Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em quase 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

FILHOS E OS VÍCIOS...

Freqüentemente, recebemos e-mail, in box, telefones de mães cujos filhos são viciados em vários tipos de drogas, sendo que, 93% começaram a usar com os colegas...

Em muitos casos as mães tentam proteger os filhos das conseqüências de seu problema, tirando-o de confusões resultantes de seu consumo de drogas.

O aconselhável é interromper essas "operações resgate" e dar-lhe oportunidade para vivenciar integralmente as conseqüências danosas de seu comportamento, aumentando significativamente sua lista de motivos para mudar de comportamento.

Escolha o momento apropriado para conversar - organize-se para falar com seu filho pouco depois da ocorrência de algum problema.

Por exemplo, após uma briga familiar séria na qual o uso de álcool ou drogas tenha tido um papel importante, ou logo após um acidente ocorrido sob o efeito de drogas.

O momento certo é aquele no qual o efeito da substância já tenha passado, em que ambos estejam calmos e em que seja possível obter um certo grau de privacidade.

Seja específica - Diga claramente para seu filho que você está preocupada com seu consumo de drogas e que quer ajudá-lo a procurar atendimento especializado. Fundamente sua preocupação com exemplos de situações nas quais o uso da substância tenha causado problemas ao próprio usuário, a você ou a terceiros, incluindo o incidente mais recente.

Deixe claras as conseqüências de recusar-se a procurar ajuda - Explique para seu filhos que até que ele (ou ela) aceite ajuda especializada você irá tomar algumas atitudes na sua vida, não para puni-lo, mas para se proteger.

Essas medidas podem variar até ao ponto mudar de casa para não se envolver em situações problemáticas.

Mas cuidado: não faça ameaças que não possa cumprir, mencione apenas o que você realmente tem condições de por em prática.

Esteja pronta para ajudar - reúna antecipadamente informações sobre possíveis locais de tratamento ou ajuda. Se seu filho aceitar procurar alguém, telefone imediatamente para marcar um horário e ofereça-se para acompanhá-lo na primeira visita.

Vale lembrar que se ele recusa se tratar, você poderá dar o primeiro passo, buscando ajuda especializada. Desta forma, você se torna, antes de tudo, um exemplo para seu filho e, o mais importante, demonstre e assuma que está disposta a participar ativamente deste processo e que todos estão implicados. Ou seja, o problema não é só do seu filho, é seu também!

O melhor a fazer é procurar tratamento e orientações com profissionais especializados no assunto de dependência química.

(Jane Esther de Paula Rosa)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário