

Mas durante nossa vida jamais estaremos desprotegidos porque Deus nos deu Sua armadura, para que sejamos capazes de resistir ao inimigo e vencê-lo. 

Pois a palavra do Senhor que é a verdade nos assegura: 

“Filhinhos, vocês são de Deus e os venceram, porque aquele que está em vocês é maior do que aquele que está no mundo.” 1 João 4.4

Oremos a Deus para que sejamos exemplos para nossos filhos quando os ensinamos a se protegerem do inimigo, usando a verdade e vivendo a verdade que é a palavra de Deus!! 



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?


Site Internacional: momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
contato@maesunidasemoracao.org 

Coeditora do Blog: Cláudia Regina Farias 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.




quinta-feira, 9 de julho de 2020

INTERCESSÃO, UM DIÁLOGO COM O CÉU QUE TRANSFORMA CENÁRIO


O maior bem do ser humano, depois da Salvação em Cristo Jesus é a saúde e a vida. É a partir desse dom de Deus, concedido ao ser humano, que o homem pode desenvolver suas capacidades, sobretudo a capacidade de amar.

O amor comunica vida e liberta. Contudo, suscita a repressão dos poderosos que se beneficiam da exploração dos oprimidos e empobrecidos. Doar-se no amor supõe mudança de vida e abandono dos esquemas de segurança e defesa oferecidos por este mundo, lançando-nos, em oração, nos braços do Pai.

É neste âmbito que surge a “Oração do Pai-Nosso” que Jesus ensina aos seus discípulos: 
Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;
Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; 
O pão nosso de cada dia nos dá hoje; 
E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;
E não nos conduzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.
" (Mateus 6:9-13)

A oração cristã consiste em estabelecer uma relação amorosa com Deus. Uma relação de amor acontece num contexto de confiança, de transparência e profundidade.

Como Orar a Deus?

Todos os cristãos deve saber como orar corretamente. Há muitas pessoas que fazem orações de uma forma completamente inadequada e contrária aos princípios bíblicos. Orar é falar com Deus, e a Bíblia nos ensina importantes lições sobre como orar a Deus da maneira certa.

Infelizmente a oração tem sido uma das áreas da vida cristã mais atacadas por falsas doutrinas. Há muitas ideias que circulam entre os crentes sobre a oração que misturam conceitos pagãos, idólatras, supersticiosos e místicos. Essas ideias procuram distanciar os cristãos do genuíno ensinamento das Escrituras acerca da oração. A Bíblia tem toda a informação necessária para que possamos aprender a como orar da forma que agrada a Deus, e não precisamos de nenhuma outra informação complementar.

O que a Bíblia ensina sobre como orar?
Talvez o texto bíblico mais claro acerca de como orar é aquele em que Jesus ensina seus discípulos sobre a oração (Mateus 6:5-13). Mas obviamente esse texto não é exaustivo, ou seja, há também outros textos na Bíblia que agregam informações essenciais para que possamos orar do modo correto.

Abaixo pontuamos alguns princípios bíblicos que certamente serão muito útil a você que quer aprender como orar a Deus.

1. Tenha uma vida de oração

A oração não deve ser um evento extraordinário em sua vida, mas deve ser algo constante. No texto em que Jesus ensina seus seguidores sobre como se deve orar, Ele diz: “E, quando orardes…” (Mateus 6:5). Perceba que Ele não diz “se um dia vocês orarem”, mas diz “quando orardes”. Isso significa que Ele considera que a vida de seus seguidores é uma vida caracterizada pelo exercício da oração.

Muitas pessoas que buscam aprender como orar procuram alguma orientação acerca de qual deve ser a frequência da prática da oração, ou qual deve ser sua duração ou ainda qual o melhor horário para orar. A quem busque saber também qual é a postura correta ao orar; se de olhos fechados ou abertos, se de joelhos ou em pé etc. Mas a Bíblia não normatiza esse tipo de coisa. A Bíblia se concentra em dizer que os crentes verdadeiros devem orar em todo tempo e nunca devem deixar de lado o exercício da oração (Efésios 6:18; 1 Tessalonicenses 5:17).

Mas como é possível orar em todo tempo? O que significa orar sem cessar? Obviamente isso não significa abandonar todas as suas responsabilidades e passar o dia todo literalmente proclamando orações. É claro que o crente deve dedicar um período diário para orar a Deus. Mas orar em todo tempo é manter um espírito de oração constante; é reconhecer o controle de Deus em cada circunstância de sua vida e estar em contato direto com Ele o tempo todo.

2. Ore com humildade e entenda o propósito da oração

Jesus ensina que quando oramos, não podemos ser como os hipócritas que fazem da oração um espetáculo a si mesmos (Mateus 6:5). Nos dias de Jesus os fariseus tinham o costume de orar em locais públicos para que pudessem ser vistos pelos homens.

Jesus diz que esse tipo de pessoa recebe imediatamente sua recompensa, mas não de Deus, e, sim, dos homens. Isso porque de fato gente assim consegue o aplauso das pessoas com sua falsa aparência de piedade e espiritualidade. Isso também indica que essas pessoas não entendem o propósito essencial da oração. Para elas a oração é apenas um meio para chamar a atenção das pessoas e para se se mostrarem super espirituais, e não um canal para falar com Deus.

Então Jesus diz: “Tu, porém, quando orardes, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará” (Mateus 6:6).

Aqui é importante entender que Jesus não está dizendo que não devemos orar em público; e muito menos está dizendo que só podemos orar sozinhos. Na verdade a oração pública e coletiva é algo presente na Bíblia do Antigo ao Novo Testamento. A igreja primitiva, por exemplo, se reunia regularmente para orar e os crentes levantavam suas vozes em unanimidade para clamar a Deus (Atos 4:24). Na verdade Jesus está corrigindo os erros da soberba e da hipocrisia que podem perverter o propósito e o significado da oração.

Então nós podemos e devemos orar sozinhos. O próprio Jesus frequentemente procurava um local reservado para orar. Mas também podemos e devemos orar em público acompanhado de nossos irmãos na fé. Em ambos os casos, o propósito da comunicação com Deus deve ser a essência de nossa oração.

3. Cuidado com as fórmulas de oração

É impressionante o quanto as pessoas procuraram por fórmulas, mantras de orações supostamente poderosas. Então as pessoas se apegam a essas fórmulas e acreditam que repetindo certas combinações de palavras, a vitória é garantida.

Mas Jesus adverte: “E, orando, não usem de vãs repetições, como os gentios; porque presumem que pelo seu muito falar serão ouvidos” (Mateus 6:7). A oração correta não é um mantra! Você precisa saber que Deus jamais ficará impressionado com a eloquência, com a forma poética ou com as palavras bonitas de sua oração.

Muitas pessoas realmente tentam chamar a atenção do Senhor com essas coisas inúteis. Essas pessoas se assemelham aos pagãos da antiguidade que pensavam que quanto mais repetissem e gritassem suas petições aos seus deuses seriam atendidos por eles. Então não existe uma fórmula secreta de oração poderosa que ao ser pronunciada repetidamente faz com que Deus atenda o seu pedido.

4. Direcione sua oração à pessoa certa

A oração verdadeira sempre deve ser direcionada a Deus. Jesus é muito claro ao dizer: “entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai”. Depois Ele diz que é “teu Pai, que vê em secreto” que te recompensará. Em seguida Ele ainda ressalta que “Deus, o vosso Pai” é quem conhece as suas necessidades (Mateus 6:6,7). Além do mais, a oração ensinada por Jesus começa com a seguinte declaração: “Pai nosso que estás nos céus” (Mateus 6:9).

A Bíblia ensina que há somente um mediador entre Deus e os homens. Esse mediador é Jesus Cristo (1 Timóteo 2:5).

Então não adianta querer orar aos anjos ou aos santos que já morreram, porque além de isto não ter base bíblica alguma e consistir em idolatria, também é uma perda de tempo.

A oração é essencialmente um diálogo com Deus. Então é absolutamente natural e aceitável que procuremos falar com Aquele que foi enviado pelo Pai e pelo Filho para ser o nosso Consolador (João 14:16,26).

5. Ore com consciência de sua condição

Não é a toa que a Bíblia ensina que devemos orar em nome de Jesus Cristo (João 14:13,14; 1516; 16:23,24). Por causa do pecado, nós não podemos orar a Deus com base em nosso próprio mérito. Mas a boa notícia é que temos um Mediador através do qual temos acesso ao trono da graça (1 Timóteo 2:5).

É em nome do Senhor Jesus que podemos nos achegar com confiança a Deus e alcançar misericórdia e graça. Mas orar em nome de Jesus Cristo não significa somente terminar cada oração citando seu nome. Na verdade orar em nome de Jesus é ter consciência de nossa condição falha e limitada diante de um Deus infinitamente perfeito, santo e justo. Não há nada em nós mesmos que nos faça merecedor do favor de Deus; mas pelos méritos de Cristo somos cobertos de justiça.

Mas este ponto deve nos levar a uma profunda reflexão. Se devemos orar em nome de Cristo, isto significa que estamos fazendo uma oração a Deus que o próprio Cristo faria, ou seja, nossa oração apela para a autoridade de Cristo. Então antes de cada oração devemos pensar sinceramente se a oração que estamos prestes a fazer seria o tipo de oração que Cristo faria.

6. Ore com fé e alinhado à vontade de Deus

Este ponto está diretamente ligado ao ponto anterior. O pressuposto básico da oração é crer em Deus. A Bíblia diz que “sem fé é impossível agradar a Deus. Porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe, e que recompensa os que o buscam” (Hebreus 11:6). É impossível conceber uma oração genuína e correta à luz da Bíblia se ela não estiver envolvida em fé.

Mas aqui é importante entender que orar com fé não significa fazer um tipo de oração forte que supostamente é irrecusável diante de Deus. Orar com fé não é determinar ou decretar que aconteçam certas coisas. Orar com fé é ter plena confiança em Deus e encontrar conforto em saber que Ele tem o melhor para os seus filhos, ainda que em algumas circunstâncias talvez isto não pareça claro para nós.

De fato a promessa de Jesus é: “E, tudo o que pedires em oração, crendo, o recebereis” (João 21:22). Mas esse “tudo o que pedires” deve ser entendido à luz de um coração comprometido com a vontade de Deus, que busca em primeiro lugar as coisas que trazem maior glória ao Senhor e que se preocupa com a expansão da obra de Deus nesta terra.

Por isto o apóstolo João escreve: “E esta é a confiança que temos para com Ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, Ele nos ouve. E, se sabemos que Ele nos ouve quanto ao que lhe pedimos, estamos certos de que obtemos os pedidos que lhe temos feito” (1 João 5:14,15).

7. Ore com fervor e perseverança


Sem dúvida devemos orar com fervor. Tem pessoas que entendem muito bem o conceito de como orar, mas falham em apresentar a Deus uma oração com fervor e perseverança. O escritor de Hebreus escreve sobre como o próprio Senhor Jesus orava com fervor: “Durante os seus dias de vida na terra, Jesus ofereceu orações e súplicas, em alta voz e com lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, sendo ouvido por causa da sua reverente submissão” (Hebreus 5:7).

O fervor também tem uma ligação com a perseverança. Quem ora com genuíno fervor também persevera. Jesus traz importantes lições sobre a importância da perseverança na oração em duas de suas parábolas (Lucas 11:5-13; 18:1-8).

Uma vida de oração sem perseverança é uma vida incompleta. Aquele que ora ao Senhor também deve saber esperar no Senhor. Assim o salmista diz: “Senhor, em ti espero; tu me responderás, ó Senhor meu Deus” (Salmo 38:15). Tão importante quanto aprender como orar é também aprender a estar preparado para perseverar por um longo período de tempo enquanto aguarda a resposta do Senhor.

8. Ore sabendo que a oração é um privilégio

Orar é um dos maiores privilégios que podemos ter nesta vida. A maioria de nós vive neste mundo sem nunca ter a oportunidade de dirigir a palavra a uma pessoa considerada importante e notável. Mas através da oração nós temos o incalculável privilégio de falar com o Rei do universo, o Senhor da História.

Esse privilégio vai ainda mais além porque, mediante Cristo, podemos chamar esse Deus Todo-Poderoso de “Pai nosso”. Falar com Deus através da oração também nos dá o privilégio de saber que Ele está perto. O profeta Isaías diz: “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar; invocai-o enquanto está perto” (Isaías 55:6).

9. Ore tendo em vista a soberania de Deus

Deus é soberano sobre todas as coisas. Isso significa que nossas orações não mudam os decretos eternos de Deus, mas que através delas Deus executa e cumpre os seus propósitos. Nós não temos todas as respostas para explicar exatamente como isto pode ser possível. Porém, se para nós a relação entre a soberania de Deus e a eficácia da oração é difícil de entender, para Deus ela faz todo sentido.

Então jamais devemos olhar para a soberania de Deus como algo que desencoraja as nossas orações. Ao contrário disto, a soberania de Deus deve nos trazer conforto em nossas orações, pois Ele sabe o que precisamos antes mesmo que venhamos a pedir (Mateus 6:8).

Neste ponto também considere que nem sempre nossas orações são respondidas por Deus da maneira como gostaríamos que fossem. Quando isto ocorre há dois significados possíveis: ou estamos orando com a atitude errada e de forma desobediente a Deus (Provérbios 28:9; Tiago 4:3; 1 Pedro 3:7); ou Deus tem algo melhor para nós, pois Ele nos conhece melhor do que conhecemos a nós mesmos e sabe de coisas que não sabemos. Há vários exemplos de pessoas na Bíblia que não tiveram suas orações respondidas de acordo suas vontades por conta de um propósito maior de Deus; inclusive o próprio Jesus e o apóstolo Paulo (Mateus 26:39; Coríntios 12:7-9).

Existe um modelo básico de como orar?

Na Bíblia há vários exemplos práticos de oração que nos auxiliam no entendimento de como orar a Deus corretamente. Aqui podemos citar a oração do Pai Nosso ensinada por Jesus aos seus discípulos. Essa oração reúne os principais elementos da oração. Veja:

· Adoração/Louvor: “Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu […] pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre” (Mateus 6:9,10,13). 

· Confissão: “Perdoa-nos as nossas dividas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores” (Mateus 6:12). 

. Ação de Graças - O pão nosso de cada dia dá-nos hoje.... (Mateus 6:11). 

· Intercessão: “ […] não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal” (Mateus 6:11,13).

Mãe, você pode seguir muito bem essa estrutura quando for orar. Então em suas orações louve a Deus traves de seus Nomes, Caráter e Atributos; 
confesse os seus pecados porque n’Ele está o perdão, renda-lhe graças por tudo; faça suas intercessões, pois Ele convida você a lançar sobre Ele todas as suas ansiedades; ; e também cultive a prática de orar por outras pessoas. (Mateus 18:18-20)

Além disso, você precisa saber que o Espírito Santo é quem leva cada uma de nós a orarmos de forma cada vez mais confiante em Deus. Ele nos conduz à oração mesmo quando não sabemos como nos expressar em nossas palavras (Romanos 8:26,27). Que a cada dia possamos aprender mais e mais a como orar da forma que Deus se agrada.

(Artigo: https://estiloadoracao.com/como-orar-a-deus/ )

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 992120548 

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

quarta-feira, 8 de julho de 2020

CRESCEI NA GRAÇA



Texto II Pedro 3:18 – “antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A Ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno”.

Aqui Pedro diz crescer, crescer em Jesus, crescer mais e mais no Nosso Senhor. Não é uma opção, é uma ordem. Como cristãos devemos estar em continuo crescimento.

O crescimento do cristão é algo continuo. Nunca deixará de acontecer. mas precisamos realmente, conforme a Palavra de Deus nos diz, estar dispostos a crescer até a vinda de Jesus, ou enquanto estivermos nesta vida.

Para crescermos em qualquer seguimento precisamos ter e conhecimento e experiência, na vida espiritual não é diferente. Para crescermos na graça, conforme o texto nos diz, temos que realmente conhecer Jesus ter experiências com Jesus.

E não podemos traduzir este crescimento limitados somente a ler a palavra de Deus. Neste hábito de ler a Palavra de Deus, já estamos crescendo. O desafio é viver a Palavra de Deus. E nesta vivencia é que realmente vamos crescer.

Quando todos à nossa volta puderem ver que há uma mudança em nós, que somos pessoas transformadas, pessoas diferentes cada vez mais, então está acontecendo nosso crescimento espiritual.

Cada um de nós precisa entregar os talentos, dons e recursos, sejam eles econômicos ou intelectuais para realmente servirmos o nosso próximo. Não é suficiente ter uma religião de boca, não é suficiente falarmos de Cristo temos que fazer o que Ele fez, amando cuidando, sarando, alimentando.

Nós podemos também abençoar uns aos outros através da oração,intercedendo nos colocamos na brecha, e vidas são saradas, alcançadas e transformadas. 

Deus precisa de pessoas simples, que estejam sempre em comunhão com Ele, que possam ter o Espírito Santo vivendo nelas e agindo através delas.

Conhecemos os bons princípios da Palavra de Deus, mas que o Senhor nos ajude a colocá-los em pratica. Que sejamos realmente o que Ele deseja de nós: Sejamos sal sejamos a Luz do Mundo. Pequenas luzes: todas juntas, iluminam o mundo para a glória de Deus.

Que Deus nos abençoe para que nossa maior prioridade seja crescer e ensinar nossos filhos a crescerem na graça e no amor de Nosso Senhor Jesus Cristo.


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?


Site Internacional: momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
contato@maesunidasemoracao.org 

Coeditora do Blog: Cláudia Regina Farias 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

terça-feira, 7 de julho de 2020

QUERO SER MÉDICO COMO DR. LUCAS!


Prezada irmã Jane Esther,

Moro em São Paulo. Conheci o Ministério Mães Unidas em Oração através de uma irmã da Igreja Batista da Liberdade, SP há 7 anos. Sou professora do Ensino Médio e meu esposo é Escrivão. Tenho 4 filhos. Meus filhos desde pequenos eram alunos da EBD. Meu filho caçula Matheus, na época com 9 anos sempre dizia que quando crescesse queria ser um médico, pois aprendera na EBD que Lucas, um dos Discípulos de Jesus Cristo, era o Médico Amado. Ele foi crescendo, concluiu o Ensino Fundamental e depois, com 16 anos, o Ensino Médio. Sempre dizia que gostaria de fazer medicina para ajudar ao próximo. Com 17 anos prestou vestibular para duas Universidades Particulares e passou, mas não tínhamos a menor condições de pagar. Eu e meu esposo conversamos com ele e dissemos que Deus iria abençoá-lo e que ele iria conseguir passar para uma Universidade Estadual. Durante aquele ano ele estudou sem parar.

No ano seguinte, ele tentou o vestibular para medicina da Universidade do Estado, mas não passou. Ficou triste e disse que só faria vestibular para medicina, pois ele queria ser como seu referencial, Dr. Lucas, o Médico Amado.

No ano seguinte, ele tentou, novamente, mas não conseguiu. Estava ficando desanimado, mas dissemos que no próximo ano ele iria passar. Foi aí que ele disse que prestaria vestibular para uma Universidade Federal. Durante todos estes anos, em nossas reuniões de Mães Unidas em Oração orávamos para que Deus fizesse o melhor na vida dele e que abrisse a porta certa para ele cursar medicina, visto que ele tinha convicção de que era esta a profissão que Deus colocara no coração dele, desde 9 anos.

Meu filho só ia para igreja e ficava estudando e revendo toda a matéria. Na noite anterior ao vestibular eu entreguei meu filho nas mãos do Senhor e uma forma profunda e clamei a Ele pela vida de meu filho. Que Deus desse a ele, agora com 20 anos a possibilidade de passa, pois ele estava preparado, humanamente para fazer o vestibular. Senti um profundo refrigério em minh’alma. Sabia que meu filho iria passar. No dia seguinte, um domingo pela manhã, meu filho foi para a Universidade Federal de São Paulo para fazer o vestibular e nós fomos para a igreja. Nossos corações estavam ligados ao dele, através dos Espírito Santo de Deus.Mas com total tranquilidade.O Culto terminou e voltamos para casa. Logo depois meu filho chegou e disse, que a prova estava muito difícil e que iria esperar o resultado. Meu filho foi aprovado! Aleluia! Aleluia! Fizemos um culto de gratidão à Deus pela maravilhosa bênção alcançada. Hoje está cursando o terceiro período de Medicina.

Obrigada Senhor, pelo Ministério Mães Unidas em Oração!


Berta Bueno Magalhães
(Mãe Unida em Oração – São Paulo, SP)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 


Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx"Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.

domingo, 5 de julho de 2020

MENSAGEM DE FERN NICHOLS PARA MAMÃES

Fern Nichols

Queridas mamães, sei que não é fácil educar os filhos hoje em dia. São muitas as influências e ideias que tentam se entranhar no coração das crianças. Tenho quatro filhos casados e oito netos, e é grande minha preocupação com seu bem-estar espiritual, emocional, intelectual, social e físico. Acolho com prazer o convite de Jesus: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso” (Mateus 11:28). E uma promessa que me dá alegria e com a qual posso contar. A oportunidade de conversar sobre essas preocupações com meu Pai celestial me dá esperança quando me sinto desesperançada, paz quando estou temerosa e sabedoria quando não sei o que fazer. É por isso que estou compartilhando este livro de orações com vocês. Senti o amor de um Deus fiel, que ouve e responde às minhas orações, e gostaria que vocês tivessem essa experiência também.

Não há nada — absolutamente nada — que nos preocupe e não importe a Deus. Nossas preocupações são suas preocupações, e ele diz: “e clame a mim no dia da angústia; eu o livrarei, e você me honrará” (Salmo 50:15). Nada é pequeno demais ou grande demais para ser compartilhado com Deus na oração. Podemos orar por todas as necessidades dos nossos filhos.

Ao colocarmos as necessidades deles nas mãos de Deus por meio da oração, estamos invocando sua intervenção, sua benção e proteção. Assim, a oração não só é uma dádiva maravilhosa para nossos filhos, como também um poderoso antídoto para os temores e as preocupações da maternidade. Estou ansiosa para que vocês iniciem essa jornada para interceder por seus filhos, interpondo-se e orando pelas necessidades deles c
omeçando com a Escritura escolhida para cada necessidade. A Escritura é o que torna as orações tão poderosas. Quando oramos com as palavras de Deus, é ao coração dele que falamos. Quando colocamos os nomes de nossos filhos na Escritura, estamos pedindo a Deus por eles. Agradeço por saber que posso confiar na Palavra de Deus: “Pois nada é impossível para Deus” (Lucas 1:37).

"Os Quatro Passos Para Oração" incluem Louvor, confissão e ação de graças, que são importantes para preparar nosso coração para interceder por nossos filhos.

A Louvor focaliza nossa atenção em um dos Nomes, Caráter e atributos de Deus. Ajuda-nos a ampliar nossa visão de quem é Deus, o que nos leva a uma confiança ainda maior no Deus que conhecemos.

A confissão ajuda-nos a ter consciência de qualquer pecado capaz de bloquear nossa comunicação com Deus e nos faz lembrar que devemos ser um exemplo da virtude que pedimos para nossos filhos e que, qualquer que seja a fraqueza que queiramos que eles vençam, também precisamos de ajuda de Deus para vencer nossas próprias fraquezas.

A ação de graças abre nossos corações para enaltecer o Senhor por tudo o que ele fez e por tudo que fará.

Vocês verão que nossas orações, por se basearem nas verdades eternas da Escritura, são adequadas a todas as idades e etapas — filhos pequenos, adolescentes e até mesmo aos filhos adultos.

Independentemente do que vocês ou seus filhos estiverem enfrentando, estejam certas de que a Palavra de Deus aborda o problema e trará o desejado consolo e discernimento.

Resistam à tentação de orar apressadamente. Deixem que o Espírito de Deus modele seu coração como ele desejar enquanto você o louva, confessa e lhe agradece.

Que as orações em concordância sejam um trampolim para uma jornada perpétua de orações intercessoras por seus filhos. E que inspirem outras orações para muitas outras necessidades — não apenas de seu filho, mas de toda essa geração de filhos.

Oro por vocês, mamães preciosas, para que as orações estimulem você a ter um relacionamento mais próximo, mais íntimo e mais amoroso com seu Pai celestial. Vocês são suas filhas queridas, e ele anseia por ouvir sua voz. Quer Deus diga sim, não ou espere, ele não deixará de ouvi-las e de responder às suas orações.

Tenham certeza de que suas orações são poderosas e eficazes, e que fazem diferença. Vocês nunca lamentarão o tempo investido na oração. Orar é um legado que vocês podem passar a seus filhos e que durará para sempre.

Que Deus as abençoe e a seus filhos.
(Fern Nichols)

(Extraído do Livro: Orações poderosas para MÃES)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 992120548 
(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

MOLLY BRUNO FALA SOBRE ORAÇÃO: "É UM RELACIONAMENTO"


Molly Bruno que inspirou a personagem do filme "QUARTO DE GUERRA" fala sobre a oração.

Intimidade
"É um relacionamento. É como conhecer os caminhos que Ele tem para mim todas as manhãs. O que eu faço é adorá-Lo e amá-Lo. Isso é tudo!

"Quando você tem Jesus, você tem tudo". Talvez esta frase já tenha sido dita por milhares de pessoas, porém está ganhando ainda mais força nas palavras de Molly Bruno, a senhora de 91 anos que inspirou a personagem Dª Clara, do filme "Quarto de Guerra". No filme, a senhora busca ajudar - por meio da leitura bíblica e oração - uma nova amiga, que está passando por dificuldades no casamento.

Em um pequeno vídeo publicado na página oficial do filme no Facebook, os irmãos Kendrick - produtores do sucesso do longa que foi sucesso de bilheteria nos EUA e em todo o mundo  conversaram com a guerreira de oração. Ela também se emocionou ao descobrir que ela não apenas inspirou a personagem Dª Clara, mas também viu que os produtores prezaram por detalhes, como usar a Bíblia da própria Molly em diversas cenas.

"Um dos maiores tesouros do último ano foi conhecer a senhora de 91 anos e guerreira de oração, chamada Molly Bruno", destacou Stephen Kendrick.

Quando comentou a importância que dá ao seu momento de orações e leitura bíblica diárias, Molly destacou que isto marca o início do seu dia.

"Bom, a minha conversa com o Senhor é muito importante, porque eu começo o dia depois do meu momento com Ele. Quando você tem Jesus, você tem tudo", declarou.

Questionada sobre um possível medo da morte, Molly foi enfática e bem-humorada ao responder ao próprio Stephen com um sonoro "Não!".

"Eu mal posso esperar para ver aquela bela face. Se lembra de como eu te abracei esta noite", perguntou ela a Stephen em um bate-papo em sua sala de estar. "Esta será a forma que vou abraçar Jesus quando chegar no céu".

Intimidade
"É um relacionamento. É como conhecer os caminhos que Ele tem para mim todas as manhãs. O que eu faço é adorá-Lo e amá-Lo. Isso é tudo o que eu posso fazer", disse ela com lágrimas nos olhos.

"Quando eu vejo uma barreira, penso: 'Jesus, eu sei que isso vai se resolver, então vá em frente' e Ele resolve".

"Quarto de Guerra"
O filme que já arrecadou mais de 70 milhões de dólares em bilheterias nos cinemas dos Estados Unidos da América

(Fonte: www.guiame.com.br)

Mães estamos vivendo tempos difíceis, em todos os aspectos, moral, ético, político, religioso, econômico, precisamos crer com toda força dos nossos corações para que a glória de Deus seja manifesta no Brasil, na nossa casa , na vida dos nossos amados filhos, façamos nosso quarto de guerra, para que através de nossas orações Jesus opere maravilhas.

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

Site Internacional: momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

sábado, 4 de julho de 2020

A ORAÇÃO SIMPLES


“Deus tenha misericórdia de mim pecador.” (Lucas 18:13) 

"Ore como puder e não como não puder." (Pensamento de Dom Chapman)

Não sabemos o que nos impede de orar, mas sabemos que encontramos tempo para muitas outras coisas na vida. Sempre há tempo para dormir, para comer, para trabalhar, e tempo para realizar outras pequenas coisas. Enquanto isso, muitas vezes, nossas almas clamam por um momento de sincera e doce comunhão com Deus. 

Mais doloroso ainda, é que nem sempre sabemos o que fazer quando estes maravilhosos momentos chegam. E não sabemos, porque estamos acostumados com a reza decorada, a oração longa e rebuscada, cheia de vocábulos não compreensíveis, assim como a oração do fariseu. Mas a pergunta é: Será que esta é oração que Deus quer ouvir? Ou antes, não será a oração do publicano?

De fato Deus pode estar a nos dizer; filho, filha, eu só quero sua presença, sua atenção, seu amor, fale o que quiser, fale aquilo que está no seu coração, fale como uma criança, fale de maneira simples. É a oração despretensiosa, que não reivindica qualquer coisa, tudo o que interessa é estar junto ao coração do Pai, e como uma criança conversar com Ele.

Sim, a oração simples, é a oração de um coração simples, que não precisa se embelezar, que vem ao Pai de maneira como está, e ao chegar, se derrama em simplicidade; Pai aqui estou eu, me perdoe e me receba como sou.

Oração simples, é a oração inicial, são as primeiras palavras, é a oração da criança, a oração do cristão, que com seu coração agradecido, está dando os primeiros passos com Jesus.

A oração simples, é a oração que envolve pessoas simples e comuns, que de maneira simples, trazem suas preocupações comuns, a um Pai amoroso e compassivo, que de maneira simples escuta e responde segundo a sua vontade.

A oração simples, foi a oração dos grandes heróis da fé. Foi a oração de Abraão, a oração de Jacó, a oração de Ana, a oração de Salomão, a oração da virgem Maria, a oração de tantos outros santos, que acharam graça diante de Deus.

Orar o simples, é crer, que Deus o nosso Pai, não está interessado em discurso, mas em um coração sinceramente arrependido e correto diante dEle.

Pr João Venâncio - Filósofo, Bacharel e Mestre em Teologia

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Coeditora do Blog: Sirlei Mendonça Campos)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

sexta-feira, 3 de julho de 2020

VOCÊ É A MENINA DOS OLHOS DE DEUS


DEUS - Abrigo e proteção

"Guarda-me como à menina do olho; esconde-me debaixo da sombra das tuas asas." (Salmo 17:8)

Nosso olho é uma das partes do nosso corpo mais sensível, mas também bem mais planejada, com defesas naturais que muitas das vezes desconhecemos. O próprio ato de piscar tem entre suas funções proteger o olho da invasão de intrusos [ciscos e argueiros] e perigos constantes externos. Intrusos estes que vem para machucar, nos fazer chorar, quem sabe até vem para nos cegar.

“Menina dos olhos”

O autor Charles Spurgeon em seu livro o Tesouro de Davi, faz um comentário ao versículo 8 do Salmo 17, que diz assim: “Parte alguma do corpo é mais preciosa, mais delicada e mais cuidadosamente guardada do que os olhos, e a parte dos olhos que deve ser guardada com maior cuidado é a parte central, a pupila, ou a “menina dos olhos”.

O sábio criador colocou os olhos num lugar bem protegido. Estão cercados por ossos que protegem como os montes de Jerusalém. Além disso seu grande autor os circuncidou com muitas túnicas interiores, além dos cercados que são as sobrancelhas, as cortinas que são as pestanas e as cercas que são as pálpebras; além disso tudo, Ele deu aos homens um valor tão grande para com seus olhos e uma apreensão de perigo tão instantânea, que parte alguma do corpo é mais fielmente cuidada do que o órgão da visão”.

Davi usa nesta sua suplica duas palavras para definir sua fragilidade e dependência; fala da menina dos olhos, e em seguida o desejo de estar escondido, protegido na sombra do Onipotente Deus. Davi reconhecia o perigo constante que os assediava e sendo assim suplica esta proteção Divina.

Somos preciosos, frágeis e sensíveis e por isso somos bem protegidos por Deus dos ataques externos que diariamente vem em nossa direção. Isso é tremendo pois Deus tem sido o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. (Salmo 46:1)

“A sombra das asas”

“Sombra das asas” podemos traduzir como: De baixo de…. Isso se chama “Segurança” Na sombra das asas estamos guardados, protegidos de qualquer perigo, não há melhor lugar para se esconder do que a sombra do Onipotente.

“Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel. Salmo 91:4

Quem já foi na roça e viu uma criação de galinhas percebe o cuidado e proteção que as galinhas tem com seus pintinhos. Atreva-se mexer nos pintinhos com a galinha por perto. Logo nos primeiros dias os pintinhos são alvos de aves de rapinas como gaviões, carcarás e outros animais como cobras lagartos.

Interessante como a galinha os protege. Ela desenvolve um cacarejo e quando percebe qualquer perigo aos filhotes ela faz esse barulho e todos correm para baixo de suas asas.

Se está frio os pintinhos correm para baixo das asas, se está calor, faz o mesmo, correm para a sua “proteção”. Isso é maravilhoso!

Jesus usou a galinha como uma analogia para demonstrar o cuidado de Deus para com seu povo, mesmo assim Israel havia rejeitado essa proteção, vejamos:

“Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! Quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste!  (Mateus 23:37)

Somos felizes por sermos amados e guardados por Deus, mas somos indefesos e frágeis longe dEle. Se nos afastamos estamos correndo grande perigo de sermos alvo do cruel inimigo. Todos os dias Deus tem buscado agregar pessoas, mas muitas vezes estes, mesmo sabendo do risco e do perigo que correm, se aventuram longe DELE.

(Josiel Dias em 04.09.2014 - Jornal: O Verbo)

Oremos para que Deus cuide de nossos filhos como a menina de Seus olhos em os escondam debaixo de Suas asas e para que nosso filhos não se aventurem em andar longe do Pai.

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

Site Internacional: momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
       contato@maesunidasemoracao.org 

Coeditora do Blog: Cláudia Regina Farias 
  
IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

quarta-feira, 1 de julho de 2020

POR UMA FRAÇÃO DE SEGUNDOS MINHA FILHA NÃO MORREU


Prezada irmã Jane Esther...

Tenho quatro filhos. Um filho de 22 anos, que está no exército.  Uma filha de 17 anos que está terminando o ensino médio, uma filha de 15 anos, que está no primeiro ano do ensino médio e o mais novo de 13 anos cursando o ensino fundamental... Eles estão de férias. 

Meu esposo é gerente de uma concessionária de carros importados... Somos todos evangélicos e batizados na Igreja Metodista.

Fui convidada inúmeras vezes, por uma mãe, vizinha minha para fazer parte do Ministério Mães Unidas em Oração, mas minha desculpa era uma só: tenho uma imensa luta, pois tenho 4 filhos e não sobra tempo. Tenho muitas coisas a fazer é não posso separar uma hora por semana para orar. Eu oro sozinha.

Cerca de três meses, ouvindo um cântico que vinha da casa de minha vizinha, o Espírito Santo me incomodou de tal forma que falei com ela aceitei o convite para orar pelos meus filhos e escolas. Desde que entrei no grupo comecei a orar por cada filho e a perceber a individualidade e necessidades de cada um.

Estava sentindo muita angústia, muito peso no coração com relação aos meus filhos. Minha filha de 15 anos, Ana Carolina, estava passando por mudanças. Não sabia o que fazer. Quando perguntava a ela se estava tudo bem, ela sempre dizia que sim... Não achava o caminho para iniciar um diálogo com ela... Eram tantas coisas para fazer, que o dia passava... a semana... o mês...

Na semana retrasada, precisei comprar algumas coisas para casa. Disse para meus filhos que iria ao mercado e, logo estaria de volta. Meus filhos de 13 e de 17 anos foram comigo. Minha filha de 15 anos disse que preferia ficar em casa... Não queria ir.

Sabe, irmã Jane Esther, minha filha sempre foi muito tímida, mas sempre feliz, estava presente em todas as atividades da igreja, na classe da EBD, na equipe de louvor...

Tinha percebido que minha filha, nestes últimos dias, estava direto no celular e muito calada, mas não imaginava, o que estava em seu coração... São tantas as coisas que não percebemos... Achamos que sabemos tudo, mas estamos equivocadas!

Bem... Ao chegar no mercado, que fica perto de casa, percebi que não havia levado o cartão. Passei a lista de compras para minha filha de 17 anos e falei para ela ir comprando que eu iria em casa buscar o cartão e voltaria rápido... Assim fiz...

Irmã Jane Esther, quando cheguei em casa, estava tudo muito silencioso. Chamei minha filha para dizer que tinha esquecido o cartão e já estava voltando para o mercado e, não ouvi retorno... Achei estranho! Comecei a procurar e... Quando cheguei no quarto, eu fiquei estarrecida, em choque!

Minha filha estava desmaiada, pendurada em uma corda que ela tinha amarrado no ventilador de teto... Parecia corda de cortina.

Eu dei um grito tão desesperador, que duas vizinhas vieram imediatamente... Eu não tinha ação. Estava em choque...


O esposo de uma das vizinhas tirou ela da corda. Ela ainda respirava. Meu vizinho a carregou até o carro e fomos para o hospital. Ainda pedi a filha de uma das vizinhas para avisar meus filhos no mercado do que estava acontecendo.

Durante o trajeto até hospital, eu e minha vizinha que também faz parte do Ministério, fomos agitando o coração e batendo no rosto dela para a cor voltar... Ela estava ficando roxa.


Quando chegamos ao hospital ela foi levada direto para a emergência... Enquanto a atendiam fizeram vários procedimentos cardíacos... Não pude fazer mais nada...

Não havia palavras, não havia questionamentos... Naquele momento busquei o Senhor de uma forma tão profunda e pedi que cuidasse de minha filha... (Mal sabia eu que o esquecer o cartão em casa já estava nos planos de Deus)

Eu e Maria, nome de minha vizinha, ali mesmo, naquele tumulto, orarmos a Deus.... Tudo nas mãos d'Ele... O que dizer? O que fazer? O que pensar? Nada a dizer! Nada a fazer! Nada a pensar!

Depois de duas horas de total aflição, o médico disse que ela estava em observação e que o susto tinha passado... Não poderia receber visita... Só mais tarde!

Foi então que telefonei para o meu esposo, pois ele estava viajando pela empresa para outro estado.

Minha filha ficou internada uma semana devido ao problema da corda no pescoço que afetou a glote... Ela ficou sem falar alguns dias... Voltamos para casa....

Depois que passou o pesadelo, perguntamos a ela o porquê de tentar se matar... Ela disse que não tentou se matar, mas que um colega enviou umas fotos de como se enforcar e ela quis saber como era, mas o banquinho que ela colocou para subir saiu do lugar e ela ficou sem chão... Foram tantos os questionamentos, conselhos, etc...

Este testemunho e, para que as mães fiquem atentas... Por uma fração de segundos MINHA FILHA NÃO MORREU.

(Valéria L. D.  é Mãe Unida em Oração em Belo Horizonte, MG)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 992120548 

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.