Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em mais 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

domingo, 12 de maio de 2019

TIPOS DE MÃES NA BÍBLIA



“Todavia, será preservada através de sua missão de mãe, se elas permanecerem em fé e amor e santificação, com bom senso.” (I Timóteo 2:15)

Mãe é a expressão do Amor de Deus. Ser mãe é uma dádiva de Deus. Ser mãe é receber de Deus um sublime dom. (Gera posteridade)

Ser mãe é receber um singelo dom. (Pois não existe outra forma de gerar o homem a não ser do ventre de uma mãe)

Ser mãe é receber um perpétuo dom. (Ela concebe um ser que nasce para ser eterno, nunca morrerá)

Dizem que cada criança que nasce é um telegrama de Deus anunciando que ainda ama o homem.

Por 289 vezes a palavra “mãe” ou “mães” aparece na Bíblia. Lendo-as, notamos que o princípio segundo o qual as mães devem ser honradas (Êxodo 20.12), junto com os pais, é repetido várias vezes, no Antigo e no Novo Testamento.
Elas devem ser honradas por serem mães, mesmo que seus conselhos ou práticas não devem ser seguidos. Temos na Bíblia histórias de mães magníficas e outras nem tanto. Devemos, logo, afirmar que, embora haja uma imensa influência delas sobre os seus filhos, elas não são responsáveis pelas escolhas que eles fazem.

A MISSÃO DE SER MÃE

“Talvez um dos papéis mais preponderantes da mulher destacado na bíblia, seja o de mãe, embora todos os papéis sejam igualmente reconhecidos. Esse papel de mãe era tão importante nos tempos bíblicos que a esterilidade feminina chegava a ser considerada uma maldição divina, porquanto furtava a mulher de uma de suas funções mais importante na vida. Há casos destacados com especialidade como o de Sara( Gn 17:15), Raquel (Gn30), e Ana (I Sm 1:2). R. C.

Muitas noites acordadas, cansaços físicos, renúncias, ingratidões, uma tarefa difícil, árdua.

Porém é extremamente gratificante para a mãe ver o filho que ela amamentou crescido, criado, formado, bem encaminhado na vida.

É honroso para a mãe ver em seus filhos suas próprias virtudes. É alentador para a mãe ser reconhecida por seus filhos como aquela que esteve ao seu lado nos momentos mais difíceis, educando, corrigindo, formando, protegendo, consolando, animando.

Todo e qualquer investimento, afim de que seja próspero tem que ter uma boa mão de que o cuida. Assim é a mãe, para que seu filho seja prospero durante sua vida.

As Ás várias funções da Mãe:

Gerar (conceber). Alimentar. Consolar. Dar amor. Proteção. Educar. (ensinar, edificar, exortar, corrigir, repreender). “ Ensina a criança no caminho que deve andar e ainda quando for velho não se desviará dele” Pv 22:6 “ Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste. E que desde a infância sabes as sagrada letras que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Jesus Cristo.” II Tm 3:14,15


AS VÁRIAS MÃES DA BÍBLIA

1. Estamos hoje dando tributo necessário àquelas que podem ser consideradas mães de verdade! Sabemos que muitas mulheres não são dignas de serem chamadas de mães, pois abortam seus filhos, os assassinam filhos, jogam-nos na lata de lixo. Há também mães que impõem sobre seus filhos torturas, castigos extremos, sofrimento, abandono, etc., sem falar naquelas que desonram seus filhos pelo comportamento pecaminoso que exercem, quando descambam para a prostituição, drogas.

2. Porém a grande maioria das mulheres, honram de fato a posição de mães que ocupam. Fazem de tudo para que seus filhos possam vir a ser vidas honradas na sociedade em que vivem. Muitas delas dão até mesmo a própria vida pelos seus filhos, fazendo de tudo para que possam crescer e ocupar espaços de destaque no mundo em que vivemos. Há exemplos de mães que, até mesmo, passaram privações, fome, para que seus filhos se formassem numa faculdade.
Na Escritura encontramos vários exemplos de mães, os quais queremos trazer nesta noite. Vejamos:

ALGUNS EXEMPLOS NEGATIVOS E POSITIVOS DE MÃES DENTRO DA PALAVRA DE DEUS:
A – EXEMPLOS NEGATIVOS:

I – AGAR – A MÃE DISPLICENTE
Gn 21.13-18, “13 Mas também do filho da serva farei uma grande nação, por ser ele teu descendente. 14 Levantou-se, pois, Abraão de madrugada, tomou pão e um odre de água, pô-los às costas de Agar, deu-lhe o menino e a despediu. Ela saiu, andando errante pelo deserto de Berseba. 15 Tendo-se acabado a água do odre, colocou ela o menino debaixo de um dos arbustos 16 e, afastando-se, foi sentar-se defronte, à distância de um tiro de arco; porque dizia: Assim, não verei morrer o menino; e, sentando-se em frente dele, levantou a voz e chorou. 17 Deus, porém, ouviu a voz do menino; e o Anjo de Deus chamou do céu a Agar e lhe disse: Que tens, Agar? Não temas, porque Deus ouviu a voz do menino, daí onde está. 18 Ergue-te, levanta o rapaz, segura-o pela mão, porque eu farei dele um grande povo”.

1.. Agar vem do hebraico “rgh” – Hagar – significado “vôo”.

2. Notem que Agar, mesmo sabendo da parte de Deus, que Ismael seria pai de muitas nações, abandonou o seu filho achando que o menino ia morrer. Foi incrédula e displicente! Parece que Agar era de fato era “avoada”, conforme nos indica seu nome.

II – REBECA – A MÃE PARCIAL

Gn 25.28, “Isaque amava a Esaú, porque se saboreava de sua caça; Rebeca, porém, amava a Jacó”.

1. Nome “Rebeca” – Hebraico “hqbr” – Ribqah – significado “amarrar firme”, “corda com laçada para amarrar animais pequenos”.

2. Todos nós sabemos da trama familiar montada por Rebeca, motivando e incentivando Jacó a enganar seu irmão Esaú, e que em virtude desta trama recebeu a bênção da primogenitura de seu pai Isaque, em lugar de seu irmão.
Tal posição de Rebeca motivou uma intriga familiar muito séria – ódio e ameaça de assassinato. De seu nome podemos deduzir que ela apenas “se amarrou” apenas Jacó, quando de fato era mãe também de Esaú.

B – EXEMPLOS POSITIVOS:

I – EVA – A MÃE A DE TODA HUMANIDADE

Gn 3.20, “E deu o homem o nome de Eva a sua mulher, por ser a mãe de todos os seres humanos”.

-. A palavra “Eva” – “hwx” – Chavvah – significa “vida”, “vivendo”.

-. A primeira mulher recebeu este nome por ser a mãe de todos os seres humanos. Como seu próprio nome indica, Eva deu origem ao processo de “vida” dos seres humanos a partir dela, recebendo o privilégio de ser chamada a “mãe de toda a humanidade”.

II- SARA – A MÃE SÍMBOLO DE FÉ

Hb 11.11-12, “11 Pela fé, também, a própria Sara recebeu poder para ser mãe, não obstante o avançado de sua idade, pois teve por fiel aquele que lhe havia feito a promessa. 12 Por isso, também de um, aliás já amortecido, saiu uma posteridade tão numerosa como as estrelas do céu e inumerável como a areia que está na praia do mar”.

-. Nome “Sara” – Hebraico “hr s” – Sarah – significado “nobre”, “magnífica”, “princesa”.

-. Sara é um exemplo de fé para todas as mães, uma vez que mesmo sendo impossível gerar um filho pela sua idade avançada, creu nas promessas divinas e Deus a tornou fértil. Assim ela gerou Isaque, que seria o continuador da descendência de Abraão. Vemos nela de fato uma “princesa da fé”, podendo ser exemplo para todas as mães. Sua fé é inigualável e deve ser copiada por todas as mães.

III – JOQUEBEDE – A MÃE “AMA DE CRIAÇÃO” DE SEU PRÓPRIO FILHO

Êx 2.1-9, “1 Foi-se um homem da casa de Levi e casou com uma descendente de Levi. 2 E a mulher concebeu e deu à luz um filho; e, vendo que era formoso, escondeu-o por três meses. 3 Não podendo, porém, escondê-lo por mais tempo, tomou um cesto de junco, calafetou-o com betume e piche e, pondo nele o menino, largou-o no carriçal à beira do rio. 4 A irmã do menino ficou de longe, para observar o que lhe haveria de suceder. 5 Desceu a filha de Faraó para se banhar no rio, e as suas donzelas passeavam pela beira do rio; vendo ela o cesto no carriçal, enviou a sua criada e o tomou. 6 Abrindo-o, viu a criança; e eis que o menino chorava. Teve compaixão dele e disse: Este é menino dos hebreus. 7 Então, disse sua irmã à filha de Faraó: Queres que eu vá chamar uma das hebréias que sirva de ama e te crie a criança? 8 Respondeu-lhe a filha de Faraó: Vai. Saiu, pois, a moça e chamou a mãe do menino. 9 Então, lhe disse a filha de Faraó: Leva este menino e cria-mo; pagar-te-ei o teu salário. A mulher tomou o menino e o criou”.

-. Nome “Joquebede”, Hebraico “dbkwy” – Yowkebed – significado “Javé é a glória”.

-. Sabemos que Joquebede foi a ama de seu próprio filho, Moisés. Quando a criança, para escapar da morte, foi colocada sobre o leito do rio e apanhada pela filha de Faraó, Joquebede foi chamada para ser-lhe “ama de criação”.
Isto aconteceu porque Joquebede colocou Miriã, sua filha mais velha, para vigiar a criança que deslizava no leito do rio. Foi Miriã que ofereceu à filha de Faraó, os serviços de sua mãe como “babá”, o que foi aceito pela princesa. De fato seu nome indica que Joquebede foi uma promotora da “glória” de Javé.

IV – ANA – A MÃE SUPLICANTE

1 Sm 1.10-18, “10 levantou-se Ana, e, com amargura de alma, orou ao SENHOR, e chorou abundantemente. 11 E fez um voto, dizendo: SENHOR dos Exércitos, se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva te não esqueceres, e lhe deres um filho varão, ao SENHOR o darei por todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha. 12 Demorando-se ela no orar perante o SENHOR, passou Eli a observar-lhe o movimento dos lábios, 13 porquanto Ana só no coração falava; seus lábios se moviam, porém não se lhe ouvia voz nenhuma; por isso, Eli a teve por embriagada 14 e lhe disse: Até quando estarás tu embriagada? Aparta de ti esse vinho! 15 Porém Ana respondeu: Não, senhor meu! Eu sou mulher atribulada de espírito; não bebi nem vinho nem bebida forte; porém venho derramando a minha alma perante o SENHOR. 16 Não tenhas, pois, a tua serva por filha de Belial; porque pelo excesso da minha ansiedade e da minha aflição é que tenho falado até agora. 17 Então, lhe respondeu Eli: Vai-te em paz, e o Deus de Israel te conceda a petição que lhe fizeste.18 E disse ela: Ache a tua serva mercê diante de ti. Assim, a mulher se foi seu caminho e comeu, e o seu semblante já não era triste”.

-. Nome “Ana”, Hebraico “hnx” – Channah, significado “graça”.

-. Ana foi a mãe de um dos maiores sacerdotes-profetas do Velho Testamento.
Porém, sabemos as dificuldades que ela enfrentou devido à sua esterilidade, que a motivou “chorar” na presença de Deus, junto ao templo. Vimos que até mesmo o sacerdote Eli a teve por embriagada. Em seu pedido suplicante, ela ofereceu seu filho para o serviço de Deus, cumprindo seu voto mais adiante.

Note que em sua súplica, Ana achou “graça” diante do Senhor.

V- RISPA , A MÃE MODELO

Mãe amorosa, não abandonou seus filhos nem quando morreram; passando aproximadamente seis meses enxotando as aves de rapina para que não comessem os corpos de seus dois filhos expostos na terra. Foi honrada por rei Davi, enterrando seus filhos nas sepulturas dos reis de Israel. (2 Sm. 21:8-14).

Quantas mães já abandonaram seus filhos, mesmo vivos? Uma tristeza.

-Rispa, foi uma mãe virtuosa que entendeu e aceitou a missão de ser mãe. Uma mãe verdadeiramente convertida aos seus filhos. ( Malaquias 4:6) Mesmo em face ao sofrimento, e morte, não abandonou seus filhos nem de dia e noite ficava perto de seus corpos não deixando as aves devorar seus corpos.

Quantas mães já desistiram de seus filhos deixando que as aves das drogas, dos traficantes, prostituições, más compainhas, os pecados diversos, filmes e revistas pornográficas, namoros fornicares, namorados dormirem na casa.

Enxote essas aves de seus filhos, mande embora, mas não perca seus filhos.

VI – MARIA – A MÃE AGRACIADA E SOFREDORA

Lc 1.30-33, “30 Mas o anjo lhe disse: Maria, não temas; porque achaste graça diante de Deus. 31 Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus. 32 Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; Deus, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai; 33 ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim”.

Lc 2.34-35, “34 Simeão os abençoou e disse a Maria, mãe do menino: Eis que este menino está destinado tanto para ruína como para levantamento de muitos em Israel e para ser alvo de contradição 35 (também uma espada traspassará a tua própria alma), para que se manifestem os pensamentos de muitos corações”.

1. Nome “Maria” – Grego – “Maria” – Maria; Hebraico – “Myrm” – Miryam – significado “rebelião”.

2. Maria hospedou em seu ventre o Filho de Deus, o Deus Encarnado, para depois vê-lo ser sacrificado em prol dos pecados humanos, 1 Co 15.3, “Antes de tudo, vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras”. Certamente Maria, agonizou junto à cruz de seu filho. Talvez, esta mulher de Deus, seja a única das mães citadas, cujo nome não faz juz ao seu significado, uma vez que jamais foi “rebelde”. A vida de Maria se resume no seguinte ato de obediência: “Cumpra-se em mim segundo a sua palavra”, Lc 1.38.

AS BENÇÃOS DA MÃE VIRTUOSA

Será sempre lembrada em suas virtudes . Não será esquecida nem quando morrer. Será sempre amada. Seu caráter estará evidente em seus filhos e na sua posteridade. Deus a honrará como honrou a Rispa.

O amor de Deus representado simbolicamente pelo amor de mãe: “ Mas Sião diz: O Senhor me desamparou, o Senhor se esqueceu de mim. Acaso pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que se compadece do filho do seu ventre? Mas ainda que essa viesse esquecer-se dele, eu, todavia , não me esqueceria de ti” Is 49:14,15

“ Quando Israel era menino, eu o amei; e do Egito chamei o meu filho… Todavia eu ensinei a andar a Efraim; tomei-os nos meus braços, mas não atinaram que eu os curava. Atrai-os com cordas humanas, com laços de amor, e fui para com eles como quem alivia o jugo de sobre as suas queixadas, e me inclinei para dar-lhes de comer.” Os 11:1,3,4

Deus abençoe cada dia as mães. Para que compreendendo a sua missão na terra, nunca desfaleça, nunca desista, nunca desanime, pois estará plantando uma semente, regando com amor, paciência e oração.


(Universidade da Bíblia)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx"

quarta-feira, 1 de maio de 2019

A DOR É SEM FIM...


"Meu filho estava no último período da Universidade. Estava cursando Direito. A turma dele foi comemorar a formatura.
Meu filho, um rapaz de 24 anos, estava ficando diferente conosco, com a igreja...
Estava distante, preocupado com o futuro...
Estava procurando um Concurso Público para fazer no próximo ano, enfim...
Cerca de um mês atrás, alguns colegas de sua turma foram fazer uma excursão em uma praia na Região dos lagos.
Meu coração de mãe apertou muito. Eu disse para ele que os riscos eram grandes. Que era para ele não ir. Não sabia o que poderia acontecer... Não conhecia os colegas dele... Ele nem me ouviu... Durante aquela noite eu não dormi... No dia da viagem, meu coração estava pesado...
Bem, depois de baladas, noites em claro e muitas outras badernas...

Foi apenas uma dose de whisky e, meu filho morreu lá mesmo.... Teve uma parada cardíaca... Na bebida, os colegas tinham colocado cocaína... Amigos? Que amigos...
Uma dor sem fim...
Depois de muitos dias de profundo sofrimento, meus outros filhos chegaram para mim e disseram: Mãe, estamos aqui e precisamos de você....

No vale de dor... Sim, vou continuar...

Ore por minha família e pelos meus outros 3 filhos.."

Janaína da Costa Mendes Figueiredo
Mãe Unidas em Oração - Rio de Janeiro, RJ
(Publicado com a autorização da mãe)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos

Todo filho precisa de uma mãe que ora 

Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)


IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”

terça-feira, 30 de abril de 2019

A ÚLTIMA PALAVRA VEM DE DEUS

"Durante alguns anos em minha igreja, alguns irmãs se reuniam para orar pelos filhos e escolas... Eu mesma, disse que não tinha tempo para isso. Tinha mais o que fazer....

Frequentava a igreja com meu esposo, que era muito consagrado e meus filhos, que faziam parte de todas as atividades pertinentes a cada um deles.

Até que, tive um momento de muita tribulação, quando minha filha de 16 anos, começou a ficar estranha.... Minha filha estava no primeiro ano do ensino médio. Tinha muitos colegas. Era muito boa de relacionamento... Era uma menina feliz!

De repente não queria mais conversar, nem ir para igreja... Por mais que tentássemos, não sabíamos o que fazer. Procuramos ajuda de uma psicóloga que nos disse que esta fase é complicada e que iria passar....

Um dia, pra ser mais exata, no dia 2 de julho do ano passado, 2015 minha filha entrou no banheiro e deixou a porta aberta... Depois de algum tempo passei e vi a porta aberta e, me deparei com uma cena terrível ... Ela estava com os braços cortados, todo ensanguentado e desmaiada... Fiquei alucinada de desespero... Não sabia o que fazer!

Era sábado de manhã, e meu esposo correu para ver o que acontecia e meus outros três filhos: Sarah, 12 anos; Guilherme, 13 e Renato 18, também...

Imediatamento, apertamos os cortes e fomos direto para o hospital... Minha filha tinha tentando o suicídio!!! Cortou os pulsos....Estava entre a vida e a morte e, pior, estava grávida! Grávida de um colega da escola, também de 16 anos!

Este foi um dos piores momentos de minha vida, até aquele dia! Não sabia ainda o que viria depois!

O médico nos chamou e disse que ela estava com 3 meses de gestação e com sérios problemas e, que deveríamos buscar ajuda. E assim fizemos...

Tanto eu, como meu esposo, procuramos dar todo carinho, atenção, amor, ajuda para os nossos filhos, mas não era o suficiente para Melissa... Ela era uma menina maravilhosa... Jamais poderia pensar em tal situação!

Até então, ainda não tinha me tocado da imensa responsabilidade de orar pelos filhos, mesmo pertencendo a Igreja do Evangelho Quadrangular... Tínhamos oração mas, não entendia o verdadeiro sentido de ter intimidade com Deus!

Estive visitando meus familiares no Rio de Janeiro e fui convidada para ir em um Chá na Sociedade Bíblica do Brasil, Rio de Janeiro, e lá ouvi uma pastora falar das Mães Unidas em Oração. Voltei para São Paulo.

A gravidez de minha filha estava ficando complicada... Pressão alta, arritmia cardíaca e outros problemas... Gravidez de alto risco...

Não ia mais a igreja... Ficava cuidando dela... Não queria saber de mais nada, apenas que ela desse a luz e tudo ficasse bem... Algumas irmãs me visitavam, mas não queria entregar minha filha nas mães de Deus. Achava que eu era a única solução de cuidado para ela...

No início de janeiro, após dar a luz a uma linda menina, minha filha não resistiu e veio a falecer...

Meu oxigênio faltou... Fiquei desesperada.....

Depois de muitas lágrimas, hoje temos a pequena Alice, para cuidar. Ela é apenas um bebezinho...

Os pais do menino que a engravidou, mudaram para outro estado... Não deram nenhuma atenção! Rejeitaram a pequena Alice.

Depois de toda tragédia, tive uma mudança radical em minha vida e de minha família. O Espírito Santo, consolador, tomou posse de mim, e, me mostrou que Deus é soberano em todas as coisas... O apóstolo Paulo diz: “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação, que nos consola em todas as nossas tribulações, para que, com a consolação que recebemos de Deus, possamos consolar os que estão passando por tribulações”. Deus não permite que experimentemos algo além do que podemos suportar... E em todas as coisas Ele tem um propósito..

Lembrei da palavra que ouvi no Chá... "Todo Filho Precisa de uma Mãe Que ora! Eu não orava pelos meus filhos, eu era um fracasso como cristã!

Passado um tempo de luto, entrei em contato, através da internet e hoje faço parte de Moms In Prayer... Tenho meu PGO - Pequeno Grupo de Oração, que se reúne em minha casa. Tenho três filhos e uma netinha para cuidar, com sabedoria, e discernimento do Senhor..."


Eu sei que a última palavra vem do meu Deus!

(Letícia Almeida Villarin Costa - Mãe Unida em Oração, São Paulo, SP

============================================================

Todas nós estamos sujeitas à perdas e por mais que saibamos que a vida um dia chegará ao fim, enfrentar esse momento traz uma dor muito forte dentro de nossos corações. Afinal, não existe idade para morrer. A morte pode acontecer subitamente; pode vir como uma amiga que alivia as dores e até mesmo como um refrigério para quem sabe para onde está indo. Mas a grande verdade é que sempre haverá um sentimento de vazio no coração dos que perdem alguém, pois aquele que partiu, não voltará mais.

O luto pode tomar conta da vida de uma pessoa não somente através da morte, mas pode ser caracterizado como a perda de algo muito importante, como um amigo, a separação familiar, a saída dos pais da casa… Sempre que algo é tirado da vida de uma pessoa, esse sentimento pode acontecer.

Agora, como agir quando passamos por esses momentos? Como devemos nos sentir quando isso acontece? Muitas pessoas se negam a passar por esse sentimento que o luto traz; mas negar o luto trará um vazio e uma dor que incomodará profundamente e por muito mais tempo. Sentimentos de culpa, raiva, solidão, medo e dúvidas, certamente surgirão, mas uma coisa é certa: Deus está com você em toda e qualquer situação, e Ele pode usar o momento de dor para que mais pessoas sejam abençoadas.

A grande verdade é que o Senhor pode usar um momento de dor como ferramenta de bênção na vida de pessoas que chegarão perto de você.

Não perca a oportunidade de ser bênção na vida de pessoas que estão passando por uma perda. Coloque-se nas mãos do Senhor e testemunhe do amor de Deus, pois certamente isso trará ao seu coração um propósito maior para o momento que você vive.


Aguardamos você!


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 


www.momsinprayer.org 
www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Se você foi tocada pelo Espírito Santo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, que é evangélico, o primeiro passo é fazer sua inscrição, e, em seguida, pedir a Deus outra mãe que sinta o mesmo toque o Espírito Santo e começar seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Faça sua inscrição online para receber todas as informações necessárias, através do link abaixo: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.
 

segunda-feira, 29 de abril de 2019

APENAS UMA BALA!



"Prezadas irmãs,

Sou Mãe Unida em Oração.  Conheci o Ministério há pouco tempo. Enviei um e-mail, e, recebi todas as informações. Fiz minha Ficha de Matrícula e também a Ficha de Cadastro de meus filhos e suas escolas. Tenho orado incessantemente pela escola de meus três filhos. Ainda estou aprendendo a colocar meus filhos no Altar do Senhor. Não tinha este compromisso. Orava, mas não com compromisso.... Agora, não deixo de orar por eles.....

Semana retrasada, minha filha mais nova de 11 anos, na hora do recreio foi comprar doces pela grade da escola com ambulantes que ficam na calçada. Dentre eles estava um rapaz que ofereceu balas. As demais colegas não compraram balas e, sim, outros doces. Minha filha comprou. Ela colocou a bala na boca e logo em seguida, após engolir um pouco do doce da bala, sentiu uma tonteira e caiu. A bala caiu de sua boca. As colegas chamaram a professora que, em seguida, levou minha filha para o hospital. Lá, após fazerem um exame de sangue, ficou comprovado que a bala estava com drogas. Minha filha está bem, graças a Deus, mas foi um momento muito preocupante. Escrevo estas linhas para que as Mães do Brasil fiquem atentas...

A situação está muito difícil.... Mães, fiquem atentas!


Sandra Regina Cerqueira
(Mães Unida em Oração – São Luis, MA)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos 
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx” 

domingo, 28 de abril de 2019

DEUS ESTÁ CUIDANDO DE TUDO


"Irmãs, a Paz do Senhor.
Quero agradecer a todas as Mães Unidas em Oração pelas orações feitas em favor de meus dois filhos, na Rede Mundial de Oração, pois Deus está fazendo grandes mudanças em minha vida.

Unir à vocês foi a melhor coisa que eu fiz, claro com direção do Espírito Santo, porque só ele para me guiar tão perfeitamente na direção certa.


Primeiro, Deus me colocou neste caminho pois estava com meu coração angustiado, triste, sem saber o que fazer. Eu sentia que tinha que fazer algo mas não sabia o que.


Depois com muito carinho Ele foi abrindo o meu entendimento e quando eu pude ver com clareza 
a minha missão, percebi que a vida que eu estava levando, trabalhando, correndo pra lá e pra cá, tentando resolver tudo, sobrecarregada, estava me afastando desse chamado... Mas como sair dessa tormenta e mudar de direção? Tudo aconteceu tão rápido que fiquei surpresa. Deus realmente não mede esforços para nos atender.


Eu trabalhava à 5 anos em um call center, trabalho muitas vezes desgastante e estressante. Para sair de lá só pedindo as contas e por mais que eu quisesse não podia sair assim de mãos abanando, pois precisava do dinheiro.

Nesses últimos meses Deus me mostrou claramente que eu precisava ficar em casa para me dedicar aos meus filhos. Eu precisava ensinar a Palavra de Deus a eles, pois "só" ir à igreja aos domingos não era suficiente, eu precisava ler a Bíblia com eles, orar por eles, interceder por eles, criar meus filhos para Ele. Porque foi para isso que Ele me deu dois filhos. E era isso que Deus queria de mim, Ele me disse que cuidaria de todas as outras coisas, e o que eu estava fazendo? Quase que nada, não tinha tempo.

Então eu disse: "Senhor, me ajuda a ter tempo para fazer a sua obra". Sabia que eu era  um instrumento e Deus precisava de mim nesta obra.

Eu ia trabalhar todos os dias e ficava me perguntando, como vou fazer isso. Foi então que Deus moveu céus e terra...

Na empresa há várias células de atendimento (produto Net) e para surpresa de todos nós a minha célula foi desativada, (quando isso acontece geralmente somos realocados para outra célula e continuamos na empresa), mas dessa vez resolveram mandar todos os operadores embora com todos os direitos pagos. 

O coordenador nos chamou em uma reunião e informou que seriamos dispensados. (Foi o que pedi a Deus para amim)

Hoje estou em casa e vou receber todos os meus direitos, já estou programando dias de estudos Bíblicos, passando Histórias Bíblicas em desenho, etc.... (já são grandes mas estão assistindo os vídeos bíblicos. Até meu filho de 18 anos, também está assistindo)

Deus disse que nunca é tarde. Vou providenciar Bíblias para os que não tem, vamos criar hábitos de orar antes de dormir e várias outras coisas que Deus tem me orientado, e claro, agora vou criar o Grupo de Mãe Unidas em Oração.

Quanto às condições financeiras, desde que fui demitida (dia 07/07/2015) a oficina do meu marido não para, todos os dias tem carro para ele arrumar, nem almoçando direito ele não está, e essa oficina estava totalmente sem movimento. Na esquina de casa há pouco tempo abriram uma mecânica de caminhões que presta serviço para uma transportadora e o dono chamou meu marido que é eletricista de autos para tratar da parte elétrica dos caminhões e a demanda e alta. Meu marido vai fazer um curso de especialização para ter mais precisão. Enfim, Deus está cuidando de tudo e eu estou muito feliz.

Muito Obrigada por tudo,
Um abraço!"

Simone Souza de Mello
(Mãe Intercessora Individual - Osasco, SP)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.

Todo filho precisa de uma mãe que ora

Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprrayer.org
contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 


IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

quarta-feira, 17 de abril de 2019

OS FILHOS DO QUARTO


Antes perdíamos filhos nos rios, nos matos, nos mares, hoje temos perdido eles dentro do quarto! Quando brincavam nos quintais ouvíamos suas vozes, escutávamos suas fantasias e ao ouvi-los, mesmo a distância, sabíamos o que se passava em suas mentes. Quando entravam em casa não existia uma TV em cada quarto, nem dispositivos eletrônicos em suas mãos. 

Hoje não escutamos suas vozes, não ouvimos seus pensamentos e fantasias,as crianças estão ali, dentro de seus quartos,e por isso pensamos estarem em segurança. Quanta imaturidade a nossa. Agora ficam com seus fones de ouvido, trancados em seus mundos, construindo seus saberes sem que saibamos o que é... Perdem literalmente a vida, ainda vivos em corpos, mas mortos em seus relacionamentos com seus pais, fechados num mundo global de tanta informação e estímulos, de modismos passageiros, que em nada contribuem para formação de crianças seguras e fortes para tomarem decisões moralmente corretas e de acordo com seus valores familiares.

Dentro de seus quartos perdemos os filhos pois não sabem nem mais quem são ou o que pensam suas famílias, já estão mortos de sua identidade familiar... Se tornam uma mistura de tudo aquilo pelo qual eles têm sido influenciados e pais nem sempre já sabem o que seus filhos são. Você hoje pode ler esse texto e amar, mandar para os amigos. Pode enxergar nele verdades e refletir. Tudo isso será excelente.

Mas como psicopedagoga tenho visto tantas famílias doentes com filhos mortos dentro do quarto, então faço a você um convite e, por favor, aceite! Convido você a tirar seu filho do quarto, do tablet, do celular, do computador, do fone de ouvido, convido você a comprar jogos de mesa, tabuleiros e ter filhos na sala, ao seu lado por no mínimo 2 dias estabelecidos na sua semana à noite (além do sábado e domingo).

E jogue, divirta-se com eles, escute as vozes, as falas, os pensamentos e tenha a grande oportunidades de tê-los vivos, "dando trabalho", e que eles aprendam a viver em família, se sintam pertencentes no lar para que não precisem se aventurar nessas brincadeiras malucas para se sentirem alguém ou terem um pouco de adrenalina que antes tinham com as brincadeiras no quintal !

(por Cassiana Tardivo - Psicopedagoga)


Nós, Mães Unidas em Oração sabemos que a tarefa de ser mãe não é fácil, exige muito de nós especialmente nesses tempos de tripla jornada, mas a palavra do Senhor nos instrui em Eclesiastes 3.1 "Tudo tem seu tempo determinado e há tempo para todo propósito debaixo do céu".

Que possamos buscar em Deus sabedoria para administrar nosso tempo de tal maneira que não nos falte tempo para todas as coisas especialmente para orar. Porque chegará o tempo de nossos filhos alçarem voos e nós não poderemos alcança-los, mas as nossas orações, aquelas que todo dia depositamos no trono da graça do Nosso Deus, certamente os alcançarão. 

Deus cumprirá todos os seus propósitos nas vida de nossos filhos. Aleluia!!!!



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

segunda-feira, 15 de abril de 2019

CHARLIE CHALLENGE – SEU FILHO ESTÁ JOGANDO ISSO?



Atenção, mães!


No dia 29 de maio e 2 de junho do ano passado fizemos um alerta em nossa página no facebook sobre isso! Veja o testemunho abaixo!

Muitas mães tem enviado seus e-mail dizendo que seus filhos estavam jogando na escola e na casa dos colegas!

Nossas mães da região sudeste e também da região centro-oeste pedem que oremos por esta situação...

__________________________
"Irmã Jane Esther,

Após ler o post aqui, no dia 2 de junho, fiquei muito preocupada e comecei a prestar atenção no meu filho de 11 anos. Ontem ele chegou em casa com mais dois colegas da escola e foram para o quarto.

Após um período de 1 hora, comecei a escutar gritos horrorosos. Corri até o quarto, e presenciei algo assustador. Um dos colegas de meu filho me enfrentou dizendo umas coisas muito estranha e não era ele. Corri até o computador e percebi que eles estão jogando,justamente este jogo maldito, que foi citado aqui. Fui até a tomada e desliguei o computador. O amigo de meu filho estava possesso. Uma cena horrível!

Meu filho ficou apavorado!

Depois que tudo se acalmou, vi que meu filho e os meninos estavam estava tremendo muito. Conversei com eles e oramos juntos invocando o nome de Jesus Cristo!. Eles entendeu o que falei e não iriam mais abri aquilo.

Sei que meu testemunho servirá de aleta para muitas outras mães!"

Késia Maria Navegantes
(Mãe Unida em Oração, Araruama, RJ)

Escrevo este testemunho para dizer, que não imaginava o quanto este post foi importante para minha vida!

Junte-se a nós em oração contra os jogos demoníacos dentre eles: Charlie Challenge. Muitos de nossos filhos estão sendo influenciados na escola pelos colegas. As crianças estão ouvindo sobre isso em redes sociais e este jogo está sendo divulgado amplamente em todo o mundo, inclusive aqui. Como mães cristãs precisamos estar plenamente ciente dos planos do inimigo na vida de nossos filhos...

“No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo." (Efésios 6:10,11)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa)


IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx"

domingo, 14 de abril de 2019

O MUNDO DE HOJE PRECISA DE MAIS "MÃES MÁS"


Um dia, quando meus filhos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e as mães, eu hei de dizer-lhes: 

- Eu os amei o suficiente para ter perguntado aonde vão, com quem vão e a que horas regressarão. 

-Eu os amei o suficiente para não ter ficado em silêncio e fazer vocês saberem que aquele novo amigo não era boa companhia. 


- Eu os amei o suficiente para os fazer pagar as balas que tiraram do supermercado ou revistas do jornaleiro, e os fazer dizer ao dono: "Nós pegamos isto ontem e queríamos pagar".


- Eu os amei o suficiente para ter ficado em pé junto a vocês, duas horas, enquanto limpavam o seu quarto, tarefa que eu teria feito em 15 minutos.


- Eu os amei o suficiente para os deixar ver além do amor que eu sentia por vocês, o desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos.

- Eu os amei o suficiente para os deixar assumir a responsabilidade por suas ações, mesmo quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração.

Mais do que tudo, eu os amei o suficiente para dizer-lhes não, quando eu sabia que vocês poderiam me odiar por isso (e em momentos até odiaram). Essas eram as mais difíceis batalhas de todas.

Estou contente, venci... Porque no final vocês venceram também!

E, em qualquer dia, quando meus netos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e as mães, quando eles lhes perguntarem se sua mãe era má, meus filhos vão lhes dizer:

"Sim, nossa mãe era má. Era a mãe mais má, mais ruim do mundo..."

– As outras crianças comiam doces no café e nós tínhamos que comer cereais, ovos e torradas.

As outras crianças bebiam refrigerante e comiam batatas fritas e sorvete no almoço e nós tínhamos que comer arroz, feijão, carne, legumes e frutas.

E ela nos obrigava a jantar à mesa, bem diferente das outras mães que deixavam seus filhos comerem vendo televisão ou jogando no celular...

Ela insistia em saber onde estávamos a toda hora (olhava nosso celular de madrugada e "fuçava" nos nossos e-mails, nossas mensagens no whatApp).

Mamãe tinha que saber quem eram nossos amigos, nome dos pais, onde moravam e o que nós fazíamos quando estávamos juntos com eles.

Insistia que lhe disséssemos com quem íamos sair, mesmo que demorássemos apenas uma hora ou menos. Nós tínhamos vergonha de admitir, mas ela violava as leis do trabalho infantil. Nós tínhamos que tirar a louça da mesa, arrumar nossas bagunças, esvaziar o lixo e fazer todo esse tipo de trabalho, que achávamos cruéis.

Eu acho que ela nem dormia à noite, pensando em coisas para nos mandar fazer.

Ela insistia sempre conosco para que lhe disséssemos sempre a verdade e apenas a verdade.

E quando éramos adolescentes, ela conseguia até ler os nossos pensamentos.

A nossa vida era mesmo chata. Ela não deixava os nossos amigos tocarem a buzina para que saíssemos, tinham que subir, bater à porta, para ela os conhecer.

Enquanto todos podiam voltar tarde à noite, com 12 anos, tivemos que esperar pelos 16 para chegar um pouco mais tarde, e aquela chata levantava para saber se a festa foi boa (só para ver como estávamos ao voltar).

Por causa de nossa mãe, nós perdemos imensas experiências na adolescência: nenhum de nós esteve envolvido com drogas, em roubo, em atos de vandalismo, em violação de propriedade, nem fomos presos por qualquer crime.

FOI TUDO POR CAUSA DELA. 
Agora que já somos adultos, honestos e educados, estamos a fazer o nosso melhor para sermos "PAIS MAUS", como minha mãe foi. EU ACHO QUE ESTE É UM DOS MALES DO MUNDO DE HOJE: O MUNDO DE HOJE PRECISA DE MAIS "MÃES MÁS".

(Autor desconhecido) 

Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.( Prov 22.6). 

Parabéns a todas nós mães, que por amor, tivemos a coragem de sermos mães más, e hoje podemos ver o fruto do trabalho de nossas mãos e de nossas orações. Felizes sejam todos os nossos dias porquê dia de mãe é todo dia.



Lembre-se que Mães Unidas em Oração é um Ministério de mãe com mãe..


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 


IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

sábado, 13 de abril de 2019

NÃO VOU MAIS USAR DROGAS... NÃO QUERO MORRER!


“Em 2002 o meu filho mais velho se envolveu com as drogas através dos colegas, da escola. Foram longos 6 anos e meio chorando e intercedendo. Deus me deu a a vitoria, pois, ele voltou para igreja e hoje é levita ...

Em 2009 meu filho caçula saiu da presença do Senhor e também se envolve com as drogas. Mesma coisa... Através dos colegas na escola!

Para mim foi muito difícil, pois já havia passado por essa situação e dessa vez foi um desespero total. Pensei que ele poderia ter aprendido com a experiência do irmão mais velho, mas não foi isso que aconteceu...

Até o final de 2014 não tinha forças e nem ânimo para batalhar... Várias vezes quis expulsá-lo de casa, pois não aguentava mais essa situação, porém Deus ministrava em meu coração para não tomar tal atitude..
.
Fui a um encontro de mulheres que estavam orando, mas quando pedi para que elas me ajudassem em oração foi uma decepção... Não era o que eu procurava...

No inicio de 2015, ao entrar em uma livraria vi um livro chamado: Todo Filho Precisa de Uma Mãe que Ora! Comecei a ler... Não parava de ler... Em menos de uma semana tinha “devorado” o Livro...

Como o livro me deu ânimo para interceder! Que bênção! Quantas experiências maravilhosas!

Procurei conhecer o Ministério que no Livro estava escrito Moms In Touch International. Comecei a pesquisar na internet e ao entrar no site da Editora Hagnos, que imprimiu o Livro vi o nome do Ministério Moms In Prayer International e, dali encontrei o site do Brasil e recebi todas as informações.

Com algumas mães da minha igreja, ainda no mês de janeiro começamos a orar e formei o meu primeiro grupo de Mães Unidas em Oração...

Bem... Vou ser bem resumida...Houve um acampamento de carnaval e uma das mães sugeriu que eu pudesse levar meu filho... Foi difícil, pois ele não queria aceitar... Entreguei nas mãos de Deus... Fiz a inscrição dele e pedi que as Mães Unidas em Oração, orassem comigo... Entreguei a Deus a situação sabendo que Deus iria fazer o melhor!

Meu filho começou a me chantagear... Chorei demais, mas não aceitei as chantagens dele, apenas confiei em Deus.

No dia do acampamento fomos ‘’eu’’ e ‘’ele’’, e lá no acampamento para honra e gloria de Deus, de uma maneira miraculosa, meu filho foi tocado pelo Espírito Santo de Deus e liberto das drogas. Ele disse: "Não vou mais usar drogas...Não quero morrer!" Foi uma transformação total... Algo indescritível! Miraculoso. Agora meu filho esta indo para casa do Senhor. Sei que satanás não esta feliz. Mas peço sempre aos anjos do Senhor que acamparem ao redor dele...

Deus é maravilhoso!

Contei minha historia, pois sei que serve como animo para muitas mães que estão passando pela mesma dificuldade...”

EU CREIO NO PODER DA ORAÇÃO FEITA EM NOME DE JESUS!



Ângela Thomaz da Costa
(Líder de grupo de Mães Unida em Oração, São Paulo, SP)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprrayer.org
contato@maesunidasemoracao.org

(Editora do Blog: Jane Esther Monteiro de Souza de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”.

sábado, 30 de março de 2019

ESTAVA FAZENDO TUDO ERRADO COM MINHA FILHA!


Irmã Jane Esther...


Sou mãe de três adolescentes. Um filho de 17 anos, uma filha de 15 anos e a mais nova de 12 anos. Passei por uma dificuldade muito grande quando a minha filha de 15 anos, que era muito tranquila, fazia parte do grupo de louvou da igreja Assembleia de Deus entrou no ensino médio.

Ela virou a cabeça. Ficou rebelde, não queria me ouvir, vivia em baladas com as colegas da escola, fugia de madrugada e, chegava de manhã, tinha vários namorados, um desespero. Meu esposo e eu não sabíamos mais o que fazer.

Eu não entendia porque daquele comportamento se tudo fizemos para que nossos filhos tivessem o melhor!

Eu não podia falar nada que me respondia agressivamente, e, só faltava me bater... Estava totalmente desnorteada...

Desesperada e com medo das consequências que minha filha poderia ter nesse caminho, usava a força e minha autoridade como mãe sem sabedoria alguma. Eu a obrigava ir à igreja comigo, não tinha a menor paciência, só falava com ela gritando. Como que podia aquilo acontecer comigo, visto que meus outros dois filhos eram totalmente diferentes em tudo...

Comecei a agir, pois fui falar com um líder de minha igreja e ele me disse que eu tinha que procurar ajuda... Conversei com algumas pessoas da área de adolescentes, mas nada resolvia...

Foi quando entendi que precisava de ajuda como mãe. Fui convidada por uma senhora para ir participar de um Chá na Sociedade Bíblica do Brasil, pois iria falar uma irmã sobre o Poder da Oração e que com certeza Deus iria me iluminar e me ajudar na criação de minha filha...

Quando cheguei, já tinha começado a programação e sentei mais atrás. Passados alguns minutos, a pessoa que me convidou não foi... Senti-me muito deslocada... Mas o Espírito Santo me incomodou para eu ficar e ir sentar mais a frente. Assim fiz...

Quando foi dada a palavra a preletora, irmã Jane Esther de Paula Rosa, ela falou sobre a Fé que vê o invisível e recebe o impossível. Citou algumas mulheres da Bíblia que são referências para nós, dentre elas: Ana (que clamou a Deus para ter um filho), Ester (que jejuou e orou três dias pela libertação de seu povo) e Joquebede (que usou de estratégias para salvar a vida de seu filho Moisés)... Ela falava de tal maneira que não conseguia desviar meus olhos... Era como se eu estivesse hipnotizada.

Eu anotei tudo... Em dado momento ela disse: “- Mãe, ame seu filho... Tenha paciência com ele... Ele precisa de você... Não diga palavras de maldição sobre a vida dele... Não diga que ele é uma peste... Que ele não vale nada... Que a melhor coisa seria você nunca tê-lo concebido... Seu filho precisa de você. Diga que o ama.. Que ele é o melhor presente que Deus deu a você... Abençoe seu filho... Ore por ele... Deus vai entrar com providências e vai mudar seu filho... Creia... Creia... pois nada resiste ao poder da oração Exatamente assim que ela disse.

Tão logo terminou a reunião fui falar com ela... Que bênção. Ela me explicou sobre o Ministério Mães Unidas em Oração, como funcionava... Não perdi mais tempo. Fiz minha inscrição, recebi todas as informações e comecei a agir e entrar na batalha espiritual pela vida de minha filha...

Convidei outra mãe e ela aceitou orar comigo, e assim começamos nossa batalha em oração juntas. Telefonei para ela e ela me auxiliava, com orientações e oração! Eu seguia as orientações...

Ao nos reunirmos para orar, sempre ouvia uma palavra de fé, e a cada orientação fui aprendendo a lidar com minha filha.

Primeiro houve uma mudança dentro de mim. Fui tendo sabedoria em lidar com ela... Passei a fazer Os Quatro Passos da Oração e entender o propósito de oração junto com as outras Mães Unidas em Oração.

Foi então que comecei a ver uma mudança muito grande em minha filha. Abandonou as más amizades e a vida errada que estava vivendo. Hoje minha filha, por sua própria vontade vai comigo para igreja e eu estou muito feliz!!

Sou muito grata por fazer parte do Ministério Internacional Mães Unidas em Oração, pois tenho aprendido muito.

Como mãe, hoje sei que tinha que mudar a forma como a tratava minha filha. Eu estava fazendo tudo errado!

(Tereza Cristina Martins Bittencourt – Líder de Grupo de Mães Unidas em Oração no Rio de Janeiro, RJ)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos 
Todo filho precisa de uma mãe que ora 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

contato@maesunidasemoracao.org 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa) 

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher coloque ”xxxx”

sexta-feira, 29 de março de 2019

DO NADA, A VIDA MUDA


“Amadas Mães Unidas em Oração....

Durante 5 anos participei de reuniões de movimento de oração, em minha Igreja Presbiteriana no Rio de Janeiro, mas nunca tinha sentido em meu coração a necessidade de orar como no 29 de junho do ano passado. Foi então que conheci, Mães Unidas em Oração.

Sempre fui com minha família a igreja, mas não tínhamos compromisso com Deus. Não éramos assíduos e nem tão pouco estávamos presentes nas reuniões semanais. Meus filhos iam quando tinham vontade, quando queriam. Nunca me preocupei em conduzi-los nos caminhos do Senhor. Muito menos da necessidade de participarem, desde pequenos na EBD. Eu era uma mãe displicente com Deus.

Nunca tínhamos sofrido nenhum problema. A vida era muito "normal".

Bem, no ano passado, meu filho mais novo, Benjamim, de 23 anos passou por um dos piores momentos de sua vida e trouxe desespero para todos nós. Ele estava cursando o último período Engenharia de Telecomunicações e foi a um encontro com os colegas em um restaurante ao ar livre na praia de Ipanema no dia 28 de junho, uma sexta-feira para festejar o final do curso.

Na hora, do nada, sem nenhuma explicação senti um aperto no meu coração, e disse para ele não ir. Disse que meu coração estava apertado. Ele disse que não teria nenhum motivo para eu me preocupar, pois o encontro seria com a turma dele e que todos estariam juntos. Não teria nenhum problema. 

Bem, em determinado momento apareceram uns rapazes estranhos que não pertenciam a o grupo e começaram a perturbar as colegas de classe com palavras de baixo calão. Meu filho Benjamim, e mais dois colegas foram falar com eles e pedir que os deixassem em paz. Um dos rapazes começou a discutir com eles e disse que queria ver quem iria tirá-los dali. Thomaz, amigo de meu filho disse que iria chamar a policia. Outro rapaz sacou uma arma e disse que se alguém se mexesse que ele iria atirar. De repente ele atirou e a bala acertou meu filho em cheio. Eles fugiram e meu filho foi socorrido pelos colegas e levado para o hospital. 

Bem, tão logo recebemos a notícia, eu, meu esposo Guilherme, nossos dois filhos: Júlia e Matheus e minha mãe Martha fomos para o hospital. Foram momentos terríveis, de total angústia. 

Assim que chegamos, encontramos alguns dos colegas de nosso filho no hospital. Eles estavam transtornados com o que tinha acontecido. Informaram que nosso filho já estava no centro cirúrgico. Passamos horas sem ter noticias e aguardando a finalização da cirurgia para sabermos exatamente o que estava acontecendo. Nada da cirurgia terminar... 

Quando o dia estava prestes a amanheceu, a cirurgia acabou. O medico veio até onde estávamos e disse que o quadro de meu filho era extremamente grave! Que teríamos de aguardar as próximas 24 horas! A bala tinha perfurado alguns órgãos e que ele havia tido uma parada respiratória durante a cirurgia. Estava no CTI.

Durante o restante da noite eu orei como nunca tinha orado e pedi a Deus pela vida de meu filho! De manhã, enquanto as enfermeiras trocavam o plantão, uma delas ligou a televisão começou a mexer nos canais. Mesmo cansada comecei a ouvir e, em menos de 2 minutos, ouvi uma jovem senhora falando: “- mãe a sua causa não está perdida. Creia no poder de Deus e que Ele poder operar maravilhas na vida de seu filho. Ele está no controle de todas as coisas. Apenas creia!“

Aquela palavra tocou tão forte em meu coração que naquele momento, senti de Deus um refrigério muito grande. Estava perto da recepção, então peguei o numero do telefone e entrei em contato. Quem atendeu foi a irmã Jane Esther. Naquele momento meu coração estava disparado. Disse para ela o que tinha acontecido. Ela orou comigo e disse que estava a disposição para o que eu precisasse. Disse também que outras mães estariam orando.... Foi maravilhoso! 

Ela leu a Bíblia, a Palavra de Deus, no Salmo 91. Eu ouvia atenta todos os detalhes. Fiquei imensamente grata... 

Eu telefonava para ela todos os dias e ela orava por mim. Como me senti consolada. Como foi importante aquele momento juntas... 

Muitas pessoas foram nos visitar, mas a palavra da irmã Jane Esther cravou no meu coração e transformou a vida de meu filho! Eu creio no Poder da Oração! Eu creio no Poder da Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Seu quadro foi melhorando e meu filho disse que sentiu em seu coração no CTI
 o Toque do Espirito Santo.. Ele disse: " - O Senhor Jesus tocou o meu coração. Eu senti a presença dele, comigo."  Aleluia! 

Em menos de 20 dias meu filho teve alta e foi para casa... Não teve como participar da formatura, pois estava muito debilitado. 

Passados dois meses, meu filho já estava bem e participou da formatura no final do ano.
Meu filho, hoje é líder dos jovens na Igreja, onde é membro. Passamos a ter compromisso com Deus. Meus outros dois filhos hoje estão integrados na igreja.

Procurei informações com a irmã Jane Esther de como poderia ser uma Mãe Unida em Oração. Ela me explicou dizendo que, primeiramente a mãe tem que sentir o toque do Espírito Santo. Depois pedir que Deus levante outra mãe com o mesmo propósito e, assim que tiver outra mãe para orarmos juntas, poderia formar o grupo e se reunir onde eu achasse melhor. Que seri bom participar do treinamento para conhecer os Quatro Passos Para Oração.

Hoje tenho meu grupo de oração em minha casa com mais três mães. Tenho a alegria se saber que estou somando com mães de mais de 150 países. Que faço parte deste extraordinário Ministério de oração.

Muito obrigada, Mães Unidas em Oração!"


Mônica Moraes da Costa Fernandes 
 Líder de Grupo de Mães Unidas em Oração no Rio de Janeiro, RJ
(Testemunho publicado com a permissão da mãe)



Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

www.momsinprayer.org 
www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org 
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Se você foi tocada pelo Espírito Santo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil, que é evangélico, o primeiro passo é fazer sua inscrição, e, em seguida, pedir a Deus outra mãe que sinta o mesmo toque o Espírito Santo e começar seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Faça sua inscrição online para receber todas as informações necessárias, através do link abaixo: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque ”xxxx”.

quinta-feira, 28 de março de 2019

DAS TREVAS PARA LUZ



"Irmã Jane Esther...
Este testemunho, que ora passo a escrever aconteceu em uma das escolas que leciono.

Sou professora de Ensino Religioso do Estado do Rio de Janeiro. Dou aula em duas escolas em um dos maiores Complexos de favelas, aqui no Rio de Janeiro.

Estive numa reunião do DERE - Departamento de Ensino Religioso, realizado na OMEBE – Ordem dos Ministros Evangélicos no Brasil e no Exterior, quando ouvi a irmã falar sobre o Ministério de Mães Unidas em Oração, cuja base são as escolas de nossos filhos.

Bem, durante alguns meses, fiquei relutando para participar, e sentia o Espírito Santo me incomodando, e, depois de sete meses, tomei a iniciativa de enviar um e-mail para o Ministério pedindo maiores orientações de como fazer parte. Recebi todas as informações. Logo, fiz minha inscrição. Hoje tenho dois grupos de oração de Mães Unidas em Oração funcionando em minha casa.

Coloquei meus alunos das turmas onde leciono, na Rede Mundial de Oração. Pois a base são as escolas, pois é lá que tudo acontece!

Pude ver as fotos das Mães Unidas em Oração de Mirandópolis, SP e fiquei encantada...

Hoje sei o porquê do Ministério. Entendo o que é ser uma Mãe Unida em Oração. Entendo perfeitamente a preocupação e a missão de Fern Nichols com relação a seus filhos e os filhos de todas as demais Mães do Mundo (biológicas, adotantes ou as mães que tem seus filhos espirituais). As mães que pertencem a este Ministério extraordinário, são mães escolhidas por Deus, mães especiais, mães que amam seus filhos. Mães de Oração.

Durante minhas reuniões no grupo de oração de Mães Unidas em Oração pedia as minhas companheiras que orassem por mim e pelas minhas classes, escola, professores, diretora, funcionários.

Irmã Jane Esther, sou casada e tenho três filhas que são bênçãos na minha vida e na vida de meu esposo. São filhas que todas as mães gostariam de ter. Uma, tem 17 anos, outra 15 anos e a caçula com 9 anos. São meninas crentes, estudiosas, responsáveis com o trabalho de nossa Igreja, enfim, excelentes meninas. Devido a paz que vivo em meu lar, estava sendo uma prova muito difícil conviver com aquela classe em especial. A turma era maravilhosa, os alunos eram queridos. Uma classe de 34 alunos.

Dentre eles tinha um aluno que estava testando a minha paciência. Era filho de um dos líderes do tráfico de drogas no complexo. Ele debochava da direção, dos outros professores, de mim, xingava as demais crianças, intimidava algumas meninas, enfim, com 13 anos estava se achando. Todas as aulas, no momento em que eu entrava em classe e me deparava com aquele adolescente, as coisas ficavam complicadas. Durante quatro aulas, fui levando, tentando passar para eles valores morais e espirituais. Pedia a Deus que me ungisse para eu não cometer nenhuma atitude que depois pudesse me arrepender... Em nenhuma aula tinha tranquilidade. Estava muito difícil.

Teve um dia que ele me disse que não estava ali para ouvir aquelas besteiras, que o que ele gostava mesmo era de estar com os colegas, fumar baseado, e ficar com as “minas” (meninas).

Bem, um dos meninos menores e mais duas meninas, começaram a brigar com ele dizendo que se ele não quisesse assistir a aula que saísse. Ele deu um tapa no rosto de uma das adolescentes. Ele disse que estava ali era para zoar mesmo e que queria ver quem iria tirá-lo da sala. Bem, naquele momento, pedi que se retirasse da sala, e ele me disse que não sairia. Disse que eu não sabia com quem eu estava me metendo.

Bem, eu pedi licença por um momento a turma e fui até a direção, chamei um professor, que também já conhecia o adolescente, pegou pelo braço e juntos o levamos até a direção e explicamos o que tinha acontecido e o deixamos lá.

A diretora da escola já fazia parte do Grupo de Oração de Mães Unidas em Oração e já sabia de tudo que estava acontecendo. Aquela escola era adotada por nós e já está na Rede Mundial de Oração!

Na semana seguinte, após o início da aula, o pai daquele menino chegou com mais dois capangas, armados para nos intimidar. Ele veio até a frente e sentou em uma carteira que estava vazia, perto do filho, que não parava de debochar. Os dois capangas ficaram nos fundos da classe.

Naquele momento, irmã Jane Esther, eu clamei ao Senhor Jesus que colocasse em minha boca as palavras certas. Minhas pernas ficaram duras, mas, minha boca, não. O pai daquele adolescente disse que queria saber o que eu estava ensinando para o filho dele. Durante os minutos seguintes, falei sobre respeito e amor ao próximo, sobre valores morais e espirituais. Que eles tinham um futuro de vitórias. Que eles tinham muitas oportunidades pela frente, que deveria lutar por elas. Conquistar um espaço na sociedade de forma digna. Terminar o colégio. Não me recordo de tudo que falei, apenas sei que Deus me usou durante todo o período de aula. A turma ficou em total silencio.

Assim que terminei o período de aula, ele se levantou e me perguntou: - É isso que a senhora ensina para o meu filho?

- Sim, disse eu. É isso que eu, como professora de Ensino Religiosa passo para os meus alunos. Seu filho tem desrespeitado todas as aulas.

No mesmo momento, aquele homem pegou o filho pelos cabelos e disse: - Se eu souber que você está criando qualquer problema com esta professora ou outra pessoa desta escola, você vai se ver comigo, entendeu? Entendeu?

O menino sacudiu a cabeça que sim! O pai continuou: “- Eu nunca tive ninguém para me ajudar e passar para mim tudo isso que a sua professora está passando para você. Por isso me tornei um traficante, mas não quero que você entre pelo mesmo caminho.

O homem me agradeceu, pediu licença e saiu com os dois capangas. Aquele menino ficou com a cabeça baixa.

Durante todo o ano fui trabalhando na vida dele e pedindo ao nosso grupo que orasse por ele. Mostrava que se ele continuasse naquela vida acabaria morto, etc..

Bem, ele parou de fumar baseado e tomou noção dos verdadeiros valores que norteiam nossa vida.

Um mês antes de terminar o ano letivo, o pai dele foi morto por outro traficante. Uma tristeza...

Ele, meu aluno, foi resgatado do mundo do crime para Jesus Cristo, é aluno da EBD, aprendeu a tocar bateria para participar da equipe de louvor, participa da Equipe “Adolescentes para Cristo”, enfim, saiu "Das Trevas para Luz".

Como a irmã sempre fala: A FÉ vê o invisível. A FÉ crê no incrível. A FÉ recebe o impossível!

A Deus Toda Honra e Toda Glória!

Ana Maria C. F. 
(Mãe Unida em Oração - Rio de Janeiro, RJ) 
(Este testemunho foi publicado com autorização. Os nomes são omitidos para preservar o sigilo dos filhos.)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

www.momsinprayer.org 
www.maesunidasemoracao.org 

contato@maesunidasemoracao.org 
www.facebook.com/maesunidasemoracaobrasil 
www.instagram.com/maesunidasemoracaobrasil 

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE ABRIL DE 2019

É maravilhoso fazer parte de Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil e conhecer o extraordinário Programa de Oração Mundial em PGOs - Pequenos Grupos de Oração, que Deus deu a uma mãe: Fern Nichols, em 1984, no Canadá, e que já está em mais de 150 países... 

Um Ministério que durante anos tem sido referência na vida de milhões de mães ao redor do mundo!

Louvamos a Deus por mais um mês de oração pela vida de nossos filhos e escolas...

Agradecemos a vocês Mães Unidas em Oração que enviam seus pedidos e, através deles podemos elaborar o Calendário Nacional de Oração que tem norteado cada mãe no seu momento "A Sós com Deus"!
No Momento "A SÓS COM DEUS", a Mãe Unida em Oração escolhe a hora mais apropriada, diariamente, e ora de 3 a 7 minutos por um dos filhos (biológico, adotivo ou espiritual), pela escola e pelo pedido do dia que está no Calendário Nacional de Oração, enviado para todas as Mães que pertencem ao Ministério, em PDF. O Calendário não substitui o encontro semanal de 1 hora dos PGOs - Grupos de Mães Unidas em Oração.

Se a mãe pertence ao Ministério Internacional e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).

Somos apenas servas!

Se você sentiu o toque do Espírito Santo para participar, o primeiro passo para fazer parte do Ministério Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração no Brasil é fazer sua inscrição como Mãe (biológica, adotante ou espiritual) colocando seu(s) filho(s) e a escola adotada em oração na Rede Mundial de Oração.

É só fazer a inscrição para receber todas as informações necessárias através do link:
http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html

Tão logo encontre outra mãe que também tenha sido tocada pelo Espírito Santo comece seu PGO - Pequeno Grupo de Oração...

Foi assim que começou com Fern Nichols em 1984, no Canadá. Ela levou seu filho para escola e viu que ele estava mudando de comportamento. Começou a orar e pediu a Deus outra mãe que estivesse passando pela mesma situação. Assim começou Moms In Prayer International e, hoje, estamos em 153 países! Mistério Insondável de Deus! 

Lembre-se que Mães Unidas em Oração é um Ministério de mãe com mãe..

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.momsinprayer.org
www.maesunidasemoracao.org
WhatsApp: 21 99212-0548

(Editora do Blog: Jane Esther M. S. de Paula Rosa)

IMPORTANTE: Para fazer parte do Ministério e receber todas as informações, é só fazer sua inscrição online em nosso link: http://maesunidasemoracao.org/inscricaonline.html 

Não deixe nenhum espaço em branco. Caso não tenha como preencher um espaço, coloque "xxxx".