Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em quase 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

terça-feira, 3 de novembro de 2015

NOSSAS FRAQUEZAS PODEM LEVAR VIDA A OUTROS!

Como as nossas feridas são importantes! De uma ferida pode brotar a vida e surgir a esperança. Sim, Deus quer usar nossas experiências negativas para curar os outros!

Podemos pensar que Deus só admira nossas qualidades e aproveita somente o que fazemos de bom, mas é difícil entender que Deus possa querer usar nossas limitações, nossas fraquezas e aquela ferida que tanto queremos esquecer, para levar esperança às outras mães.

A verdade é que sem essas fraquezas, Deus não pode levar vida a outros, pois são elas que nos tornam humildes, misericordiosos e nos fazem entender a dor do próximo. 

Por isso, não deixe que as marcas dolorosas do seu passado fechem seu coração para Deus. Pelo contrário, use-as como ponto de partida para algo bom, pois muitas mães estão à sua espera, e ninguém melhor do que você para ajudá-las! 

Ore e Deus fará de você um instrumento na vida de outras mães.

Não pense que que para fazer parte de Mães Unidas em Oração é preciso ser capacitada, talentosa, sem falhas e defeitos...

Muito pelo contrario...

(Jane Esther de Paula Rosa)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário